Quando a ATEA usa, de forma fraudulenta, um menino mutilado em guerra para capitalizar politicamente, é sinal de que o neo ateísmo já “espanou”…

22
93
ATEA baixando de nível, cada vez mais, e mais…

Que os neo ateus da ATEA não tem o mínimo de dignidade, quanto a isso não há mais dúvida alguma. Para eles, quanto mais mentiras forem lançadas contra os religiosos tradicionais, melhor.

Mas existe um certo limite que, se ultrapassado, já demonstra que estamos diante de pessoas com seríssimos problemas. Não dá para deixar de fazer algumas perguntas. O quão baixo um neo ateu pode chegar? Será que existe um limite da humilhação? Este novo exemplo que vem da ATEA mostra que a incrível capacidade de se superar sempre nos surpreende.

Enfim, a imagem acima mostra um garoto com mutilações escrevendo a expressão “Fuck you God!” em um caderno. Extrema capitalização política deles, certo? O problema é que existem uma fraude na imagem.

Note que o caderno tem linhas. Por que  apenas a parte onde está a expressão “Fuck You” não contém linhas também?

Eu devia agradecimentos ao Emerson Oliveira, do Logos Apologética, por ter apontado a fraude. Mas a coisa ficou ainda mais constrangedora para os neo ateus quando o Macartista (também leitor deste blog) descobriu que a foto original não tem nenhuma conotação religiosa. A foto data de 2005, e foi vencedora do prêmio Pulitzer. O garoto é um iraquiano ferido em um bombardeio aéreo.

Agora, vejam a foto original:

É, ATEA, ficou feio, mas muito feio para vocês.

Anúncios

22 COMMENTS

  1. Gostaria de dizer aqui que as fotos são postadas por pessoas que curtem a pagina da ATEA, que foi repostada na página.
    Nessa imagem, o que retrata é um garoto mutilado por guerras religiosas, mostrando o que a religião fez com ele, e não atacando diretamente deus, espero que entendam. Sou um leitor da ATEA, esta resposta pode não ser postada, mas gostaria que ao menos o dono do blog entendesse.
    Sou apenas um leitor da ATEA no facebook, e achei esse link na timeline de um dos usuários que curtem a página da ATEA.
    Não estou pedindo desculpas pelo ocorrido, só estou tentando mostrar o que realmente esta escrito na imagem, em outras palavras, o que ela quer dizer.

    • Se a imagem for REPOSTADA na página da ATEA, então a ATEA ENDOSSA a imagem. Simples assim. Mesmo assim, como sempre, você por ser neo ateu mente ao dizer que o garoto foi “mutilado por guerras religiosas, mostrando o que a religião fez com ele”. Não, a guerra dos Estados Unidos com o Iraque não foi uma guerra religiosa. Acho que você ainda não entendeu que este blog INVESTIGA grupos como neo ateus, então não adianta multiplicar as mentiras, que sempre eu as desmascararei aqui.

    • Os EUA bombeou o Iraque numa guerra religiosa? Onde você viu isso? Você comeu fezes e bebeu a água da privada foi rapaz? O bombardeio dos EUA X Iraque, o qual mutilou este menino, foi por motivos políticos e não religiosos. Mas tá explicado, você mesmo afirmou ser leitor da ATEA….dai a razão para suas conclusões fantasiosas. Isso é evidente no seu codinome “Anônimo por motivo de segurança” (o cara acha que e´o 007) Você ainda não enxergou que a ATEA inventa mentiras e das mais descaradas…a ATEA se vale disso porque tem um monte de revoltadinho ignorante que como gado vai atrás de qualquer besteira que ela diz.

    • É o tal truque da falsa dicotomia entre ciência X religião, que já está desmascarado faz tempo. A questão é que a cada vez que fazem esse truque, o negócio é refutá-los na lata.

  2. Vemos que um dos leitores da ATEA afirma:

    Guerra do Iraque = Guerra religiosa.

    Que piada!

    A ATEA endossar o conteúdo da imagem deturpada para capitalização política é prova inequívoca de como os militantes ateus são mentirosos, sacanas e desonestos.

    Agora vamos partir do (falso) pressuposto de que o garoto da imagem foi vítima de guerras religiosas.

    E dai?

    Isso é motivo para fazerem militancia agressiva anti-religiosa e mandar o Deus judaico cristão (God, em inglês) “se fuder”?

    Em caso positivo, se uma guerra for motivada por questões econômicas, políticas ou financeiras é coerente e aceitavel fazermos militancia agressiva contra a econômia e a política, procurando destruir tanto um quanto o outro?

