A escravidão dos médicos cubanos e o colapso de contradições petralhas

30
88

balseros

Quem estuda o esquerdismo sabe que seus adeptos não são muito apegados à coerência lógica. Eles não se furtam em defender um princípio e, no momento seguinte, defender seu exato oposto se isto gerar capitalização política. Assim, o esquerdista pensa com base em um pequeno conjunto de regras, que, se atendidas, o desobrigam se seguir qualquer noção de lógica no discurso.

Este comportamento gera, evidentemente, situações paradoxais e um caminhão de contradições. Na questão da aquisição de médicos escravos de Cuba, a coisa chegou a tal nível que basta encontrarmos as contradições no discurso dos esquerdistas petralhas (isto é, aqueles que se alinham com o PT, sejam eles beneficiários ou funcionais), que o serviço está feito. Para piorar, quando estas contradições são avaliadas pelo aspecto moral, aí é que a coisa fica nublada de vez para eles.

Por exemplo, o petralha é em essência um marxista, e como todo marxista deve usar o discurso de condenação ao lucro. Marx chamava isto de “mais-valia”, que é a disparidade entre o salário pago e o valor do trabalho produzido.  Porém, é exatamente isso que vai acontecer, pois o governo brasileiro permite que o governo cubano seja explorador da “mais-valia” do trabalho dos médicos, já que uma boa parte do dinheiro ficará com Cuba, e não com os médicos. Este é um ponto onde eles não se furtam em defender, ardorosamente, algo que fora desta situação específica política eles afirmariam condenar.

Pois bem. O petralha não aceitará discutir essa questão, e Sakamoto, que sempre alegou “lutar contra o trabalho escravo”, defende o PT dizendo que a aquisição dos médicos cubanos não é trabalho escravo. Para endossar sua “tese”, ele cita o artigo 149 do Código Penal, que define os elementos de um trabalho análogo ao de escravo: “De acordo com o artigo 149, são elementos que determinam trabalho análogo ao de escravo: condições degradantes de trabalho (aquelas que excluem o trabalhador de sua dignidade), jornada exaustiva (que impede o trabalhador de se recuperar fisicamente e ter uma vida social), trabalho forçado (manter a pessoa no serviço através de fraudes, isolamento geográfico, ameaças e violências físicas e psicológicas) e servidão por dívida (fazer o trabalhador contrair ilegalmente um débito e prendê-lo a ele).” O problema é que teremos vários médicos do programa Mais Médicos recebendo R$ 10.000,00 por mês, assim como médicos de outros países recebendo o mesmo valor. Enquanto isso, os médicos cubanos receberão uma ínfima parcela do mesmo valor que é pago aos demais, sendo que a maior parte ficará com Cuba. Isso já é submeter o sujeito à uma condição degradante de trabalho, humilhando-o em relação a todos os demais médicos do programa. Por que o médico cubano merece tão pouco, em comparação aos outros? Além do mais, por que eles não poderão ficar no Brasil ao fim do programa? Como se percebe, o petralha não ficará corado em submeter o médico cubano a uma situação extremamente humilhante e indigna, típica de escravos, mas em seguida dizer que é contra o trabalho escravo. É claro que eles jamais foram contra o trabalho escravo, a não ser que essa acusação possa ser lançada contra um oponente político. Mas como endossam tanto o governo petista como o governo cubano, não há problema para eles em apoiar a escravidão. Reinaldo Azevedo acerta ao tratar isso como comércio de gente.

Uma outra contradição evidente está na desobrigação da revalidação dos diplomas dos médicos cubanos. “O Conselho Federal de Medicina condena de forma veemente a decisão irresponsável do Ministério da Saúde que, ao promover a vinda de médicos cubanos sem a devida revalidação de seus diplomas e sem comprovar domínio do idioma português, desrespeita a legislação, fere os direitos humanos e coloca em risco a saúde dos brasileiros, especialmente os moradores das áreas mais pobres e distantes”, diz nota do CFM publicada no dia 21 de agosto. Contradição evidente: se o Revalida é válido para todos os médicos do exterior (aliás para todos os diplomas do exterior), qual o critério para abrir uma exceção aos médicos cubanos? Se o governo tem um programa como o Revalida, por que ele não pode ser aplicado aos cubanos? Mas se o governo confia nos médicos cubanos, por que não submetê-los ao mesmo escrutínio que os outros? Se for assim, o Revalida não é útil nesta questão em específico? Por qual motivo?

