ECA, a lei mais nojenta do Brasil: suspeito debocha de vítima de estupro em reconhecimento, enquanto a esquerda debocha de você

16
61

snake

Fonte: R7

No momento de ser reconhecido pela mulher a quem estuprou em um ônibus na avenida Brasil, no Rio de Janeiro, o agressor debochou, conforme informou o delegado Fábio Pacífico. O adolescente de 16 anos manteve postura despreocupada na Delegacia de São Cristóvão (17ª DP), ciente de que a pena pelo crime não vai passar de três anos em um reformatório, cumprindo medidas sócioeducativas. Aos 19, estará solto.

Com a mesma tranquilidade demonstrada ao praticar os abusos sexuais, prosseguiu o terrorismo à vítima no reencontro. Pôs o rosto bem colado ao vidro espelhado que o separava da jovem. Tentou assustá-la. Conseguiu. A moça chorou ao relembrar a violência, conforme relatou o delegado Pacífico.

— Ele é uma pessoa fria. Tinha um sorriso de deboche quando eram apresentados os fatos praticados. Ele é banal, não tem preocupação nenhuma com a consequencia dos atos que praticou.

O adolescente confessou tudo que já havia sido flagrado pela câmera de segurança do ônibus da linha 369. Disse que cometeu os atos sob efeito de cocaína e que tinha a intenção, ao entrar no coletivo, de arrecadar dinheiro para a festa de 17 anos dele, que aconteceria no próximo domingo. No meio do caminho, ao se interessar por uma das passageiras, a separou do restante do grupo e realizou o estupro, na frente de todos e com o veículo em movimento.

A arma do crime não foi encontrada pela polícia, que negociou a rendição com o padrasto e a mãe do rapaz. A casa da avó, na Baixada Fluminense, vinha servindo de esconderijo desde o episódio. Apesar dos apelos do Disque-Denúncia à população com a oferta de R$ 2.000 para quem desse pistas importantes, foi um policial que desvendou o caso e localizou o menor.

Para a vítima, recém-separada e mãe de uma criança de 10 anos, a comemoração da notícia da captura do agressor durou pouco. Ela ficou revoltada ao saber da idade do estuprador, conforme contou à reportagem da Rede Record.

— Isso é uma injustiça muito grande. Aqui no Brasil quem tem 16 anos pode votar, mas não pode responder pelos crimes que comete. Fiquei muito revoltada em saber que ele não vai pagar por nada.

A mulher revelou detalhes sobre os 40 minutos de terror que passou na avenida Brasil.

— Ele falou que se eu não colaborasse iria me matar. Ele colocou a pistola nas minhas costelas e bateu com a arma na minha cabeça. Ele me fez fazer sexo oral. Foi nesse momento que ele bateu com a arma na minha cabeça. Depois, mandou eu deitar e subiu em cima de mim puxando o meu cabelo. Pediu para eu abrir a boca e ele colocou a arma. Eu não tentei reagir em nenhum momento.

Polêmica sobre a maioridade penal

Os três delegados envolvidos no caso fizeram coro à revolta da vítima por saber que o adolescente, beneficiado pela legislação brasileira, não vai cumprir a pena pelo estupro como um adulto. Carlos Augusto Nogueira, titular da Delegacia de Realengo (33ª DP), deu a impressão dele sobre o crime após interrogar o rapaz.

— Eu vi uma personalidade consciente dos seus atos. Não vislumbrei ali qualquer tipo de outra coisa senão o conhecimento de sua conduta.

Já Mauricio Luciano (17ª DP), apelou às autoridades pela mudança urgente nas leis.

— Isso tem que servir de reflexão, o que a sociedade quer. Eu sou a favor da redução da maioridade penal. Um adolescente da idade dele tem consciência do que está fazendo, sabe o que está praticando.

O delegado Fábio Pacífico disse que o adolescente já vem se beneficiando da condição de menor de idade há alguns anos para cometer delitos.

— Ele já tem um histórico de crimes patrimoniais. Em setembro do ano passado, foi flagrado roubando na área da 27ª DP. O cartão Riocard que ele usou para entrar no ônibus 369 era de uma pessoa que tinha sido roubada por ele.

