A psicose dos manifestantes de esquerda: carro da polícia gentilmente afasta manifestante maluco e histéricos gritam “atropelamento”

7
44

Homem-é-atropelado-por-viatura-da-PM-durante-manifestação-Midia-Ninja-300x200

Fonte: Folha Paulistana

Ontem, 7 de setembro, dia da independência do Brasil, várias manifestações aconteceram pelo país. Cidades como Rio de Janeiro e São Paulo foram palco de atos de extremo descuidado e violência para com os manifestantes e cidadãos que sequer faziam parte das manifestações. Mais de 100 pessoas foram feridas.

Durante manifestação em São Paulo, na Praça da Sé, um homem foi atropelado por uma viatura da PM e a mesma recusou-se a prestar ajuda. Manifestantes tentaram parar outros carros da Polícia Militar, mas nenhuma se mostrou “disponível”.  Somente o GAPP- Grupo de Apoio ao Protesto Popular -atendeu oito pessoas com fraturas expostas, mãos e pés quebrados como consequência de atropelamento e ferimentos no corpo.

Meus comentários

O vídeo abaixo nos dá mais um indício de que o diálogo com a esquerda militante no Brasil está encerrado. E a decisão é deles.

Na frente de um carro da polícia, manifestantes terroristas impedem o direito de ir e vir de oficiais da lei. De uma maneira muito inteligente e perspicaz, o carro, ao invés de sair em alta velocidade, anda com mansidão de forma a não dar pretexto para que a esquerda reclamasse de atropelamento.

Aliás, prestem atenção ao frames entre os trechos 0:50 e 0:51 no vídeo abaixo, mostrando que o carro da polícia anda em uma velocidade igual a de pedestres, e que o rapaz, ao sair de cima do carro ainda está de pé. Obviamente, ele fez toda uma encenação para fingir que foi machucado. Péssimo ator, diga-se, de passagem.

Como se o teatro do falso atropelado não fosse suficiente, vemos gritos como “malditos”, “desgraçados” e “assassinos” lançados em direção a polícia.

Na verdade, deviam estar morrendo de raiva pois a polícia não lhes deu nenhuma vítima de fato, tanto que tiveram que fazer uma encenação para arranjar uma. Mas essa não cola, desculpem.

Anúncios

7 COMMENTS

  1. Luciano, só para manter atualizado o assunto “manifestantes profissionais”:

    1) Pelo visto não vai dar mesmo para concretizarem o plano de transformar o Rock in Rio em um Riocentro 30 anos após, conforme ouvíamos rumores. A polícia vai proibir mascarados, bem como terá dois bloqueios a serem superados antes de entrar no festival. Só entrará quem tiver ingresso para o evento;

    2) A Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro aprovou lei que proíbe mascarados em manifestações. Agora, só mesmo no Carnaval ou outros eventos que forem considerados manifestações culturais.

Deixe uma resposta