E os esquerdistas vão a loucura com meus posts sobre a Marcha das Vadias…

34
206

vadia

Preciso esclarecer alguns pontos que alguns esquerdistas não entenderam. Leram meus posts Como cobrar o preço dos marxistas culturais pelo desrespeito praticado no evento da JMJ e Alguns frames sobre o desrespeito esquerdista contra os símbolos católicos na JMJ e simplesmente enlouqueceram, pois viram seus dogmas (enfiados em suas cabeças por doutrinadores marxistas) serem demolidos. O resultado é uma sequência absurda de comentários constrangedores, que fiz questão de mandar para a lixeira, não sem antes fazer uma breve compilação comentada para que meus leitores pudessem ter uma ideia da dimensão de psicose que acomete a patuleia de Gramsci hoje em dia.

***

Um comentarista, Bastião, disse:

Não existe absolutamente nada a ver a Marcha das Vadias com os PT, e não existe nada a ver dos marxistas culturais com o PT.

Esse comentário é digno de fraudador amador. O mínimo que se espera de um fraudador, diante de um investigador de fraudes, é que este fraudador tenha a noção da habilidade do investigador. Isso para, pelo menos, arrumar formas mais decentes de escapar.

Não é o caso de Bastião. Ele simplesmente se esquece de observar a seção de livros recomendados deste blog, e de notar que lá existe material de vários autores esquerdistas, que pediam exatamente isso que ocorreu na Marcha das Vadias.

Quem estudou Antonio Gramsci, assim como os ideólogos da Escola de Frankfurt, sabe que depois do sucesso do comunismo na Rússia, a prioridade dos marxistas foi atacar a cultura do Ocidente. Tinham como prioridade destruir 3 pilares cravados no senso comum ocidental: (1) a família tradicional, (2) o direito romano, (3) a filosofia aristotélica.  (Ver mais nesta série do Pe. Paulo Ricardo sobre marxismo cultural)

escola-de-frankfurt

Com essas 3 “chagas” na cultura, na visão dos marxistas culturais, fica difícil para alguém aceitar fazer tudo a serviço do marxismo, abandonando todo e qualquer princípio moral (ver aqui o que Trostksy e Lenin ensinavam sobre “moral” ao seu grupo), para então cultuar de forma servil o estado.

Quem quer que tenha estudado a ascensão do PT, sabe que ela foi totalmente calcada nos princípios gramscianos, e há evidências claras de petistas ilustres citando a influência de Gramsci e dos ideólogos de Frankfurt em suas ações.

Além disso, temos evidências do PT aparelhando entidades como OAB e CFP, sempre beneficiando grupos que atendam aos princípios do marxismo cultural . Além, é claro, do uso do dinheiro público para as ONG’s que atendem à agenda marxista cultural.

Enfim, o PT e a Marcha das Vadias são tão marxistas culturais quanto o Hitler era nazista e quanto Stalin era marxista.

As vezes chega a dar dó ver que eu conheço mais de marxismo, especialmente o marxismo cultural, do que muitos marxistas.

***

Outro doidinho, Alfredo, disse o seguinte:

Como você pode chamar esses manifestantes de marxistas sendo que não havia nada nessa manifestação que fizesse alusão à Marx? Como você pode chamar de marxistas esses manifestantes que são anônimos, e portanto nominá-los como marxistas? Se você não concorda com tal ato é um direito seu, mas dizer q esses manifestantes são marxistas é uma grave acusação. Estude tenha mais informações antes de sair publicando merda por aí.

Este é mais um que ouviu o galo cantar e não sabe onde. Eu disse que a manifestação era focada em marxistas culturais, que é a vertente do marxismo que sobreviveu no Ocidente. O marxismo tradicional não serve mais como modelo de tomada de poder totalitário, e o marxismo cultural o superou. É por isso que o PT o usa com tanta maestria.

