Capitão Bruno e a melhor resposta que se pode dar a um vândalo

54
235

PM-agressao-500x294

Fonte: G1

O comandante da Polícia Militar do Distrito Federal, Jooziel de Melo Freire, defendeu neste domingo (8) a ação de um capitão da tropa de choque que jogou gás lacrimogêneo  em manifestantes que pretendiam chegar ao Congresso Nacional com uma bandeira após o desfile de 7 de Setembro. A ação foi gravada. As imagens não identificam a que grupo pertenciam os jovens. A bandeira tinha dizeres em inglês relacionados à Copa do Mundo.

O vídeo mostra policiais militares impedindo o grupo de seguir com a bandeira. Identificado como Bruno, o capitão do Batalhão de Choque da PM diz que os manifestantes não devem passar de um determinado ponto. Outro oficial aparece na gravação dizendo que se alguém passasse, os policiais estariam liberados para usar o gás.

Com a bandeira no chão e com muitos jovens sentados no gramado próximo à rodoviária, o capitão passa e dispara o spray contra alguns dos manifestantes, que não reagem. Um deles então questiona o policial. “Capitão Bruno, a gente não ultrapassou o limite que o senhor impôs e mesmo assim o senhor agrediu a gente com gás”, diz. “Sim”, responde o capitão. O manifestante insiste: “Por quê? “Porque eu quis. Pode ir lá denunciar”, responde o capitão, sorrindo.

Indignados, os jovens criaram uma página no Facebook para divulgar o caso e convidar o maior número de pessoas a denunciar a agressão à Corregedoria da Polícia Militar a partir desta segunda.

Para o comandante da PM, a ação do policial foi “corretíssima”. “Ele não fez nada demais. Ele foi perguntado e respondeu que fez porque quis. Que crime é esse?”, indagou o comandante da PM. “Vamos apurar todas as denúncias, inclusive a do Bruno.”

Apesar disso, Freire defendeu o policial. “O rapaz que estava filmando ficou o tempo inteiro instigando o Bruno, que é um dos policiais mais cordatos da corporação, só falta asa para chamar aquele cara de anjo. O Bruno já estava de saco cheio. E ele só cumpriu a ordem do comandante, que disse que era para usar gás lacrimogêneo se o grupo ultrapassasse a linha.”

O comandante afirmou ainda que a PM vai processar o jovem que fez a gravação. “Vamos denunciar o rapaz que estava filmando por denúncia caluniosa.” De acordo com ele, o vídeo não mostra tudo o que ocorreu. “Editaram e só deixaram no vídeo o que interessava.”

Jooziel Freire disse ainda ter conhecimento de que gravações de protestos anteriores estavam sendo veiculadas como se tivessem ocorrido neste sábado. “Já sabemos que usaram imagem de evento anterior, de uma pessoa sendo atingida com bala de borracha, falando que era de ontem [sábado].”

Agressões policiais

O estudante de computação Rafael Cangussu, que costuma frequentar as manifestações por passe livre, disse que na abertura da Copa das Confederações teve uma amiga agredida por um policial, enquanto conversava com outro. “O próprio companheiro dele não entendeu tal agressão. O que está acontecendo com a polícia hoje é que a violência está simplesmente se tornando atitude padrão.”

Para o também estudante Pedro Chades, a atuação da PM de Brasília é semelhante à adotada pela corporação em outros estados. “Salvo que ela evita o confronto direto, preferindo sempre atacar de longe, garantindo a própria segurança primeiro”, diz.

Chades conta que não esteve presente nas manifestações deste 7 de Setembro, mas que vai ajudar a divulgar o caso para evitar que novas situações do tipo aconteçam. Ele diz que um amigo levou um soco de um policial e uma amiga foi atingida com um tiro de borracha mesmo sem demonstrar intenção de agressão em protestos recentes.

Prisões

Os protestos em Brasília neste sábado terminaram com 50 pessoas detidas – 15 delas adolescentes. Todos os detidos já forma liberados. Freire disse que a polícia agiu corretamente na contenção aos manifestantes. “De maneira geral, não houve excesso. Não tem excesso comprovado da corporação”, afirmou.

Após o desfile de 7 de Setembro na Esplanada, manifestantes entraram em confronto com a PM na região central de Brasília. Policiais chegaram a disparar bombas de efeito moral e de gás lacrimogêneo nos manifestantes na W3 Norte, nas proximidades do Estádio Nacional, na Esplanada dos Ministérios e na rodoviária do Plano Piloto.