Como eles não conseguem se safar adequadamente deste questionamento, resta surgirem com mais uma contradição, usando esta rotina: “a rejeição aos médicos cubanos é uma atitude da elite dos médicos contra o povo pobre”. Uau! A patuleia que não conhece o jogo se emociona, mas a verdade é bem diferente. Na verdade os conselhos de médicos não protegem as elites, mas os mais humildes de sua categoria. É claro que alguns médicos ganham tanto quanto os pop-stars, mas estes são uma minoria. Médicos do serviço público, por exemplo, ganham muito mal. Os conselhos de medicina, assim como sindicatos correlatos, fazem críticas impulsionados por esta parte dos médicos, não a elite deles. Até por que esta elite de médicos não precisa dos conselhos de medicina para absolutamente nada. Assim, ao atacar a reação de conselhos e sindicatos de médicos chamando-os de “defensores das elites”, os petralhas se contradizem, pois eles sempre alegaram defender as entidades de classe. Ora, quando o Sindicato dos Bancários faz uma manifestação contra a terceirização de profissionais, está agindo de forma similar à dos sindicatos e conselhos de médicos contra essa terceirização. E ainda há um agravante neste caso, pois os médicos terceirizados estão vindo a partir não de uma empresa, mas de um estado. (Atenção: não estou entrando no mérito do sindicalismo, que, se não for um aparelho do governo não é algo imoral per se, mas sim estudando a contradição do discurso petralha na defesa ao sindicalismo somente quando lhes é conveniente)

Sem contar com um aspecto fundamental, que não vejo sendo discutido por aí. Os petralhas alegam que o governo cubano dá liberdade de ir e vir aos seus cidadãos. Eles ampliaram o uso deste discurso desde que Yoani Sanchez veio ao Brasil. Diziam eles: “Se é verdade que os cidadãos de Cuba são reféns do governo cubano, como pode Yoani Sanchez vir ao Brasil? Logo, os cidadãos de Cuba são livres para ir e vir”. Mas se eles possuem essa liberdade, por que o governo brasileiro não paga diretamente R$ 10.000 por mês ao médico cubano ao invés de repassar essa verba para o governo cubano? Se todo cidadão tem o direito de sair de Cuba quando quiser, ele poderia vir atraído por esse salário. Está claro que o pagamento do valor diretamente à Cuba prova que não só o governo brasileiro está aceitando negociar escravos, como também que todos em Cuba são escravos do governo, pois não podem sair de lá quando querem em busca de oportunidades profissionais melhores.

Estes exemplos mostram que não há problema nenhum para o esquerdista apoiar uma coisa, e, no momento que lhe for conveniente, rejeitar o exato oposto daquilo que apoiou. Claro que eles não tem um argumento convincente para limpar a sujeira que criaram, e então colocarão seus militantes na rede usando argumentos que irão resvalar em várias contradições. Mas se um programa depende de uma série de ações políticas e argumentações que criam um verdadeiro colapso de contradições, será que podemos esperar alguma coisa boa daí?

Claro que preciso passar meu posicionamento. Se algum esquerdista petralha tentar achar contradições no que direi agora, que tentem.

Eu entendo que a saúde deveria ser privada, e também acho que boa parte das regras da CLT não precisaria existir. Mas, já que existem, que todos sigam as regras do jogo. E, já que a saúde pública existe, que não sirva como instrumento de corrupção e desvio de verba (e, aliás, é muito suspeito o tanto de dinheiro que está indo para as mãos do dinheiro cubano). Portanto, que os cidadãos pobres sejam atendidos por médicos qualificados, venham eles de onde vierem. Se o médico for cubano, argentino ou eslavo, tanto faz. Mas não faz sentido pagar o mesmo salário que é pago aos demais médicos para o governo cubano.

O fato de eu demonstrar as contradições, especialmente morais, na contratação de escravos de Cuba, não significa que eu não quero que os cidadãos pobres sejam atendidos, mas sim que sejam atendidos de acordo com as regras do jogo. Podemos ter todos os 4.000 médicos cubanos aqui, mas não precisamos dar dinheiro público a um estado escravocrata e totalitário. Devemos exigir que o médico cubano trabalhe de acordo com as regras do jogo para todos os médicos do serviço público, especialmente os do programa Mais Médicos, e isso inclui tanto os deveres (como de revalidação dos diplomas, no caso de estrangeiros), como direitos.

Portanto, se um esquerdista petralha disser “vocês não querem que os pobres sejam atendidos”, posso chamá-lo de mentiroso de imediato. Diante de tantas contradições, algumas delas verdadeiras monstruosidades morais, sei que essa será a chantagem emocional usada pelos petralhas para não discutir o assunto. É bom estarmos precavidos para desmascarar os truques emocionais, pois eles não possuem o essencial: argumentos logicamente válidos para defender o uso de médicos escravos.

Anúncios

30 COMMENTS

  1. Essa seita de fanáticos que segue o PT não tem limites, e para apoiar essa baixaria resolveram demonizar os médicos brasileiros e as entidades de classe de médicos. Esquerdista pior que petista só aqueles do PSTU e PCdoB.

  2. A mendacidade deste Padilha é típica de um psicopata, veja Luciano http://noticias.uol.com.br/saude/ultimas-noticias/redacao/2013/08/24/padilha-pede-que-criticos-do-mais-medicos-nao-ameacem-saude-da-populacao.htm

    “O governo já ganhou todas as medidas judiciais. Nós temos muita segurança jurídica do que estamos fazendo e eu acho que quem tem crítica pode fazer sugestões, mas não venham ameaçar a saúde da nossa população que não tem médico”

    Para ele, apontar as inconsistência no acordo dele com Cuba é “ameaçar a saúde da nossa população”. Ele quer nos chantagear emocionalmente, dizendo “ou concordam com meu programa, ou então não terá saúde pro povo”.

