Por que a esquerda só tem a temer com o meu empreendimento mas não a direita?

8
33

@

Um amigo me questionou o seguinte: “Luciano, seu blog aborda uma quantidade enorme de jogos políticos feitos pela esquerda. Isso não os fará usarem cada vez mais jogos políticos? Não é um risco que seu empreendimento volte-se contra os interesses da direita?”

Apresento aqui um argumento para demonstrar que isso nem de longe é um problema, pois se é verdade que muitos esquerdistas não tem noção dos estratagemas que praticam, seus líderes tem plena noção. Autores como Karl Marx, Bertrand Russell, Jean Jacques-Rousseau e Richard Dawkins não são nada mais que construtores de estratagemas, e, mesmo que seus adeptos possam vez por outra achar que tratam de argumentos de fato ao invés de truques e fraudes, seus líderes sabem a arquitetura das fraudes que criam e utilizam.

Como mostrei no artigo refutando a matéria da Carta Capital, “O dia em que a Carta Capital chegou à loucura: As mentiras e as insanidades do artigo ‘A velha cara da nova direita'”, é muito fácil encontrarmos 20 a 30 fraudes em qualquer matéria extensa que eles escrevam, assim como qualquer capítulo de um livro deles. Isso significa o seguinte: todos os truques e estratagemas possíveis que podem ser adicionados, serão adicionados, por qualquer intelectual orgânico da esquerda.

Quando escreve um texto, o esquerdista pensa no seguinte: “Qual espaço eu tenho para escrever? Quantos estratagemas e truques cabem neste espaço? Quantos truques específicos de ressignificações de rótulos eu consigo fazer a meu favor?”. A partir daí o texto do esquerdista é feito, de forma a usar supostos conteúdos para a adição da maior quantidade possível de truques, rotinas e rotulagens.

Ao avaliar livros como “Deus, um Delírio”, de Richard Dawkins, “O Mundo Assombrado pelos Demônios”, de Carl Sagan, e “Ensaios Céticos”, de Bertrand Russell, assim como qualquer texto da Carta Capital, o que vemos, portanto, é uma artilharia pesada de truques e rotinas, que tem funcionado que é uma beleza para o lado deles.

Para que estes truques e rotinas funcionem, os esquerdistas dependem da ignorância da direita a respeito da arquitetura destes truques, assim como o nível de mentiras contidas nestes truques. É preciso que a direita não consiga perceber que aquilo que está lá contido são truques.

Fiz questão de colocar o vídeo de uma empresa que ministra cursos para a certificação CEH (Certified Ethical Hacker), para mostrar que a aquisição de conhecimentos de todos os truques e estratagemas do oponente não é algo que ajuda o oponente, mas o prejudica.

Em relação aos estratagemas da esquerda, quanto mais eles forem denunciados, só a direita tem a ganhar, pois a esquerda já usa todos os estratagemas que consegue. Imagine uma página como da ATEA ou de Paulopes. É possível que eles pratiquem mais estratagemas do que já fazem? Muito difícil. Se eles publicarem 80 posts por dia, ninguém vai ler! Isso quer dizer o seguinte: todos os truques que eles puderem fazer, eles já fazem!

A arte agora é descobrir todos os truques e, assim como na certificação CEH, criar o máximo possível de pessoas do lado da direita que conheçam não só os truques da esquerda, como também saibam revertê-los contra eles. Se os esquerdistas usam rotulagens mentirosas, então cabe a você demonstrar ao público que a rotulagem é falsa, e implementar a rotulagem verdadeira. No dia-a-dia das corporações, é exatamente isso que os CEH’s fazem. (Aliás, cá entre nós: acho que sou o primeiro autor de análise política que baseou seu mindset na forma como a investigação de fraudes é feita nas organizações. Se souberem de algum outro que usa esta abordagem, gostaria de saber.)

Tudo o que tenho feito aqui no desmascaramento dos truques da esquerda só tem a prejudicá-los, e, ao mesmo tempo, ajudar-nos. Assim como a certificação CEH e o contínuo corpo de conhecimento criado por estas entidades de combate aos hackers só tem a beneficiar os profissionais de segurança de informação, ao invés dos hackers.

