A mitomania psicopática de Matthew Modine: desconstruir a mensagem de Jesus para fingir que ele era comunista

14
126

Matthew-Modine-I-Think-I-Thought-AFI-Film-Festival-LA

Fonte: Tudo em Cima

O premiado ator Matthew Modine já participou de filmes de sucesso no cinema e de séries televisivas. No momento ele está envolvido nas gravações do novo filme sobre Batman. Entre uma filmagem e outra, ele produziu um curta-metragem de 15 minutos que mostra o filho de Deus como um líder socialista, oferecendo um argumento convincente em favor dos pobres.

Modine escolheu um título polêmico: “Jesus era um comunista”. Seu filme oferece uma discussão das mensagens do Novo Testamento no contexto da pobreza, da poluição e da agitação política.

Selecionado para participar de vários festivais de cinema em todo o mundo, a discussão que o veterano ator propõe já está chamando atenção. O movimento político direitista Tea Party tem usado a Bíblia como seu “cabo eleitoral e justificativa para mudanças na política”. Sites cristãos como o Truth Vanguard já fizeram pesadas críticas ao curta metragem.

O filme de Modine parece ter um endereço certo. Algumas semanas atrás, o movimento “Ocupar Wall Street” iniciou um debate sobre a relação entre os mais ricos e os mais pobres da sociedade. Rapidamente iniciativas similares se espalharam por vários lugares do mundo.

Vários meios de comunicação compraram a iniciativa com o início do Cristianismo, quando a igualdade entre todos os homens ajudou a desfazer a estrutura social do antigo Império Romano. Imediatamente líderes religiosos e teólogos começaram a debater o tema. Enquanto alguns apoiaram a ideia dizendo que Jesus estaria ao lado dos que ocuparam Wall Street, outros criticaram veementemente, afirmando que a revolução que Jesus queria nada tinha a ver com distribuição de renda.

Embora o filme não tenha sido exibido comercialmente, o site do filme traz a seguinte mensagem: “Sua revolução implicava em uma mudança dramática na forma como as pessoas pensavam. O pensamento progressista e liberal de Jesus se espalhou por todo o Império dominante. Sem exército e sem armas, Ele levou as pessoas a uma nova direção e uma forma mais humana de pensar, com sua filosofia de amor e perdão. Estas são as ideias defendidas neste exato momento pelos protestos em Nova York e por milhares de norte-americano através dos Estados Unidos”.

Falando sobre o curta, Modine explica: “Embora o título seja propositadamente provocativo, é importante às pessoas entenderem que o filme não é um ataque a Jesus ou à fé cristã e nem mesmo uma apologia ao comunismo. Trata-se de um filme com uma mensagem muito positiva, de responsabilidade e de esperança”.

Durante uma entrevista, no lançamento do filme semana passada, Modine foi mais longe: “O movimento Ocupar Wall Street não tem uma só voz, um líder. Essa é uma extraordinária demonstração de liberdade civil e de democracia. Mas acho que se houvesse um homem barbudo, de pés descalços falando sobre paz, liberdade, amor e virasse a mesa dos especuladores de Wall Street acabou ele seria crucificado pela mídia. O prefeito exigiria sua prisão. [Alguns meios de comunicação] iria incitar o ódio contra ele e declará-lo uma ameaça para o capitalismo”.

Vindo de uma família muito religiosa, o diretor explica porque os ensinamentos de Jesus o motivaram: “Estou preocupado com os eventos que ocorrem em todo o mundo. A população chegou aos 7 bilhões. Existe muita fome no mundo. Há escassez de água potável. A poluição ameaça o meio-ambiente. Vemos os dos resíduos nucleares. Mudanças climáticas em todo o mundo… Há tanta confusão, culpa e falta de responsabilidade no mundo de hoje. Muitas guerras e assassinatos usam como justificativa o nome de Deus. Não foi isso o que Jesus ensinou”

Confira um trailer do filme que curiosamente inicia com a declaração do teólogo brasileiro Dom Elder Câmara “Se eu dou comida aos pobres, eles me chamam de santo. Se eu pergunto por que os pobres não têm comida, eles me chamam de comunista”.

Mais informações sobre o filme no site www.jesuswasacommiefilm.com

Meus comentários

A notícia é velha, de novembro de 2011, mas não podia deixar de tratá-la aqui.

Quando se investiga as ações de um psicopata, precisamos mudar nosso “frame” de mente, pois a busca por auto-proteção de nossa identidade tende sempre a achar que lidamos com “ingênuos” ou “enganados”, quando as vezes estamos diante de pessoas dissimuladas e fraudulentas. Essa diferença faz toda a diferença.

Alguém poderia achar que a ação de Modine é uma “estupidez”, quando na verdade é uma estratégia de mestre de uma pessoa que usa a mentira de forma artística para capitalizar politicamente.

