A evolução de Marco Feliciano

16
95


@
Com certeza, a melhor das declarações de Marco Feliciano até o momento!

Impressionante a clareza com a que ele expôs o cenário atual da guerra política. Isto que ele fez sim é controle de frame! E, como tenho dito, sem precisar dizer nenhuma mentira, apenas apontar os fatos.

Ele foi muito lúcido a dizer que recebe apoio de várias frentes, inclusive de ateus. Um exemplo é o apoio que ele recebe deste blog a favor de sua luta pela liberdade de expressão.

Foi extremamente pertinente que ele demonstrasse a diferença de comportamentos entre os militantes LGBT (que não representam todos os gays, diga-se) e o comportamento daqueles que estão ao seu lado.

Esse é um vídeo que dá gosto de assistir. Se você for de direita, ou anti-esquerdista (ou mesmo anti-humanista), vai gostar. Independente de você ser ateu ou teísta.

Anúncios

16 COMMENTS

    • Feliciano, está a se informar sobre a religião política.
      Por outro lado, como diria OC, ” denuncia-se o ardil psicológico” e não se discute a questão.
      Nessa de desmoralizar o adversário, malafaia é mestre.
      Vídeo Antigo, só que mais atual que nunca.

  1. Achei interessante separar: “Se você for de direita, ou anti-esquerdista (ou mesmo anti-humanista)”

    Não tinha parado pra pensar sobre isso, tem gente que não se identifica com a direita, mas é contra a esquerda ou humanistas

  2. Obrigado, Luciano, por ter feito uma matéria sobre esse vídeo do Marco Feliciano, conforme eu tinha pedido. Realmente o Pastor se saiu muito bem. Abração!!

  3. Só para lembrar que o vídeo mais recente com Feliciano é sua entrevista ao Ratinho. Como havia comentado antes, achei que ele escolheu bem para quem ia dar entrevista (a maneira como o senhor Carlos Massa conduz a entrevista é mais compatível com o jeito tranquilo do deputado do que seria uma Marília Gabriela, que acaba sendo mais compatível com o Malafaia), bem como escolheu bem o que jogar no ventilador:

    http://www.youtube.com/watch?v=AhnDeLirl-c

    http://www.youtube.com/watch?v=G8ISjAQgNsY

  4. Falou certo, o que está acontecendo com ele é apenas um exemplo do inferno que seria caso a lei de criminalização a homofobia fosse aprovada. Em outra notícia, comentei sobre divulgar com mais frequência a diferença de postura entre os cristãos e os gayzistas. Marco Feliciano até hoje não insultou nenhum viado, enquanto os gays ficam revoltadinhos e fazem baderna.

    Só nisso dá para ver o tipo de gente escandalosa e de quinta que estamos lidando.

  5. OFF TOPIC,aqui vai uma defesa ao Jean Wyllys:

    “Jean é um parlamentares mais ativos e com projetos de leis importantes pro Braasil cara, para de falar merda. Nem 15% dos seus projetos são ligados ao movimento gay. Mais de 75% é pra cultura e educação. Jamais faltou uma sessão, diferentemente do Bolsonaro..”

    É pra rir ou pra chorar?

  6. Continuação:

    “Cara, nem 15% das leis dele são pro movimento gay. Tu sabia disso? Que ele é o segundo maior atuante em cultura e educação do Rio. Ele é ex-professor antes de ser BBB, um dos poucos que era realmente inteligente..”

    Acho que é pra chorar mesmo.

  7. Realmente muito clara e verdadeira a análise do Feliciano. Por isso que por mais que critiquem uma ou outra postura deste homem, devemos lembrar que ele luta contra algo muito pior. Este movimento LGBY é uma merda da mesma laia do MST.

  8. Sou cristão e também creio no “dar a outra face”, mas de uma forma bem mais restrita e pessoal.
    Será que o pastor não percebe que isso não é uma perseguição pessoal, e sim nacional contra todos os que ele representa? Ele está dando a outra face de todos nós!
    A Reforma nunca teria acontecido sem poder político e militar. TODOS os outros reformadores sem poder político e militar foram para a fogueira.
    Não é só guerra política não, é guerra fria em curso e nosso inimigo é assassino.
    Nós estamos perdendo uma grande chance de registrar quem são esses criminosos para podermos enfia-los na cadeia.
    Não adianta nada o pastor vir se queixar que é vítima de crime. Tem que buscar a punição dos bandidos,
    Nós cristãos não fomos chamados a sermos “bonzinhos”. Fomos chamados a sermos justos! Se omitir é cumplicidade.
    Mas se eu bem conheço os cabeça dura dos assembleianos, a coisa vai ficar é assim mesmo..

