Neo ateus querem retirar cruz do museu do World Trade Center. Eles afirmam sofrer dores físicas e emocionais com a presença dela.

23
58

Fonte: Sou conservador sim, e daí?

Há um ano, um grupo de ateus do movimento American Atheist Inc entraram com uma ação judicial exigindo que a World Trade Center (WTC) Memorial retirasse o crucifixo feito com destroços do WTC que foi instalado com destaque no museu da instituição. Nesta semana, os advogados do memorial pediram para que o tribunal de Manhattan descarte a ação movida pelos ateus.

História da cruz milagrosa

Dois dias após os ataques terroristas de 11 de setembro (2001), os trabalhadores encontraram entre os destroços do World Trade Center uma viga de aço, com a forma de um crucifixo, de cerca de 10 metros de diâmetro, 20 metros de altura e pesando 10 toneladas.

“Foi uma cruz inconfundível, feita de metal retorcido, como se tivesse sido intencionalmente plantada”, disse um trabalhador da equipe de resgate. O produtor do Filme “The Cross and the Towers” (ver trailer no final do post), Scott Perkins, disse que, diante dos esforços exaustivos dos trabalhadores, “era como se Deus estivesse estendendo a mão e dizendo: ‘Eu estou com você, eu estou aqui, venha encontrar a paz em mim'”.

Depois de encontrada, a cruz foi transferida para a igreja de São Pedro, uma paróquia católica perto do local do desastre, em Manhattan.

Fanatismo ateu

Em julho do ano passado, a cruz foi transferida da frente igreja para o museu do memorial, provocando a ira dos ateus.

Para Kenneth Bronstein, presidente do New York City Atheists, “a cruz não é um milagre. É apenas um par de vigas enferrujadas, uma das centenas encontradas após as Torres Gêmeas caírem”.

Dave Silverman, presidente do American Atheists, autor da citada ação judicial, afirma que a permanência do símbolo católico contraria a constituição americana e é uma forma de divulgação, por parte do Estado, de uma Religião em detrimento das demais.

“Os cristãos podem amar e se reunir em torno do que eles quiserem, e se eles querem endeusar um pedaço de entulho, isso é com eles, mas isso não significa que eles merecem uma representação exclusiva no memorial do WTC“,  disse Silverman.

Dores físicas e psicológicas pela presença da cruz

Os ateus afirmam na ação que “sofreram, sofrem e continuarão a sofrer danos, tanto físico como emocional, pela presença da cruz”. Eles dizem ter “sofrido dispepsia, sintomas de depressão, dores de cabeça, ansiedade e angústia por se sentirem excluídos oficialmente das fileiras dos cidadãos que foram diretamente prejudicados pelo ataque de 9/11”.

A defesa do Museu

Em resposta, o World Trade Center Memorial Foundation (WTCMF) defendeu o crucifixo, por ser “símbolo de conforto espiritual para milhares de trabalhadores que atuaram no resgate das vítimas do Ground Zero“.

No documento de defesa entregue ao tribunal, o WTCMF descreve que é uma organização independente, sem fins lucrativos, e não uma agência governamental. “As decisões de seus curadores de mostrar objetos particulares no museu não são ações do Estado” e, portanto, as proteções constitucionais citadas no processo não são aplicáveis.

De acordo com o museu, a cruz é um “artefato importante e essencial” que “compreende um componente chave da nova versão da história de 9/11, em particular o papel da fé nos eventos daquele dia e, principalmente, durante os esforços de recuperação”.

“Depois de sua descoberta, o artefato foi venerado por alguns trabalhadores durante o curso da operação de resgate e recuperação no Ground Zero, incluindo nos serviços religiosos realizados por um sacerdote”, diz o documento.

O museu também se negou a atender ao pedido de grupos ateus de colocar em exposição um artefato de 17 metros ou um broche de lapela em memória do ateísmo.

Alice Greenwald, diretora do museu, explicou que “não é irracional que o Museu 9/11 não apresente esses itens”, pois o Museu não é  um “negócio de fornecer tempo igual para as religiões, mas sim para contar a história de 9 de setembro e de suas vítimas”.

@

@

Meus comentários

Antes de tudo, que fique claro. Não acho que a cruz seja milagrosa, e não acredito em milagres. Também não concordo com nenhum momento em que o articulista da notícia se refere a “ateus”, quando na verdade deveria se referir a “neo ateus”.