    Quando os militantes ateus vão perceber que as guerras são culpa do ser humano em busca de conquista e poder e que ele, o ser humano, para justificar suas más ações usam como suporte secundário questões politicas, econômicas, ideológicas e religiosas.

    Falando nisso o mito que as religiões são as maiores responsáveis pelas guerras já fora derrubado por Vox Day em seu livro “The Irrational Atheist”.

    Com dados inequivocos ele prova aquilo que diz e afirma.

    Confiram:

    http://www.midiasemmascara.org/artigos/religiao/13176-destruindo-o-mito-de-que-as-religioes-sao-as-maiores-responsaveis-pelas-guerras.html

    Até o momento não vi nenhum militante ateu desmentindo ou contradizendo as informações contidas no link acima. Na contramão de seguir o exemplo dos pesquisadores honestos sobre a religião, a ATEA prefere seguir o caminho da mentira e do autoengano.

  3. Achar que a ATEA não é, no mínimo, corresponsável pela bandidagem que é diariamente e de hora em hora colocada em sua própria página do Facebook, não passa de inocência ou até má fé.
    Não é por preciosismo que o fundador do facebook estava horrorizado com o que os brasileiros fazem em sua rede social – como se não fosse suficiente as pessoas serem burras e desonestas, anunciam tais “qualidades” com grande orgulho a todos.
    Aliás, uma denúncia em massa da página da ATEA não apenas ao facebook mas a órgãos competentes poderia ser uma boa para, no mínimo, criarem vergonha e passarem a ao menos esconder a sociopatia de seus simpatizantes que infernizam pessoas normais.
    (Safernet, delegacias polícia civil e federal especializadas em crimes virtuais – incitação ao ódio, discurso de intolerância a um grupo, preconceito, intolerância religiosa – outra ação também seria: aqueles que já fizeram doação à ATEA poderiam processá-la por ter ajudado a uma instituição que diz prestar serviço aos ateus e agnósticos mas mantém uma página com manifestações daquele teor, num enorme desserviço a tais grupos)

  4. HAHAHAHAHAHAHAHAHAHAH, muito BOA vir aqui um “leitorsinho” da AT(OA)EA, e fazer “mea culpa” e tentar “justificar” essa montaginha ESCROTISSIMA deles, ai meu DEUS viu, e ainda por cima vir alegar que foram as guerras “religiosas” que deixaram o minino mútilado, e que por isso fizeram aquele “fofissimo” baner!!! Pois é Luciano, se isso não for uma PIADA, então eu não sei o que é!!!!
    Alias, na boa, será que tem MESMO, como se JUSTIFICAR de uma NOJEIRA dessas??? Queria que esse BOBOQUINHA ai da AT(OA)EA me respondesse essa!!!!

  5. Essa foi nojenta. São piores que comunistas. Iguais, se considerarmos que eles são mesmo comunistas e os que não são são apenas os idiotas úteis manipulados pelos mesmos. Púberes facebookeiros que querem ser pretensamente chocantes com uma posição adotada por muitos há milênios, em eras onde a religiosidade era bem mais presente. Nada novo. Deu até saudade de punks.

  6. A ATEA ta pouco se fudendo para a sua opinião religiosa, só porque ela publicou a imagem, não que dizer que foi ela que criou, e se foi? Estamos em um estado laico e onde temos livre liberdade de expressão.

    • Esta opinião neo ateísta eu fiz questão de deixar passar. Olhem o argumento do João: “O estado é laico, logo o neo ateu pode cometer fraudes e não ser moralmente repreendido”. É mole? Aliás, de forma psicótica, ele ainda imagina que seu oponente é religioso, quando na verdade sou ateu. É exatamente o mesmo padrão do esquerdista: se você não segue a cartilha deles, é “burguês”.

      Mas vamos aos fatos:

      – eu não apresentei uma “opinião religiosa”, mas um argumento laico contra uma fraude cometida por neo ateus
      – se a ATEA publicou a imagem, então endossou o seu conteúdo
      – o estado laico não tem nada a ver com proibição a críticas de material neo ateu

      Três bizarrices em duas linhas são uma demonstração de que o neo ateísmo é uma religião política perigosa e cujos adeptos devem ser combatidos.

      • Primeiro, ateísmo não é uma religião, e sim a ausência de qualquer uma, e segundo, você se disse ateu e no final diz que ateístas devem ser combatidos, pode isso?

      • Mais dois truques teus:

        1. Eu denunciei o “neo ateísmo” e não o “ateísmo”, pois eu sou ateu. Ateísmo não é religião, mas neo ateísmo é uma religião política.
        2. Como eu falei dos neo ateus, obviamente eu não disse que “ateístas” devem ser combatidos

        Você é perigoso pois mente o tempo todo, como um psicopata. Note que você escreveu 4 linhas até agora, e eu achei 5 mentiras.