  9. Mais uma notícia sobre Marco Feliciano: Jean Wyllys (PSOL-RJ), Domingos Dutra (PT-MA), Érika Kokay (PT-DF), Luiza Erundina (PSB-SP) e Chico Alencar (PSOL-RJ) anunciaram renúncia de seus cargos na Comissão de Direitos Humanos e Minorias. Os do PT não serão substituídos, os do PSOL darão lugar a gente do DEM e Erundina dará lugar a outro peessebista.
    Tentaram convencer o pessoal do PV e do PSDB a abandonar a CDH, mas não consta que tenham conseguido. Como há 11 deputados evangélicos na referida comissão, em um total de 18, e a comissão para funcionar precisa de pelo menos 10 pessoas, na prática significa que os trabalhos continuarão sendo feitos.

    O mais interessante é dizerem que a pauta proposta por Marco Feliciano não condiz com a militância histórica da comissão, ao que perguntaremos sobre se, por exemplo, dar uma atenção aos contaminados por chumbo em Santo Amaro da Purificação é algo assim tão fora da pauta que diz respeito ao desrespeito a tais direitos.
    Outra coisa interessante é que os deputados notaram o “efeito clara em neve” que está ocorrendo quando vemos claques manifestando-se furiosamente contra Feliciano: quanto mais batem, mais ele cresce justamente por estar no modo “calma irritante”. É possível que a claque se desvaneça como ocorreu com Yoani Sánchez ao pôr os pés no Rio e ver que nenhum protótipo de Che Guevara deu as caras para protestar contra ela como ocorreu no Nordeste e em São Paulo (essa última com direito a militância contrária ao marxismo-humanismo-neoateísmo)? Pode ser que sim.

    Quem sabe possamos considerar esta a confissão de uma derrota, ainda mais que agora vê-se evangélicos bradando cartazes contra Genoino e João Paulo Cunha na CCJ, o que significa que não mais adianta ficar falando do peessecista para distrair o público daquilo que ocorre na mais importante comissão da Câmara.
    O principal da coisa toda é vermos que os marxistas-humanistas-neoateístas terão de pensar em outras estratégias. Não adianta mais chamar a militância histérica para tentar ganhar as coisas no tapetão, pois esta apenas vem servindo de propaganda positiva a seus alvos. Aliás, sequer histeria adianta e um dos cartazes na CCJ dizia “cristão protesta com educação” e permitiram que os trabalhos da referida comissão transcorressem com relativa tranquilidade. E não deixa de ser interessante notar que Décio Lima, presidente da CCJ, pediu que os mesmos se retirassem do plenário da comissão, alegando que havia muita gente dentro da CCJ e que a conversa deles estaria atrapalhando o andamento dos trabalhos. É certeza de que emitiram menos decibéis que um número menor de pessoas que chamava Feliciano de diversos “istas” e “fóbicos”.

    Pensando em uma via pacífica de protestos, podendo-se aí recordar os protestos de negros americanos em restaurantes que serviam apenas brancos, uma opção à militância evangélica poderia ser a de entrar na CCJ em número maior ainda e ficarem absolutamente silenciosos. Caso sejam solicitados a se retirar, que se retirem, sempre na tal educação, mas que no dia seguinte retornem em número ainda maior e fiquem lá parados, silenciosos, de forma a que cada vez que sejam retirados, gerem a impressão de que retornarão em números maiores e, por seus números grandes acabem tendo de ser levados em conta e gerem o medo de algo crescente em curso.

    • “Os parlamentares deverão ainda retirar da comissão projetos de sua autoria. Alegam ter receio de serem retaliados.”

      Certos dizeres são reveladores. Pra quem esteve assistindo os últimos vídeos divulgados sobre a GLBT, sabemos que só rola proposta porcaria, dignas da mentes doentes, ávidas por espalhar suas psicopatias ao resto da sociedade, principalmente AS CRIANÇAS.

      Sendo presidente, Feliciano com certeza iria expor os tais projetos (como já vem fazendo), porque antes passavam essas porcarias sem conhecimento público. Não é a toa que querem esconder tais projetinhos absurdos. Se os projetos fossem bons porque retirá-los? Querem punir as pessoas, tirando delas os projetos (se forem bons) por causa de marco Feliciano? Que egoísmo….que doença. Mas sabemos que os projetos não são de direitos humanos — são de direitos específicos a ALGUNS humanos — esquerdistas e seus “ismos”. Então esse bando de lixo já está saindo tarde. Que se fodam.

