Aha… Jacques Wagner, hoje governador da Bahia, defendendo greve de PMs em 1992

2
62

 

É agora que eu quero ver o “veja bem” saindo da boca de todos os petralhas. 🙂

Detalhe: não defendo a greve da PM nem em 1992 e nem hoje, assim como não defendo que a população seja lançada em situação comparável a viver em um Iraque ou Afeganistão em guerra.

Mas Jacques Wagner deve ser responsabilizado por ajudar a criar a noção de que PMs devem fazer greve.

Hoje, Wagner aparece no Jornal Nacional e diz que não vai tolerar a greve dos PMs. Mas e antes?

Esse audio acima, aliás, dará um gancho para uma estratégia da esquerda que abordarei, a crítica seletiva.

Isso mostra DEFINITIVAMENTE que esquerdistas, especialmente os marxistas, jamais se preocupam com o povo, mas sim com a capitalização política que um discurso pode fornecer.

Assim, caso esteja na oposição, apóia-se a greve na PM, mas caso esteja na situação, critica-se a greve.

Que feio, Sr. Jacques Wagner que feio…

Anúncios

2 COMMENTS

  1. Líderes da greve sendo acusados de defender atos de vandalismo. Que alegria de viver para esses comunas, heim? Pois é, a máscara caiu para esses grevistas, é torcer para que ela caia para todos os militantes do comunsimo aqui na Bahia.

  2. considerando este momento nostalgia, veja esse vídeo do falecido (por uma misteriosa Leucemia súbita) Enéas, desmascarando os planos de Lula FHC, Ciro gomes e provando que todos os partidos do trabalham juntos para implantar o silencioso comunismo politicamente correto aqui desde sempre:

Deixe uma resposta