Meus comentários

Na lógica de Sakamoto, o esquerdista perfeito, essa mulher não foi estuprada por um jovem, mas por toda a sociedade. Se em um filme pornô, uma mulher chegou a transar com 300 caras, essa garota agora bateu o recorde ao ser estuprada por uma sociedade inteira.

Veja um trecho do discurso de Sakamoto:

Mas dói chegar à conclusão de que, se um jovem aperta um gatilho, fomos nós que levamos a arma até ele e a carregamos.

Conclui-se que, se um jovem menor de idade estupra uma mulher, somos nós (toda a sociedade) que a estupramos. Seriam todos os cariocas? Todos os brasileiros? Todo o mundo?

É esse tipo de lógica bizarra da esquerda, em que a culpa de um criminoso sempre é transferida para um ente abstrato (a sociedade), que criou a condição na qual essa mulher pôde ser estuprada por um sujeito que poderá estuprar outra mulher da mesma forma quando tiver 19 anos. Ou antes disso.

Agora, ela tem que tolerar mais humilhação, como a provocação acintosa de um criminoso no momento dela reconhecê-lo como o responsável por seu estupro.

Ele ri por ter certeza de sua impunidade. A esquerda, enquanto isso, debocha na cara dela e dos cidadãos honestos por ter criado as condições em que essa torpeza inacreditável possa ocorrer.

ECA é tanto o nome do estatuto da criança e do adolescente (que cravou em pedra o direito absoluto dos menores de idade ao crime), como o som que algumas pessoas fazem diante de algo nojento.

Imaginem assistir coisas como espirrada na farofa, cuspida no leite (que alguém vai beber em seguida) ou pessoas comendo cocô.

Tudo muito nojento, não? Sim, mas nada tão nojento quanto a impunidade ao menor garantida pelo ECA.

Com certeza, é a lei mais nojenta da história do Brasil.

Anúncios

16 COMMENTS

  1. Se o Leonardo Sakamoto, como membro da sociedade, se sente responsável e assume a culpa pelo estupro desta mulher, penso que deveríamos submetê-lo à justiça popular geralmente aplicada aos perpetradores deste tipo de crime.

  2. “ECA é tanto o nome do estatuto da criança e do adolescente (que cravou em pedra o direito absoluto dos menores de idade ao crime), como o som que algumas pessoas fazem diante de algo nojento.

    Imaginem assistir coisas como espirrada na farofa, cuspida no leite (que alguém vai beber em seguida) ou pessoas comendo cocô.

    Tudo muito nojento, não? Sim, mas nada tão nojento quanto a impunidade ao menor garantida pelo ECA.

    Com certeza, é a lei mais nojenta da história do Brasil.”

    – Na boa, na boa…Isso deveria virar meme.

  3. Eu não sou perito em Direito, por isso, para aqueles que aqui colocam comentários e são formados em Direito, peço a ajuda para tirar algumas dúvidas que tenho.

    E por que digo isso?

    Os artigos desse tal Sakamoto não é apologia descarada ao crime? Esse cara defende a bandidagem de qualquer jeito, independente do bandido ser maior ou menor de idade.

    Será que não seria bom ONGs QUE SÃO A FAVOR DE LEIS MAIS RIGOROSAS PARA MENORES DE IDADE (eu tenho quase certeza que existem ONGs desse tipo) selecionarem artigos desse Sakamoto e levá-lo a Justiça para que ele seja enquadrado como apologista ao crime?

    Não muito tempo esse Sakamoto defendeu na maior cara-de-pau os bandidos que faziam arrastão nos restaurantes (a maioria deles em área nobre) de São Paulo. O ideal seria que pais ou parentes de pessoas como essa menina que foi estuprada por esse monstro tivessem aceso aos artigos do Sakamoto e o denunciassem a justiça por fazer apologia ao crime. Mas acredito que muitos desses pais ou parentes ficarão com vergonha ou medo.

    Então essas ONGs ou movimentos que lutam por leis mais rigorosas para criminosos poderiam dar o primeiro passo denunciando gentalha como o Sakamoto como apologista ao crime organizado.

    • Na verdade, levantar essa hipótese jurídica é dar vantagem ao adversário….

      pois como todo bom esquerdista ele vai gritar pelo direito à opinião, e criminalizar a direita pelo tolhimento da mesma. Ou seja a ação seria capitalizada pela esquerda.
      Mesmo que ele apoie o crime no campo das idéias….pelo que se sabe o faz no campo das idéias. Ou seja, sakamoto tem o direito de ser DEMENTE.