  10. Para prestarmos atenção: hoje o Programa Amaury Jr. apresenta a entrevista feita com o deputado da discórdia. Algumas coisas que podem ser adiantadas:

    1) Ele deixar registrado que homofobia é violência direta contra homossexuais e posicionar-se contra a prática é coisa completamente diferente;

    2) Já se vê que o PSC está fazendo cálculos para a próxima eleição. Há quem queira que Marco Feliciano concorra à Presidência em 2014, mas eles parecem ver que seria mais razoável concorrer ao Senado.

    Obviamente que a verdade da história toda só saberemos mesmo às 0h30, já na madrugada da quinta, quando a entrevista for ao ar.

  11. Nova notícia sobre Feliciano: depois da modinha de usar máscara de Guy Falkes, agora a onda é usar máscara de Daniela Mercury para protestar. O ângulo da foto está bem fechado, o que significa não haver tanta gente assim, provavelmente só os que estão no enquadramento e mais um ou outro gato pingado. No fundo você vê algo como “Sou lésbica e o Feliciano não me representa”, mas o que chama a atenção é que quatro dos cartazes aí parecem ser feitos por algum profissional (veja o tipo de letra blocada e bem homogênea), fora que as máscaras no mínimo foram feitas imprimindo-se algo. Não parece ser aquela coisa tão espontânea assim.
    Note-se também um logotipo de cubo em dois cartazes, bem como algo escrito “about.me/inove”, que está mais visível aqui. Indo-se ao link em questão, vê-se uma página de uma agência e, vasculhando-se os links de lá, chegamos a isto, que revela que a tal agência usou-se de Feliciano para se promover. A agência em questão chama-se Inove e é empresa júnior do Centro de Ensino Unificado de Teresina. Olhando-se nos álbuns, vemos que há ligações com a Executiva Nacional dos Estudantes de Comunicação Social, bandeiras do PSTU no fundo, bandeiras de arco-íris do outro, gente chamando-o de “Infeliciânus” e, em algumas fotos, a impressão de não serem mais do que 30 pessoas caminhando pela capital piauiense, maioria absoluta com aquele fenótipo básico de universitário marxista-humanista-neoateísta. Houve beijos entre pessoas do mesmo sexo e toda aquela rotina que nos acostumamos a ver.

    O principal da coisa? Note-se que no título do álbum do Face de onde saíram as tais fotos, eles dizem que “sempre é possível chamar a atenção de forma colorida e pacífica”. De fato, a tal passeata pareceu-me pacífica e pode ser que a militância MHN tenha notado que o Brasil é país de diplomacia e conciliação, não adiantando agir como bicho como agiram outros manifestantes em relação a esse assunto e, anteriormente, a Yoani Sánchez.
    Porém, se olharmos a foto compartilhada do UOL Notícias no mesmo Face, veremos algo interessante: já há pessoas falando de João Paulo Cunha e José Genoino na CCJ e perguntando o porquê de ninguém se manifestar contra eles (aliás, é estranho pensar que o PSTU que tanto se opõe ao PT de que é dissidência não se manifeste contra eles, sendo que eles são parte da oposição mais à esquerda do referido partido), bem como gente falando sobre por que raios se está dando tanta atenção ao Feliciano. Porém, há gente perguntando sobre por que raios ninguém vai aos inúmeros protestos contra corrupção e estes de fato são inócuos, pois protestam contra um substantivo abstrato.

    Nessa mesma lista de comentários, se formos ver, já há cristãos perguntando onde estão as provas de que cristãos matam ou sentem ódio de homossexuais. Há um tal de Gh Ichihara que respondeu o seguinte à tal pergunta. Vieram com a respostinha de que aqui seria um estado laico (na cabeça de MHN isso é igual a ateu), ao que obviamente alguém perguntou sobre por que raios os marxistas-humanistas-neoateístas não protestaram contra Ahmadinejad quando este veio ao Brasil, coisa que só um pastor fez.
    Logo, na prática quem saiu ganhando aqui foi a tal Inove, que ganhou publicidade gratuita, mas também podemos considerar vitória dos MHNs, pois quem olhar as respostas na foto do UOL Notícias notará que o pessoal está debatendo com eles sem saber que os mesmos usam de truques retóricos que alongam a conversa até sabe-se lá onde. As pessoas precisam aprender que não se deve debater com MHNs, pois os mesmos usam do discurso emitido pelo oponente como escada. Se não sabem desarmar as bombas-relógio que eles deixam, que não forneçam combustível para a caldeira e deixem o fogo se apagar.
    Aliás, por vezes ignorar os MHNs tem mais efeito do que ir lá debater com os mesmos, como provaram os estudantes “amadores” (termo que uso só para não confundir com os estudantes profissionais de partidos e movimentos MHN) de Letras da USP em 2011 ao dizer “fala com a minha mão” para o pessoal da greve:

Deixe uma resposta