Bolsonaro denunciando uma provocação sem igual dos gayzistas

8
83

@

Gayzistas e esquerdistas em geral adoram acusar Jair Bolsonaro de “homofóbico”, “fascista”, “pró-ditadura” e outras coisas do tipo. A verdade, no entanto, é outra.

Bolsonaro é um dos raros políticos brasileiros que dão a cara a tapa para lutar contra gayzistas que hoje acreditam que todos devem se submeter a uma série de demandas delirantes e totalitárias, nas quais eles tem investido grande parte de seu tempo de arena.

Se alguém duvida que as demandas gayzistas são fora da realidade (e, pior, correm o risco de serem aprovadas), basta assistir ao vídeo acima.

Antes, imagine a seguinte situação hipotética: líderes religiosos se unem para aprovar uma lei forçando a doutrinação religiosa nas escolas. Aos ateus e não-religiosos, isso seria ofensivo, certo? Um argumento contra essa proposta seria: o dinheiro público não deve ser usado a favor de um grupo. Pior ainda quando esse dinheiro público é utilizado de forma covarde para investir em doutrinação escolar, que ocorre a contragosto dos pais dessa criança. Em resumo, um cidadão paga imposto para o estado usar esse dinheiro CONTRA este cidadão, doutrinando o filho em coisas que o pai não deseja.

Pois é exatamente isso o que os líderes gayzistas estão tentando. Querem usar o dinheiro público para investir em doutrinação infantil (em coisas como normatização do comportamento gay), mesmo sabendo que isso é uma provocação aos pais dessas crianças.

Diante da postura acintosa e totalmente totalitária dos gayzistas, dá para notar que Bolsonaro é o moderado da história.

Anúncios

8 COMMENTS

  1. Depois os cristãos é que são intolerantes. Sou CATÓLICO e HÉTERO e tenho o direito de defender minha religião e a moralidade! Nossos filhos merecem um mundo melhor! Fora todo e qualquer movimento que vá contra a lei de Deus! Parabéns ao Dep. Jair Bolsonaro pela coragem de defender nossas famílias! JAIR BOLSONARO PRESIDENTE DO BRASIL!

    • Se homossexualidade fosse natural, não existiria tanto estudo para saber o porquê da dela. Pelo contrário, haveriam estudos para se saber o porquê da heterossexualidade! Simples! Realmente, quanta ignorância!

    • Até médicos que tratam os casos dos danos físicos que a prática sexual e o modo de vida homossexual causa aos seus praticantes não entendem por que ela foi tirada das listas de doenças mentais(http://ohomossexualismo.blogspot.com/2012/06/tendo-como-fundamento-as-consequencias.html), ah na verdade todo mundo sabe: Manobra politica, homossexuais são massas de manobra para a instalação do caos (através da militância) na cultura estabelecida e facilitar a tomada de poder pela esquerda, assim como são os humanistas, movimento negro, etc…

      Depois que o mundo estiver dominado eles serão os primeiros a serem exterminados pela esquerda que já terá estabelecida sua ditadura sangrenta e precisa reprimir as militâncias que ela mesma criou, sempre será assim…

      • Hmmmmm ……

        1) Bom, nas ditaduras de esquerda, o homossexualismo não é inteiramente eliminado ou proibido, apenas se torna um “privilégio” *secreto* e opcional para a seleta minoria (mais ou menos como os casamentos consangüíneos — pra não dizer incestuosos — em certas linhagens dinásticas)

        2) Não nego que houve pressão política e chantagens para retirar o homossexualismo da lista de “doenças mentais”, mas também duvido da alegada fundamentação “científica” para classificar o homossexualismo como “doença”. Para mim, a demonização das práticas não-heterossexuais *em-si-mesmas* é apenas uma herança (ou conseqüência) dos racionalismos iluminista e positivista, e faz parte do mesmo besteirol “sientêfeko” que alertava para os “terríveis perigos da masturbação” 🙂 , besteirol esse que perdurou em muitos livros de Medicina até a década de 1940 pelo menos >_<

      • JMK cuidado para não usar exemplos que não seguem…

        1) Note que eu falei “…reprimir as militâncias que ela mesma criou..”, ou seja exterminar os militantes, não os praticantes em geral.

        2) A masturbação causa danos na saúde da pessoa? A masturbação torna facilita comportamentos auto destrutivos como participação de orgias com uso de drogas e etc? (você pode argumentar que heterossexuais podem fazer orgias e se auto-destruir, mas como é apontado pelos médicos, a pratica homossexual aumenta a taxa de tais comportamentos proporcionalmente)

        Melhor, note que você citou a retirada da masturbação do catálogo de doenças, mas essa comparação com o homossexualismo vale? O masturbador pode estar confundindo sua identidade de gênero? Essas perguntas acabam sendo retóricas né? Já que uma coisa é diferente da outra.

        ps: Agora, um masturbador compulsivo que gosta de agredir seu penis (ou vagina, caso mulher) para sentir prazer, sempre receberá tratamento (se quiser) para superar a obsessão, pois está demonstrando uma clara necessidade de ajuda…

        Agora como isso pode ser comparado ao homossexual que PROCURA ajuda já que SENTE que seu comportamento pode estar ligado a traumas e etc? Em uma psicologia livre, o psicólogo teria a obrigação de avaliar a pessoa e entender se ele na verdade não está com bloqueios e transtornos, ora, não tratar isso seria uma verdadeira violência, contra o paciente…

        Ps: O que os militantes querem é que seja proibida até mesmoessa constatação de que o homossexualismo de “n” pessoas pode ser causado por traumas, etc…, outra coisa é que a OMS ainda considera como doentes mentais os homossexuais que se travestem ou mudam se sexo (curioso é que mesmo sendo considerado doença ainda recebem apoio publico para a cirurgia aí se vê a política e seus objetivos).

        ******************************************************
        O problema das comparações é que não se pode pegar um exemplo diferente para validar outro, é o mesmo que alguém assumir que TODO doente na UTI deve ser morto já que os médicos em X lugar desligaram os aparelhos de Y doente que estava vegetando em uma cama para que ele terminasse de morrer, por que sua familia pediu…
        Ou seja, em termos mais “inocentes” a comparação seria um “equívoco”, para não falar outra coisa…

        Tem que se notar também a ardilosidade dos esquerdistas, a tática é essa:

        Ora, se tiraram a masturbação da lista de transtornos, a homossexualidade deve ser retirada também!
        >
        Ora, se retiraram a homossexualidade da lista, a pedofilia deve ser retirada também!

        E outras variáveis….. Mas não sei se consegui ser claro.

Deixe uma resposta