Dica de leitura para o estúpido acima: obras de Gramsci, Lukacs, Adorno, Horkheimer, Foucault, Derrida e Fromm. Só para começar…

Mais uma vez é um deleite ver que meus oponentes da esquerda só decoraram o discurso autômato que seus doutrinadores lhes ensinaram, enquanto eu fui na fonte, e li os autores que formaram esses doutrinadores deles. Dá até dó…

vagabundas

Alias, os manifestantes não são tão anônimos assim. Veja os comentários do post Como cobrar o preço dos marxistas culturais pelo desrespeito praticado no evento da JMJ  e note que as identidades deles já foram reveladas. Ih…

***

Samira disse:

Gostaria de saber onde você obteve a informação que o PT financiou a baixaria cometida na JMJ.

Eu não disse que o PT financiou a baixaria cometida na JMJ, mas sim que financiou os grupos que promovem a Marcha das Vadias. Não é preciso pesquisar muito para descobrir o alinhamento de partidos como PT e PSOL, junto com ONG’s como Marcha das Vadias e organizações anti-religiosas e gayzistas. (Este link mostra como eles se solidarizam e agem em conjunto)

***

Diogo errou em tudo:

Charlatão. Dito “neo-ateu” defendendo a sensibilidade católica? Você não passa de um conservador vulgar.

De novo um sujeito que não conhece o oponente e então atira às cegas. Não sou conservador, sou um neo-iluminista. Sim, é um perfil de direita, mas que não se enquadra nem em libertarianismo, liberalismo clássico ou conservadorismo. E, se sou ateu, não posso ser um conservador cristão. E eu não sou neo-ateu, mas sim ateu.

voltaire

Além do mais, meu texto inicial não faz uma “defesa”, mas sim uma constatação científica de um fato. Se um grupo ofende gravemente o outro e fica sem resposta, isso trará consequências graves ao grupo que não fez o outro pagar o preço.

***

Estephayne usou o recurso dos “pecados herdados dos pais”:

Parece até que a Igreja católica fez diferente ao longo dos anos né? Vamos voltar um pouquinho no tempo e lembrar de pessoas decapitadas, levadas à forca, perseguidas pelo fato de contrariar a igreja ou seus conhecimentos absolutos […] Eu nunca vi um gay postar foto de cruz e denegrir sua imagem, portanto, considero muito precipitado você culpar todo um grupo, por conta de duas pessoas.

É difícil arrumar argumentação tão imoral e ilógica quanto essa. Por essa lógica, qualquer não-cristão estaria legitimado a fazer o que quiser contra um cristão, por causa dos crimes da Inquisição. Mas se for assim, então qualquer cristão está legitimado a fazer o que quiser contra um marxista por causa dos milhões de cristãos mortos nos gulags de Stalin? Claro que não faz o menor sentido.

Recorrendo à história, eu posso sempre achar alguém de um grupo que atuou contra um grupo meu no passado, e posso arrumar pretexto para fazer qualquer ato que eu quiser contra um representante desse grupo. Depois, é só dizer que “o grupo X fez isso séculos atrás”. Sim, eu poderia fazer isso, mas não faço. Deixo isso para os psicopatas. E como o esquerdismo é o lar natural dos psicopatas…

***

Sabonete lança a melhor das pérolas:

Sabe por que sua análise é pobre e irrelevante? É porque você não considerou o óbvio, que é a direita reacionária ter infiltrado esses dois manifestantes para manchar a imagem da Marcha das Vadias. Isso implode sua análise.

Nessas horas é bom ter amigos. O leitor Daniel trouxe uma imagem que mostra o pessoal da Marcha das Vadias fazendo um cordão de isolamento (isto é, dando endosso e proteção à dupla que praticou os desrespeitos contra os símbolos religiosos) para proteger os atos dos dois.

Ei-la:

Clique para ampliar
Clique para ampliar

É, agora não tem por onde escaparem. Simplesmente a esquerda meteu o pé na m… de vez, e mostrou a sua face. De novo: os eventos praticados pela Marcha das Vadias na JMJ mostram o que fazem os grupos marxistas culturais aparelhados pelo PT.

***

Enfim, esta listinha serviu para mostrar que eles não gostaram que a direita se conscientizou do quão abjeta foi a ação da esquerda neste domingo. Tentaram todo e qualquer tipo de truque para se safar, mas não foram capaz sequer de pedir desculpas (o que, nesta altura do campeonato, não significa mais nada também). Sempre incapazes de assumirem suas próprias culpas, fantasiam a realidade para se verem livres de suas próprias consciencias.

