Jornalista esquerdista se dá mal em debate sobre desarmamento na CNN

5
183

Clicar no link http://youtu.be/oKCjIQfLB9M, para assistir ao vídeo direto no YouTube.

Fonte: Esquerdopatia

Devido ao horrível e recente massacre ocorrido na pré-escola Sandy Hook, no Estado de Connecticut, EUA, em que foram mortas 20 crianças e 6 adultos, a esquerda americana, aliada à midia em geral, se aproveitou da desgraça e da tragédia alheias para tentar mudar as leis e a Constituição americanas para “controlar as armas” nas mãos dos civis.

Foi também o que tentou fazer Piers Morgan da CNN, quando entrevistava Larry Pratt da Gun Owners of America (GOA) (1),  quando foi ridicularizado perante todos os telespectadores em um programa que foi ao ar no dia 18 de dezembro. Larry Pratt rebateu todos os argumentos com calma e racionalidade, deixando o anfitrião arrogante totalmente perdido. O debate é um clássico, pois Pratt desmascarou todos os argumentos da esquerda visando desarmar a população e defendeu que a verdadeira solução é mais segurança, colocando armas nas mãos certas, devido ao seu valor de dissuasão e segurança. Morgan surgiu como um valentão que foi confrontado e exposto como um covarde idiota.

Ao ver que todos os seus argumentos eram rebatidos e sistematicamente destruídos por Pratt, o entrevistador Morgan perdeu a linha e recorreu à xingamentos. Porém, Pratt riu por último, dizendo que o “modelo de conduta” , de Morgan é o primeiro-ministro britânico Neville Chamberlain, que pregou a política de apaziguamento com Hitler, na esperança de que, ao atender todas as exigências nazistas, o Reino Unido seria poupado na Segunda Guerra Mundial, algo que acabou não funcionando. Ao mencionar Chamberlain, a intenção de Pratt era demonstrar que agressão se combate com agressão, força se combate com força – uma lição que a Grã-Bretanha, os Estados Unidos e os aliados aprederam de forma horrível, durante a Segunda Guerra Mundial.

Publicado em www.aim.org, por Cliff Kincaid, em 20 de dezembro de 2012

Meus comentários

Excelente postura de Larry Pratt, e vergonhosa atuação de Piers Morgan. Aparentemente Pratt já conhecia todos os estratagemas da esquerda contra o direito de porte de armas, e respondeu-os com extrema tranquilidade, o que irritou progressivamente Morgan. (Aliás, no futuro ainda adicionarei todas as rotinas possíveis da esquerda na questão do controle de armas também, embora a prioridade para 2013, como já disse antes, é o mapeamento de 500 – mais ou menos – rotinas neo-ateístas)

Esse vídeo mostra que o caminho certo é o mapeamento de todas as rotinas deles, pois, estando estas rotinas desmascaradas, só lhes resta o desespero.

Anúncios

5 COMMENTS

  1. Bixo, é incrível como teus artigos atacam diretamente na linha dos esquerditas/humanistas. Matando-se as rotinas, a única coisa que resta é “você é um idiota, assassino, apoiador de massacres”, sem qualquer tipo de defesa ao próprio argumento ou refutação do argumento de outrem.

    É também notável que o Piers não invalidou sequer um argumento do Larry, apenas repetindo seus próprios argumentos (que basicamente foram refutados na primeira participação do Larry) ad infinitum.

  2. “Petição pede que âncora da CNN seja deportado”

    “Defensores de armas nos EUA pedem ao governo Obama que deporte o britânico Piers Morgan, o âncora do programa “Piers Morgan tonight”, da CNN. De acordo com o “The Hollywood Reporter”, mais de de 11 mil pessoas já assinaram uma petição online que acusa o jornalista de ter atacado, durante seu programa, a Segunda Emenda, que garante aos americanos o porte de armas de fogo. “O cidadão britânico e apresentador da CNN Piers Morgan está fazendo um ataque hostil contra a Constituição americana, mirando na Segunda Emenda”, diz a petição criada na sexta-feira (21). “Queremos que Morgan seja deportado imediatamente por seus esforços de apequenar a Constituição e por tomar proveito de sua posição para fazer ataques contra os direitos dos cidadãos americanos”.

    O documento foi postado no site colaborativo da Casa Branca “We the people”, que permite aos usuários criar petições que recebem a atenção de agentes do governo e uma resposta oficial da Casa Branca caso ganhe 30 mil assinaturas em 30 dias. No Twitter, Morgan tem respondido com bom humor às ofensas destinadas a ele.”

    http://kogut.oglobo.globo.com/noticias-da-tv/noticia/2012/12/peticao-pede-que-ancora-da-cnn-seja-deportado.html

  3. Parabéns a ele!

    Foi demais ver a cara de raiva desse repórter esquerdista, as tentativas dele de interromper e a falta de argumentação dele.

    Só acho que Larry Pratt podia ter citado mais detalhadamente as enormes taxas de homicídios em países em que o porte é probido como o Brasil e até sugerido à este repórter para mudar para cá.

    Tenho certeza que esse repórter se sentirá muito seguro morando num bairro de classe média em uma cidade como Salvador e andar pelas ruas lá a noite.

  4. Aqui no Brasil, a região nordeste é onde tem muitas poucas armas legais é onde ocorre mais crimes com armas de fogo mais do que o sudeste, onde temos o trafico de drogas{muito maior e mais organizado}. Nem vou falar da Suíça(onde existe mais armas que habitantes), tem a Austrália onde o controle de armas resultou em aumento significativo de crimes com armas de fogo, mas esse não são o mais forte argumento. devemos lembrar que em muitos países no século XX o controle de arma foi seguidos de formação de governos totalitários + genocídios. A esquerda sabe muito bem o motivo dos E.U.A( a população conservadora em geral) serem contra todas políticas de controles de armas a garantia da população poder lutar contra regimes totalitários, como os governos de esquerda sempre acabem sendo ditaduras não é bom pra eles que a população tenha como se defender.

  5. Lendo os seus posts, fica cada vez mais fácil identificar os esquerdistas. Eles se sentem no direito de interromper os discursos dos opositores, mas não aceitam intervenções nos seus. A perceberem que o discurso dos opositores é superior e bem fundamentado, perdem as estribeiras e partem para o ataque pessoal: Idiota! Fascista, etc.
    O curioso é que o apresentador ainda tentou sair pela tangente, querendo levar a discussão para os rifles de assalto, como se um atirador utilizando apenas pistolas não fariam um estrago semelhante. Passou vergonha.

Deixe uma resposta