    E como ele pode ter ganho todas as medidas judiciais se nem deu tempo para serem iniciadas as ações judiciais trabalhistas?

    “Os médicos cubanos têm uma carreira e vínculo permanente com Cuba, o fato de virem em uma missão internacional faz com que os salários deles aumente, é um bônus no salário além da remuneração que vão ter aqui, diferentemente de outros médicos estrangeiros que vêm para cá [Brasil] e não têm emprego no país de origem”

    O que é “vinculo permanente”? Ele acabou sem querer confessando que contratou escravos, pois são escravos que possuem vínculos permanentes com seus donos.

  3. Como bem disse o shma77:

    “A hipocrisia dessa gente não tem limites. Médicos cubanos não terão salários, vai tudo para a ditadura de Castro. O fato de que as famílias dos “pseudo médicos’, pois não teremos nem como confirmar isso, pois, se o governo cubano diz que são então são, serem proibidos de deixar a ilha para acompanharem-nos também não incomoda o governo, de que, segundo o ministro, as prefeituras terão de arcar com as acomodações e despesas pessoais dos médicos, pois não receberão, enquanto aqui estiverem, um centavo da ditadura, também soa como normal. Fico pensando que, se ao invés do atual governo, que se diz representante dos trabalhadores, tivéssemos um governo de direita, com um acordo semelhante com alguma ditadura de direita, se as opiniões desses que hoje ocupam o governo seriam as mesmas que têm expressado diariamente em defesa de tamanho absurdo. E ainda, se a lei exige que se faça o revalida dos médicos estrangeiros, rasga-se a lei e a joga no lixo.”

  4. Dilma está usando o restante do seu mandato para fazer o trabalho sujo do Foro de São Paulo. Sem vergonha na cara, imoral, trás escravos cubanos para cá. De forma autoritária sem consultar a nação, as leis trabalhistas nos enfia de goela abaixo o que não queremos. Continuaremos com a saúde na UTI, pois além de médicos de verdade precisamos de enfermeiros, leitos, ambulâncias, macas, prédios com estrutura, raio X, tomografo, esparadrapo, estetoscópio e etc…. Governo imoral, enganador.

      • Acabei de ler a versão em português do referido livro. São conhecimentos que podemos considerar supraideológicos, uma vez que ele partiu para os princípios básicos de como funciona uma ditadura (no próprio vídeo ele diz que não iria partir para especificidades de ditaduras). Devido ao contexto original de quando foi escrito o livro, obviamente que ele é mais pensado para uma ditadura clássica, mas creio que também seja aplicável para fazer um país se livrar de marxismo-humanismo-neoateísmo de modalidade gramscista (ainda que aqui seja necessária alguma adaptação, uma vez que tal modalidade de regime usa os instrumentos da democracia contra a própria democracia). Também acho que dá para se livrar de pequenos totalitarismos que também bebam na fonte de Gramsci (feminismo, militância gay, abortismo e outras coisas). Vou pegar como exemplo de resistência não violenta alguns ocorridos recentes que desmoralizaram a realização de Marcha das Vadias:

        1) Jogada de xadrez da Diocese de Guarulhos para impedir blasfêmias em um dia de missa em memória a N. Sra. da Conceição, padroeira do município que se desenvolveu ao redor da basílica, realizada em 8 de junho. A Diocese já havia avisado em 26 de maio para a polícia que iria realizar a tal missa (que é rotina dentro do município, uma vez que é todo dia 8), pedindo policiamento para a tal ocasião (algo normal, uma vez que evento que reúne muita gente) e que a tal Marcha não fosse realizada na praça em frente à Igreja e, caso o fosse, que as vadias marchantes não se desnudassem, em óbvio respeito à ocasião. No mesmo comunicado à polícia inclusive sugeriam que a Marcha fosse realizada em outro lugar (dentro da lei que proíbe duas manifestações em um mesmo lugar, mas não restringe o direito à livre manifestação). No dia da missa (e da Marcha), usaram um sistema de som potente o suficiente para encobrir os gritos de ordem das manifestantes, fora que os fiéis fizeram cordão de isolamento para que não se pichasse a igreja (já pichada anteriormente por algum grevista). Tudo que fizeram naquela missa estava dentro da lei (tanto a laica quanto a canônica) e o outro lado acabou ficando desorientado, ainda que tenha havido ocorridos policiais (e aí acaba sendo problema entre a esfera de poder público e a organização da Marcha, pois havia sido anteriormente avisado);

