“Pinheirinho” de brasileiros no Paraguai não sensibiliza nossos bravos esquerdistas

0
43

 

Fonte: Midia@mais (vídeo: Terra)

Ah, Pinheirinho, se todos fossem iguais a você… Brasileiros e “brasiguaios” que trabalham e vivem da terra no Paraguai têm sido vítimas de todo tipo de ameaça e abuso: têm suas terras confiscadas, são ameaçados por milicianos, enfrentam cárcere privado, e agora perdem propriedade também para “empresas” do vizinho hermano. Mas por que será que Dilma não se pronuncia, dizendo que acha uma “barbárie” o que ocorre por lá, da mesma forma que teria feito em relação ao assentamento irregular em São José dos Campos?

Este vídeo dá uma amostra da situação alarmante vivida pelos brasileiros que tomaram uma autêntica “pernada” do governo paraguaio: eles têm escrituras das terras, que compraram legalmente, e agora percebem que para revolucionários e comunistas como os que governam boa parte da América do Sul, “contratos” e outras obrigações legais são detalhes facilmente ignorados. Vale a pena reparar nos picaretas que oprimem os brasileiros dizendo ser “policiais”.

É uma vergonha que o governo brasileiro tenha perdido tanto tempo legalizando a vida do terrorista Cesare Battisti por aqui, mas não dê a mínima para o que ocorre com os brasileiros que produzem riqueza do outro lado da fronteira.

Mas é fácil perceber por que os esquerdistas escandalizados com o episódio do Pinheirinho não ligam para esse caso de “reintegração de posse”: os “brasiguaios” não têm bandeiras vermelhas para empunhar, nem foram treinados em guerrilha pelo MST. São apenas trabalhadores querendo trabalhar. Assim sendo, quem liga para eles?

Anúncios

Deixe uma resposta