Mas que surpresa! Hitler e Stálin eram ‘irmãos espirituais’, diz testemunha da batalha de Moscou

11
129

1202941-250x250

Fonte: Folha de S. Paulo

Oficialmente, a Batalha de Moscou durou de 30 de setembro de 1941 até 20 de abril de 1942. No confronto, dois dos maiores exércitos da época eram comandados por tiranos que enviavam milhares à morte: Adolf Hitler e Joseph Stálin. Para Valeria Prokhorova, estudante moscovita durante a aliança e o combate nazissoviético, Hitler e Stálin eram “irmãos espirituais”.

“Durante algum tempo, eles pareceram aliados naturais, dois ditadores que se espelhavam um no outro de tantas formas que pareciam compor o par perfeitamente ajustado no cinismo, astúcia e inacreditável brutalidade”, conta Andrew Nagorski no livro “A Batalha de Moscou”.

Foto do pacto de não agressão entre Alemanha e URSS e charge francesa; imagem de 'A Batalha de Moscou'
Foto do pacto de não agressão entre Alemanha e URSS e charge francesa; imagem de ‘A Batalha de Moscou’

Antes da incursão à União Soviética, Stálin e Hitler assinaram um pacto de não agressão e se uniram para invadir a Polônia em setembro de 1939. A ofensiva foi um dos eventos que desencadearam a Segunda Guerra Mundial (1939-45). Pouco tempo depois, o líder soviético mudou de lado, se aliando aos Estados Unidos e à Inglaterra.

Operação Barbarossa, tentativa alemã de invadir a URSS, foi iniciada em 22 de junho de 1941 e rompeu o tratado entre os dois países. Moscou e Leningrado, atual São Petersburgo, foram palcos de confrontos famosos da Segunda Guerra.

“Sete milhões de soldados se envolveram em algum episódio dessa batalha”, escreve Nagorski. “Desses, 2,5 milhões morreram, foram feitos prisioneiros, desapareceram em ação, ou se feriram com gravidade suficiente para exigir hospitalização, sendo muito maiores as baixas no lado soviético do que no alemão”.

Nos primeiros dez dias de invasão do país por tropas alemãs, em 1941, o ataque, uma verdadeira chacina de civis e militares segundo o historiador Constantine Pleshakov, colocou Moscou diante de sua maior ameaça. O exército russo ficou parado enquanto os nazistas avançavam quilômetros e assassinavam milhares de pessoas em fuga.

O fracasso da investida de Hitler enfraqueceu substancialmente a frente oriental de seu exército. Leia trecho de “A Batalha de Moscou”.

Meus comentários

E enquanto isso, professores de “história” da esquerda ficam mentindo ao dizer que Hitler e Stalin “não tinham nada a ver com o outro”…

Esse é outro ponto que faz os esquerdistas ficarem histéricos. Ao apresentarmos fatos evidenciando que o nazismo era um sistema de esquerda, assim como havia uma cumplicidade (até certo periodo histórico) entre Hitler e Stalin, eles retornam com xingamentos e um caminhão de falácias, em especial aquelas dizendo que “600 professores de História não vão concordar com você”.

Só que mesmo que fossem 6.000 professores de História (de esquerda), eles ainda teriam que apresentar evidências provando que Hitler “é de direita”. Como não conseguem, ficam nesse círculo vicioso de xingamento -> encenação teatral -> uso interminável de falácias diante dos fatos que não querem calar.

Está cada vez mais fácil irritar a esquerdalha esfregando fatos na cara deles.

Anúncios

11 COMMENTS

  1. Essa é uma boa pergunta: qual elemento que tornaria o Nazismo de direita? Nacionalismo apenas? Não sou tão nacionalista e sou de direita, acredito que muita gente não é tão nacionalista é de direita.

  2. A imensa maioria dos professores de História são marxistas e como tal distorcem a compreensão histórica ao bel favor de suas ideologia. Nada confiáveis.

  3. De fato eles não se cansam de afirmar que o Nazismo é uma ideologia da direita e não de esquerda, usam o fato de os soviéticos terem lutado ( por rompimento de tratado o que eles omitem deliberadamente ,diga-se de passagem ) ao lado dos aliados contra os nazista o fato mor para suas afirmações. Já quando se trata de tachar o Nacional Socialismo Alemão de direita, não usam o mesmo raciocínio, sendo que os aliados ( Americanos e Ingleses ) governos de direita, eram os mais ferrenhos inimigos dos nazistas e lutavam contra a expansão do III Reich por oposição ideológica e não por rompimentos de tratados como era o caso dos soviéticos, o bloco capitalista era a única barreira entre Hitler então nada mais justo seguindo o próprio raciocínio deles para afirmar que Hitler não era de direita.
    Só numa mente deformada,lobotomizada,catequizada e doutrinada nas madrassas marxistas pode encontrar nexo lógico entre Hitler e a direita.

    Quando eles afirmar que Hitler não era um esquerdista, eu me pergunto se estão tentando defender o Comunismo ou o Nazimo, visto que a primeira ideologia matou aproximadamente 100 milhões de pessoas e a outra ceifou 60 milhões de vidas. Querem proteger Hitler ou Stalin?

  4. *** provocações de parquinho editadas ***

    ´´Eu insisto absolutamente em proteger a propriedade privada… precisamos encorajar a iniciativa privada.“
    ´´Nós lutamos pela manutenção da propriedade privada… nós protegeremos a iniciativa privada como a mais eficiente, ou mais realista, forma de ordem econômica.“
    ´´ Nos anos de 1913 e 1914 manifestei a opinião, em vários círculos, que, em parte, que hoje estão filiados ao movimento nacional-socialista, de que o problema futuro da nação alemã devia ser o aniquilamento do marxismo.“
    ´´ O marxismo pretende dar o mundo aos judeus.“
    ´´ Meu socialismo nada tem haver com marxismo. Marxismo é anti-propriedade. O Socialismo verdadeiro não é.“
    FONTE: http://kdfrases.com/autor/adolf-hitler

    *** provocações de parquinho editadas ***

    ´´Ao educar a geração jovem com as premissas da DIREITA, o Estado do Povo terá que ver que uma geração da humanidade está formada e será adequada para este combate supremo que decidirá os destinos do mundo.“

    FONTE: http://www.frasesfamosas.com.br/comments/adolf-hitler/f4m05455071fr4535.html

  5. Não é apenas o nazismo: uma vez citei o estudo da Inquisição espanhola que comprovou que menos de 1% das mortes atribuídas a ela realmente ocorreu e que a “lenda negra” surgiu da prensa anglo-holandesa (interessadíssimas no fim da hegemonia espanhola) e n recebi nenhum argumento de volta, somente um “AH TÁ” “A PROPAGANDA TAMBÉM ALTEROU A PERCEPÇÃO DO NAZISMO” e “dps dessa, vou ir jantar”

  6. Acho que o vídeo abaixo é o “basicão” e suficiente para fazer qualquer comuna sair fugido para a casa da avó em algum lugar do Acre. IMPERDÍVEL! Material de primeira! Mostra por A+B todas as ligações óbvias entre Hitler e Stálin.

    Assistam aqueles que ainda não o fizeram:

  7. Pergunta que não quer calar: por que o Nazismo foi banido como doutrina política e o Comunismo não…se o segundo matou mais do que o primeiro??

    Sionistas, saiam de seus esgotos e latrinas, e venham nos responder a pergunta acima, por gentileza!

Deixe uma resposta