A novilíngua da OAB: querem proibir a homenagem ao regime militar nas escolas e chamam isso de… democracia

7
100

1984

Fonte: Jornal do Brasil

O presidente da Comissão Nacional dos Direitos Humanos da OAB e da Comissão Estadual da Verdade do Rio de Janeiro, Wadih Damous apoiou nesta segunda-feira (25) o projeto de lei apresentado pelo vereador Eliomar Coelho proibindo que qualquer repartição pública, ou mesmo escola, homenageie pessoas ligadas à ditadura militar.

Atualmente, existem as escolas Costa e Silva, em Botafogo; Presidente Médici, em Bangu e Castelo Branco, no bairro da Sulacap. “Merece todo apoio a iniciativa do vereador. Homenagens devem ser dirigidas a quem fez boas coisas pela sua cidade, pelo seu estado ou seu pelo seu país e não a golpistas, torturadores e assassinos que mancham a nossa história”, afirmou Damous.

Segundo o presidente das duas Comissões, em um estado democrático deve-se incentivar o apreço pela democracia, sobretudo no seio da juventude. Por isso, “dar nomes de ditadores a uma escola pública significa um desrespeito à democracia e um culto a homens que perseguiram, mataram e torturaram dissidentes políticos”, destacou .

Para Damous, “as homenagens devem expressar o reconhecimento por quem contribuiu para o fortalecimento do país, suas instituições e do regime democrático e não justamente pelo contrário como os atuais homenageados das três escolas públicas do Rio”.

Meus comentários

Ao mesmo tempo em que pedem a proibição de homenagens ao regime militar (ou seja, censura na cara dura), dizem que um “em um estado democrático deve-se incentivar o apreço pela democracia”.

Em outras palavras, perderam definitivamente a vergonha na cara.

Ora, em um regime democrático todos deveriam ter o direito de homenagear o que quiserem. Mas no dicionário da esquerda marxista, qualquer manifestação anti-marxista deve ser proibida sumariamente. E a isso chamam de democracia. Como disse Orwell, “guerra é paz e liberdade é escravidão”.

Embora eu não concorde com as opiniões de Leonardo Bruno sobre aborto e eutanásia, a situação dos “conselhos” do aparelho estatal do Brasil simplesmente é aterradora.

Abaixo:

@

O resultado é que não devemos mais confiar em nenhum destes “conselhos”. O que vier da OAB, do CFP, ou de qualquer “sociedade profissional” mantida pelo estado simplesmente passa a ter o mesmo valor que um peido.

Anúncios

7 COMMENTS

  1. Luciano, uma coisa que costumo ver muito nos neoateístas é aquela história de ficarem fazendo debochezinhos com símbolos religiosos em vez de respeitá-los. Pois bem, eis que estou com uma suspeita de que o Canal do Otário esteja querendo passar mensagens dawkinianas quando sequer precisaria disso:

    http://www.youtube.com/watch?v=PpH49GMANmI

    Notou a maneira como ele se refere àquilo que se comemora na Páscoa? Sim, puseram Jesus como um zumbi que ressuscita de uma catacumba, para a qual o Otário vai lá e dá uma porrada para conter o erguimento dos mortos. Note-se que tal montagem era completamente desnecessária para o entendimento da mensagem principal que ele queria passar (a de que o preço do ovo de Páscoa é muito maior do que o do quilo do chocolate em barra). Tivesse ele ficado na base de só falar sem a animaçãozinha infame e logo passado ao ovo, agradaria a gregos e troianos e passaria a mensagem de que não dá para justificar o quão mais caro é um ovo de Páscoa em relação ao material de que é composto mesmo que lembremos que as fôrmas semiovais usadas para sua feitura exigem outra estratégia industrial.
    Note-se também que no fim ele diz o seguinte:

    1) “E aí, vai continuar alimentando essa tradição estúpida?”

