Líder da PM baiana diz que governador já financiou greve

4
80

Fonte: Globo

SALVADOR – Apontado como líder da greve dos PMs baianos, o presidente da Associação de Policiais, Bombeiros e seus Familiares da Bahia (Aspra), soldado Marco Prisco, disse que o governador Jaques Wagner, quando ainda era deputado federal, participou com outros parlamentares do PT e de partidos da base do esquema de financiamento da paralisação dos policiais militares do estado em 2001. Ele acrescentou que o Sindicato dos Químicos e Petroleiros da Bahia, que tinha na direção o atual presidente da Petrobras, Sergio Gabrielli, alugou e cedeu, na época, seis carros para garantir a greve na Bahia, onde diz que foi preseguido e ameaçado de prisão pelo então governador carlista Cesar Borges.

– O motorista que me levou para Brasília era um funcionário do sindicato, Nelson Souto. Na capital, foi recebido pelo então senador petista Cristóvam Buarque – disse.

Prisco disse que, além de Jaques Wagnes, teriam apoiado e contribuído para a greve de 2001 os parlamentares Nelson Pellegrino (PT), Moema Gramacho (PT), Lídice da Mata (PSB), Alceu Portugal (PCdoB), Daniel Almeida (PCdoB) e Eliel Santana (PSC). Segundo ele, a ajuda garantiu a estrutura necessária ao movimento, incluindo o fornecimento de alimentação para os grevistas.

Meus comentários

Os fatos são claros: o PT sempre apostou na anarquia e na criação do estado de caos, para travar as ações do governo vigente. Isso, claro, quando eles eram a situação.

As consequências estão aí: hoje em dia, um governo petista incapaz de controlar uma situação de caos, originada de uma cultura criada pelo próprio PT.

Por que eu não estou surpreso?

 

Anúncios

4 COMMENTS

  1. A petralhada adora o anarquismo no governo alheio, mas quando a coisa fica ruim no seu, querem partir para a ignorância. Em São Paulo vivem aprontando e tentando minar a governabilidade do estado e da cidade. Lugar de petralha terrorista deveria ser na cadeia. Mas estamos no Brasil e o vale tudo impera!

  2. OS POLÍTICOS QUE CAUSARAM ESSE GENOCÍDIO DO POVO BAHIANO DEVEM SER IMEDIATAMENTE PRESOS E JULGADOS! SÃO ASSASSINOS E BASTA! QUANTOS MAIS VÃO MORRER?

Deixe uma resposta