Neo ateísmo e esquerdismo: de novo eles não entendem o conceito de liberdade de consciência e propriedade, e querem legislar na PUC

1
54

Fonte: Paulopes

Dom Luiz Gonzaga Bergonzini (foto), 75, bispo emérito de Guarulhos, na Grande São Paulo, escreveu em seu blog que a PUC (Pontifícia Universidade Católica) de São Paulo só deveria ter professores que comungam com a fé cristã.

Disse que os docentes que defendem a descriminalização do aborto, “ideologia homossexual”, eutanásia, maconha e comunismo deveriam sair da universidade.

“Se a PUC é da Igreja Católica, [o professor] deve seguir o Evangelho e a moral cristã”, escreveu. “[A universidade] não pode ter em seu corpo docente professores que contrariem os ensinamentos da Igreja.”

Bergonzini citou o jornalista Leonardo Sakamato, que defende a liberação do aborto, como exemplo de professor que não poderia ter sido contratado pela universidade católica.

Sakamato afirmou ao jornal O Estado de S.Paulo que quem defende os direitos humanos, como ele, acaba sempre criticado pelos setores mais conservadores da sociedade. “Eu defendo que o bispo continue com o direito de defender sua opinião, mas essa posição mostra que ele quer evitar que o outro continue falando.”

Maria Beatriz Costa Abramides, representante dos docentes da universidade, disse que a PUC se dedica ao conhecimento do interesse da população, e não do da religião. “Sempre lutamos por uma universidade laica e plural.”

Essa é também a opinião de Guilherme Bertoldi, vice-presidente do Centro Acadêmico de Economia.

Dom Bergonzini se notabilizou nas últimas campanhas presidenciais ao distribuir cerca de dois milhões de folhetos contra a candidatura da petista Dilma Rousseff por ela ser defensora da legalização do aborto.

O bispo e lideranças evangélicas foram os responsáveis pela então candidata se comprometer em não propor durante o seu governo nenhuma alteração na legislação sobre o tema.

Mais recentemente, o bispo afirmou em uma entrevista que há casos de estupro em que a culpa é da mulher. Depois, ele disse que as suas declarações tinham sido deturpadas pela imprensa.

Meus comentários

Um dos comentaristas neo ateus do blog comentou o seguinte: “Professores da PUC são tendenciosos sim e não podem discordar da ICAR…”

Outro, provavelmente cristão, postou algo no mínimo lúcido: “O Bispo está mais do que certo. Se a instituição é Católica, todos aqueles que vão contra a sua doutrina, não podem trabalhar para ela pois são inimigos. Nunca vi inimigos trabalaharem juntos. Eles se destroem.”

Obviamente, ele foi xingado por dois neo ateus.

Veja agora o que um outro neo ateu afirmou: “‘Doutrina’. Taí o meu medo… O Brasil é um país laico só no papel. Ô bispo, vai cuidar da sua paróquia, vai…” (Quer dizer, para esse, definir as regras de comportamento em uma escola privada, é “contra o estado laico”)

Mais um da trupe dos filhotes de Dawkins: “E como sempre a religião querendo ser imposta, daqui a pouco os trolls vão dizer que a religião traz o bem e não traz o preconceito, mas o que se vê na REALIDADE é bem ao contrario, religião separa e isola.”

Bem, deu para notar que a TOTALIDADE dos neo ateus é contra o ato de um cristão dizer que em suas escolas as fileiras não devem ser preenchidas pelos INIMIGOS da religião cristã, certo?

Agora, vejam a seguinte notícia, no mesmo site: “Filósofo britânico lança universidade secular com professores ateus”.  Atenção para o seguinte trecho da notícia: “Os professores serão ateus proeminentes, como Richard Dawkins.”

Vamos aos comentários:

  • “Espero que dê certo e faça muito sucesso, essa é uma das melhores idéias já tidas. Era exatamente o que estava faltando, educação de verdade e não essa porcaria que ensinam por aí. Espero um dia poder enviar meus filhos para fazer intercâmbio nessa universidade.”
  • “QUEM ME DERA ter sido educado em uma instituição secular. Em minha época de escola era proibido NÃO REZAR na fila, antes de entrar pra sala de aula.”
  • “Secularismo e Laicismo já!”
  • “Adoraria estudar numa universidade desta ,o ambiente deve ser magnifico.”
  • “Poxa, preciso comprar esse livro, mesmo que seja em inglês, quem sabe no futuro eu faça intercâmbio por lá? Meu curso está só começando.”
  • “Muito bom!”
  • “Ser ateu não é pré-condição, é consequência. Coincidência os ateus serem mais proeminentes, eficientes e/ou terem melhor relacionamento com as pessoas(as não-insanas)? Aliás, como um religioso não-secular se relaciona com outras pessoas de religião diferente(ou de mesma religião) sem(ou até) matá-las?”

Justiça seja feita, um neo ateu afirmou o seguinte: “Parece uma boa ideia, mas acho que colocar como pré-condição para ser professor, ser ateu é tão estranho quanto colocar como pré-condição ser Cristão, Budista ou adorador da Grande Batata gigante. Ainda acredito que no futuro os critérios para contratar uma pessoa é a eficiência dela, como ela é como pessoa e como ela se relaciona com as outras pessoas. Mas talvez isso seja apenas uma esperança inocente.”

Qual é a conclusão que tiramos disso?

Simples. Os neo ateus não tem PARÂMETROS OBJETIVOS para julgar o certo e o errado. Para eles, certo é o que está do lado deles. E errado é o que está contra. Como ocorre, é claro, com a maioria absoluta dos esquerdistas.

Ora, se os católicos da PUC decidirem (e nem decidiram isso, é só uma hipótese) somente contratar professores católicos, e não ateus, os neo ateus vão xingar até o fim dos tempos. Mas se os ateus da universidade britânica decidirem contratar somente professores ateus,  e não cristãos, vão dizer que é certíssimo e maravilhoso.

Tecnicamente, eu, ao contrário dos esquerdistas, consigo ter uma opinião baseada em aspectos objetivos: para mim, o mesmo direito que um ateu tem de criar uma escola onde somente ateus dêem aulas, um cristão tem para criar uma escola onde apenas os cristãos dêem aulas. É simplesmente um raciocínio lógico, no qual quase todos neo ateus jamais conseguirão chegar. (E, como já disse, preciso fazer justiça, um único dentre os comentaristas anti-religiosos do Paulopes conseguiu chegar à essa conclusão lógica. Mas foi só um…)

É como disse neste post sobre a estúpida lei anti-fumo. Eu, como conservador, consigo entender coisas como liberdade de consciência juntamente com propriedade privada. Um esquerdista (como são os neo ateus) não consegue compreender isso.

Anúncios

1 COMMENT

  1. Nossa esse carinha ai que quer fundar essa universidade, tem a maior CARA DE LOUCO!!!! Alias só pelo fato dele querer contratrar SOMENTE professores ateus a lá Richard Dawkins, já deu pra ver como não vai ser o “nivél” das aulas!!!! DEUS que me livre dessa de passar perto dessa “universidade”, que pelo visto vai servir SÓMENTE pra propragar ainda mais o NEO- ateísmo do que já É FEITO nas universidades tradicionais!!!

Deixe uma resposta