Os manifestantes depredaram alguns prédios privados – uma concessionária de veículos e um restaurante tiveram os vidros quebrados.

No Eixo Monumental, principal avenida da capital federal, policiais militares se perfilaram para impedir a passagem dos manifestantes que tentavam chegar ao estádio, onde Brasil e Austrália se enfrentaram em um jogo amistoso. Houve conflito. Foram lançadas bombas de gás e spray de pimenta contra os manifestantes. Dois repórteres fotográficos ficaram feridos.

De acordo com a secretaria de Segurança Pública do DF, o desfile em Brasília reuniu cerca de 15 mil pessoas. As manifestações, de acordo com a secretaria, tiveram mil participantes no início dos protestos, número que foi reduzido para cerca de 400 ao longo do dia.

Em nota lançada após as manifestações durante o dia em que se comemora a independência do Brasil, o comandante Jooziel  Freire disse que a PM mostrou à população do Distrito Federal toda a “importância e competência, garantindo assim que todos desfrutassem de um dia de festa e lazer”.

Ver vídeo abaixo:

Meus comentários

Uma mania ridícula (mas que ainda cola) do esquerdista militante é achar que os outros devem satisfação a ele. Aí, quando estão enfrentando policiais, entendem que estes devem toda e qualquer explicação a ele. Algo como se o que estes militantes dissessem se tornasse uma lei.

A mente deles, então, passa a achar que estão no mesmo nível da polícia. Entretanto, a polícia deve, ao menos em princípio, fazer a lei ser seguida. Já os manifestantes fazem sua vontade.

A questão do gás de pimenta lançado sobre os manifestantes não deixa dúvidas. Segundo o comandante, foram dadas ordens para conter os baderneiros. A resposta do Capitão Bruno é ainda melhor, pois mostra que ele não tem que dar explicações a um baderneiro.

Muitos esquerdistas estão revoltados nas redes sociais pois não entenderam o principal: o Capitão Bruno não fez nada demais. Pelo contrário, ele deu a resposta acertada. Diante de qualquer meliante, ele não deve satisfações. Claro que alguém pode querer processá-lo ou ao estado, e aí o Capitão Bruno terá que dar explicações. Ou então ao seu superior. Ou mesmo à justiça em geral, caso ele cometa desvios ou até crimes. O que não foi o caso.

A reposta do Capitão Bruno é ideal por que ela contém o máximo que um esquerdista militantes precisa ouvir da polícia. E, caso um policial seja obrigado a cumprir a lei, como fez o Capitão Bruno, ele não deve nenhuma explicação elaborada ao meliante. Ele deve satisfações, evidentemente, ao estado e aos seus superiores, assim como às nossas leis. Para estes, ele deverá se explicar sempre que for solicitado.

Já diante de um terrorista, baderneiro ou figuras do tipo, qualquer resposta além de “Por que eu quis” significa dar bom dia a cavalo.

1238260_588785127830052_519649776_n

Anúncios

54 COMMENTS

  1. Entendi perfeitamente o que quis dizer. Mas sou obrigado a discordar.
    Se começamos a apoiar essas posturas, a Polícia passa a incorporar essa atitude em cotidiano.
    Em relação ao vídeo, concordo com o responsável pela PMDF quando disse que o vídeo foi editado (prática comum entre os esquerdistas. Vide os dossiês que adoram produzir)

    • Blog do Rocha,

      O problema é que hoje em dia estamos muito acostumados a nos justificar para esquerdistas. É uma questão de marcação de espaço, em termos darwinistas. Qualquer esquerdistas entende que o policial não é mais um agente da lei, mas apenas alguém que está em “conflito com ele”. Isso leva a um bando de meliantes que acham justificado quebrar qualquer lei. Hoje em dia, se um esquerdista incendiar um policial durante uma manifestação, poderá dizer “que foi apenas um ato de reação ao exército adversário”.

      Uma forma de quebrar este frame é deixar bem claro que o manifestante que interrompe vias públicas, ou invade espaço indevido, é um meliante como outro qualquer, ao qual fica aplicável a lei e nada mais. E se ele começar com choradeira, que o meliante vá fazer uma denúncia, como qualquer outro.

      Quando alguém começa a se explicar demais a um marginal, dá uma autoridade que ele não merece. Em suma, é tratar com dignidade aquilo que não tem dignidade.