        2) Buzinaço em Brasília contra um homem de ancestralidade africana bem visível em sua aparência, desprovido de uma das pernas, morador de rua e com suspeita de problemas mentais, o que na prática acabou fazendo o cara ficar mais agressivo. Obviamente que, na cabeça de manifestantes que usam o raciocínio da Escola de Frankfurt, ele ser homem é uma condição que suplanta as outras supostas opressões de que ele seria vítima (poderíamos imaginar uma resultante matemática qualquer em que atribuímos um peso à condição de homem que seja muito maior que a soma das resultantes das outras condições dele). Qualquer pessoa normal sabe que multidões atraem moradores de rua com problemas mentais e eles ficam fazendo umas dancinhas bizarras, mas que no fundo não fazem mal, mas não foi o caso aqui:

        http://www.youtube.com/watch?v=StTUHKmnBVQ

        3) Blasfêmias diversas na mais recente edição carioca, com direito a introdução de crucifixos no reto de um cara e quebra de imagens sacras, tudo isso em plena Jornada Mundial da Juventude, que levou milhões à Cidade Maravilhosa;

        Talvez de maneira inconsciente, aqueles que filmaram e fotografaram os ocorridos em questão acabaram por fazer com que a Marcha se desmoralizasse ao ponto de ser vista como algo ridículo (Gene Sharp usa o exemplo da fábula chinesa dos macacos para descrever essa situação). Claro que o livro em questão é só uma obra menor do cara, que tem muitas outras coisas para serem vistas, mas já é um bom começo e seus efeitos históricos já são conhecidos. Alguém pode usar os conhecimentos do livro em questão para implantar regime de cunho marxista-humanista-neoateísta? Pode, uma vez que são conhecimentos supraideológicos e que vão aos princípios básicos. Alguém poderia em tese usar as mecânicas sugeridas até um certo ponto para depois desprezar o resto, que fala da implantação de um regime democrático e formas de evitar que uma nova tirania suba ao poder. Por isso, acaba sendo importante que todos leiam o livro em questão e comecem a identificar formas de superarmos a sofisticação dos dispositivos gramscistas.
        Aliás, a resistência pacífica acabaria sendo uma forma importante de os não-MHNs imprimirem uma assinatura a suas manifestações, em pleno contraste ao modo violento que estamos vendo os MHNs imprimirem em seus protestos (vide black blocs e, mais ainda, a retórica de proteção mafiosa que esses black blocs estão usando para que os manifestantes os aceitem em suas fileiras de manifestações, por exemplo). Se Hugo Chávez, Vladmir Putin e os aiatolás não gostaram da tal obra, é sinal de que estamos diante de algo importante.

  5. http://www.metro1.com.br/index.php?varSession=noticia&varEditoriaId=10&varId=35996

    Apesar da medida ter sido anunciada recentemente, os médicos cubanos que serão importados para o Brasil já estavam se preparando há muito tempo. Nesta segunda-feira (26), 460 deles desembarcarão no país com malas prontas e passaportes emitidos. A novidade, entretanto, é a divulgação do sistema de remuneração, que irá repassar ao governo cubano 70% do salário pago pelo Brasil.

    “Há muito tempo já estava decidida a importação. O dinheiro vai todo para a ditadura cubana. Aliás, todo não. São R$10 mil reais por médico. R$700 ficam com o médico. R$2,3 mil vão para a família do médico em Cuba e R$7 mil serão enviados para a ditadura cubana. Em três anos, o Brasil vai pagar R$1,5 bilhão para Cuba”, criticou o jornalista Alexandre Garcia durante comentário para a Rádio Metrópole.

    “Quatro mil médicos estavam em estoque, como mercadoria de exportação, esperando o embarque?”, questionou Garcia.

    • Daqui a pouco teremos cubanos até nas Forças Armadas, como já acontece na Venezuela, mas haja desinformante não-remunerado pra ver coisa boa nisso tudo, e usando das mesma rotinas expostas no texto, chamando quem é contra isso de “desunamo” e “alienado”.

  6. Para ser ministro do PT é preciso ser psicopata. O Padilha se supera http://www.correiobraziliense.com.br/app/noticia/politica/2013/08/23/interna_politica,384211/medicos-cubanos-vao-seguir-a-legislacao-trabalhista-de-cuba-afirma-padilha.shtml?utm_source=twitterfeed&utm_medium=twitter

    “São regras conhecidas, respeitadas e parceria consolidadas em mais de 50 países”

    É que se 50 países comem merda, então devemos comer merda também.

    Ele disse que as leis trabalhistas a serem seguidas são dos países que mandam os profissionais, mas então virou a zona da lei da Sharia, quando os islamicos não querem seguir as leis dos países para onde eles vão.

    O Padilha é daquele jeito, cada emenda é pior que o soneto.

