Justiça Federal suspende atividades do Centro de Difusão do Comunismo da Universidade Federal de Ouro Preto

8
94

27out2012---mulher-pintada-participa-de-marcha-zumbi-na-cidade-do-cabo-africa-do-sul-1351357135425_956x500

Fonte: Justiça Federal – Seção Judiciária de Maranhão

O juiz federal José Carlos do Vale Madeira, da 5ª Vara Federal do Maranhão, deferiu pedido liminar em ação popular ajuizada pelo advogado Pedro Leonel Pinto de Carvalho contra a Universidade Federal de Ouro Preto, determinando a suspensão das atividades do Centro de Difusão do Comunismo, incluindo a contratação de professores, fornecimento de bolsas de estudo, disponibilização de dependências, compra de materiais, entre outras.

Ao apreciar o pedido, o juiz federal registra que, o programa do referido centro “ostenta feição predominantemente político-partidária, uma vez que privilegia o ideário comunista”. E acrescenta “ Esta prática, a par de contrastar com o princípio da moralidade administrativa, agride o princípio da legalidade, pois a legislação eleitoral veda expressamente a utilização de bens públicos para a promoção de partidos políticos.”

Ainda de acordo com a decisão, fica a Universidade Federal de Ouro Preto impedida, até o final do julgamento da ação, de realizar quaisquer pagamentos em razão do Centro de Difusão do Comunismo.

Veja a decisão na íntegra aqui.

Meus comentários

Sendo o esquerdismo uma maneira de inchar o estado a partir de uma série de pretextos, sempre amparados por uma miríade de fraudes intelectuais, não é de surpreender que estados marxistas usem dinheiro público para financiar doutrinação escolar em marxismo.

A determinação do juiz José Carlos do Vale Madeira é mais do que bem vinda, embora eu esteja pessimista em relação ao futuro. Ainda acho que o estado vai conseguir reverter a suspensão das aulas.

Essa doutrinação é fundamental para as aspirações de esquerdistas que chegam ao poder pelo uso do discurso marxista. Como exemplo temos uma notícia recente mostrando que o governo comunista do Vietnã vai dar bolsa de estudo para quem decidir estudar marxismo na faculdade.

De acordo com a matéria, os custos dos estudos universitários públicos no Vietnã são de cinco milhões de dongs por ano (US$ 240, ou cerca de R$ 700), muito abaixo dos custos de algumas universidades estrangeiras privadas presentes no país.

O texto também diz que a gratuidade dos cursos para os candidatos às aulas de marxismo deixa alguns jovens céticos. “Como poderei obter um emprego e ganhar dinheiro se estudo marxismo e leninismo?”, se perguntou Nguyen Lan Huong, estudante de 17 anos em Hanói.

Ora, basta o sujeito vir para o Brasil e trabalhar para a BESTA (Blogosfera Estatal), ou então passar a vida escrevendo posts com provocações de parquinho em sites de notícias, sempre a favor no partidão no poder.

Quem sabe o sujeito não consegue cair naquela categoria dos que recebem 50 centavos por post na Internet elogiando o governo.

Está aí a oportunidade de “emprego” para os que aceitarem a proposta de bolsa escolar vietnamita ou quiserem estudar no Centro de Difusão do Comunismo. Ops, neste último caso, é preciso que revertam a limitar contra mais essa usina de zumbis financiada pelo dinheiro público.

Anúncios

8 COMMENTS

  1. Embora também esteja péssimo em relação ao futuro dessa decisão, pois certamente irão recorrer até a última instância, a notícia é ótima, mostrando que ainda há juízes e advogados de bom senso.

    Parabéns ao juiz e ao advogado!!

  2. E daí que vão fechar? A maioria esmagadora de todos cursos de Ciências Humanas de todas as Universidades Públicas do país são na prática Centros de Difusão do Comunismo. Esse Centro de Ouro Preto é só um espantalho e nada mais. Trágico!

Deixe uma resposta