      Abs,

      LH

    • Nem se trata de apoiar posturas que passem a incorporar. Veja bem: a Polícia, no cumprimento do dever, não deve mesmo sair dando explicações a quem quer que seja, ainda mais a alguém que está sendo justamente combatido pela Polícia.
      .
      Aqui precisa separar o ponto nevrálgico: O Capitão não saiu jogando spray de pimenta nas pessoas que obedeceram o comando de não ultrapassar determinado ponto. Ele jogou spray de pimenta nos vândalos que acham que o direito de manifestação é absoluto. E não é.

      É claro que eu apoio o Capitão e espero que ele incorpore mesmo essa atitude em seu cotidiano. O mal que acomete esses abilolados é que se arvoram em fazer o que lhes der na telha. Não é bem assim.

  2. Cara, me desculpa, mas nesta você mandou uma bola fora.
    Não é bem assim que as coisas funcionam, não. Este policial foi MUITO burro e só não tomou uma punição bonita porque pela declaração do superior parece ter costas quente.

  3. Pelo que eu entendi , a orientação dada ao tal capitão Bruno era de apenas usar o spray no caso de os manifestantes ultrapassarem a “linha” o que nunca ocorreu de modo que o Capitão apenas usou o spray porque se irritou com os manifestantes o que não é uma ação justificável . Ele só poderia ter espirrado o spray se sua ordem tivesse sido descumprida , qualquer pessoa com um mínimo de inteligencia consegue enxergar isso , eu não sou de esquerda e acho assustador alguém que se diz ser da “direita” dizer esse tipo de coisa. . A polícia tem que agir dentro da lei para ter autoridade a partir do momento que essa a infringe não mais deve ser respeitada, a lei é para todos . Recentemente nos Estados Unidos aconteceram diversos casos de policias que durante blitz policias abusaram sexualmente das pessoas revistadas, em todo lugar existem abusos cometidos pelas polícias ainda mais no Brasil , quem nunca ouviu um caso de abuso de autoridade por parte da polícia?!!, se não viu é só assistir aos protestos, não é porque são policiais que estão sempre certos assim como não é porque são manifestantes que estão sempre certos ( pelo amor ) haja bom senso

    • Priscila,

      Atenção ao meu texto, que não faz juízo de valor da AÇÃO do policial, mas sim do DISCURSO dele, após tomar como premissa que ele agiu de acordo com a lei. Note a confiança do policial em dizer que o meliante devia levar sua queixa ADIANTA, e o endosso que ele tem do superior. Isso mostra que ele está tão justificado a dizer “fiz por que quis” nessa situação do que se dissesse o mesmo para um sequestrador que acabou de prender.

      Abs,

      LH

  4. parabéns capitão , estão aproveitando essas manifestações para atacar a policia , o povo brasileiro não dão valor a policia militar gloriosa que tem, um país violento como o brasil a policia merece mais respeito da população que se diz do bem.

  5. Luciano, perdoe-me a direta mas o gás de pimenta do Capitão Bruno tinha que ter ido na sua cara, aí eu gostaria de ver você defendendo as atitudes dessa nossa polícia despreparada, arbitrária e covarde. Covarde sim por que eles próprios ganham um salário de fome, precisam inclusive “fazer bicos” nos horários de folga e ainda ao menor movimento popular baixam o cacete. Igualzinho ao que já ocorreu nas Terras Tupiniquins num passado não muito remoto, lá pelos idos dos anos 60 se é que você estudou história né? Lamento muito que todos esses manifestos sejam ainda muito sem uma liderança fiel e segura!
    O Brasil precisa dar uma repaginada na sua história. Chega de tanto abuso! Chega de tanto Mensalão e Impunidade! Chega de nossos Presidentes estarem sendo espionados pelas inteligências alienígenas! Basta!

    • Luciano, perdoe-me a direta mas o gás de pimenta do Capitão Bruno tinha que ter ido na sua cara, aí eu gostaria de ver você defendendo as atitudes dessa nossa polícia despreparada, arbitrária e covarde.

      Isso não vai acontecer, pois eu não dou motivo. Nunca fiz vandalismo com propriedade pública. Acho que você terá que esperar sentado por essa cena…

      Covarde sim por que eles próprios ganham um salário de fome, precisam inclusive “fazer bicos” nos horários de folga e ainda ao menor movimento popular baixam o cacete.

