Corintianos vão ao CT protestar contra beijo de Emerson: “viado não”… e onde está o movimento LGBT?

14
160

viadonao

Fonte: Terra

Cinco torcedores uniformizados, que se identificaram como membros da Camisa 12, foram ao CT do Parque Ecológico protestar contra Emerson. Eles não se conformaram com a foto publicada pelo atacante de um beijo em um amigo e prometeram “tumultuar a vida dele” se não houver uma retratação.

“Vai beijar a p.q.p. Aqui é lugar de homem”, “Respeito é pra quem tem” e “Viado não” diziam as faixas carregadas pelos cinco, que gritavam coisas do tipo “Viado não aceitamos”, “Viado é lá no Morumbi” e “Vai beijar mulher, c…”.

O porta-voz do grupo, que se apresentou como Marco Antônio, da diretoria da Camisa 12, disse estar representando muitos corintianos que entraram em contato com a organizada. Ele avisou que os protestos serão maiores enquanto Emerson não assumir o que consideram um erro.

“O mínimo é um pedido de desculpa. Ele joga uma bola? Joga. Representou (a torcida) na Libertadores? Representou. Mas isso não deixa ele sair por aí beijando qualquer um. Vamos tumultuar a vida dele. Hoje, são cinco. Amanhã, 50. Depois, 300”, afirmou Marco Antônio.

viadin

O problema, segundo ele, é a gozação dos rivais. “A gente não tira os bambis dizendo que eles são bichas? Aí vem falar que é normal? Para nós, não é normal. Não é homofobia nem nada, mas aqui não”, acrescentou o torcedor, tropeçando na coerência. Marco Antônio, por fim, disse não se importar com a opção sexual de Emerson, desde que ele seja discreto. “Sei lá o que ele faz nos bastidores, mas um jogador importante do Corinthians não pode fazer isso ao ar livre”.

Meus comentários

Quero ver agora se o movimento LGBT vai infernizar a vida de torcedores organizados. Para eles, é fácil vandalizarem as propriedades de cristãos que não costumam reagir. Mas como seria um protesto deles contra a torcida organizada do Corinthians?

A mensagem que vi no Facebook poderia até virar um meme: “NÃO SEJAM COVARDES MILITANTES GAYS E MARCHA DA VADIAS! Vão fazer beijaço gay e fazer passeata em dia de jogo e na frente do Pacaembu agora. OU O NEGÓCIO É SÓ ATACAR A IGREJA?”

Anúncios

14 COMMENTS

  1. Viu essa Ayan? Viraram raça agora:

    http://www.stf.jus.br/portal/diarioJustica/verDiarioProcesso.asp?numDj=123&dataPublicacaoDj=25/06/2012&incidente=4239576&codCapitulo=6&numMateria=97&codMateria=2

    Trata-se de mandado de injunção coletivo, impetrado pela Associação Brasileira de Gays, Lésbicas e Transgêneros – ABGLT, em que se requer, nuclearmente: i) o reconhecimento de que “a homofobia e a transfobia se enquadram no conceito ontológico-constitucional de racismo” ou, subsidiariamente, que sejam entendidas como “discriminações atentatórias a direitos e liberdades fundamentais”; ii) a declaração, com fundamento nos incisos XLI e XLII do artigo 5º da Constituição Federal, de mora inconstitucional do Congresso Nacional no alegado dever de editar legislação criminal que puna, de forma específica, a homofobia e a transfobia, “especialmente (mas não exclusivamente) a violência física, os discursos de ódio, os homicídios, a conduta de ‘praticar, induzir e/ou incitar o preconceito e/ou a discriminação’ por conta da orientação sexual ou da identidade de gênero, real ou suposta, da pessoa”. Sem prejuízo de uma análise ulterior quanto ao cabimento deste writ injuncional, requisitem-se informações. Dê-se ciência à Advocacia-Geral da União para que, se assim desejar, ingresse no feito (art. 7º, II, da Lei 12.016/2009, c/c o art. 24, parágrafo único, da Lei 8.038/1990). Após, ouça-se a Procuradoria Geral da República. Publique-se. Brasília, 21 de junho de 2012. Ministro Ricardo Lewandowski Relator

  2. Estava ouvindo o rádio mais cedo, e os comentários eram apenas sobre o machismo no futebol, um conservadorismo enrustido, etc, etc.

    O mais engraçado é que numa enquete feita pela rádio, 70% das pessoas diziam não aceitar homossexualidade no meio futebolístico, e o locutor disse: “Por incrível que pareça, esse é o resultado da enquete por enquanto”. Esse “por incrível que pareça” já denota o acomodamento com opiniões politicamente corretas, que quando confrontadas, seus apologistas não conseguem acreditar.

  3. Só lembrando, LH, que no mês de Julho, durante as manifestações de rua, vândalos planejaram depredar o estádio que está sendo construído em Itaquera (do Corinthians), como forma de protesto contra os gastos e investimentos para a Copa de 2014. Foi então que um grupo de corintianos cercaram o estádio e desafiaram os baderneiros a tentar a ousar tal “façanha”. Resultado? O grupinho de subversivos arrojados puseramrabinho entre as pernas e bateram em retirada igual a cachorro vira-lata que sai latindo e fugindo na carreira ante um primeiro bate -pé. Até onde sei, como torcedor, Sheik não é baitola… É um cara mulherengo… cata-putas… Mas foi imbecil em publicar uma brincadeira idiota… A revolta da torcida corintiana pode ser irrelevante e desnecessária, ilegítima… Mas eles têm direito de falar firme nos ouvidos do Emerson pra se plantar… Não pode agredir o cara. O problema é q os corintianos estavam acostumados a chamar os são paulinos de “bambis” , devido a época em q o Richarlison jogava lá…. Agora, gayzista querer protestar contra “omofobia” da Fiel é tentativa de suicídio! Lá não é uma igreja de evangélicos, e sim um bando de loucos. Querem ser mais loucos?
    Vão lá bichas! Se tiverem coragem!

  4. “NÃO SEJAM COVARDES MILITANTES GAYS E MARCHA DA VADIAS! Vão fazer beijaço gay e fazer passeata em dia de jogo e na frente do Pacaembu agora. OU O NEGÓCIO É SÓ ATACAR A IGREJA?”

    Se me é dada a licença, gostaria de concordar.

  5. Todo mundo sabe que o cachaceiro do Lula é Corintiano doente. Eu particularmente quero sabe qual será o comentário que o Lula fará se essa historia ganhar cada vez mais repercussão ou se ele fará um silêncio misterioso.

    • Linho, como eu estou querendo que essa história saia do controle ao ponto dos gays exigirem que o clube do Corinthians reserve todo jogo do time lugares reservados aos torcedores gays do Corinthians.

      Seria irônico as torcidas organizadas do Corinthians colocar a base da porrada as bichinhas para fora dos jogos.

  6. O problema dos “militantes” gays é querer atacar as religiões abraâmicas, tanto o judaísmo quanto o cristianismo, e mais nada. A vida deles é vazia, e eles tentam esvaziar a vida dos outros ao invés de buscar alguma realização na vida.

Deixe uma resposta