O choque dos grupos vítima: homossexual surra sem dó nem piedade uma garota, e enquanto isso as feministas silenciam

1
33


@
Fonte: Homossexualismo

Uma cena chocante (e inusitada) está repercutindo nas redes sociais. Um vídeo amador registrado por alunos da Escola Estadual Ignácio Shevinski Filho, localizada no município de Sorriso (396 km de Cuiabá) mostra a surra levada por uma estudante.

A adolescente teria sido espancada por um jovem homossexual da mesma escola porque o namorado dela teria ameaçado o agressor por causa de sua orientação sexual. O ato covarde do rapaz teria sido uma espécie de vingança.

O vídeo, que ao que tudo indica foi gravado com a intenção de mostrar o feito, mostra o rapaz cruzando o caminho da garota num corredor da escola e após uma breve discussão, partindo para agressão.

O adolescente desfere um soco no rosto da garota e continua a bater nela enquanto a mesma desce rolando um barranco. Outros colegas do agressor incentivam-no a bater mais.

Após o ocorrido, pixações foram feitas no muro da escola com dizeres ‘vai morrer’ e outras ameaças.

Em entrevista a uma TV local, a directora da escola, Shirlei Mello, disse que vai levar o caso ao Conselho Tutelar.

Meus comentários

Será que o blog da Lora Aronovich vai falar algo disso? Dificilmente. Ou mesmo as Blogueiras Feministas? Claro que não.

Ou seja, a vítima de agressões de um homossexual, caso seja heterossexual, não merece um traço sequer de empatia. Nem o mínimo de caridade.

O que fazer senão assistir e expor as eternas contradições dos movimentos radicais de esquerda?

Anúncios

1 COMMENT

  1. Casos como esses nunca são divulgados por militantes gayzistas, infelizmente. “As vitimas são sempre os gays”, na visão deturpada deles. Sem falar que nunca vem a tona, casos de espancamento, assassinatos e coisas do tipo, cometidos por motivos passionais entre casais desse gênero.

Deixe uma resposta