Chefe da BBC confessa: Zombaremos de Jesus, mas nunca de Maomé

6
99

Fonte: Julio Severo

O chefe da BBC, Mark Thompson, admitiu que a rede de televisão britânica nunca zombaria de Maomé como zomba de Jesus.

Ele justificou a chocante confissão de preconceito religioso ao sugerir que zombar de Maomé poderia ter a “força emocional” de “pornografia infantil grotesca” [atraindo muita revolta e fúria do público].

Mas Jesus é alvo fácil de zombarias, sem maiores consequências, porque, ele disse, o Cristianismo tolera tudo e tem poucos laços com etnia.

Preconceito

O sr. Thompson diz que a BBC nunca teria transmitido Jerry Springer The Opera — um polêmico musical que zombou de Jesus — se seu alvo tivesse sido Maomé.

Ele fez as declarações numa entrevista para um projeto de pesquisa na Universidade de Oxford.

O sr. Thompson disse: “A questão é que para um muçulmano, uma representação teatral, particularmente uma representação cômica ou humilhante, do profeta Maomé pode ter a força emocional de uma peça de pornografia infantil grotesca”.

Insultos

Um representante da BBC não estava disponível para comentar.

No ano passado o ex-âncora de notícias da BBC Peter Sissons disse que os cristãos são “alvo fácil de zombarias e insultos”, sem maiores consequências, na empresa, enquanto ao mesmo tempo é proibido ofender muçulmanos.

O sr. Sissons, cujas memórias foram publicadas em série no Daily Mail, disse: “O islamismo não deve ser ofendido a qualquer preço, porém os cristãos são alvo fácil de zombarias e insultos porque eles não fazem nada para se defender quando são ofendidos”.

O ex-apresentador também disse que os funcionários têm suas carreiras prejudicadas se eles não seguem a mentalidade da BBC.

Meus comentários

Isso prova a teoria do cristão manso, um perfil de cristão que se baseia em aceitar de forma passiva e conivente tudo que for feito contra os cristãos. Obviamente não defendo que uma sátira feita contra Jesus deva gerar atitudes violentas, mas sim sátiras e retaliações no mesmo nível contra os humanistas seculares e neo ateus.

Entretanto, o que se vê são muitos religiosos cristãos aceitando passivamente tudo que é feito contra eles, e em contrapartida os islâmicos exagerando na dose no revide.

As confissões de Thompson são apenas uma constatação óbvia: é melhor bater em quem não revida.

Que isso sirva de motivação para tirar muitos cristãos mansos da zona de conforto.

P.S.: Novamente, sempre dou o alerta aqui. O termo cristão manso não implica que todos os cristãos sejam mansos, mas sim que existe um TIPO de cristão que aceita mansamente toda e qualquer infâmia que for feita contra ele e os cristãos, sem nenhuma forma de revide. Este tipo de cristão é extremamente útil para os adversários do cristianismo e também do conservadorismo.

P.S.2: Agradecimentos ao leitor Marco Antonio, de Curitiba, pela lembrança do texto citado aqui.

Anúncios

6 COMMENTS

  1. Sabe por que o link que sai no facebook não permite compartilhar? Aqui pra mim não aparece o link “Share”, só “Like”, “Comment” e “Leia o post original”.

  2. LH, dá uma olhada:

    http://veja.abril.com.br/blog/reinaldo/geral/num-momento-em-que-o-cristianismo-e-a-religiao-mais-perseguida-do-mundo-tj-do-rs-decide-cassar-e-cacar-os-crucifixos-os-cristaos-podem-se-preparar-vem-uma-onda-por-ai-com-o-crucifixo-tj-expulsa-t/

    http://veja.abril.com.br/blog/reinaldo/geral/vamos-convencer-o-presidente-da-oab-rj-com-palavras-doces-e-justas-a-nao-demstruir-o-cristo-redentor/

    http://veja.abril.com.br/blog/reinaldo/geral/%E2%80%9Ce-os-milhoes-mortos-pela-santa-inquisicao%E2%80%9D-perguntam-e-eu-respondo/

    Aproveitando o gancho do post: um advogado vai ao gabinete do juiz da Vara onde tramita seu processo para despachar. Lá, ele se depara com uma Bíblia aberta num nicho de uma estante, uma imagem de Nossa Senhora sobre a mesa e um crucifixo pendurado na parede, atrás da cadeira do juiz. Será que ele atravessaria uma petição nos autos levantando a suspeição do juiz?
    Será que ele reclamaria se, em vez de uma Bíblia, fosse um Corão?
    Será que ele reclamaria se, em vez de Nossa Senhora, a imagem sobre a mesa representasse Iemanjá? Ainda mais se o juiz fosse negro?
    E se o juiz estivesse usando um kipá?

    • eu me lembro de um episódio que aconteceu comigo em que um camarada deixou um comentário em um trailer sobre um filme feito por pessoas, cujas quais eu não me surpreenderia se me dissessem que possuem problemas mentais ,que conta a alegre história de um monstro que é atraído por cristãos e quando ele os encontra ele os devora.

      É claro que o sujeito falou, em outras palavras: “Olha que legal, um monstro que devora cristãos, eu preciso de um desses”

      Era um daqueles comentários com mais votos positivos do video, eu revidei acreditando que não iria surtir muito efeito, já que era um comentário bem popular e falei algo como: “olha que legal, um ateu com tendências genocidas, grande novidade”

      O camarada respondeu e propôs um debate, avisando que eu poderia perder a minha fé ao ler tudo o que ele tinha a dizer a respeiro de religião.

      O resultado foi que eu percebi que os argumentos dele eram facilmente refutáveis e ele provávelmente se surpreende.

      à propósito, ele tinha 22 anos e era um ex-cristão….

Deixe uma resposta