      E é no campo das idéias que ele deve encontrar a contraposição à demência do que ele prega. Ao manifestar o comportamento reprovável (que é direito dele), podemos reprová-lo com veemência (nosso direito).

      Outra coisa…se Sakamoto defende que sejam feitos arrastões em lugares “nobres da cidade”….devemos nos lembrar que ele é professor universitário da PUC, portanto ele é parte integrante da “elite” intelectual, que segundo sua própria teoria deve ser vítima de arrastões. Ainda deve-se sugerir que após o arrastão sofrido, ele deve convidar os menores criminosos, para dormirem em sua casa, ao invés de serem presos.

      A existência de pessoas como Sakamoto é ideal para demonstração clara de como os esquerdistas são aberrações morais….pessoas que beiram a loucura e sociopatia. Logo ele é nosso maior exemplo de idéias idiotizadas, repetições ad nauseam, devaneios utópicos e besteiras de todos os tipos, em forma de militância ideológica…no fim todas suas idéias são suprimidas pela REALIDADE simples da inaplicabilidade de suas próprias teorias.

      É melhor deixar ele falar…..e fazer das palavras dele, a denúncia da loucura esquerdista.
      Sakamoto é o próprio meme do comunismo, saber tirar proveito disso seria de fato uma manobra de capitalização para uma sociedade mais equilibrada em termos ideológicos.
      As ONGs que lutam por leis mais rigorosas (se existirem), deverão tirar proveito das idéias esquerdistas no sentido de criar contra argumentação para implementação de tais projetos de lei.

      • Pecador, eu também sou um pecador. A ideia que acabei de sugerir não é uma estratégia?

        “pois como todo bom esquerdista ele vai gritar pelo direito à opinião, e criminalizar a direita pelo tolhimento da mesma. Ou seja a ação seria capitalizada pela esquerda.
        Mesmo que ele apoie o crime no campo das idéias….pelo que se sabe o faz no campo das idéias. Ou seja, Sakamoto tem o direito de ser DEMENTE.”

        Sim, Sakamoto tem o direito de pensar, mas não tem o direito de fazer apologia AO CRIME. E não sou eu que digo isso, são as leis do país que manda para a cadeia aqueles que tem esse tipo de comportamento.

        “E é no campo das idéias que ele deve encontrar a contraposição à demência do que ele prega. Ao manifestar o comportamento reprovável (que é direito dele), podemos reprová-lo com veemência (nosso direito).”

        E levá-lo para a justiça mostrando que esse DEMENTE está fazendo apologia ao crime não é ir para o campo das ideias? Tudo bem que a Justiça brasileira está infestada de malandros, mas tenho para mim que como todo esquerdista Sakamoto é medroso. Talvez o primeiro processo que levar vai começar a balançar.

        Que tal se começar a fazer uma experiência com o Sakamoto?

        “Outra coisa…se Sakamoto defende que sejam feitos arrastões em lugares “nobres da cidade”….devemos nos lembrar que ele é professor universitário da PUC, portanto ele é parte integrante da “elite” intelectual, que segundo sua própria teoria deve ser vítima de arrastões. Ainda deve-se sugerir que após o arrastão sofrido, ele deve convidar os menores criminosos, para dormirem em sua casa, ao invés de serem presos.”

        Só que como todo esquerdista ele NUNCA fará isso!

        “A existência de pessoas como Sakamoto é ideal para demonstração clara de como os esquerdistas são aberrações morais….pessoas que beiram a loucura e sociopatia. Logo ele é nosso maior exemplo de idéias idiotizadas, repetições ad nauseam, devaneios utópicos e besteiras de todos os tipos, em forma de militância ideológica…no fim todas suas idéias são suprimidas pela REALIDADE simples da inaplicabilidade de suas próprias teorias.”

        Sim, mas os brasileiros também estão hoje anestesiados nessa loucura e sociopatia do Sakamoto.

        “É melhor deixar ele falar…..e fazer das palavras dele, a denúncia da loucura esquerdista.

        Sakamoto é o próprio meme do comunismo, saber tirar proveito disso seria de fato uma manobra de capitalização para uma sociedade mais equilibrada em termos ideológicos.”