    • Não, o mais bonito é ver como o militante petralha coloca como seu objetivo de vida a vitória do partido na eleição, não ganha nada com isso (a não ser R$ 0,50 por post), assiste seus machos-alfa adquirirerem um poder que ele jamais vai ter, e não é capaz de entender que o comportamento dele é um FENÔMENO estudado neste blog. 🙂

      • O fato é que nós, militantes em prol do socialismo, por mais que o PT não seja hoje tão socialista como queríamos que fosse, visamos o bem coletivo, a transformação da sociedade para que mais e mais pessoas tenham seus direitos atendidos, e possam sonhar com um futuro mais digno. Não preciso, pessoalmente, “ganhar algo com isso”, mas fico satisfeito por ver quantas pessoas foram favorecidas e beneficiadas, saíram da miséria, conseguiram casa própria, conseguiram emprego, ingressaram no ensino superior, compraram seu primeiro carro, compraram pacote de viagem pras férias pela primeira vez, graças aos programas sociais desse governo =)

        Assim como os médicos de Cuba, que afirmam com todas as letras que o benefício pessoal não é mais importante do que fazer parte de um projeto solidário, assim somos nós, e isso vocês não são capazes de compreender jamais: estão corroídos pelo egoísmo, pelo ódio, pela ganância, pelo ressentimento reacionário e pela mesquinhez. Por isso não acreditam, porque não sabem o que é solidariedade para com os mais fracos e mais necessitados.

      • Agora é divertido ver o quanto Camarada Stalin é ingênuo…

        O fato é que nós, militantes em prol do socialismo, por mais que o PT não seja hoje tão socialista como queríamos que fosse, visamos o bem coletivo

        Mas tanto eu e você sabemos que isso é uma mentira. Não existe nenhum “bem coletivo” que vocês visam, mas sim o uso imoral de pretextos para inchar estado e dar poder a burocratas, pois vocês foram doutrinados a isso. Pois, se quisessem melhorar a vida dos pobres, usariam alternativas em que não existe inchaço estatal…

        (Vou mapear o verbete desse jogo, onde vocês fingem que “querem bem comum”, mas somente a partir da criação de uma classe ultra-burguesa, que é a detentora de um estado inchado)

        Não preciso, pessoalmente, “ganhar algo com isso”, mas fico satisfeito por ver quantas pessoas foram favorecidas e beneficiadas

        Sem o estado inchado, você nao precisaria dar dinheiro a burocratas, e, enfim, poderia beneficiar as pessoas necessitadas, e não os burocratas. Portanto, se você não ganha nada com o estado inchado, é um idiota, ou seja, um funcional. São os dois tipos de esquerdistas: beneficiários e funcionais.

        É por isso que podemos te zoar eternamente, pois você é o burrinho que corre atrás de uma cenoura, enquanto os burocratas morrem de rir de você por acreditar de fato no socialismo. Vc não passa de um crente ingenuo. 🙂

        saíram da miséria, conseguiram casa própria, conseguiram emprego, ingressaram no ensino superior, compraram seu primeiro carro, compraram pacote de viagem pras férias pela primeira vez, graças aos programas sociais desse governo =)

        Na verdade não. Houve uma melhoria da qualidade de vida, mas a parte positiva dela veio através do capitalismo, e poderia ter ocorrido uma melhora muito maior se o estado não fosse tão inchado. Os “programas sociais” do governo são feitos apenas para aumentar o grau de dependência, e produzem, em si, desenvolvimento. Isso você já sabe, portanto não venha tentar me enrolar de novo com isso.

        Assim como os médicos de Cuba, que afirmam com todas as letras que o benefício pessoal não é mais importante do que fazer parte de um projeto solidário, assim somos nós, e isso vocês não são capazes de compreender jamais: estão corroídos pelo egoísmo, pelo ódio, pela ganância, pelo ressentimento reacionário e pela mesquinhez. Por isso não acreditam, porque não sabem o que é solidariedade para com os mais fracos e mais necessitados.

        Nossa… quem não conhece os truques esquerdistas (o que não é o caso de leitores deste blog) até se emocionaria. É por isso que temos que explicar os truques para mais e mais pessoas.

        O discurso é totalmente clichê e apelativo, mas é mais falso que menstruação de travesti.

        Vamos às fraudes em teu discurso:

        1. Os médicos de Cuba fazem um discurso ideológico por que suas famílias estão aprisionadas em Cuba. Assim é fácil. Quero ouvir o que médicos de Cuba que PERDERAM O VÍNCULO com Cuba TÊM a dizer, e não os escravos dos Castro.
        2. De novo o truque de dizer que “solidariedade para com os mais fracos e mais necessitados” só pode ocorrer a partir de governos ditatoriais, o que, como sabemos, é uma mentira deslavada.

        E, se o socialismo fosse tão bom, Castro não os manteria lá como prisioneiros, certo?

    • Marxismo é mesmo uma doença mental. Como Lobão disse, o frouxo unido jamais será um indivíduo, e o Camarada Stalin vem no blog comemorar sua servidão a burocratas que só querem poder. Quem ganhou os 510 milhões do governo brasileiro foram os irmãos Castro, e ele não vai ganhar nada com isso. kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

  7. “Nós somos médicos por vocação e não por dinheiro. Trabalhamos porque nossa ajuda foi solicitada, e não por salário, nem no Brasil nem em nenhum lugar do mundo” o cubano Nélson Rodríguez, médico de família, declarou ao desembarcar no Brasil neste sábado (24/08).

    E tem gente que ainda acredita que não tem viés ideológico. Já chegou com esse discursinho de que médico que é médico não trabalha por dinheiro.

