Benefício para mulheres em programa habitacional do governo mostra que a mente petralha é um show do bizarro

5
57

Fonte: UOL Notícias

No Dia Internacional da Mulher, a presidente Dilma Rousseff anunciou às 18h50 desta quinta-feira (8), em cadeia nacional de rádio e televisão, a publicação de uma medida provisória que muda as regras do programa habitacional Minha Casa, Minha Vida.

Segundo a medida, em caso de divórcio de um casal dono do imóvel, a posse do bem será da mulher. A decisão valerá para beneficiários do programa com renda familiar de até três salários mínimos e que têm 95% do imóvel financiado pelo governo.

A publicação da MP deverá sair na edição extra de hoje do Diário Oficial da União, segundo o porta-voz da Presidência, Thomas Traumann.

A mudança segue a mesma lógica de programas sociais, como o Bolsa Família, no qual a mulher também é a beneficiária.

A exceção à nova regra será quando o pai tiver a guarda exclusiva dos filhos. Em casos de guarda compartilhada ou de casal sem filhos, o imóvel financiado fica com a mulher. A regra também vale para casais em situação de união civil estável.

De acordo com a assessoria de imprensa da Presidência, a regra não especifica a aplicação da medida a casais homossexuais. Entretanto, se o casal tiver filhos, fica com a posse do imóvel a pessoa que tiver a guarda da criança, já que a ideia da medida é proteger o núcleo familiar e garantir que os filhos tenham onde morar.

A presidente aproveitará o pronunciamento nacional de 10 minutos para destacar outros feitos de seu governo em benefício das brasileiras como o rede Cegonha, criada para dar assistência à mulher e ao bebê no Sistema Único de Saúde.

Meus comentários

Petralhas são sempre contraditórios, como o são todos os esquerdistas. Eles defendem uma coisa, para no segundo seguinte defenderem algo que vai totalmente contra os princípios daquilo que apoiaram anteriormente.

Dilma e o PT são adeptos do feminismo radical, que prega a IGUALDADE entre homens e mulheres. Ok, eu também defendo a igualdade no direito à busca pelas oportunidades de trabalho, por exemplo. Mas é óbvio que não são iguais em termos biológicos. Querer igualar homens e mulheres neste aspecto é naturalmente absurdo.

Pois bem, agora Dilma aprova uma medida na qual, em caso de divórcio, a posse do imóvel será da mulher. Isso para aqueles que contam com financiamentos do programa Minha Casa, Minha Vida.

O problema é que isso é COMPLETAMENTE CONTRADITÓRIO com a ideologia que defende a IGUALDADE da mulher perante o homem em todos os sentidos. Deve ser aquela idéia de “vamos dividir os direitos, mas não os deveres…”

Agora, realizem a situação: se o sujeito tem filhos com uma mulher, se separa, e perde o imóvel por causa desta lei, é possível que um outro macho vá morar com sua esposa e não case de papel passado somente para continuar aproveitando do imóvel CEDIDO AUTOMATICAMENTE pelo antigo marido. O infeliz do ex-marido vai pagar financiamento pelo resto da vida para outro sujeito usar a casa e fazer tchaka tchaka na mutchaka na mulher dele. É definitivamente um show de bizarrices. Quem sabe a mensagem dada pela Dilma para os homens é: “não casem, caso pensem em usar do programa Minha Casa, Minha Vida”. (Atenção: é claro que eu defendo ainda a primazia do direito da esposa, por causa dos filhos, mas o fato é que um direito automático, conforme nessa medida provisória, já é um exagero)

As bizarrices prosseguem quando a lei não é ampliada para os casais gays. Ué, os esquerdistas não viviam afirmando que os casais gays são IGUAIS aos casais heterossexuais? Sendo assim, por que a lei não é aplicada para eles? Ah, é verdade, é que casais gays não possuem filhos naturais…

Mais outro problema: há uma preferência na lei atual do divórcio para que os filhos de um casal fiquem com a mãe. No caso de casais gays com filhos adotados, a preferência fica com quem?

Em suma, mais uma medida provisória que mostra que o discurso de esquerda só serve para gerar confusão, ser auto-contraditório em todos os aspectos.

Isso talvez ocorra, é claro, para justificar um aumento ainda maior do estado, para que este possa resolver os problemas criados… pela própria esquerda.

Anúncios

5 COMMENTS

  1. Luciano, falando de feminismo, e de primazia da mulher (em termos de filhos e bens em caso de divorcio)…
    Ja lesses o livro The Garbage Generation, pelo Doutor Daniel Amneus? O livro esta num site catolico, mas ele em si e secular. Fala justamente sobre essa questao da familia. (inclusive dessa questao da primazia da mulher)

    http://fisheaters.com/garbagegeneration.html

  2. Ontem passou no jornal da band que o governo quer que as empresas sejam elas de qual ramo for (<–atente para isso), contratem mulheres pagando exatamente o mesmo salario para elas em relação ao que os homens recebem, aumentando a multa de 800 reais para 5 vezes o valor da diferença do que o homem recebe em relação à funcionária do mesmo cargo….

    Obviamente estão pouco se lixando para a diferença de produtividade em muitos casos, como também as faltas causadas pela gravidez por exemplo entre outras coisas, imagine uma empresa que contrate dois pedreiros, um homem e uma mulher, qual deles terá mais produtividade, por exemplo? Não importa, a empresa terá que pagar o mesmo….

    EX:http://nova.abril.com.br/blog/worklovers/agora-e-lei-mulheres-devem-ganhar-o-mesmo-que-os-homens/

    De qualquer maneira, o blog Marxismo cultural é o suficiente para demonstrar como as feministas odeiam as próprias mulheres que querem ser normais, os atos delas tentam forçar a mulher a deixar de terem filhos e se casarem, como também deixar de amar um homem e usa-lo como objeto de sexo apenas (ideal de amazona eu diria), e assim o mundo ruma para seu caos…

  3. WTF esse lei.
    Se a posse do imóvel fica com a mulher, mas o homem é que pagava, vai ser obrigado a continuar pagando?
    Se a mulher é que tinha emprego e pagava o imóvel, o cara é que é posto pra fora na rua da amargura… Mas não era pra proteger, teoricamente, a parte economicamente dependente (ou algo assim)?

    Pelo jeito é a mesma lógica da “cota pra preto porque é pobre” e não a cota pra pobre que negro tem se for pobre.

Deixe uma resposta