        Sim, mas ao mesmo tempo mostrando que terá resposta. No caso levando o DEMENTE para a Justiça como apologista do crime. Ou seja: Usar os pensamentos de esquerda contra os próprios esquerdistas. Como falei acima: Esquerdistas são medrosos. Se eles alegarem que estão sendo proibidos de falar, temos todas as condições de mostrar que eles querem falar para fazer apologia ao crime. Eles mesmos irão se entregar.

        “As ONGs que lutam por leis mais rigorosas (se existirem), deverão tirar proveito das idéias esquerdistas no sentido de criar contra argumentação para implementação de tais projetos de lei.”

        E isso não seria um bom proveito? Se essas ONGs ou movimentos que lutam para leis mais rigorosas para estupradores, assassinos, bandidos,…perceberem que representantes da esquerda como Sakamoto estão defendendo e incentivando a criminalidade, e levar isso para população brasileira, cairá o número de brasileiros que votarão na esquerda.

  4. Fico imaginando o que essa mulher passou e me da uma revolta tão grande, que me sinto maum uma terrível vergonha, por ter sido obrigada a fazer coisas em um imundo, pilantra, demônio nojento desse, Só daria um conselho a ela se não tiver coragem de matar mande alguém fazê-lo, despache essa peste para o inferno, a sociedade agradece.

  5. Eis que Lobão disse que os rappers estavam se tornando braço armado do governo (ele deveria ter usado o termo “inocente útil” ou mesmo “correia de transmissão”) e eles estão se provando isso quando fazem o que os marxistas-humanistas-neoateístas no poder querem (manutenção da idade penal), como se pode ver neste canal do YouTube, do qual tiro algumas amostras:

    http://www.youtube.com/watch?v=50M0hGuXwik

    http://www.youtube.com/watch?v=TWHmzuvPLGo

    http://www.youtube.com/watch?v=WFHqY1wqnzg

    No último vídeo que deixei, nos comentários o dono da conta gaitagroove deixou o seguinte comentário:

    maldade nao tem idade !

    Ao que quem toca o Contra Redução escreveu o seguinte:

    o pior que tem amigo. Tem idade tem cor tem genero e tem classe.

    Nós que somos malandreados em expedientes MHNs e uso de pessoas como inocentes úteis para o atingimentos de tais objetivos sabemos o que Contra Redução na realidade quer dizer e é um mal aprendido rousseanismo daqueles, até porque gente má não só não tem idade como também não tem cor, gênero e classe. Porém, aqui estamos naquela base de botar a culpa na vítima e que prossegue com este outro mal aprendido marxismo-humanismo-neoateísmo:

    A REDDUÇÃO DA MAIOR IDADE PENAL É UMA IDÉIA DA BURGUESIA PRA DAR UMA RESPOSTA APARENTE PRA SOCIEDADE QUE É INFLUENCIADA PELA MÍDIA SENSACIONALISTA.ESSA LEI FERE OS PRINCÍPIOS DA IGUALDADE É INJUSTA E VAI BENEFICIAR APENAS A CLASSE MÉDIA E MÉDIA ALTA.O QUE PRECISA SER REDUZIDO NESSE PAÍS É A DESIGUALDADE SOCIAL E A CORRUPÇÃO.ISSO SIM EVITARIA A DELINQUÊNCIA DOS NOSSOS JOVENS.SOU CONTRA A REDUÇÃO DA MAIOR IDADE PENAL.

    Pouco antes disso, o mesmo gaitagroove deu a seguinte resposta ao dono do perfil:

    entao a sua luta deveria ser a favor do igualitarismo penal

    o titulo do video deveria ser : a favor do igualitarismo penal

    A resposta do gaitagroove pode ser considerada como um xeque-mate dos bons. Obviamente que, como vemos, é daquele tipo de resposta que perderá seu impacto por ser solapada por umas dez outras de cunho MHN (mesmo que quem MHNize não saiba que o está sendo).
    Coincidentemente, todos esses raps surgiram exatamente na semana passada, quando estávamos no calor do debate sobre a morte da dentista queimada e para descobrir que o estuprador do micro-ônibus era menor de idade. Fica a pergunta sobre quem é que está tocando o canal Contra Redução e por que ele surge exatamente uma semana atrás. A exemplo do Tumblr Sou Reaça, Mas Estou na Moda, que surgiu ontem, é outra daquelas ações que tenho a impressão de que durará pouco tempo e surgiu apenas e tão somente com um propósito definido.

