Rotina esquerdista: Quem nunca errou que atire a primeira pedra

2
71

201206241023140000009718

Última atualização: 16 de maio de 2013 – [Índice de Rotinas][Página Principal]

Muitas pessoas já cometeram comportamentais condenáveis e/ou discutíveis no curso de sua vida, como, por exemplo, roubar uma laranja no pomar, dar uma surra no sujeito que cantou sua namorada, e daí por diante.

A partir disso, o esquerdista tentará fazer você “colocar a mão na consciência”, dizendo: “Veja o que está acontecendo com o criminoso. Sim, ele errou! Mas muitos de nós erramos na vida! Você também!”.

Evidentemente, estamos diante da falácia da generalização apressada, que pode ser expressa da seguinte forma:

  • X tem característica C
  • Y tem característica C
  • Logo, X é Y

Mas mesmo que muitos de nós possamos ter cometidos erros durante a vida, isso não significa que tenhamos cometido crimes. E mesmo que alguns tenham cometido crimes, isso não significa que tenham cometidos crimes violentos, que são aqueles criticados pela maioria dos que defendem aumento penal.

Para refutar, é só explicar isso para a plateia, e mostrar que só uma mente muito perturbada pode considerar pessoas que cometem pequenos erros em sua vida (muitos nem sendo crimes) no mesmo patamar que julga latrocínio ou estupro.

É importante também deixar claro para o público que esse tipo de relativização é um incentivo ao crime, pois não passa de uma forma de justificação a priori de qualquer atrocidade que alguém fizer. Tudo em nome do discurso dizendo “todos erram”.

Anúncios

2 COMMENTS

  1. Trata-se de uma secularização da rotina inaugurada pelo bastardo nazareno quando salvou a prostituta da morte de apedrejamento pela horda de fanáticos: “Quem nunca pecou atire a primeira pedra”.

    Mentes perturbadas, transtornadas, devastadas, arruinadas por uma vida respirando o ar pútrido da atmosfera judeocristã. O húmus para o câncer corrosivo da esquerdopatia.

    • Somente um BURRO em termos amplamente bíblicos defende que Maria madalena era prostituta, sendo que a mesma era uma mera adúltera.

      As mentes perturbadas, transtornadas, devastadas e arruinadas assim o estão por respirar o ar pútrido do esquerdismo, do qual nasce ABERRAÇÕES NEO-ATEIAS, que pregam a intolerância religiosa em uma verborragia advinda de seus retos auto empalados, e assim em constante dor anal apregoam falácias e relações esdruxulas dignas do conteúdo fecal de suas próprias mentes.

      Se a defesa do apedrejamento de prostitutas é válido….é bom que sua mãezinha nunca a venha a trair o seu pai.

Deixe uma resposta