Rotina esquerdista: Aumento penal não resolve o problema

6
51

??????????????

Última atualização: 08 de maio de 2013 – [Índice de Rotinas][Página Principal]

Atenção para o termo “aumento penal”, que significa toda e qualquer proposta visando aumento de penas para criminosos. Isso inclui tanto a solicitação pela redução da maioridade penal, como perda da liberdade condicional para quem tenha cometido crimes hediondos, ou mesmo a requisição por pena de morte.

Em outras palavras: tornar a vida do cidadão honesto cada vez menos problemática, e a vida do criminoso cada vez mais difícil.

Para lutar contra todas essas solicitações, esquerdistas desenvolveram uma rotina padrão, onde dizem que todas as propostas de aumento penal “não resolvem o problema”. O engraçado é que “o problema” sempre é vago, e nunca se refere “ao problema”, conforme mencionado pelos cidadãos normais.

O truque deles é claramente uma falácia do espantalho, pois esquerdistas crêem que “o problema” está na “sociedade errada”, mas isso é O QUE ELES ACHAM, e não o que o restante da população está discutindo.

Pessoas normais entendem que mesmo que a sociedade tenha falhas (afinal, é composta de humanos falíveis), ainda existem opções para um criminoso.

Um assaltante pode optar entre usar arma ou não, estuprar ou não, sequestrar ou não, mesmo que existam situações em que seja difícil optar por viver uma vida longe de crimes.

Enfim, falemos aqui da solução de alguns problemas, conforme pensam as pessoas normais:

  • Quando um sujeito mata alguém, e é condenado à pena de morte, não conseguirá matar outro… a não ser que você acredite em vida após a morte no estilo zumbi
  • Se um sujeito de 14 anos estupra uma vítima em um assalto, se ficar na cadeia por 20 anos, não conseguirá estuprar ninguém mais durante o período de sua vida entre os 14 e 34 anos

Ou seja, salvo esquerdistas tenham inventado novas regras da lógica, em relação ao “problema” (capacidade do criminoso repetir seu ato, ou cometer atos similares aos anteriores), sim, o aumento da maioridade penal, assim como qualquer aumento da punição, ajuda a resolver o problema da criminalidade.

Assim, quando o esquerdista vier dizendo que qualquer aumento da punição “não resolve o problema”, exija que ele diga em público o que é “o problema” na visão dele.

Veja como a resposta será sempre previsível, como afirmei anteriormente…

É fácil notar que há um problema seríssimo de valores na mente do esquerdista.

Anúncios

6 COMMENTS

  1. “(…) o aumento da maioridade penal, assim como qualquer aumento da punição, ajuda a resolver o problema da criminalidade.”

    Você não quis dizer “a DIMINUIÇÃO da maioridade penal”? Afinal, se aumentar a maioridade penal ainda mais, a punição não será aumentada mas reduzida.

  2. Vivenciei essa situação hoje mesmo em uma sala do 2º ano do ensino médio, onde meu professor disse que a diminuição da maioridade penal de nada resolve, sabendo-se que, a sociedade em que ele (menor) vive acaba por influencia-lo, tirando, mais uma vez, a culpa do menor e depositando na sociedade. Não que eu estivesse surpreso por isso, mas é realmente incrível como essa ideia faz a cabeça de muita gente. Por fim, ele acabou dizendo um monte de coisa, e quando uma dessas coisas que não agradava a sala, ele mudava de opinião, mesmo que essa nova opinião contradissesse tudo aquilo que ele tinha afirmado anteriormente.
    Graças ao site, estou aprendendo a identificar esses esquerdistas.

Deixe uma resposta