      A porrada não é “no movimento popular”, mas sim em movimentos que realizam violencia com patrimonio público.

      Chega de nossos Presidentes estarem sendo espionados pelas inteligências alienígenas! Basta!

      Eu confio mais nos norte-americanos do que em nossos governantes… 😛

      • Excelentes respostas, Lucianohenrique! Receba os meus parabéns! Até porque, ao meu sentir, maturidade não é só o que falta a esses “manifestantes” baderneiros e inconsequentes, convictos da impunidade, mas, também, falta a eles respeito para com a coisa pública e privada (todos os danos que eles causam, com suas atitudes violentas, de vândalos, é o povo em geral que vai pagar, através dos impostos e das indenizações que o Estado terá de suportar). Virou moda protestar com bagunça, com vandalismo, com ataques a bens públicos e privados. Depois, quando saem feridos ou “maltratados”, reclamam do que chamam de truculência (eu chamo de reação oficial e legal a uma ação violenta). O que temos é democracia, ou seja, o que vale é a escolha da maioria; assim, que demonstrem seus protestos e insatisfações nas próximas eleições, mas que recebam dura reação se suas atitudes forem de violência.

    • Wagner voce é um paradoxo. Num instante condena o policial e em outro o chama de covarde e defende que é por conta do salário de miséria. Dá até sono refutar este teu argumento que é distante do início ao fim.

  6. Todo apoio à atitude do Capitão Bruno, que estava no exercício do estrito cumprimento do dever legal, previsto na lei penal e causa excludente da ilicitude. Sendo assim, o Capitão Bruno não cometeu crime algum, pois exercia seu ofício legal de Agente do Estado, reprimindo, como deveria mesmo reprimir, as pessoas (os baderneiros, os terroristas, os agitadores, os “idiotas úteis” etc.), que excediam, que exacerbavam o exercício de seu direito individual de manifestação. Esta exatamente a função do Poder de Polícia: limitar os direitos individuais, onde estes violam o interesse público. Os superiores, para dar satisfação ao Governo do Crime Organizado (leia-se Foro de São Paulo), que aparelhou o Estado Brasileiro, poderá puni-lo administrativamente, pois este procedimento independe de qualquer possível ação penal.
    Grato pela Oportunidade.

  7. Ele abusou da autoridade dele, nesse caso tenho que discordar SIM da atitude do policial.. Sabemos que esses esquerdistas são um bando de arruaceiros e quebradores da lei. Porém, não podemos apoiar tudo que venha tb do outro lado, principalmente abusos policiais que existem e Muito no Brasil

    • O manisfestante não está no mesmo nível do policial. A autoridade é o policial, basta ver o jogo da câmera de uma lado a outro para ver a fata de respeito. Eu não tinha dado uma borrifadinha não, teria descarregado a lata. Se o vagabundo não aprendeu a respeito a autoridade que está no seu trabalho de seus pais ou na escola, azar o dele. Experimenta fazer isso nos outros países, no Brasil não querem nem que algeme. Não ver isso é ser medíocre ao ponto de cair no que queriam os esquerdopatas (a pseudo falta de uma bandeira ” agredida” pela policia). O cara é tão vagabundo que continua filmando depois dos micro spray e vai querer discutir com a autoridade.

  8. Eu prestei atenção ao seu texto mas não é porque uma pessoa acha que está certa que ela está certa, discurso convincente ou bonito não são sinônimo de verdade se assim fosse Hitler seria o rei da verdade .

    Eu sei que você está tentando dizer que as pessoas hoje em dia não respeitam nem entendem “autoridade”,o que eu tenho que concordar, se um policial te manda sair da via , o correto e mais sensato a se fazer é obedece-lo mesmo que não se concorde ou que talvez o policial esteja errado, assim como se quiserem te prender a única coisa que se pode fazer é questionar o motivo da prisão mas não resistir e mais tarde se a ordem ou prisão foram ilegais processar . Mas esse caso é um pouco diferente porque se não há sequer ordem como obedecer? o capitão Bruno deu ordem aos manifestantes de não ultrapassarem o limite que seu comandante estabeleceu , os manifestantes questionaram mas obedeceram, e sem nenhum motivo o capitão simplesmente resolveu como bem disse “porque quis” usar o spray contra os manisfestantes..

    Concluindo ,não ,ele não agiu dentro da lei ( nenhuma ordem sua foi desobedecida e não ouve agressão verbal ou física por parte dos manifestantes) e sim fez porque quis , ou porque é ignorante a respeito da lei ou porque mesmo tendo ciência da mesma a ignora.