O problema, para eles, é quando a direita resolve investigá-los de fora.

Concluo com uma ótima frase de Olavo de Carvalho no Facebook: “A Marcha das Vadias foi ótima. Libertou-nos de toda obrigação de tratá-las com respeito.”

Anúncios

34 COMMENTS

  1. O esquerdistas estão reclamando no Facebook dessa parte de seu texto “Como eu sou ateu, mas jamais um humanista, eu me solidarizo com muitos católicos que estão revoltados com o desrespeito praticado pela escória de sempre (humanistas, marxistas, gayzistas e feministas) de membros da Marcha das Vadias invadindo evento da JMJ. ”

    Não gostaram do termo escória hahahaha

    • Gays não são escória, gayzistas sim.
      Mulheres são uma maravilha, jamais são escória. Mulheres da Marcha das Vadias são escória. (elas mesmo se definem como vadias)
      Marxistas, nazistas e humanistas… não preciso nem falar mais nada. 100% escória.

  2. https://www.facebook.com/photo.php?fbid=363706607088928&set=a.346318108827778.1073741828.346296902163232&type=1&ref=nf

    “A mulher da foto é RAÍSSA SENRA VITRAL, nascida em 17 Out 87, moradora de Juiz de Fora. Aqui no RJ mora na Rua Hadock Lobo, 181, aptº 205, bairro Rio Comprido. Só esse ano foi presa 3 vezes, por atentado ao pudor, desacato a autoridade, lesão corporal.

    Já o babaca que sentou na cruz e tb quebrou a santa é GILSON RODRIGUES SILVA JUNIOR nascido em 22 Mar 91, mora na Rua Barão Petropolis, 396, aptº 205, no bairro Rio Comprido, tem várias prisões inclusive por tirar a roupa em público. MP VCS JÁ SABEM QUEM SÃO. AGORA TOME PROVIDENCIAS.”

    As providências não são violência física, mas ação judicial.

  3. A “direita reacionária” agora é capaz de “infiltrar” duas pessoas pra enfiarem coisas no próprio ânus? Se eu perguntar se “reacionários” são mesmo capazes disso, é capaz de eu receber a seguinte resposta: “Reacionários são gays enrustidos, logo mataram dois coelhos com uma só cajada: descredibilizaram o movimento e liberaram seus anseios enrustidos, não é à toa que estavam com os rostos cobertos.”

    Não duvido que apareça comentários desse tipo.

    • Márcio, sua profecia está atrasada:

      LOUCA LOLA LOUCA:

      “Mas vamos supor que mascus tenham algum neurônio e decidam que, na próxima Marcha (e nem precisa ser no Rio, e nem precisa ser Marcha das Vadias; pode ser qualquer protesto feminista), pra que todo mundo fale mal das feministas, eles, em vez de levarem um cartaz mal-escrito, levem símbolos religiosos. E vamos supor que eles, fingindo fazer uma performance feminista, destruam os tais símbolos, se masturbem com eles, enfiem no c* (mascus fazem qualquer sacrifício pra desmoralizar feministas). E vamos supor que as manifestantes da Marcha, pegas de surpresa, fiquem só olhando, e talvez se deem as mãos e façam uma roda para impedir que os performáticos sejam atacados. E vamos supor que no dia seguinte todo mundo só associe uma bela marcha de mais de três horas de duração com esses dez ou quinze minutos infames. E aí? Diríamos que os mascus foram vitoriosos em arruinar a marcha, ou não?”

      – A demência chega a níveis assustadores, deveria se tornar objeto de estudo.

      “Não estou dizendo que o pobre casal do Coletivo Coiote, que certamente deve estar sofrendo centenas de ataques e ameaças (e, lembrando, ameaçar alguém é crime), foi pra Marcha sabotá-la. Provavelmente suas intenções foram lindas e nobres.”