        Prossiga.

  7. Eu escrevi 5 linhas e você me classifica como um psicopata neo ateísta, não vejo mentiras em o que eu escrevi e se quiser falar isso de mim, conheça primeiro.

  8. Sou evangélico e acho que se a pessoa não quer acreditar em Deus é uma coisa, mas difamar Deus é outra. Depois quando virem vários religiosos falando mau deles, aí vão dar uma de coitadinhos como sempre e dizerem que sempre são oprimidos pelos religiosos e que têm liberdade de escolha, mas quando eles oprimem os religiosos aí eles tem liberdade de expressar o que acham, mas os religiosos não tem liberdade de escolha. AOS ATEUS: Acho o ateísmo errado, logicamente, pois acredito em Deus (assim como se você gosta de negros, ou é negro, você provavelmente não gosta de racismo, quando você gosta ou acredita em algo você passa a achar que o contrário é errado, esse é o meu caso), sou contra o Neo-ateísmo, que se acham que são melhores que TUDO e TODOS, que a maior humilhação e babaquice que um ser humano pode fazer é acreditar em Deus, e que acham que só porque eles não acreditam em Deus que todos são obrigados a não acreditarem, acredito em Deus, mas não difamo de forma alguma quem não acredita e RESPEITA a minha crença, e também não me acho superior porque acredito Nele. Uma coisa que sei que não tem nada a ver com tópico é que o próprio Richard Dawkins recusou debater com William Lane Craig porque William apoia “genocídios” (quando Deus manda o povo de Israel matar todos os cananeus), mas espera aí, pelo que eu me lembre o Richard é ateu, então porque ele vai acreditar uma história da carochinha (a Bíblia para os ateus é isso) que diz que um Ser que ele considera “um delírio” mandou um povo exterminar outro? Se ele não acredita em Deus, logicamente deveria achar que tudo passa de uma farsa. Se ele usa isso como prova de que Deus é mau, então ele de certa forma acredita na Bíblia, consequentemente acreditando mesmo que sem perceber, em DEUS. Se a Bíblia é usada e considerada pelos ateus como uma fonte de informações alterada por vários séculos, uma histórica da carochinha, corrupta e mentirosa para provar a existência ou a benevolência de Deus, então porque quando ele usa ela para tentar provar a inexistência e a malevolência de Deus, ela é considerada uma fonte verdadeira, inalterada, e verídica? Se não pode ser usada para provar (que foi feita para isso, logicamente), logo, não pode ser usada para o contrário. Quando é mostrado que na Bíblia era falado de átomos, expansão do universo, a Terra pairar sobre o nada (para o povo da época achava-se que o deus Atlas da mitologia grega carregava a Terra nas costas, por isso eles achavam uma loucura a Terra movimentar-se no espaço sem um “suporte”), correntes marítimas (que quem descobriu elas foi um militar americano que viu isso na Bíblia e achou as tais correntes), a Terra ser esférica (e não plana como se achava na época), o homem ser feito do barro (a semelhança na composição de átomos do barro e átomos do corpo humano foi analisada pela NASA, que disse que o cenário Bíblico teria uma situação provavelmente correta, ou seja, não admitem que esteja) e outras provas que a sua tão estimada ciência já mostrou que existem e que portanto a Bíblia não está errada, aí os ateus consideram a Bíblia como falsa, pois não admitem que um manuscrito de milhares anos atrás, uma “história da carochinha” consiga falar de coisas milhares de anos à frente da onipotente e onisciente ciência. Engraçado que a história da carochinha acerta até mesmo nas profecias né? Por exemplo, um dos sinais de que o mundo estaria próximo do fim, seria a recriação do Estado de Israel, que foi comprovado historicamente que foi destruído pelo Império Romano no ano 63 d.C., e só foi reconstruído em 1948. Coincidência né? Assim como a profecia sobre a deturpação do homem no fim dos tempos, que se tornariam muito maus, aconteceu (pelo menos no Brasil isso é claro). Perguntem à seus pais se o Brasil era assim vários anos atrás, o país simplesmente virou de cabeça para baixo de uma hora para outra. Também tem outra profecia de que a ciência se multiplicaria e o ser humano teria meios de transporte muito rápidos, se cumpriu também. As inúmeras guerras do século passado também foram profetizadas, os eventos cataclísmicos da Terra ultimamente (tsunamis, furacões, terremotos até aqui em Minas Gerais, quem diria, em Montes Claros, perto da minha cidade), e outras profecias, todas se cumprindo. Engraçado como um conto de fadas consegue acertar tanto, né?

Deixe uma resposta