Governo fecha acordo para trazer escravos de Cuba

13
77

Cuba3

Segundo a Folha de S. Paulo, faz-se a vontade do governo brasileiro, e finalmente eles vão trazer médicos de Cuba.

De acordo com a notícia, 4.000 cubanos chegarão até o final de 2013, sendo 400 deles imediatamente. Se eles são realmente médicos, isso é o que vamos ver.

O primeiro carregamento, quer dizer, grupo de profissionais deve chegar ao Brasil até a próxima segunda-feira, dia 26. O governo alega que será feita uma avaliação de três semanas para cada profissional. Como diria o ceguinho esperançoso, veremos.

O mais bizarro de tudo, no entanto, foi o “oferecimento” do governo cubano de 6.000 “médicos” ao Brasil. Mas por que Cuba precisaria “oferecer” profissionais? Eles não poderiam vir de boa vontade?

Para piorar, ao invés de pagar R$ 10 mil mensais ao médico, vão enviar essa grana diretamente para Cuba. Se desse valor retirarmos os impostos, quanto vai sobrar efetivamente para os tais médicos?

Aí vem a parte mais engraçada da notícia: “Padilha não soube dizer, no entanto, quanto será pago, de fato, ao médico cubano. Joaquin Molina, chefe da OPAS no Brasil, disse também não ter essa informação. O ministro afirmou que o governo brasileiro e a OPAS vão fiscalizar as condições de trabalho que serão dadas ao profissional. As cidades que vão receber os médicos ficarão encarregadas de custear alimentação e moradia –tanto para os cubanos, como para os demais profissionais.”

Isso não tem outro nome senão escravidão. Se a direita souber capitalizar em cima de toda essa situação ridícula pela qual passam os cubanos, esse tal programa Mais Médicos pode se tornar diversão garantida.

Anúncios

13 COMMENTS

  1. Fidel Castro é tão mesquinho que não vende seus escravos, aluga, e por um preço bem caro, para os padrões cubanos, é claro.
    Mantendo as famílias deles como reféns para garantir a obediência, mesmo à distância.

    Isso devia virar notícia mundial!!!

    “Governo brasileiro aluga escravos cubanos”.
    “Governo brasileiro mantém trabalho escravo”.
    “Escravidão volta ao Brasil”.
    “Lei Áurea é abolida no Brasil”.

    Vamos lá jornalistas, passem à notícia, é pra isso que você são pagos!
    Exceto os jornalistas cubanos, que não são pagos, são escravos também.

    Mas a dúvida que remoendo a minha mente, é essa:

    Será que daqui à 100 anos teremos cotas para cubanos?

  2. Caro amigo, Padilha nao disse porque nao sabe mesmo. Quem decide o pgameno dos tais medicos e Fidel Castro. Certamente que ele cntinuara pagando os 30 dolares mensais para cada um. O restante evidetemente ira para seu bolso para continuar financiando o comunismo por la. So que os trabalhadores (?) tem na ilha suas familias retidas, que sao a garantia de que eles seguirao a risca todo o combinado. Fidel precisa garantir esse imenso territorio brasileiro para implantar o comunismo genocida ali.

  3. Luciano, lá vou eu mandar mais links, desta vez do G1, com mostrando que na prática a coisa será um mensalão para Cuba e Antônio Patriota dizendo que não é bem assim (o duro trabalho de um diplomata de dizer que m… não é excremento, mas sim ouro). Como já disseram anteriormente, há problemas na formação desses médicos e um país de mesmo idioma que o nosso abordou com muito bom humor esse fato, mais a barreira linguística (cubanos conseguem falar de uma forma que inclusive outras pessoas de fala espanhola não conseguem entender):

    http://www.youtube.com/watch?v=E3x1syJaM3E

    Provavelmente o Maurício Ricardo deve ter visto esse esquete, disponível há dois anos no canal da RTP no YouTube, e se inspirado para fazer a versão brasileira:

    http://www.youtube.com/watch?v=oLDhKHgJkCU

    Completando as notícias, assim como o Paraguai rejeitou as urnas eletrônicas brasileiras (feitas pela Diebold, que se envolveu em escândalos em outras partes do mundo), também rejeitou médicos de Cuba. No mesmo Portugal, assusta a população a carga horária imposta e o salário imposto aos médicos cubanos, bem como também estão pressionando por contratos de trabalho iguais aos de qualquer português ou estrangeiro regularizado que viva no país.

    • Luciano, aquilo que até podíamos esperar que acontecesse, mas considerávamos improvável, aconteceu: Sakamoto sakamoteia o injustificável e vem dizer que o trabalho dos médicos cubanos aqui não será escravo, sendo que a lei referente ao assunto caracteriza como condição análoga à de escravo, entre outras coisas, manter a pessoa em isolamento geográfico (entre Cuba e Brasil é uma bela distância), sob ameaça (imagine a situação de saber que seus familiares não podem sair do país e o fato de dormir em um alojamento em que quem toma conta é um cubano), violências físicas e psicológicas (ao menos a última com certeza será feita, algo como dizer que se não fizer algo ou tentar fugir, a família do cara irá se ferrar bonito) e servidão por dívida (será mesmo que a merreca que ficará para o trabalhador cubano aqui no Brasil é suficiente para que ele tenha uma vida minimamente normal ou podemos supor que ele ficará preso a um débito qualquer?). O pior de tudo é pensar que o blog em questão tem um serviço de publicação de matérias falando sobre trabalho escravo no país. Desta vez foi muito pior do que tentar amaciar para o lado dos caloteiros da Caros Amigos e dá para desancar muito a postagem em questão. Aliás, se olhar os comentários notará que um monte de gente está p da vida com o dono do blog em questão, e com razão.

  4. ** Luciano não teve coragem de postar minha comemoração dizendo que trazer escravos cubanos e moral por que beneficiará o PT em eleição, então ele reconhece que estou estou.

    • Seu post era irrelevante ao post, animal, pois o assunto discutido era a MORALIDADE da aquisição de escravos, e não o resultado da eleição. Esquerdista petralha é tão desajustado moralmente que não entende sequer o assunto de um post. 🙂

      Aqui você não tera o direito de fugir ao assunto do tópico. E o assunto é a DISCUSSÃO MORAL, e não o resultado da próxima eleição. 😉

      P.S.: Em tempo. Dizer que a aquisição de escravos cubanos é moral por que pode permitir que o PT ganhe a próxima eleição é um argumento ruim demais. Quer levar essa besteira a frente?

    • Funcionários terceirizados podem pedir demissão quando quiserem.
      Funcionários terceirizados podem pegar toda a sua família e se mandarem pra qualquer lugar do mundo quando quiserem.
      As famílias de funcionários terceirizados são livres para acompanhá-los em serviço em qualquer lugar do mundo.
      Funcionários terceirizados não são vigiados por agentes da empresa que terceirizou seus serviços para que sejam impedidos de fugir.
      Funcionários terceirizados ficam com seus passaportes em mãos.
      etc…

      Logo, médicos cubanos são escravos, sim.
      Fazer uma analogia barata com o fato de que funcionários terceirizados não recebem seus salários diretamente da empresa que contratou a terceirizadora, ignorando todos os outros FATOS, só para convencer as pessoas, com um truque retórico, de que não é trabalho escravo é apoiar a escravidão.

      Apoiar a escravidão é algo abominável.

Deixe uma resposta