  6. “A REDDUÇÃO DA MAIOR IDADE PENAL É UMA IDÉIA DA BURGUESIA PRA DAR UMA RESPOSTA APARENTE PRA SOCIEDADE QUE É INFLUENCIADA PELA MÍDIA SENSACIONALISTA.”

    Frescura esquerdista!

    Em Cuba, o paraíso na Terra dessa corja marxista, um jovem de 12 anos que cometer qualquer que seja o crime, vai para a cadeia.

  7. Renato
    “A ideia que acabei de sugerir não é uma estratégia?”
    Poderia ser uma estratégia. Se essa estratégia funcionará, é outro assunto. Mas qualquer um é livre para testá-la…(pelo que lhe escrevi anteriormente eu não a testaria).
    ——

    “Sim, Sakamoto tem o direito de pensar, mas não tem o direito de fazer apologia AO CRIME. E não sou eu que digo isso, são as leis do país que manda para a cadeia aqueles que tem esse tipo de comportamento.”

    Sakamoto tem o direito de pensar e o direito de fazer apologia ao crime SIM. Onde você estava até o momento que não percebeu que as militâncias fazem apologia ao crime de aborto, direitos restritos a uma parcela da população que fere a constituição (portanto crime), defesa do uso da maconha fora de contexto médicinal (que sendo proibida é crime)….só pra citar alguns.
    Quantas pessoas que você conhece, ou conheceu que foram mandadas pra cadeia por fazer apologia ideológica ao crime? poderia dar exemplos? Sabemos o que diz a lei…mas entre o que diz a lei, e a realidade existe um abismo. Enfim, você perguntou de direito não é? O ônus da prova cabe a quem acusa, se você acusá-lo de apologia ao crime, você terá que provar. E mesmo que isso seja conseguido, e ele responda a processo, amanhã mesmo terá outro no lugar de sakamoto. Idiotas úteis são fabricados à mesma razão de um espirro.

    ——

    “E levá-lo para a justiça mostrando que esse DEMENTE está fazendo apologia ao crime não é ir para o campo das ideias?”

    Não. É ir para campo jurídico, campo esse que não raro exige prova material, e avaliação de contexto. E é na avaliação de contexto, onde o esquerdista se safa. Não vou entrar em delongas sobre isso. vou apenas citar 2 exemplos…Não muito recentemente dois ‘cientistas’ defenderam um tese de aborto ‘pós – nascimento’ (a propósito isso é assassinato) e isso foi discutido em meio científico e publicado como artigo científico. Paulo Maluf certa vez disse: “Estupra mas não mata”, e onde ele está agora? preso?
    Em ambos os casos a avaliação de contexto é o motivo pelo qual a lei não foi cumprida.
    ———-

    “Tudo bem que a Justiça brasileira está infestada de malandros, mas tenho para mim que como todo esquerdista Sakamoto é medroso. Talvez o primeiro processo que levar vai começar a balançar.”

    Além de a justiça estar infestada de malandros, também está infestada de esquerdistas. Sakamoto não pagaria 1 real de custas de processo. As militâncias e seus ‘patrocinadores’ arcariam com as dívidas. De qualquer maneira Renato, você está dando uma grande importância a ele, maior do que ele de fato tem. Ele ser medroso, começar a balançar, ou mesmo quebrar não é importante, pois ele é só um PEÃO dentro do jogo político, e como tal ele é substituível. É um grande esforço dispendido para uma pessoa só. Eu entendo que a importância do evento que você propõe seria o brasileiro ter por costume fazer valer a lei mesmo no campos das idéias, e o sakamoto seria um bom começo…porém se fizermos isso a um deles, termos que fazer o mesmo para TODOS eles…você garante que outros estejam prontos a entrar nesta guerra jurídica junto com você?
    ———-
    “Que tal se começar a fazer uma experiência com o Sakamoto?”
    Eu acho até interessante, mas é preciso pensar nas implicações dessa experiência…

    ————-

    “Só que como todo esquerdista ele NUNCA fará isso!”
    Mas aí é que está Renato. Quando confrontado com a oportunidade de demonstrar em CAMPO PRÁTICO a veracidade de suas suposições ideológicas, ele simplesmente não fará NADA. E isso fica claro para qualquer pessoa, que as suposições esquerdistas só são possíveis na cabeçinha oca dos próprios esquerdistas, no mundo real elas fracassam porque o esquerdista é tão capitalista, quanto os próprios capitalistas — sem abrir mão do conforto, segurança, e claro suas propriedades privadas.