    Me lembrou alguns cartazes da marcha das vazias: sexo anal contra o capital. 🙂

  8. Quando o povo começar a morrer devido à erros médicos — e não se enganem, eles morrerão (como de fato já morrem com nossos médicos), as notícias divulgadas pela mídia terão uma pequena alteração:

    “CUBA AFIRMA QUE ABRIRÁ SINDICÂNCIA PARA APURAR O CASO”.

  9. Apenas acrescento que todo esse ressentimento anti-governo trabalhista, anti-políticas sociais, anti-PT, anti-ascensão dos padrões de consumo dos mais pobres, apenas reflete o ódio, a indignação, o nojinho e o desespero ao ver os aeroportos, as universidades, os shoppings, os restaurantes, os pontos turísticos que sempre acharam que foram “seus”, sendo frequentados por pessoas das classes “inferiores”, por pretos, às vezes encontrando lá até suas ex-empregadas domésticas, que horror… Isso é o que a gente ouve todo dia, na rua, na mídia, na fila do banco, na hora do café no local de trabalho, até da boca de motorista de táxi, seja de forma velada ou de forma direta, não vem dizer que é invenção não que não cola 😉

    É o proletário pequeno-burguês achando que é classe média, é a classe média achando que é elite, e a elite pouco se fodendo pra quem não tem acesso àquilo que eles têm, e muitos deles achando que deveriam continuar sem ter, para que a “superioridade relativa” de sua condição social seja ainda mais alta, meu Deus, como isso é ridículo, é de um egoísmo irreal, bruto e tacanho, é de uma falta de compaixão tremenda e é mais ridículo que ateísmo militante, mais feio que marcha de vadias ofendendo os católicos, que gays querendo agredir tudo o que não é gay… Vocês são piores do que as merdas que denunciam e combatem.

    Por falar em empregada, tá difícil arrumar uma diarista pra fazer limpeza pesada um dia inteiro por 40 contos, não é? Tá difícil encontrar uma migrantezinha ingênua e necessitada pra ser doméstica ou babá em tempo integral, sem direito a fim de semana e morando no emprego por uma merreca, sem registro e sem direitos, não é? Culpa desse governo “petralha”, que além de tudo ainda quer mandar médicos pros cafundós, garantindo ainda mais apoio e votos do povo, garantindo que o projeto trabalhista e pró-socialista continue DEMOCRATICAMENTE no governo federal, mesmo com todo o viés da grande mídia seletiva e protetora da oposição, mesmo com “bla bla bla mensalão”, mesmo com mentiras do tipo “Lula é milionário e o filho dele é dono da Friboi”, com fotos falsas de hospitais do Panamá em condições precárias dizendo que “é culpa da vaca da Dilma”, e toda a campanha de baixaria e mentiras pega-trouxa que rola nas redes sociais, e a popularidade da presidenta voltando a subir, para o desespero de vocês.

    Meu caro senhor, eu lhe prometo, lhe dou minha palavra que esse post é a última vez que me dirijo a esse blog. Espero que Deus possa despertar sua sensibilidade para as necessidades do próximo, mesmo que não estejam tão “próximos” assim. O deus-mercado não é capaz de resolver os problemas e atender os direitos de quem sempre foi excluído. Quando é que o mercado resolveria o problema da falta de médicos onde os médicos não querem e não precisam ir? Quando houvesse “demanda”? Quando isso? Quantos morreriam antes? Certas coisas só podem ser feitas por meio do Estado. Um dia, tudo será feito por meio do Estado, e um dia não será necessário ódio reacionário nem ressentimento de classe, porque será para o bem de todos, por igual. O projeto de Deus, a mensagem de Jesus, no fundo é isso. Mesmo sendo o senhor ateu, aprenda um pouco com frei Betto, com frei Boff, com Juán Luis Segundo, com José Comblin, e outros que seguem a Cristo, baseiam-se no Evangelho que visam o bem, e não apenas com raivosos odientos como Olavos de Carvalhos…