    2) “Ah, mas as crianças adoram ovos de chocolate… Bom se você continuar estimulando uma criança a achar que é normal esse tipo de enganação, imagina o tipo de adultos que eles serão”

    Com certeza eu ganhei ovos de Páscoa quando criança (e vez ou outra ganho um enquanto adulto, fora vez ou outra dou um para alguém se considero que a oportunidade a isso favoreça), bem como imagino que você também ganhou e ganhe alguns. O tipo de adulto que me tornei? Digo que não me tornei fútil, bem como valorizo na Páscoa o fato de não só comemorar a ressurreição de Cristo como também de ser uma daquelas oportunidades de estar com minha família. Imagino que você, como ateu, valorize a oportunidade de estar com seus parentes e respeite o fato de eles serem cristãos.
    Também não me parece que as crianças de minha família tenham sido estimuladas a coisas ruins, até porque tenho visto que estão se tornando pessoas de bem e que respeitam o próximo. Imagino que as crianças de sua família também não irão se tornar “o tipo de adultos” que o Otário diz que seriam caso ganhassem ovos de Páscoa.

    Também não vi o autor do vídeo em questão sugerir que as pessoas comprassem ovos artesanais em vez dos industrializados (algo que dá uma boa fonte de renda a quem precisa dessa grana muito mais do que a Lacta, a Garoto, a Cacau Show ou outras). Porém, vi o cara chamar o fato de dar ovos de Páscoa de “tradição estúpida” (como se fosse uma estupidez alguém dar um ovo, símbolo da vida, em um contexto de desejar que seu próximo a tenha em abundância, e como se fosse estupidez termos certas tradições só porque estas vieram do Velho Mundo. Se deixamos de dar ovos de galinha pintados e passamos a usar ovos de chocolate, esta acaba sendo a versão “de pobre” do que os ricos fariam no passado dando ovos Fabergé e aceita hoje em dia tanto por pobres quanto por ricos. Vi também o cara dizer que não devemos continuar achando normal estimular as crianças a no mínimo se acostumar com as marcas de conexão cultural que temos com nosso próprio passado (afinal, em tempos sem chocolate ou indústria, pintávamos ovos e os dávamos àqueles que prezávamos, algo que basicamente era o custo de dar comida para as galinhas, esperá-las dar o produto esperado e pintar sua casca com corantes obtidos naturalmente).
    Logo, extremamente deselegante e com suspeitas de subliminariedade neoateísta a tal maneira como o Otário referiu-se ao ponto central da Páscoa para usar de gancho para o preço dos ovos de Páscoa. Se ele acha estúpida a tradição de se dar ovos de Páscoa, nada me impede de achar igualmente estúpida a tradição de neoateístas em querer fazer brincadeiras “engraçadinhas” com símbolos religiosos e querer achar que devamos aceitar isso calados. Será que ele faria brincadeirinhas com símbolos e festas islâmicas caso notasse que algo relacionado à tradição deles estivesse com preço abusivo?

  2. Aproveitando o embalo, já leram essa notícia? Segue abaixo:

    “A Comissão de Constituição e Justiça da Câmara dos Deputados aprovou, nesta quarta-feira, 27, a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 99/11, do deputado João Campos (PSDB-GO), que inclui as entidades religiosas de âmbito nacional entre aquelas que podem propor ação direta de inconstitucionalidade e ação declaratória de constitucionalidade ao Supremo Tribunal Federal (STF).

    Entre estas entidades estão, por exemplo, a Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), o Supremo Concílio da Igreja Presbiteriana do Brasil e a Convenção Batista Nacional. A PEC será analisada por uma comissão especial e, em seguida, votada em dois turnos pelo plenário.

    Atualmente, só podem propor esse tipo de ação o presidente da República, a mesa do Senado Federal, a mesa da Câmara dos Deputados, a mesa de Assembleia Legislativa ou da Câmara Legislativa do Distrito Federal, governadores de Estado ou do Distrito Federal, o procurador-geral da República, o Conselho Federal da Ordem dos Advogados do Brasil, partidos políticos com representação no Congresso Nacional e confederações sindicais ou entidades de classe de âmbito nacional.

    Para João Campos, a PEC significa uma “ampliação da cidadania e do acesso à Justiça”. “Alguns temas dizem respeito diretamente às entidades religiosas. A questão da imunidade tributária, por exemplo, assim como a liberdade religiosa e o ensino religioso facultativo, entre outros. Se tivermos em algum momento alguma lei que fere um desses princípios não teríamos como questionar isso no Supremo. Com a proposta, estamos corrigindo uma grave omissão em que o constituinte incorreu ao deixar essa lacuna”, argumentou o autor da PEC 99/11.”

    http://www.estadao.com.br/noticias/nacional,comissao-aprova-proposta-que-da-poder-para-igrejas-questionarem-leis-no-stf,1013956,0.htm

    Eis que com isso já começam a estourar acusações de teocracia e tudo o mais.