      – kkkkkkkk…putz, isso dá uma outra visão de se enfiar um crucifixo no cú não é mesmo? É uma visão linda e nobre segundo Lola.Pobres coitados….. Podemos sugerir que eles sejam presos (pois cometeram um crime), e sejam protegidos de toda essa raiva que eles mesmos causaram. Realmente se ela adotasse esse feminismo nú e que enfiam objetos em seus retos (auto empalados), seria mesmo a visão do inferno, e consequentemente o fim do mundo. 🙂

      De resto como sempre, nada se aproveita, é o mesmo mimimi, vitimismo, estratégia gramsciana e desvinculação de sempre. Teorias da conspiração da esquerda, mandam um olá.

      Fonte: http://escrevalolaescreva.blogspot.com.br/2013/07/a-dimensao-do-estrago.html

  4. Nussa mãe…

    Até o Eli Vieira acha que a ATEA exagera

    https://www.facebook.com/elivieira/posts/10201889721351034

    “Quando eu achava que a #ATEA não poderia descer mais ainda o nível, eles zoam uma garota que perdeu o filho depois de uma cirurgia. Eles acharam engraçado que a garota estava com fé em Deus que o filho fosse sobreviver, o que infelizmente não aconteceu.

    A pessoa que fez essa piada está tão cega de fanatismo pelo ateísmo que está mais interessada em tripudiar sobre o “fracasso” das orações da jovem mãe do que em respeitar seus ferimentos psicológicos da enorme dor que é perder um filho. Talvez uma dor que um ateu cissexual, homem, heterossexual e de classe média jamais experimentará na vida dele. Uma dor que, para enfrentar na vida, é preciso muito mais coragem que a “coragem” de afrontar uma sociedade majoritariamente teístas com chistes hereges de baixa criatividade e péssima qualidade, e escondendo a cara por trás de uma instituição cujo presidente tem a pachorra de louvar o proselitismo ao melhor estilo infantil “se eles podem eu quero também”, ignorando se o que eles “podem” é certo ou errado, desejável ou indesejável, de consequências positivas ou negativas.

    A quem interessar possa: acompanhei essa tal de ATEA desde antes de sua fundação. De seus bastidores e representantes conheço bastante, também. Comecei esse hobby de comentarista público falando do meu ateísmo, que hoje é um detalhe quase irrelevante do meu humanismo secular.

    Não tenho nada com essa associação, mantenho distância, não quero ser confundido com ela, nem quero que ela se arvore de prerrogativas de falar por ateus humanistas como eu. Sua página no Facebook é uma vergonha, sua atuação positiva é eclipsada por esta atuação negativa constante, e a imagem que a ATEA criou dos ateus me entristece, me envergonha, me revolta e me enoja. Não quero mais que os administradores da página da ATEA republiquem qualquer coisa minha por lá. Até já roubaram imagem que criei sem dar o crédito, fazendo alterações. Pessoas que convidam a associação para mesas redondas e iniciativas de tolerância religiosa precisam estar informadas da conivência da associação com a intolerância religiosa em seu veículo de mídia mais influente.

    P. S.: Para quem quiser ver o crime descrito neste post: não vou repostar aqui, está no Bule Voador.”

    https://www.facebook.com/bulevoador.com.br?directed_target_id=0

    • Agora é hora de jogar na cara do Eli Vieria que ele é co RESPONSÁVEL por essa situação.

      “Comecei esse hobby de comentarista público falando do meu ateísmo, que hoje é um detalhe quase irrelevante do meu humanismo secular.”

      🙂 saiu de uma merda, para outra ainda mais fedorenta. tá capitalizando em cima dos idiotas úteis do nível de ateísmo militante que ele mesmo ajudou a se popularizar.

  5. Chupa escória de esquerda, e sem ajuda estatal

    http://www.estadao.com.br/noticias/cidades,papa-doa-r-120-mil-para-favela-e-hospital-no-rio,1058519,0.htm

    “RIO – O papa Francisco deixou um cheque de 20 mil euros (R$ 60 mil) para a comunidade da Varginha e outro no mesmo valor para o Hospital São Francisco, dois lugares que visitou durante a viagem ao Rio. A informação é do arcebispo do Rio, d. Orani Tempesta, em entrevista ao jornal RJ-TV, da Rede Globo.”