Esclarecido isto,  não dá para negar o óbvio: Mas que falta de dignidade esta postura mesquinha dos neo ateus ficarem irritadinhos com a cruz no World Trade Center, não? Eles realmente não se incomodam de baixar cada vez mais de nível.

É aquilo que estou dizendo. Esse tipo de postura não se responde mais com diálogo, mas com processos. Até por que o diálogo nunca funcionou com os neo ateus.

Anúncios

23 COMMENTS

  1. O nome correto dessa doença é “frescura do karalho” ¬¬

    A propósito, Luciano, por que você ainda rejeita a tese de que a crucifixofobia prova que os vampiros e/ou os demônios existem? 😀

    • Desculpa a intromissão pq a pergunta não foi pra mim, mas acredito que não protestaram nem irão protestar pq uma das caracteristicas dos Neoateus é a covarida, ou seja, eles só batem em quem não reage.

  2. Defina a diferença entre ateu e “neo ateu”… Até onde sei, para ser ateu basta não acreditar em deus, mais nada. Não importa se a pessoa é burra, estupida, desinformada, agressiva ou etc…
    Qualquer outra definição, assim como “neo ateu”, é apenas uma maneira forçada de separar uma mesmo grupo em 2…
    Quanto a serem fanaticos: Sim, são fanaticos, qualquer grupo social tem vários fanáticos, principalmente os cristãos e muçulmanos (não estou dizendo que são só esses 2 grupos, estou dizendo que esses 2 são os principais). Eu acho que eles deveria respeitar mais o direito de exposição de crença do outros, mas também acho que os outros deveriam respeitar os direitos de crença ou descrença de todos, por exemplo: No caso do WTC, foi construído um “museu memorial” que obviamente é cristão, mas não tinham só cristão neste local, então deveria ser permitido criar “museus memoriais” para todas as religiões presentes neste caso, o que seria melhor do que mover um processo pra retirada de um escombro que, porventura, começou a ser adorado por cristãos (mesmo a biblia deles não permitindo isto).
    Bem, espero que permitam que este comentário fique aqui e não seja excluído, assim como a maioria dos covardes e/ou intolerantes fazem, por demais, fico por aqui, esta foi apenas minha opinião, espero que seja racionalmente aceita, por mais que vá contra o que algumas pessoas devem pensar. Bom dia.

    • Lá vamos nós de novo. Neo ateu = leitor e seguidor de Dawkins, Harris e a patuléia. Frequenta a ATEA e acha que seu ateísmo não é só opção, mas ato político. Isso é neo ateísmo.

      Há até autores neo ateus, como Victor Stenger, que adotam o termo, portanto não venha com o truque de “neo ateísmo é maneira forçada de descrever o ateísmo.”

      O fato é claro: ateu militante NÃO REPRESENTA os ateus. Não adianta forçarem a barra, que não tem jeito.

      Olha o truque linguístico: “Quanto a serem fanaticos: Sim, são fanaticos, qualquer grupo social tem vários fanáticos, principalmente os cristãos e muçulmanos”

      No que você jogou um “principalmente” lançou um viés neo ateu aí, pois a propaganda neo ateísta é que diz que há mais fanatismo em cristãs e islâmicos que em outros lugares, mas sabemos que os neo ateus (sub-parte dos ateus) são tão fanáticos, portanto a alegação neo ateísta não passa no escrutínio aqui.

      Além do mais, não foi dito que “há fanáticos entre os neo ateus”, mas sim QUE os neo ateus são fanáticos.

      não estou dizendo que são só esses 2 grupos, estou dizendo que esses 2 são os principais.

      Sim, vc diz que são os “principais” por questão de agenda política. É esse tipo de truque que já está manjado por aqui. Se vc quiser partir para o duelo de argumentos, tem que saber que este blog está especializado em mapeamento de truques de toda a esquerda.

      Eu acho que eles deveria respeitar mais o direito de exposição de crença do outros, mas também acho que os outros deveriam respeitar os direitos de crença ou descrença de todos, por exemplo: No caso do WTC, foi construído um “museu memorial” que obviamente é cristão, mas não tinham só cristão neste local, então deveria ser permitido criar “museus memoriais” para todas as religiões presentes neste caso, o que seria melhor do que mover um processo pra retirada de um escombro que, porventura, começou a ser adorado por cristãos (mesmo a biblia deles não permitindo isto).