Anúncios

8 COMMENTS

  1. O Mensalão continua cheio dos truquinhos, cada vez mais patético. Aqui seguem alguns

    “Reacionários são a face do retrocesso. Acuados pelo fato de estarem sendo deixados para trás pelo mundo, tentam desesperadamente criar uma realidade paralela, nos moldes conspiracionistas. Quando os veículos não se posicionam da maneira que lhes agrada, não é o caso de começarem a repensar suas opiniões, mas sim de acusar a mídia de querer derrotá-los. Criam até seu canal próprio, isolado do mundo e da realidade, onde as notícias são dadas de acordo com os interesses pessoais e com as ideologias em curso. Não que isso seja errado, só é ridículo. [5]”

    “Ayanice detected. Querem saber o que acho dessa imagem? EU ESTOU ME FODENDO PARA ELA. E tenho certeza que falo pela enorme maioria dos ateus e dos seculares, que também estão pouco se fodendo para ela. Ela não está ali para agradar ninguém. Mas se os cristãos acham que desrespeita o estado laico, peçam para retirá-la, oras bolas! Duvido que haveria da nossa parte alguma reação à retirada desse símbolo, que de religioso não tem nada. Mas se acham que um estado laico de verdade não pode ter Mariane, tirem ela também, caralho! Se quiserem, até ajudo, porque acho ela feia. Coloquem uma foto minha no lugar, por que não? Que piada, que piada!!! Além do mais, pergunto ao Emerson e ao Luciano Henrique: se vocês tivessem que escolher entre tirar os dois símbolos ou não tirar nenhum, qual escolheriam? Aha! Logo se vê que é só um trocadilho para fazer pirracinha de internet. Não existe absolutamente nada de sério ali. As bobagens naqueles blogs estão completamente desprendidas do mundo real, só servem para fazer auto-ajuda e manual de pirracinhas na internet.”

    “A WatchGOD nasceu justamente para tratar de gente assim. Desejo que ela se torne o registro do último suspiro da apologia popular, aquela que vem do povão. Daqui alguns anos, todos vão poder ver aqui os últimos gritos dos apologistas, poderão ver como seu desespero tomou conta de seus corações ao testemunharem a secularização em massa da sociedade. Não nego que uma parte para lá de considerável do movimento evangélico atual também esteja dando um grito sufocado de dor por verem seu redor se secularizando, mas eles são sem graça e já tem muita gente para registrar. Eu quero bater uma foto é dos apologistas decadentes.”

    • Ainda que ele se esforce, o blog Paulopes é muito melhor para compilação de estratagemas. O único lado interessante do blog do Marco Suriani é que ele as vezes tenta uns truques psicológicos que devem ser mapeados (as provocações de parquinho são as mais divertidas no curso de seu mapeamento).

      Vou avaliar alguns dos truques:

      Reacionários são a face do retrocesso. Acuados pelo fato de estarem sendo deixados para trás pelo mundo, tentam desesperadamente criar uma realidade paralela, nos moldes conspiracionistas. Quando os veículos não se posicionam da maneira que lhes agrada, não é o caso de começarem a repensar suas opiniões, mas sim de acusar a mídia de querer derrotá-los. Criam até seu canal próprio, isolado do mundo e da realidade, onde as notícias são dadas de acordo com os interesses pessoais e com as ideologias em curso. Não que isso seja errado, só é ridículo. [5]”
      Truque do “Ele fala sozinho…”, que é feito para dar moral para a própria tropa. O divertido é que ele tenta o truque no exato momento em que a Carta Capital acusou o golpe no rim e disse exatamente o oposto do que Marco afirmou. A nova direita é uma “ameaça”, segundo a Carta Capital:
      http://lucianoayan.com/2012/12/09/o-dia-em-que-a-carta-capital-chegou-a-loucura-as-mentiras-e-insanidades-do-artigo-a-velha-cara-da-nova-direita/
      Daí o truquezinho de “eles estão isolados do mundo” perde muito de seu efeito. Marco foi patético nesta parte.
      Outro momento ridículo é quando ele acusa os oponentes de “conspiracionistas”. Mas o post sobre o Foro de São Paulo esfrega na cara dele exatamente o oposto.
      http://lucianoayan.com/2012/11/23/mas-o-foro-de-sao-paulo-nao-era-teoria-da-conspiracao/
      Quer dizer, o Marco é um esquerdista que tenta esconder os crimes da turma dele acusando os rivais de “teoria da conspiração”. Mas aí ele que se vire para o fato de que quando Olavo de Carvalho denunciou o Foro de São Paulo a patuléia do lado da esquerda dizia “hehehehe, é teoria da conspiração”.
      Vi lá no blog dele também a idéia de que ele NÃO QUER que a direita use a expressão “é você”. Depois disso, é lícito notar que o sujeito tem que procurar ajuda psiquiátrica urgente.
      O sistema de pensamento dele é: Jogos políticos da esquerda, como “é você”, só podem ser usados pela esquerda. Caso a direita descubra esses recursos, devem ser criticados. É como o hacker que está doido para que o auditor de segurança da informação não entenda como os hackers pensam.
      É divertido ver a esquerdalha perder a dignidade.
      “Ayanice detected. Querem saber o que acho dessa imagem? EU ESTOU ME FODENDO PARA ELA. E tenho certeza que falo pela enorme maioria dos ateus e dos seculares, que também estão pouco se fodendo para ela. Ela não está ali para agradar ninguém. Mas se os cristãos acham que desrespeita o estado laico, peçam para retirá-la, oras bolas! Duvido que haveria da nossa parte alguma reação à retirada desse símbolo, que de religioso não tem nada. Mas se acham que um estado laico de verdade não pode ter Mariane, tirem ela também, caralho! Se quiserem, até ajudo, porque acho ela feia. Coloquem uma foto minha no lugar, por que não? Que piada, que piada!!! Além do mais, pergunto ao Emerson e ao Luciano Henrique: se vocês tivessem que escolher entre tirar os dois símbolos ou não tirar nenhum, qual escolheriam? Aha! Logo se vê que é só um trocadilho para fazer pirracinha de internet. Não existe absolutamente nada de sério ali. As bobagens naqueles blogs estão completamente desprendidas do mundo real, só servem para fazer auto-ajuda e manual de pirracinhas na internet.”
      É exatamente o oposto, e ele blefou, naturalmente. Claro que do lado humanista haveria rejeição à retirada da imagem de Marianne como do lema “Ordem e Progresso” da bandeira. E sim, eu já disse em meu blog (e ele fingiu que não leu, pq não estou surpreso?): “Ou ficam os dois símbolos, ou não ficam nenhum”. Portanto, se os humanistas toparem retirar o símbolo de Marianne (e não colocarem nenhum símbolo), talvez no máximo uma maçã (símbolo neutro) ou uma picanha (símbolo neutro), eu apoiaria plenamente.
      Claro que Marco está se IMPORTANDO muito com a presença de Marianne e do lema “Ordem e Progresso”, pois ele é um humanista militante, e, de acordo com a estratégia gramsciana, ele tem que marcar posição. 🙂
      Como se nota, o blefe dele mascou…
      Aliás, onde eu falei que Marianne é um “símbolo religioso”? Ele não tem vergonha na cara de mentir tanto? Eu disse que o símbolo Marianne REPRESENTA UMA POSIÇÃO QUE NÃO É NEUTRA EM RELAÇÃO A RELIGIÃO, DEVIDO AO INCENTIVO DO EXTERMÍNIO DE CLÉRIGOS QUE TAL IDEOLOGIA FEZ NA REVOLUÇÃO FRANCESA.
      Logo, o discurso de “é simbolo religioso ou não” só faz sentido em quem se especializou em mentir no discurso de simulação de estado laico, quando na verdade o estado laico significa “que o estado é neutro em questões religiosas”, e a decisão de exterminar clérigos é uma QUESTÃO RELIGIOSA, que nem de longe é neutra.
      “A WatchGOD nasceu justamente para tratar de gente assim. Desejo que ela se torne o registro do último suspiro da apologia popular, aquela que vem do povão. Daqui alguns anos, todos vão poder ver aqui os últimos gritos dos apologistas, poderão ver como seu desespero tomou conta de seus corações ao testemunharem a secularização em massa da sociedade. Não nego que uma parte para lá de considerável do movimento evangélico atual também esteja dando um grito sufocado de dor por verem seu redor se secularizando, mas eles são sem graça e já tem muita gente para registrar. Eu quero bater uma foto é dos apologistas decadentes.”
      Aqui é outro truque para levantar o moral da tropa.
      Expressões com “últimos gritos”, “desespero tomou conta” e “grito sufocado de dor” são apenas truquezinhos psicológicos para subcomunicar a mensagem para a patuleia que o lê (aliás, quase ninguém) de que “Vamos vencer, gente, motivem-se, vamos juntos! Aleluia!”. Que um humanista copie os piores truques neo-pentecostais, isso também é algo que não me cause surpresas.
      O importante é ver o padrão de comportamento esperançoso, apelativo e falando ao populacho. O que Marco não percebe é que a “secularização inevitável” está se tornando uma islamização na Europa, ao mesmo tempo de um retorno à ortodoxia na Rússia.
      Como idiota útil, ele não percebe que no tabuleiro de crenças, as regras mudam de acordo com as conveniências políticas, e que a esperança dele de “um dia seremos hegemonia” não passa de um raciocínio de auto-ajuda para torná-lo motivado a lutar. Ao estudar este padrão de comportamento, e saber como ele é vítima desse processo, é claro que ele não conseguirá jamais duelar com um oponente como eu, pois enquanto o comportamento dele for completamente previsto por mim (mas ele não conseguir prever o meu), ele só tem a perder.
      Enfim, a verdade nua e crua, para provocar o ranger de dentes de Marco: tanto a apologética teísta como a neo-ateísta vieram para ficar e POSSUEM SEUS PÚBLICOS. Basta que algum grupo receba algum insight e fique MOTIVADO pelo discurso, que o discurso continuará sendo feito. Simples assim.
      Não é tão simples ver o mundo como ele é ao invés de alimentar falsas esperanças e ilusões e viver se decepcionando?
      Se bem que eu não tenho dó de humanistas como Marco. Eles já causaram 200 milhões de mortes com suas ilusões e querem causar muito mais. Merecem sofrer e serem vítimas constantes de beneficiários mais espertos que eles. 😉