  6. Falta vergonha na cara…

    A organizadora da Marcha das Vadias diz que a dupla que barbarizou as imagens não representa eles.

    http://www.conexaojornalismo.com.br/colunas/reportagemespecial/casal-que-quebrou-imagens-sacras-na-marcha-das-vadias-nao-nos-representa,-diz-organizadora-da-passeata-64-13824

    Mas como ela explica foto da Raissa com a Dilma? Como ela explica o cordão de isolamento? Mentira tem perna curta.

    Sabem que fizeram merda e arrumam desculpinha esfarrapada.

  7. Luciano, uma sugestão que te dou caso estranhem um ateu posicionar-se ao lado de cristãos: fale a eles sobre Enrique Gorostieta, ateu que comandou as tropas cristeras na Guerra Cristera, evento em que católicos mexicanos pegaram em armas contra as leis de Plutarco Elías Calles, presidente populista com certas inspirações marxistas e humanistas que entrou para o rol de bizarros ditadores que falam espanhol nas Américas. Gorostieta entendeu que apoiar os cristeros era apoiar o direito de que todos tivessem seu direito de expressão e fé (ou não fé) e que o ambiente fortemente católico do México não era uma ameaça à integridade física e mental de quem não fosse católico (ele defendia o retorno à Constituição de 1857, que dava total liberdade de religião e respeitava todos os credos). Ele chegou a ser exilado, mas voltou a seu país, tornando-se fabricante de sabão, mas sempre querendo voltar a ser militar, oportunidade que a Cristiada lhe ofereceu. Ainda que pagassem a ele um enorme salário para padrões da época, essa foi a menor de suas preocupações.
    O que ele notou foi aquela lógica dos filhotes de jacobinos: se para os católicos, ele era apenas um ateu e a vida segue, um marxista-humanista (uma vez que àquela época não existia neoateísmo), se estivesse no poder, iria criar uma tropa de pessoas que iriam julgar se o ateísmo alheio é ou não um verdadeiro ateísmo e, dependendo do veredito, mandar para a vala.

    Em 2009, esse episódio histórico virou inclusive um filme muito bom com, entre outros, Andy Garcia, Eva Longoria e Catalina Sandino Moreno, intitulado em inglês como For a Greater Glory e que também é conhecido pelo nome em espanhol Cristiada.

  8. Parabéns pelo seu trabalho no desmascaramento diário dessa escória esquerdista que nos assola. Adoro imaginar os esquerdinhas dando chiliques com seus toddynhos ao ler suas postagens. Você tem algum livro publicado, ou pretende publicar algum em breve?

  9. Luciano, depois de ver o que fizeram na Marcha das Vadias (e também analisando o episódio anterior da jogada de xadrez da Diocese de Guarulhos), tenho a impressão de que poderemos ter uma escalada nos protestos de Marcha das Vadias ou outros marxistas-humanistas-neoateístas com foco mais específico contra os cristãos e tenhamos invasão de catedrais com depredações da mais diversas.
    Quase tivemos isso na Marcha das Vadias carioca do ano passado, em que fizeram fuzuê na porta da igreja de Nossa Senhora de Copacabana em dia que faziam missa em prol das crianças. Porém, provavelmente agora as Marchas das Vadias, partindo de um princípio de serem movimentos que funcionam em vasos comunicantes (vide a suspeita que tenho de a Marcha carioca ter querido vingar o ocorrido em Guarulhos e a passeata na Paulista que teve black blocs em solidariedade ao que protestam contra Sérgio Cabral no Rio), irão querer cometer uma profanação de tal tipo, pois notaram que os católicos são mais fortes do que aparentavam e mostraram essa força simplesmente estando nas ruas cariocas na Jornada Mundial da Juventude.