      É exatamente por isso que vocês neo ateus preciam aprender a respeitar a crença dos outros, e não respeitam. Sao vocês que criaram esse truque de dizer que “se há um simbolo cristão, tem que ter todos os outros”, como se tivessem feito algo para colocar mensagens de todas as religiões na bandeira do Brasil (lá existe “Ordem e Progresso”, da religião humanista, que vcs adoram), ou símbolos de todas as religiões junto com a deusa Dicé, da justiça. Claro que não há, e que a propaganda de vocês é sempre simulada e desonesa.

      Bem, espero que permitam que este comentário fique aqui e não seja excluído, assim como a maioria dos covardes e/ou intolerantes fazem, por demais, fico por aqui, esta foi apenas minha opinião, espero que seja racionalmente aceita, por mais que vá contra o que algumas pessoas devem pensar. Bom dia.

      O seu comentário foi aceito para mostrar como sua mente é “formatada” para acreditar em todos os truques neo ateístas (de forma funcional, provavelmente), e nem é mais capaz de perceber. Para mim, fica fácil demais mapear todos os truques.

    • Só pra complementar a resposta do Luciano, e aproveitando pra jogar uma pá-de-cal em cima da “simulação de falso entendimento” 😉

      «
      [Aviso] Nota de repúdio a algumas organizações ditas ateístas

      A Sociedade Conservadores Ateus vem, por meio desta, declarar que não reconhece as seguintes entidades como representantes dos ateus brasileiros – sequer os consideramos como entidades ateístas: “ATEA – Associação Brasileira de Ateus e Agnósticos”, “Ateus do Brasil”, “Bule Voador”, “LiHS – Liga de Humanistas Seculares” e “UNA – União Nacional de Ateus”. Não possuímos qualquer ligação, compromisso, parceria, irmandade, solidariedade com as tais. Repudiamos todas as suas manifestações (escritas, audiovisuais ou de qualquer outra natureza) quando pretendem falar em nome do ateísmo. Não reconhecemos como representantes dos ateus brasileiros os senhores (as): Eli Vieira, Asa Heuser, Daniel Sottomaior e Yuri Grecco, dentre outros.

      A Sociedade Conservadores Ateus vem, por meio desta, declarar a todos os irmãos brasileiros que ateísmo é simplesmente ausência de fé em deuses, como se pode facilmente deduzir do próprio termo “ateu”, do grego “atheo”. Alertamos a todos para as distorções que os grupos anteriormente mencionados têm feito com relação ao significado de ateísmo. Do fato de não acreditarmos em divindades, não implica em sermos contrários à sua religião, à sua fé, aos bons costumes, ao conceito de família, à decência, à moral ou à ética.

      A Sociedade Conservadores Ateus desaprova, desaconselha, repudia e combate todas as formas de antiteísmo e anticristianismo. Entendemos ser o direito à fé e à crença, como sendo inalienáveis. Bem como o direito à descrença.

      A Sociedade Conservadores Ateus apela a todos os ateus desavisados que não promovam as organizações mencionadas. E convida a todos os verdadeiros ateus a que se unam num protesto contra estas organizações que têm tentado vincular ateísmo (simples ausência de crenças em deuses) às suas ideologias pessoais e visões de mundo.

      Não há qualquer vínculo do ateísmo à apologia homossexual, à agenda gay, ao feminismo, ao abortismo, à militância pela descriminalização das drogas ou ao humanismo secular.
      »

      {
      Fonte:

      http://conservadoresateus.blogspot.com.br/2011/12/aviso-nota-de-esclarecimento-sobre.html
      }

  3. Ridiculo isso, mano. Sério, eles realmente não se importam de cada vez mais, baixar o nível [2]. E ainda se fazem de vitima! Precisam de um psicologo!

    Outra: A cruz ta lá a mais de uma década! E nenhum grupo de outro religião reclamou contra aquilo. Por que só agora? Eles são uns hipócritas, esses neo-ateus.

  4. O principal argumento dos neo ateus é dizer que o memorial discrimina outros religiosos, mas quem tem que se procurar com isso, não seriam os religiosos?