  2. Descobrir fraudes é demais.

    O Marco Suriani: “Não me considero conservador, mas me dou ao direito a ver dentro de cada linha de raciocínio aquilo que presta e aquilo que não presta. No meu ponto de vista, o ideal conservador de se opôr à “mudança por mudança” e às mudanças bruscas provocadas por um grupo muito restrito é admirável. Entretanto, não pensem que aprovo sequer 10% de baboseiras como a deste link.”

    O link traz os 10 princípios conservadores de Kirk

    “1. Homens e nações são governados por leis morais; e essas leis têm a sua origem em uma sabedoria superior à humana – a justiça divina.
    2. Variedade e diversidade são as características de uma grande civilização.
    3. Justiça significa que todo homem e toda mulher têm direito ao que lhes é próprio – às coisas que melhor se adaptam à sua própria natureza, às recompensas de sua capacidade e integridade, à sua propriedade e à sua personalidade.
    4. Propriedade e liberdade são inseparavelmente conectadas; nivelamento econômico não é progresso econômico.
    5. O poder é repleto de perigos; portanto, o bom estado é aquele no qual o poder é controlado e equilibrado, restringido por constituições e costumes sólidos.
    6. O passado é um grande depósito de sabedoria;
    7. A sociedade moderna necessita urgentemente de uma verdadeira comunidade: e verdadeira comunidade é um mundo distante do coletivismo.
    8. Nos assuntos das nações, o conservador americano acredita que seu país deve ser um exemplo para o mundo, mas que não deve tentar reconstruir o mundo à sua imagem.
    9. Os conservadores sabem que homens e mulheres não são perfectíveis; e nem o são as instituições políticas.
    10. Os conservadores estão convencidos de que mudança e reforma não são idênticas: inovação política e moral pode ser tanto destrutiva como benéfica; ”

    Se o Marco gosta só de 10% ou até menos, qual é o desses 10 princípios que ele aprova?

    Eu duvido que ele tenha coragem de responder essa.

    • Hahahahah… a tentativa de simulação de imparcialidade dele foi patética. 10% de Russell Kirk? Quero ver quais dos princípios ele cortaria. Talvez o primeiro, o oitavo… mas queria ver qual desses 10 princípios “sobra”. O Marco não acerta uma. 🙂

  3. “Quando escreve um texto, o esquerdista pensa no seguinte: “Qual espaço eu tenho para escrever? Quantos estratagemas e truques cabem neste espaço? Quantos truques específicos de ressignificações de rótulos eu consigo fazer a meu favor?”

    Ora, amigos, segundo a Dra. Ana Beatriz Barbosa, o quadro q Luciano descreve sobre os esquerdistas é digno de um perfil psicopático. Olavo já comentou sobre isso.

  4. Suponhamos q não houvesse denúncia de fraudes. A chance de sermos enganados não aumentaria drasticamente? Pois é. E vejam amigos, achar q crianças assistirem Rambo e Exterminador do Futuro pode gerar futuros assassinos frios é balela já refutada por estudos, pois assassinos frios já nascem com essa tendência. Da mesma forma, achar q as denúncias de fraudes gera esquerdistas mais equipados tbém é balela. Só canalhas por natureza usam o conhecimento deste blog para o mal. Quem for do bem, deixará a desonestidade intelectual e abandonará a esquerda, assim como vários amigos meus q já testemunharam dos benefícios deste blog para deixarem o humanismo de lado.

  5. Citar alguns cientistas e dispensar seus textos como “estratagemas” é fácil. Apontar como e porquê cada um é tal coisa que é bom nada. Se brincar, na melhor das hipóteses, teremos algo parecido com Olavo tentando refutar Newton e Galileu.

    • Você está louco.

      1 – Até citei um livro que refuta TODO o marxismo. (vc fingiu não ler)
      2 – Comparar Marx com Newton e Galileu é no mínimo coisa de maluco.

      Aliás, Newton e Galileu não criaram estratagemas para tomada de poder e engano de trouxas.

      Um pouco de senso de proporções, por favor…

      Abs,

      LH

Deixe uma resposta