    Como marxismo-humanismo-neoateísmo é global desde seu início e agora estamos em tempos de internet, o intercâmbio de táticas fica ainda mais rápido, ainda mais se estivermos falando de um país próximo, como os da América Latina. Note que as passeatas feministas daqui gritam palavras de ordem praticamente iguais às dos países hispânicos, apenas traduzindo para o português, usam X no lugar de flexão de gênero tanto em textos de lá quanto de cá, o que faz crer que nada impeça que táticas mais agressivas sejam importadas. Veja o que fizeram na Catedral de Santiago durante uma homilia no dia 25:

    http://www.youtube.com/watch?v=Ljl9ACw1y2M

    http://www.youtube.com/watch?v=gbaBC21BQhc

    http://www.youtube.com/watch?v=07Qvycw1xts

    http://www.youtube.com/watch?v=fXJXerwq03o

    http://www.youtube.com/watch?v=wWvt3IHWR4Q

    http://www.youtube.com/watch?v=rYck7i5YVNc

    http://www.youtube.com/watch?v=DF8rZ-lrYuc

    http://www.youtube.com/watch?v=TUe84RH7ADY

    http://www.youtube.com/watch?v=dxbeSs4WOAg

    E isso porque estamos falando do Chile, que é um país conservador em seus hábitos sociais e no qual há um sentimento geral, tanto em MHNs quanto em direitistas, de não se querer mais chegar a estados de convulsão social pelo trauma que deixaram na sociedade. Porém, observe-se que os manifestantes entraram na Catedral de Santiago em pleno horário de culto e não estavam nem aí para o fato de se estar em curso uma celebração religiosa. Observe-se inclusive que a manifestação provavelmente foi marcada estrategicamente para o dia 25, dia de São Tiago, apóstolo e padroeiro da capital chilena e dia no qual a Catedral estaria cheia.
    Note que lá, também como aqui, tem gente que levou criança (imagine o impacto psicológico que há em uma criança ir a uma passeata em que falam de aborto. É quase como se sua mãe lhe dissesse algo como “deveria ter te abortado” caso ele se comporte mal, mas sem dizer com palavraS). Crianças, como sabemos, não têm condições de consentir com aquilo que está em uma manifestação.

    Não me surpreenderei se virmos manifestações ingressarem em alguma catedral das muitas que temos por aqui, partindo do princípio vingativo. Observe-se que a Marcha das Vadias de Guarulhos malogrou por simplesmente não ter aceitado ir se manifestar em outro lugar que não a praça onde está a Paróquia de Nossa Senhora de Conceição ou em outro dia que não o 8 de cada mês em que sempre há missa especial, bem como a do Rio queimou o filme sobremaneira após os episódios de blasfêmia (isso sem contar que a de Brasília queimou o filme após ter feito buzinaço contra um cara negro, deficiente físico, mendigo e com toda cara de ter problemas mentais). Porém, como sabemos, esse pessoal não está nem aí com sua reputação e está agindo cada vez mais tresloucadamente, sendo que não devemos descartar atos mais ousados e afrontadores.
    Provavelmente atos de blasfêmia à chilena poderiam ocorrer em igrejas que estivessem nos trajetos mais comuns de passeatas nas principais cidades brasileiras, bem como as catedrais principais. Se pensarmos no padrão que as manifestações aqui têm assumido, poderia ser algo mais violento ainda que o já violento ocorrido por lá, pois poderíamos ter black blocs fazendo coisas ainda piores do que aquelas que já vimos contra bancos e outros patrimônios privados (ainda mais que a Igreja Católica poderia ser por eles considerada uma entidade poderosa em que vandalismos não gerariam prejuízos significativos).

    No caso do Chile, note que pode haver sim o clima de perdoar os vândalos, mas também note o quão incisivo é o bispado local. Os caras falam em tom de paz, mas não são cristãos mansos. E isso provavelmente vem de muito tempo, ainda mais que é de antes do fim da Jornada Mundial da Juventude. Os católicos daqui precisam aprender com os do Pacífico, ainda que a JMJ tenha mostrado que o simples número deles em milhões é mais que suficiente para tornar qualquer movimento MHN um pontinho no oceano. Porém, esse pontinho no oceano pode ser um bando de tubarões vorazes que podem causar muitos estragos.

    • Eu acho que entrarão logo em uma igreja por aqui, ai estará o momento decisivo: Se ficarem impunes isso se tornará prática no país, flexibilizando a aplicação das leis de proteção a culto. Os católicos não podem se calar agora, tem que tanto responder quanto buscar a lei e a imprensa para mostrar que estão acordados.