  5. Li os artigos em ingles e:
    1º ninguem sente dor alguma perto da cruz
    2º eles estão pedindo para colocar um A de 17 pés (algo por volta de 2,5metros) para representar que ali ateus morreram por causa da fé alheia (no caso o Islã)
    3º o pedido foi negado, então eles pedem para retirar a cruz, em detrimento as outras religiões, que tiveram seu direito de expressar negado.
    Fonte (confiaveis): http://www.abs-cbnnews.com/global-filipino/08/20/12/world-trade-center-cross-causes-religious-dispute-among-fil-ams
    http://www.nypost.com/p/news/local/manhattan/cross_check_DJtUTQuCLLKx5POU8BhhJJ?utm_medium=rss&utm_content=Manhattan
    http://newyork.cbslocal.com/2012/08/15/atheists-want-wtc-cross-out-of-911-museum/

    • O negócio de sentir dor realmente me pareceu meio forçado, mas tudo bem. Agora pq eles não conseguiram o que queriam ae partiram pra pedir pra tirar o que tinha e ainda mais em nome dos outros religiosos? ahahahahha….Tem outro detalhe, o museu é uma entidade não governamental ( provalmente ligado a religiosos) e estão legitimados a negar qq outro simbolo que não aprovem, portanto, que os neoateus façam o seu próprio museu com seus gatos pingados. e não fiquem perdendo tempo e dinheiro querendo destruir o museu dos outros.

  6. Sou Ateia mas nem por isso vou tomara as dores dos Ateus, vou simplesmente comentar sobre o Artigo!
    Primeiramente se WTCMF for um lugar publico o cruz realmente não deveria estar lá pois assim feriria a ideia de ESTADO LAICO, mas se realmente esse memoria de for uma fundação não há o que se discutir, a decisão de manter ou não a cruz lá é da fundação.
    Mas tambem podemos considerar que os Ateu (porque “neu ateu” é um termo erroneo) na verdade querem chamar atenção a um ponto muito mais importante que um cruz em qualquer lugar: O PRECONCEITO !!!
    Achar que os Ateu são mau caráters seria o mesmo que dizer que todo religioso é Honesto.
    Pessoas Boas ou Má existem independente de religião ou da falta dela !

    Carolina Valo
    carolinavalo.blogspot.com

    • Carolina,

      eu vou explicar algo que já expliquei várias vezes. Se o estado é laico, não pode beneficiar uma religião sobre outra, nem o humanismo. Pois se apenas a cruz é retirada, mas a Deusa Dicé continua como símbolo da justiça e o lema “Ordem e Progresso” continua na bandeira, então o humanismo está sendo beneficiado. Quando se implica SOMENTE com o símbolo cristão, novamente está sendo violado o estado laico.

      Esse é o problema do ateísmo militante nesta questão.

    • Carolina, com todo respeito, primeiramente você precisa, urgentemente, fazer um bom curso de Português, porque, na sua redação, encontram-se seríssimos erros de grafia, o que contribui para desmerecer o seu argumento, pois, se você não sabe sequer se expressar, muito menos terá capacidade para entender o que pensa estar defendendo.

      Por outro lado, em nada, procede a insinuação de que os ateus sofrem preconceito. Na verdade os neo-ateus (ateus militantes) são extremante preconceituosos, além de ostentarem uma postura arrogante, prepotente e presunçosa de que “estão do lado da razão” e “são os donos da ciência”, e os Cristãos (porque eles têm medo dos Muçulmanos) são pessoas que “têm amigo imaginário” etc.

      Interessante é que, malgrado à grande soberba de que são portadores, os neo-ateus, quando lhes é conveniente, apresentam-se como pobre vítimas do preconceito….

      Essa conduta, como muito bem explica o Luciano, é bem característica dos esquerdistas, no caso dos neo-ateus, esquerdistas funcionais.

  7. Eu gosto de ver é a cara de pau dos caras… Diz que “a cruz não é um milagre. É apenas um par de vigas enferrujadas, uma das centenas encontradas após as Torres Gêmeas caírem”, e ao mesmo tempo diz que é um símbolo religioso. Aí eu pergunto: se é só um par de vigas enferrujadas, então por que tanto barulho? E a coerência fica a ver navios…

Deixe uma resposta