    • Lá vamos nós de novo…
      Apenas acrescento que todo esse ressentimento anti-governo trabalhista, anti-políticas sociais, anti-PT, anti-ascensão dos padrões de consumo dos mais pobres, apenas reflete o ódio, a indignação, o nojinho e o desespero ao ver os aeroportos, as universidades, os shoppings, os restaurantes, os pontos turísticos que sempre acharam que foram “seus”, sendo frequentados por pessoas das classes “inferiores”, por pretos, às vezes encontrando lá até suas ex-empregadas domésticas, que horror…
      O cara aprendeu tanto nos programinhas de militância virtual do PT a fazer discursinhos emocionais programados que nem percebeu que eu havia refutado-o no post anterior. Essa “sensação” que ele alega que os outros possuem é fruto da mente dele, e ele nem sequer prova que petralhas como ele reagem diferente. Além do mais, quando pessoas de classes mais baixas ascendem, pessoas de classes superiores podem procurar novos ambientes se isso não lhes agradar. Essa é a dinâmica do capitalismo.
      Assim, a ascensão de classes inferiores, podendo comprar mais, sejam eles negros, mulheres, etc… é algo que os capitalistas estão adorando.
      Ele não percebeu que está usando um discurso de comemoração dos méritos do capitalismo para vender socialismo. Isso não tem preço hahahaha…
      Isso é o que a gente ouve todo dia, na rua, na mídia, na fila do banco, na hora do café no local de trabalho, até da boca de motorista de táxi, seja de forma velada ou de forma direta, não vem dizer que é invenção não que não cola 😉
      Bela evidência… “é o que a gente ouve todo dia…”
      E, mesmo que seja verdade (e não provou isso), não provou cientificamente que as reações neurológicas dos petralhas são diferentes…
      É o proletário pequeno-burguês achando que é classe média, é a classe média achando que é elite, e a elite pouco se fodendo pra quem não tem acesso àquilo que eles têm, e muitos deles achando que deveriam continuar sem ter, para que a “superioridade relativa” de sua condição social seja ainda mais alta, meu Deus, como isso é ridículo, é de um egoísmo irreal, bruto e tacanho, é de uma falta de compaixão tremenda e é mais ridículo que ateísmo militante, mais feio que marcha de vadias ofendendo os católicos, que gays querendo agredir tudo o que não é gay… Vocês são piores do que as merdas que denunciam e combatem.
      Aqui de novo é o embaralhar e dar de novo em cima do discursinho de “só pode existir compaixão se for com o programa de inchaço estatal que defendo”, que só convenceria crianças ingênuas. O coitado ainda não percebeu que o socialismo, para funcionar, depende da criação de uma classe ultra-burguesa, que aí sim além de não dar a mínima para o sofrimento do povo, ainda terá poder para manter seu status quo. É por isso que Cuba pode mandar escravos para cá.
      Não, ninguém é mais egoísta, bruco, fascista, tacanho, sem compaixão e ridículo que o pensamento socialista. É coisa de psicopatas.
      Por falar em empregada, tá difícil arrumar uma diarista pra fazer limpeza pesada um dia inteiro por 40 contos, não é? Tá difícil encontrar uma migrantezinha ingênua e necessitada pra ser doméstica ou babá em tempo integral, sem direito a fim de semana e morando no emprego por uma merreca, sem registro e sem direitos, não é?
      Santa ingenuidade, pois agora a coisa ficou mais fácil. Podemos enfim ter opções sem vínculo, o que é o melhor da terceirização. 
      O sujeito não percebeu que as novas regras tiraram a moleza é das empregadas, e permitiram que os empregadores tivessem agora o endosso da lei para poderem terceirizar uma profissão. Alguns tem que sair da zona de conforto, mas para o contratante de serviço a coisa melhora.
      Toma besta…
      Culpa desse governo “petralha”, que além de tudo ainda quer mandar médicos pros cafundós, garantindo ainda mais apoio e votos do povo, garantindo que o projeto trabalhista e pró-socialista continue DEMOCRATICAMENTE no governo federal, mesmo com todo o viés da grande mídia seletiva e protetora da oposição
      Não é o que parece, com o fato de que a presença de médicos cubanos no Brasil, podemos enfim denunciar o trabalho escravo que existe em governos socialistas. Vocês simplesmente regrediram aquele país para antes do Iluminismo. 
      Aliás, esse truque de chamar a mídia chapa branca, que apoia o PT, de “protetora da oposição”, não cola aqui.
      Ademais, dizer “o PT vai ganhar a próxima eleição” não é prova da validade do socialismo, figura…
      mesmo com “bla bla bla mensalão”, mesmo com mentiras do tipo “Lula é milionário e o filho dele é dono da Friboi”
      Engraçado que aqui ele reconhece que o mensalão é um fato, e que não gosta dos fatos, pois cita um hoax sobre o filho de Lula ser dono da Friboi, que aí ele diz ser mentira. É só olhar os detalhes nos discursos dos petralhas, que eles se entregam. Ademais, onde está a declaração de bens do filho do Lula?
      e a popularidade da presidenta voltando a subir, para o desespero de vocês.
      Ô tonto, eu não estou dando a mínima para a popularidade de Dilma, pois eu investigo a esquerda, e não a próxima eleição.
      É vc que dedica sua vida com devoção ao PT, não eu que me dedico a acabar com ele, pois meu foco é muito mais amplo.
      Se a Dilma perder, ótimo. Se ganhar, a pressão vai sobre o governo dela.
      Meu caro senhor, eu lhe prometo, lhe dou minha palavra que esse post é a última vez que me dirijo a esse blog. Espero que Deus possa despertar sua sensibilidade para as necessidades do próximo, mesmo que não estejam tão “próximos” assim.
      Não, você vai voltar muitas outras vezes, e não há o que você fazer para evitar isso.
      E essa chantagenzinha emocional não cola, eu já disse, mas já que você insiste:
      http://lucianoayan.com/2012/05/14/usando-as-licoes-de-nossas-maes-para-denunciarmos-as-chantagens-emocionais-esquerdistas/
      Enfim, vc não provou que se preocupa mais com as “necessidades do próximo”, pois nem dá a mínima para a situação de escravidão dos médicos cubanos. No seu raciocínio psicopático, “se ganhar a próxima eleição, então é bom”. É por isso que vocês tem orgasmo quando lembram dos 100 milhões de mortos pelos governos da China, Rússia e Cambodja…
      O deus-mercado não é capaz de resolver os problemas e atender os direitos de quem sempre foi excluído.
      Quem falou em “mercado resolvendo tudo”? RS.
      Quem propõe panaceia para “todos os males” são os socialistas. Vocês são os embusteiros. Os filósofos capitalistas sempre olharam para a realidade.
      Mas com certeza o socialismo pode fazer muito menos que o capitalismo.
      Quando é que o mercado resolveria o problema da falta de médicos onde os médicos não querem e não precisam ir? Quando houvesse “demanda”? Quando isso? Quantos morreriam antes? Certas coisas só podem ser feitas por meio do Estado.
      Larga de ser mentiroso. Vocês, esquerdistas, poderiam criar uma espécie de Rotary esquerdista, para garantir este atendimento. Mas não fazem, sabe pq? Pq o interesse de vocês é arrumar pretexto para inchar estado e dar poder para os burocratas.
      Este jogo de vocês estará em um verbete na seção de Jogos esquerdistas ainda hoje.
      Um dia, tudo será feito por meio do Estado, e um dia não será necessário ódio reacionário nem ressentimento de classe, porque será para o bem de todos, por igual.
      Haoihaiohaoha…
      Não, não vai não. Os esquerdistas modernos já se contentaram em misturar sua sanha de inchar o estado com a associação com os mega-capitalistas. Observe como estão ocorrendo as coisas pelo mundo, e até a China já entendeu que é melhor para seus burocratas fazer aliança com capitalistas. E sempre o socialismo “light” será para o bem de todos os burocratas, e seus aliados. E você, coitadinho, achando que eles querem “o bem de todos, por igual”. Você sofreu lavagem cerebral e não percebe o que ocorre pelo mundo…