  10. Olha como está a Holanda, Luciano:

    “O novo asilo na cidade alemã de Bocholt, perto da fronteira com a Holanda, foi ao encontro do desejo de muitos holandeses temerosos de que a própria família autorize a antecipação de sua morte.”

    “Estudo justifica temores – Uma análise feita pela Universidade de Göttingen de sete mil casos de eutanásia praticados na Holanda justifica o medo de idosos de terem a sua vida abreviada a pedido de familiares. Em 41% destes casos, o desejo de antecipar a morte do paciente foi da sua família. 14% das vítimas eram totalmente conscientes e capacitados até para responder por eventuais crimes na Justiça.”

    http://www.dw.de/idosos-fogem-da-holanda-com-medo-da-eutan%C3%A1sia/a-1050812

    Pessoas totalmente conscientes, que podem até responder por seus eventuais crimes, que não querem morrer, sendo assassinadas com autorização legal.

  11. Essa conversinha fiada de gente infiltrada é mesmo de corar até os jeguinhos do nordeste. Se tem gente infiltrada e eles sabem cadê os nomes, como eles sabem quem são os infiltrados? Qualquer um que entre nos sites que apoiam as vadias e leia um ou dois posts percebe a virulência com que eles atacam seus inimigos políticos, que quando revidam, provocam choro de soluçar nesses valentes quebradores de gesso. Não tem mesmo como argumentar com gente assim Luciano, por que pra ter o mínimo de conversa, a pessoa tem que ter um pingo de honestidade e ter lido os livros daqueles que eles tanto amam. São poucos esquerdistas que fizeram isso, e deste pouco, raramente existe algum que aceite conversar com decência.

  12. Samira disse:

    “Gostaria de saber onde você obteve a informação que o PT financiou a baixaria cometida na JMJ.”

    /\
    /\

    REPAREM que o esquerdista distorce o fato para criar um espantalho.

    Luciano disse:

    “Eu não disse que o PT financiou a baixaria cometida na JMJ, mas sim que financiou os grupos que promovem a Marcha das Vadias. Não é preciso pesquisar muito para descobrir o alinhamento de partidos como PT e PSOL, junto com ONG’s como Marcha das Vadias e organizações anti-religiosas e gayzistas [(em seguida Luciano trás o link que prova a solidarização entre os partidos esquerdistas e as ONG’s)].”

    E DEPOIS AINDA PERGUNTAM PORQUÊ É É NECESSÁRIO CETICISMO COM ESSA CORJA. CETICISMO POLÍTICO. POIS A CADA FRASE DELES EXISTE UMA FALÁCIA. SÃO FILHOS DA MENTIRA.

  13. Luciano disse:

    “Além do mais, meu texto inicial não faz uma “defesa”, mas sim uma constatação científica de um fato. Se um grupo ofende gravemente o outro e fica sem resposta, isso trará consequências graves ao grupo que não fez o outro pagar o preço.”

    Coringa diz:

    Eu também não sou católico, mas acho que não há nada de errado em um ateu defender a ICAR, porque a questão aqui não é uma questão religiosa, e sim política.
    Quando um esquerdista tenta discriminar um ateu por este não estar alinhado com a ideologia marxista cultural, é porque o esquerdista está tentando fazer uma lavagem cerebral no ateu, pelo fato de esquerdistas adorarem manipular ateus e homossexuais, levando-os para o lado da militância esquerdista. Esquerdistas acham que se ateus não trabalharem para eles na causa da subversão, tais ateus devem ser excluídos. E digo mais. Segundo o ex agente Yuri Besmenov, quando os esquerdistas beneficiários alcançam o poder, eles até eliminam ateus e homossexuais, pois não são mais úteis para os propósitos. Então, quando um esquerdista disser que vc não é ateu, só porque não é esquerdista, ele está te acusando de fraude. Então, basta vc inverter a acusação dizendo “É VC Q NÃO É ATEU, SEU SAFADO MENTIROSO! VC É UM ESQUERDISTA, HUMANISTA, MILITANTE. PARE DE SE PASSAR POR ATEU!!!”