Vejamos a cara-de-pau de Modine. Segundo ele, o Occupy Wall Street, com seu discurso comunista, é similar à ação para levar à queda do Império Romano, quando na verdade é o oposto. O inchamento do estado, causado pelos comunistas, é que defende algo como o Império Romano, enquanto a direita quer derrubar a concentração do poder estatal. Em outras palavras, é a direita que luta contra o totalitarismo, ao invés da esquerda.

Só uma mente muito perturbada e desonesta poderia idealizar que Jesus Cristo era um defensor de idéias totalitárias para concentração de poder nas mãos do estado para simular projetos de “remodelação da sociedade”, o que é a essência do discurso esquerdista.

Segundo Modine, Jesus teria levado as pessoas a uma “forma mais humana de pensar”, mas a idéia comunista é a forma mais desumana possível com a qual os seres humanos podem tratar uns aos outros. Simplesmente por que retira do ser humano a liberdade individual, tornando-o um refém de um estado. Como se vê, Modine simplesmente entende (ou simula entender) toda a mensagem cristã do avesso, em um desconstrucionismo que causaria orgulho em Derrida.

Como sabe que está mentindo, Modine fica o tempo todo dizendo o que “Jesus faria”, o que é uma covardia intelectual sem limites, pois Jesus não está aqui para lhe dizer coisas como “Não, eu não faria isso, eu diria que você é desonesto por mentir dizendo que eu apóio sistemas genocidas como o comunismo”.

Eu não sou cristão, e não creio que Jesus sequer tenha ressuscitado. Mas, de acordo com o personagem histórico, é evidente que Jesus não apoiaria uso de falsas rotulagens para capitalização política, coerção estatal com pretexto de simulação de “luta pelo bem comum”, e nem desconstrução de idéias para mentir sobre intenções de outros.

Em suma, muito provavelmente Jesus cuspiria na cara de gente como Modine. E não entendam mal: isso seria um ato de caridade com ele.

Anúncios

14 COMMENTS

  1. Acusaram o golpe lá no blog do Barros. Tiveram que convocar o Mensalão e o Gilmar para ajudar, mas tá difícil, vou colar algumas coisas aqui em breve.

    • Depois que me falaram que ali é séquito de Alfredo Bernacchi, perdi as expectativas. É um mais doidinho e traumatizado que o outro. Eles estão abaixo do nível dos neo-ateus que encontramos por aí.

  2. Lá vem a choradeira da SS Rodrigues, que faço questão de publicar aqui

    “É mesmo um cristão pleno de amor ao próximo o sr. Ayan, ou doutor, sei lá. Pelo menos tendo em vista seus preconceitos. Em algumas passagens de um daqueles textos quilométricos e nos comentários referentes ele zomba de quem leu o Mundo de Sofia, dizendo que é filosofia para empregadas domésticas”. Então, Sun Tzu?”

    • Olha só o argumento da coitada.

      (p1) Luciano já foi católico
      (p2) Luciano diz que abandonou o teísmo em abril de 2011
      (c) Logo, Luciano é católico

      (p1) Alguns cristãos são mansos e coniventes com a ofensa do adversário (são os cristãos mansos), e não podem revidar
      (p2) Luciano, mesmo quando era cristão, rejeitava esse perfil exposto em (p1)
      (c) Logo, Luciano é cristão manso

      (p1) Cristãos mansos não podem satirizar ninguém
      (p2) Luciano satirizou filósofos que leram “Mundo de Sofia” ano passado
      (c) Logo, Luciano entra em contradição

      E essa vagabunda ainda quer ser respeitada intelectualmente? A incapacidade lógica dessa aí é tanta que em qualquer curso de lógica, se ela pratica uma estupidez dessa, botam ela pra fora da sala.

  3. Olha, não é o primeiro que coloca isso viu…já vi postagens pela internet falando o mesmo…
    Jesus jamais pregou revolução nem contra os judeus ( mais precisamente o Sinédrio)nem contra os romanos…Jesus NUNCA colocou a culpa dos males da humanidade (na época a lepra, pobreza e a escravidão se alastravam) nos “outros”…Jesus nunca se comparou aos “césares” (atos de ditadores comunistas) …
    Ao ser perguntado se deveriam os judeus pagarem os tributos, Jesus respondeu: _ Dai a César o que é de César, dai a Deus o que é de Deus” (Nessa frase ele já diz tudo, CADA UM NA SUA)
    Jesus NUNCA, JAMAIS EM TEMPO ALGUM plantou revolução, pelo contrário, pregou suas mensagens SEM INCITAR os povos , sem segregar

    eSSE babaca não tem a mínima noção de quem foi Jesus

  4. Cristo é mais de esquerda, de direita,do centro? É mais comunista,mais capitalista,mais católico,mais evangélico,mais liberal,mais conservador?Esta do lado de quem afinal?-Esta mais do lado,de quem esta mais do lado Dele.

Deixe uma resposta