Suiá Missú: Moradores se desesperam e começam a deixar posto da mata. É, meus caros, não adianta se desesperarem em tempos de politicamente correto.

3
70

@

Em tempos de modinha “guarani kaiowá” ou qualquer outro vitimismo em prol dos índios (que querem viver sob os benefícios da civilização que os desbravadores aqui criaram, mas ainda assim querem benefícios injustificáveis nessa civilização), não adianta os moradores de Suiá Missú se desesperarem.

Serão tratados como párias, ofendidos por um governo autoritário, e, o que é mais desesperador para eles, ignorados pela mídia esquerdista.

Infelizmente para eles, agora estão do lado do politicamente incorreto, enquanto os índios da região estão do lado do politicamente correto. Sendo assim, os moradores serão despejados, humilhados e ridicularizados por um governo que não liga de fato para o cidadão humilde, apenas para sua agenda. Tudo amparado por uma mídia absurdamente desonesta, que sabe esconder os fatos quando lhes é conveniente.

Exagero? Então comparem o que está acontecendo em Suiá Missú com o caso do Pinheirinho, e meçam a quantidade de notícias que a mídia fará a respeito do assunto Suiá Missú em comparação com as notícias no caso Pinheirinho.

Detalhe: no Pinheirinha, as terras eram de propriedade de um milionário, e aqui as terras seriam alegadamente dos índios. Por isso, as poucas notícias do assunto ainda tem a cara-de-pau de ressignificar a terminologia, e chamam o caso de Suiá Missú de “desintrução”, enquanto no Pinheiro era “desocupação”.

Faltam provas? Eis os fatos: se buscarmos por “desintrusão+Suiá Missú”, teremos 31.800 resultados no Google, mas se buscarmos por “desintrusão+Pinheirinho” temos 1.020 resultados.

Assustador? O que se vê é muito pouco perto do que pode ser feito se o governo conseguir controlar a mídia conforme deseja.

Anúncios

3 COMMENTS

  1. Caro Luciano,

    Apenas corrigindo um detalhe particularmente amargo:
    Aparentemente, a maioria dos próprios índios da região está do lado “politicamente incorreto”, como pode ser visto nesse vídeo:
    Discurso das lideranças indígenas durante reunião sobre a gleba Suiá-Missú
    Entre outras coisas, os caciques presentes dão as mais contundentes provas testemunhais de que seus antepassados nunca moraram lá, que sua cultura residia unicamente em terras de cerrado, e as terras confiscadas eram de mata fechada e de que a FUNAI sobrevive de usar e explorar os índios alem de dizer que da justiça só vem coisa ruim.
    Resumindo, a FUNAI está criando um reserva Frankenstein para um único cacique e uma única tribo de índios vendidos com interesses escusos, e o Governo Petista aproveitando a chance para humilhar de vez os ruralistas e declarar que a propriedade privada no país passou a ser uma concessão dada a contragosto pelo regime marxista. A qualquer momento uma terra indígena ou um quilombo podem ser criados e a propriedade confiscada.
    Grato,
    W L Guerreiro.

    • Hélio,

      preferi não deixar o link.
      é só copiar e pesquisar o título no youtube:

      Discurso das lideranças indígenas durante reunião sobre a gleba Suiá-Missú

      Se não der certo avise.

      Abraços

Deixe uma resposta