  14. Olá Luciano! Sou católico e gostaria de agradecer pelos seus últimos posts. Mais importante do que a religião seguida ou não ter religião é ser uma pessoa do bem. Infelizmente os católicos discordaram dos gestos das Vadias mas nada fizeram. E você, com seus gestos em nossa defesa e em defesa da moralidade no país merece a consideração de toda pessoa de bem! Obrigado e vamos fazer essas putas pagar pelo que fizeram!!!

  15. Luciano, fale um pouco que seja sobre os protestos paulistanos de hoje. Tem bem menos gente que aqueles enormes, mas a cidade está de pernas para o ar, fora já terem prendido sete e desta vez os black blocs não conseguiram pôr as manguinhas de fora como haviam feito em outras ocasiões.

  16. Considero que esse grupo (marcha das vadias) está entre aqueles que são a ponta da lança dos grupos revolucionários. São eles os mais agressivos e ousados. Eles tomam as atitudes mais agressivas e novas; se não houver reação, tornam isso um costume e outros grupos passam a fazer o mesmo, enquanto eles vão avançando para estratégias piores.
    O que fizeram na JMJ mostra bem isso. Elas atacam igrejas já tem algum tempo e fazem isso em vários lugares. As profanações de imagens foram uma “novidade”, com objetivo de ser repetida. Percebam que no início elas defenderam a ação, depois que viram o repúdio quase geral da população passaram a dizer que foi ato isolado. Mesmo assim continuam defendendo nas entrelinhas falando que a Igreja já fez muito pior do que destruir imagens (olhem que desculpa absurda para se justificar um crime). É evidente que não foi ato isolado: haviam várias imagens e cruzes, várias mulheres (inclusive a líder) estavam vestidas de freiras, nos cartazes haviam referências ao Catolicismo (coisas como “tire seu rosário do meu útero”), a mulher que fez a profanação pertence ao grupo de organização, as outras fizeram cordão de isolamento, o histórico do grupo marca a hostilidade contra a Igreja e os cristãos em geral.
    Esse é um momento que não podemos deixar o que fizeram cair no esquecimento, pois ainda contamos com o repúdio da população contra isso. Não podemos deixá-las desvincularem sua imagem do ato que praticaram.
    Agora estão apostando no vitimismo, dizendo que estão sendo ameaçadas, etc. Mais uma estratégia da parte delas. Não duvido das ameaças, mas sabemos que esses grupos mentem demais também. Quem vive do vitimismo não pode deixar sua verdadeira (agressiva, criminosa, provocadora) aparecer.
    Considero que quando encontrarmos neoateus e inimigos da Igreja em geral atacando os cristãos com seus discursos de justificativa destes atos profanos (a Igreja fez isso, a Igreja faz aquilo), temos que deixar claro quem eles são: apoiadores desse tipo de ato que foi repudiado pela população geral. É exatamente aquilo que o Luciano explicou, temos que cobrar o preço do que fizeram mostrando a verdadeira face deles ao público. Viu um neoateca justificando o mal-feito com alegações contra a Igreja, é simples, responda “Então você atacar os católicos por causa disso? Você defende esses atos no presente em nome de um suposto passado que não vivemos? Você é pior do que aqueles que você critica”

  17. Eis que descubro um vídeo com as blasfêmias da Marcha das Vadias:

    http://www.youtube.com/watch?v=PU0-DAvCK1o

    Uma coisa que chamou a atenção foi uma moça de fala raivosa dizendo que se quer dar para todo mundo ela dá e se quiser abortar uma vida em seu útero, também. Logo, ela reconhece que o feto dentro de sua barriga é vida e, sendo vida, é vida humana e, portanto, uma pessoa. Logo, ela assume que quer matar alguém indefeso porque não quis usar um simples anticoncepcional. Na prática, desumanizou a todos os bebês em gestação e desumanizou a todos nós, incluindo ela, pois também fomos fetos e muito agradecemos de não ter sido abortados e estarmos aqui debatendo no presente momento.
    Porém, o mais importante está em movimento a partir de 47 segundos e vai até 48: uma das que ficou na deprimente manifestação se preparando para o ato que ficou notabilizado.

Deixe uma resposta