Os cães de aluguel esquerdistas

1
47

O filme do trailer acima, “Cães de Aluguel” (Reservoir Dogs, no original), foi lançado em 1992 e marcou o inicio da carreira de Quentin Tarantino como diretor.

No filme, vários criminosos acabam entrando em conflito após um assalto frustrado a uma joalheria, e em vários momentos matam-se mutuamente.

“Cães de Aluguel” me veio à memória imediatamente ao ler algumas declarações de Ingrid Betancourt, política colombiana seqüestrada em 2002 pelas FARC (e libertada em 2008).

Nessa entrevista ao Globo, Ingrid mostra que esquerda ainda é o seu negócio, o que deixa todo o seu discurso complicado.

Em relação à eleição de Dilma, ela diz: “Devo confessar que gostei muito.”

Para ela, Dilma é uma “pessoa que sofreu na ditadura”, e que portanto “deve valorizar infinitamente os direitos humanos e o valor da democracia.”

O engraçado é que Ingrid simplesmente omitiu o fato de que US$ 2,5 milhões foram surrupiados do cofre do Adhemar por Dilma e sua gangue.

Quer dizer, para esquerdistas, como Ingrid, só existem atos que foram cometidos contra um outro esquerdista. Atos criminosos cometidos pelos esquerdistas contra quem não é esquerdista simplesmente não existem.

Aliás, para eles um ato criminoso cometido por um esquerdista contra outro esquerdista é atribuido por este último à qualquer outra coisa, menos a esquerda.

Segundo o Terra, Ingrid diz que as FARC não tem ideologia (portanto não poderiam ser de esquerda): “”Não vi um grupo político, não vi interesse por política. Vi comandantes satisfeitos com seu poder e com sua fortuna”.

Ué, mas existe algo mais esquerdista do que isso?

O esquerdismo existe EXATAMENTE para que alguns sujeitos consigam poder e fortuna em cima do dinheiro dos outros de uma maneira aparentemente legítima. Como por exemplo, tomando conta de estados aparelhados. Ou então criando um grupo terrorista, como as FARC, que receberam apoio incondicional dos petralhas no Foro de São Paulo.

Mesmo assim, ela comete um ato falho ao dizer que o grupo terrorista “usa ideologia para justificar os negócios”.

Ora, não há nada mais genuinamente esquerdista que usar doutrinas de esquerda para justificar os negócios. Na verdade, essa é a FUNÇÃO da doutrina esquerdista.

O discurso de esquerda tem uma função intrínseca: através de um fingimento de que um grupo irá “criar justiça social”, obter uma autoridade para enfim realizar algo em seu benefício. Sempre foi assim e sempre vai ser.

Mais um momento constrangedor de Ingrid:  “Tenho dúvidas se Che Guevara aceitaria traficar e sequestrar”.

Na lógica dela, as FARC não são de esquerda, pois usam ideologia para crimes. Por isso, Che Guevara não aceitaria fazer o mesmo.

Só que Ingrid é desmascarada pelo fato de que Che Guevara matava seus oponentes com uma facilidade impressionante. Ela, ao ser sequestrada pelas FARC, teve sorte melhor do que muitas vítimas de Che.

Não que as FARC estejam absolvidas de seus crimes. Muito pelo contrário.

Mas é fato que eles ainda tem que comer muito feijão com arroz para chegar no nível criminoso de gente como Che Guevara e seus amigos revolucionários. Estes sim matavam para ver o tombo.

Entretanto, para Ingrid, Che é santo, as FARC são ruins. Che era de esquerda, mas as FARC não.

E assim, sucessivamente, ela segue absolvendo a esquerda de tudo, usando a já conhecia falácia do Nenhum Escocês de Verdade

Para quem não se lembra dessa falácia, basta imaginar a afirmação “Nenhum escocês coloca açúcar em seu mingau”, sendo contra-argumentada com a citação de um amigo seu que é escocês e coloca açúcar no mingau. O proponente novamente afirmaria: “Ah, sim, mas nenhum escocês de verdade coloca”.

É claro que Ingrid tem que usar esse tipo de falácia tentando salvar a imagem da esquerda.

Ela chegou a senadora usando esse discurso, e agora quer vender livros usando o mesmo discurso.

O discurso da esquerda, para ela, é um negócio. (Bestas são apenas os militantes que não acabam recebendo nenhum dividendo direto, mas é por isso que eles são chamados de idiotas úteis)

Muitas pessoas são surrupiadas em impostos por culpa de discursos de esquerda, mas bandidos não se importam muito com suas vítimas, certo?

Alguns ainda olham para Ingrid com pena, por ela ter sido sequestrada. Prefiro sentir pena de cidadãos HONESTOS que são vítimas de cobranças de impostos altos. Como esquerdista, Ingrid é cúmplice daqueles que cobram esses impostos.

Ela está em posição semelhante a de Celso Daniel.

Hoje muitos lembram como se fosse uma “barbaridade” o fato do ex-prefeito de Santo André ter sido assassinado por causa de queima de arquivo petralha em 2002.

Na verdade, o assassinato de Celso Daniel, assim como o sequestro de Ingrid Betancourt, não são muito diferentes dos atos violentos que os bandidos praticam um contra o outro nos filmes de Tarantino.

Celso foi assassinado pelos seus iguais.Ingrid também foi sequestrada por seus iguais.

Não há diferença técnica entre Celso Daniel, Ingrid Betancourt, os membros da FARC, Che Guevara e Dilma Rousseff.

Eles são cães de aluguel.

E como diz a frase inicial do trailer: todo “cão” tem seu dia.

Anúncios

1 COMMENT

  1. ”Não vi um grupo político, não vi interesse por política. Vi comandantes satisfeitos com seu poder e com sua fortuna”.

    Ué, mas existe algo mais esquerdista do que isso?

    kkkkkkkkkkkkkkkkkkkk, pois é…

Deixe uma resposta