    Acho que estou ficando paranóico, mas será que isso não foi feito de propósito?

    • Pelo que deu a entender, essa proposta de permitir que entidades religiosas possam entrar com ações de inconstitucionalidade no Supremo acaba soando um pouco como tentar acalmar as bancadas religiosas, principalmente a evangélica, pois esta disse que só permitirá que se tire o Marco Feliciano da presidência da CDH se retirarem João Paulo Cunha e José Genoino da CCJ. Obviamente que aqui falo do contexto em que a coisa foi aprovada, não da coisa em si, que em si tem sua razão de ser, por permitir que religiosos expressem-se na política como tal. Se é permitida a eleição de sacerdotes e líderes religiosos e os mesmos expressarem-se na política como tal, não haveria por que entidades religiosas não poderem entrar com ações de inconstitucionalidade enquanto tal.

  3. “Religião e política quando se misturam, só dá merda!”

    Comentário de um esquerdista. Mas religião política pode, né? Ok, tudo certo.

  4. E claro, como não poderia deixar de ser, muitos dizendo que um mundo sem religião seria lindo. Acho que aos poucos vou me desapegar daquela comunidade de Orkut do Fla. Tá louco! Nego tá ceguinho, ceguinho, e o que tem de neoateu-esquerdista-humanista naquele lugar, putz…

  5. Estou vendo a situação descambar para o conflito armado….NOVAMENTE. Já estou ouvindo gente clamar por ‘guerra santa’.

    As ligações do humanismo ao satanismo são claras desde a sua essência…segundo
    Mikhail Bakunin (um dos idealizadores desta porra toda que estamos assistindo):

    “A Bíblia, que é um livro muito interessante, e aqui e ali muito profundo, quando o consideramos como uma das mais antigas manifestações da sabedoria e da fantasia humanas, exprime esta verdade, de maneira muito ingênua, em seu mito do pecado original. Jeová, que, de todos os bons deuses adorados pelos homens, foi certamente o mais ciumento, o mais vaidoso, o mais feroz, o mais injusto, o mais sanguinário, o mais despótico e o maior inimigo da dignidade e da liberdade humanas, Jeová acabava de criar Adão e Eva, não se sabe por qual capricho, talvez para ter novos escravos. Ele pôs, generosamente, à disposição deles toda a terra, com todos os seus frutos e todos os seus animais, e impôs um único limite a este completo gozo: proibiu-os expressamente de tocar os frutos da árvore de ciência. Ele queria, pois, que o homem, privado de toda consciência de si mesmo, permanecesse um eterno animal, sempre de quatro patas diante do Deus “vivo”, seu criador e seu senhor.

    Mas eis que chega Satã, o eterno revoltado, o primeiro livre-pensador e o emancipador dos mundos! Ele faz o homem se envergonhar de sua ignorância e de sua obediência bestiais; ele o emancipa, imprime em sua fronte a marca da liberdade e da humanidade, levando-o a desobedecer e a provar do fruto da ciência

    (…) Nessa revolução deveremos acordar o Diabo nas pessoas, estimular nelas as paixões mais vis. Nossa missão é destruir, não edificar. A paixão da destruição é uma paixão criativa .”

    – Deus e o Estato, 1781, capítulo 1, parágrafo 5.

    Como satã é bonzinho….o primeiro defraudador intelectual da humanidade…..
    e essa gente neo-ateísta, esquerdista diz que não possuim religião….claro que não…..são apenas em sua essência ocultistas-satanistas. O objetivo é passar isso à massas como se fosse ideologia – sim, porque desta maneira é mais fácil obter o apoio da ciência no processo de desumanização. Ou seja o processo de desumanização por meio da dissonância cognitiva inicia-se quando ele afirma que o homem não era consciente de si mesmo (sendo assim como poderia fazer a escolha INDIVIDUAL de pegar o fruto?), e assim como animal, somente a ciência poderia libertá-lo. Essa afirmação de Bakunin se converte na premissa necessária de um retorno do processo de animalização utilizando-se do Darwinismo no lugar de Deus. Pra isso é afirmado que o humano assume sua animalização natural, e renega a deus pela ciência que deverá então através de uma série de emparelhamentos ideológicos, moldar a nova sociedade apartada de seu criador……que admite existir….mas renega.