    • É impressionante como a Priscilla diz “não há sequer ordem como obedecer” e “os manifestantes questionaram mas obedeceram” e “sem nenhum motivo”… É impressionante como ela tem certeza dos fatos lá e JÁ TOMA A VERSÃO DOS MANIFESTANTES DE ESQUERDA COMO FACTUAL. rs.

      É por isso que o policial está certo… “vai lá denunciar”. E aí investigaremos se a versão dos manifestantes está correta.

      Eu duvido.

      Abs,

      LH

  9. Porra, os esquerdistas não são anti-militares??? Então, deveria haver treinamento militar específico contra esquerdistas. Será q a corporação não percebe q os marginais estão cavando falta a favor deles, e contra a polícia? É hora de desenvolverem agentes especializados a lidarem com demagogos. Nem que fosse só um agente por batalhão. Mas que fosse realmente treinado para dar depoimentos aos marginais, e quebrar as pernas deles perante o público.

    Quanto ao Wagner João Santos, que disse q o Ayan merecia spray de pimenta na cara, quem merecia é vc Wagner!! Fica esperto com os bandidos que vc defende. Eles vão acabar te incendiando. E eu conheço casos assim.

  10. Querem protestar povo brasileiro??? Façam de outra forma! Bandeira, cara coberta, bate boca com policial, quebra-quebra, não dá resultado nenhum, abaixaram a passagem, mas gastam dinheiro do povo igual, o que mudou? Nada! O povo brasileiro deve afetar eles no bolso, aonde dói mais para quem não tem nem limites, muito menso escrúpulos, fiquem em casa, um dia, dois, 10, não gastem na rua, não comprem nada, não paguem impostos, sem consumo, não entra dinheiro no bolso do empresário, nem no estado, nem no governo federal, simples assim, um dia, o Brasil parado eles até aguentam, mas 10? Quebra o país, que depende que o nosso dinheiro circule, para alimentar a boca deste bando de leões. Ok!

  11. kkkkk…..agredido com gás….”me compre um bode”, não vi nada de mais nessa curta filmagem, esses idiotas usam qualquer gestos ou palavras de policiais para atacar a POLÍCIA. vai fazer o exame de corpo de delito. vai registrar o B.O. Delegacia…se eu fosse o CAPITÃO, gás de pimenta eu só usava depois de baixar o cassete nesses MANIFESTANTES. Ai sim ele poderia dizer que foi agredido pelo GÁS DE PIMENTA.kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

  12. Vi no FB: “Herói porque deu aos vagabundos o que eles merecem e não abaixou a cabeça pra o poder de auto-vitimização que eles têm através da mídia. Esse pessoal é acostumado desde casa – desde criança – ao choro deles ser a Lei, a mais pesada acusação contra qualquer um. E é sempre isso: eles mal começam a chorar diante das câmeras, todo mundo vem se explicar. A atitude do policial foi a de mostrar que a polícia não deve satisfação a vagabundo.”

    • E tem mais: “A resposta oficial do comando aqui sobre isso foi que o Cap. não será punido, mas que processarão os autores do vídeo, que o editaram. Alegam que eles tinham, sim, passado do limite estabelecido, mas foram lá perguntar por que levaram gás, pra perturbar.”

  13. Acontece que quando o policial borrifou o spray, os meliantes estavam MUITO longe. Isso está claro no vídeo. Não respingou pimenta nem um pouquinho nele. A indagação de “porque você borrifou pimenta em nós” é só um mimimi de esquerdista aloprado que precisa se fazer de vítima sempre. Apoio 100% a resposta do policial.

  14. Sou oficial da PM RO e achei totalmente inconseqüente,disproposital e incoerente a atitude do militar em questão…o por isso da população não achar que a policia estar lá para defende-lá e sim para fazer imposições de forma ofensiva…repito atitude errada e fora dos padrões de como lidar com o controle da situação, principalmente por um oficial do choque.