    ————-

    “mas os brasileiros também estão hoje anestesiados nessa loucura e sociopatia do Sakamoto”
    Calma lá renato….não dê a sakamoto o poder que ele NÃO TEM. Sakamoto é um blogueiro…não um ditador ou estadista político, sua zona de influência é restrita apenas àqueles esquerdistas que compartilham da mesma loucura que ele, ou alguns inocentes que não tem ciência do jogo político e caem nas desonestidades intelectuais que ele escreve. Se os brasileiros como nação estão anestesiados na loucura e sociopatia do marxismo cultural cabe a nós retirá-los do coma. Fazendo a coisa mais importante e FÁCIL — DENUNCIAR E RIDICULARIZAR SEMPRE — de todas as maneiras possíveis. Assim como Lobão e outros estão fazendo.

    Os 5 estágios do despertar.
    http://www.youtube.com/playlist?list=PL2A5CAD62A6AA2A3B

    —————–

    “Se essas ONGs ou movimentos (…) perceberem que representantes da esquerda como Sakamoto estão defendendo e incentivando a criminalidade, e levar isso para população brasileira, cairá o número de brasileiros que votarão na esquerda.”

    Então vamos dividir suas afirmações. Primeiro — será que a ONGs já não perceberam isso? Se perceberam o que elas irão fazer? ….levar isso para a população brasileira, já está sendo feito — até por cidadãos comuns (como o Luciano)…mas entrar em confronto jurídico, um a um como você pareceu sugerir, exige preparação, exige planejamento e sobretudo a consideração da hipótese de derrota em meio jurídico, que logo acarreta consequências financeiras….estão as ONGs preparadas pra isso? você está preparado pra isso?
    Se estiverem preparados e dispostos…demorou…ignore tudo que eu escrevi até esta linha.

    ——–

    Está entendendo amigo Renato? Acho que uma opção diferente seria uma série de denúncias (de diferentes pessoas) ao ministério público….do que processos individuais, que são custosos, e a parte perdedora arca com as dívidas.

    Há uma grande diferença entre medo e prudência. Há maneiras mais fáceis, baratas e eficazes de desmantelar as idéias esquerdistas….e a principal delas começa pela PROPAGANDA REVERSA em meios públicos (internet, universidades e televisão) e da DENÚNCIA (nos mesmos meios) da falta de lógica e desonestidades intelectuais praticadas por eles.

  8. Me desculpa, mas as leis não estão satisfatórias, ao meu ver, nem para os maiores de 18 anos. Quantos outros criminosos sabem que vão ser presos e ainda assim estão nem aí por saberem que nao há de demorar a sairem e voltarem sua infame rotina. Reduzir a maioridade não vai resolver NADA! MULHERES COMO ESTA POBRE COITADA VÃO CONTINUAR SOFRENDO E VOCES FINGINDO QUE SE COMPADECEM POR ELA! POR FAVOR NÉ! PRECISAMOS SER MENOS IGNORANTES! Me apresentem algo melhor que isso… Algo como melhora efetiva na educação, MAIOR INVESTIMENTO em programas educativos e recreativos para adolescentes (TIRAR OS JOVENS DAS RUAS, COLOCÁ-LOS EM CONTATO COM V-A-L-O-R-E-S, OCUPAR A CABEÇA DELES COM BOAS IDEIAS), investimento no sistema carcerário (não deve haver nem espaço pra por tanta gente presa) etc.
    Devemos considerar que em outros países a maioridade penal é menor mesmo, talvez estejamos meeesmo errados. Porém, acredito também na eficácia das medidas citas anteriormente.

    É MUITO BONITO (E FÁCIL) VER TODOS FALANDO EM MEDIDAS IMEDIATAS. PENA QUE NINGUÉM QUER CORTAR O MAL PELA RAIZ. PURA IGNORÂNCIA!

Deixe uma resposta