    Bakunin tal como seu ‘mestre’, parece se esquecer que o homem ao tomar do fruto expressou ali danosamente A SUA LIVRE ESCOLHA. Se a manifestou é porque JÁ A POSSUÌA. Enquanto o defraudador intelectual só tirou proveito disso. Como fazem hoje todos os seus seguidores.

    Olhe só o comentário da seguinte feminista….

    “mandybg disse…

    (…)
    É o seguinte: SEREI DIRETA:

    Não gosto de crianças. Tenho repulsa pela ideia de ser mãe. Tenho horror a ideia de uma jaca de 3kg saindo pela minha vagina. Mas mais do que isso: TENHO PAVOR, ANGUSTIA, ODIO, NOJO, MEDO, AGONIA em pensar que NÃO TENHO OPÇÃO, CASO ENGRAVIDE!!!

    Então quer dizer que não posso mais dar??? Porque afinal, senhores sábios que apelam aos metodos contraceptivos, essas porras tem sim erros. E QUEM DISSE QUE TODAS AS MULHERES PODEM USAM PILULA? Ora, eu não posso! Leiam todas as contraindicações naquele LIVRETO chamado bula que acompanha o “yaz”, senhores.

    Quero dar. Não quero crianças. Simples. Foda-se, você que acha uma abominação irresponsável minha atitude ou pensamento. Acho mais digno e menos hipocrita do que qualquer outra decisão!

    Tenho o direito de tirar um amontoado de células PRETENCIOSAS sem sistema nervoso e sem percepção (porque biologicamente essa é a definição) que insistem em parasitar meu utero, e possivelmente (reparem, ainda não é) se tornara uma criança.

    Vão a merda com esse mimimi. O corpo é meu, a b*ceta é minha, o utero é meu. E eu decido dar, me proteger até onde posso, e TER O DIREITO DE NÃO SER MÃE.
    bjs.”

    A criatura…..digo…o fruto da acaso que é esta pessoa…..acha muito digno chamar criança de jaca, dizer que tem ódio saber que não pode abortar caso engravide. E que o seu utero (com a função natural de engravidar) quando inicia o processo gestacional, é comparado à ser tomado por parasitas.

    Depois me perguntam porque acho que essa gente come bosta pensando que é gelatina….e porque afirmo que eles defendem a pedofilia institucionalizada. Fraqueza moral, dissonância cognitiva, desonestidade intelectual, individualismo totalitário, e uso das minorias com ferramenta de ‘pregação’ ideológica tudo isso é esperado deles.

    Essa gente ainda quer usar hittler como exemplo de autoritatismo da oposição.
    Basta apenas questionar qual o partido político de hittler (Partido dos Trabalhadores), e vê-los calar suas infames bocas. São fomo FEZES que falam, tem diploma universitário e defendem universos paralelos…..bom estão tentando impor o universos paralelo deles aqui.

  6. Outra coisa que quero acrescentar aqui é que o nome dos presidentes ,ministros e demais políticos e militares,que apoiaram o regime militar já estão sendo gradualmente substiuídos , na minha cidade o nome de algumas bibliotecas e praças ,foram alterados. Porém Luciano, o que é mais preocupante com a retirada de nomes desses políticos (que embora tenham feito um governo anti-democrático,ajudaram a dar a infra-estrutura ao país ,além de impedir a ascensão de uma ditadura comunista,que seria muito mais sangrenta ) estão sendo substituídos por nome de militantes comunistas, com a justificativa de que tais militantes eram “defensores da democracia ” .
    Bom vou passar aqui alguns links para os interessados sobre o assunto .
    http://www.youtube.com/watch?v=cTsl7LPI1QE
    http://www.youtube.com/watch?v=4oHQXnguG2U
    http://aparecidospoliticos.wordpress.com/2011/03/27/rebatismo-popular-do-csu-presidente-medici-para-edson-luis/
    http://www.old.diariodepernambuco.com.br/nota.asp?materia=20120528171826
    http://www.metodista.br/unesco/jbcc/noticias/praca-de-sp-recebe-nome-do-jornalista-vladimir-herzog
    isso aqui é só um esboço do que está sendo feito , muitos desses estabelecimentos são praças,ruas,avenidas e bibliotecas e escolas,que estão tendo seua nomes mudados para homenagear alguns ícones da esquerda ,que inclui militantes ,padres da teologia da libertação e jornalistas socialistas .

    OBS:. Não apoio o regime militar assim como qualquer regime anti-democrático e totalitário .

Deixe uma resposta