      O projeto de Deus, a mensagem de Jesus, no fundo é isso. Mesmo sendo o senhor ateu, aprenda um pouco com frei Betto, com frei Boff, com Juán Luis Segundo, com José Comblin, e outros que seguem a Cristo, baseiam-se no Evangelho que visam o bem, e não apenas com raivosos odientos como Olavos de Carvalhos…
      Haoiahoahoaihoia…
      Eu sou ateu, mas essa simplesmente não dá. Os caras fazem um reviralho na religião, que defende a compaixão VOLUNTÁRIA, e fingem que ela apoia a COERÇÃO ESTATAL E ESCRAVIDÃO. Hahaha
      Se uma religião política esquerdista (marxismo) faz vocês mentirem tanto em debate (e eu mostrei todas suas mentiras), é sinal de que boa coisa não é.

      • “O projeto de Deus, a mensagem de Jesus, no fundo é isso. Mesmo sendo o senhor ateu, aprenda um pouco com frei Betto, com frei Boff, com Juán Luis Segundo, com José Comblin, e outros que seguem a Cristo, baseiam-se no Evangelho que visam o bem, e não apenas com raivosos odientos como Olavos de Carvalhos…

        Putz, eu não tinha a mínima idéia que camarada stalin se diz religioso. A doença mental dele é gravíssima — socialismo e cristianismo são OPOSTOS. Tanto vc (camarada stalin), como os outros doidos que vc citou são apóstatas, são lixos deturpadores das ações e palavras do cristo.

        Jesus cristo nunca militou por um governo humano. Nunca se envolveu em política humana. “Meu reino não faz parte desse mundo, assim como eu não faço parte deste mundo”.

        Enquanto verdadeiros religiosos esperam que um dia tudo seja feito por meio de Cristo (e essa é a maior demonstração de fé por parte de um cristão), Você camarada stalin é um verme que espera que “tudo seja feito por meio do Estado”. 🙂
        Haha…você conseguiu ser um religioso mais falso que menstruação de travesti (como diria luciano).

        Não existe “no fundo” da mensagem de jesus….ELA É CLARA E CRISTALINA.
        Quando chamamos vocês adoradores de marx, stalin, lênin, Che, Lula e Dilma, entre outros bandidos e terroristas de ‘cobras e descendência de víboras”, estamos nada mais nada menos, reproduzindo o discurso que Jesus fazia aos fariseus (os apóstatas) da época.

        A única coisa que temos a aprender com lixos como você e aqueles que você citou, é como não nos tornarmos tão mediocremente dependentes de poder estatal, escravos de uma ideologia satânica, e perdidos em uma espiral do delírio infinita a partir de uma visão distorcida da realidade, baseada em atraso mental e cognitivo.

        Espero que você volte aqui muitas vezes, sua presença é um exemplo prático do que é relatado no blog, e adoramos dissecar esquerdistas para que outros aprendam.

Deixe uma resposta