    • querido Lúcio Ferreira, a população no geral não reclama da presença policial nessas atividades, alguns formadores de opinião, muitos oriundos das classes elevadas de nossa sociedade assim como esses jovens que em sua maioria sequer entraram em um ônibus lotado em toda a vida e são doutrinados por seus pais a identificarem um policial como uma sub-raça , esses são os não gostam da policia e a condenam pelo simples fato de existir, mas percebesse que a PMRO é assim como muitas dirigida não por policiais de carreira e sim por bajuladores políticos que cortam na carne da própria corporação para não sujar a imagem do ,magnifico senhor governador.
      as vezes eu tenho a impressão que alguns oficiais foram treinados em outra realidade, incoerente amigo é um marginal ameaçar um agente publico seja de que setor, departamento ou secretaria for e escapar ileso disso, o estado está acima da individualidade de um cidadão, você sabe disso.

  15. parabens capitão B R U N O, se houvesse mais Cap Brunos essa baterna teria fim. manifestar é um direito e um dever do cidadão desde que não deprede patrimonio público que é de todos.

  16. Wagner… Certamente você precisa se informar bastante… Salário de fome??? Acho que não!!! Peça ao Capitão pra ver o contracheque dele. Tenho certeza que você ficará bastante surpreso. Ademais, entre os Oficiais da Polícia Militar do DF existem Mestres e até Doutores, formados e especializados em Universidades de renome do Brasil e do Mundo. Esses policiais, inclusive, são docentes na primeira instituição policial de ensino superior credenciada pelo MEC, que por sinal é da PMDF ( http://www.df.gov.br/noticias/item/8358-pmdf-%C3%A9-primeira-for%C3%A7a-policial-do-brasil-a-ter-faculdade-credenciada-pelo-mec.html). Então, meu caro, entre você e o capitão da PMDF, definitivamente não é o Capitão o alienado, despreparado e miserável.

  17. O cara passa um tempo do caralho instigando a autoridade do policial que tá ali pra cumprir seu dever… fica tirando onda… grava premeditadamente, depois edita e propaga criminosamente o vídeo… se estivesse fora do perímetro estabelecido não teria sentido o gás… como dizemos: “Sr. manifestante… externe seu sentimento de forma ordeira e aproveite a brisa… ENQUANTO ELA NÃO VEM COM CS/OC!!!”

    • concordo plenamente, quem semeia vento colhe tempestade. participei de diversas manifestações em minha cidade onde fui líder estudantil e sempre fizemos grandes manifestações verdadeiramente ordeiras, e o melhor sempre contamos com a ajuda da PM para restabelecer a ordem caso algum filho da puta como esse tentasse bagunçar o negocio a superintendência de transito sempre esteve presente para ordenar o transito e diminuir os inconvenientes que são inevitáveis quando se obstrui uma via, o próprio ministério publico se fez presente em algumas manifestações, só lembrando que todos esses órgãos que citei estiveram lá a nosso convite para respaldar inclusive a legalidade da atividade, agora se esse rapaz ai estava incomodado com a presença da policia, logico que estava mal intencionado, mais uma vez parabéns ao capitão e o comando!

  18. Gente, pelo amor de Deus, como é que vocês ainda defendem uma atitude truculenta dessa feita por um policial que trabalha pra dar segurança à sociedade e não para gerar violência. Se os manifestantes obedeceram as ordens então não havia motivo para que o policial praticasse tal ato. Outra coisa os manifestantes estão reivindicando melhorias também para os policiais, para os filhos dos policiais e para os netos desses mesmos policiais. Sabe o que é que acontece. Um policial desse em Brasília ganha razuavelmente bem e portando não está nem ai pra reivindicações, está pra cumprir ordens. Quanto dinheiro não foi empregado na construção desses estádios. Quantas denúncias já não foram feitas contra a CBF e seus ex-dirigentes, tanto é que vários já foram deposto dos cargos. Muita gente hoje só pensa em bola, em futebol, festa, samba, bebida, promiscuidade, em fazer maldade, etc.. Acabou-se as lutas pelos direitos dos que mais precisam. Daqueles que precisam de saúde, educação, habitação e de condições melhores de sobrevivência. Eles é que se explodam. É cada um por si.

    • Tirando o blá blá blá de sempre, essa frase abaixo ainda NÃO ESTÁ PROVADA: “e os manifestantes obedeceram as ordens então não havia motivo para que o policial praticasse tal ato.”

      De onde vc tirou a idéia de que os manifestantes OBEDECERAM AS ORDENS?!?!

      Abs,

      LH

  19. Dizer que a ação do policial esta respaudado simplismente orientando as pessoas a fazer uma denuncia tem a msm eficacia de realizar um BO de ameaça e ou agressão , quantas mulheres nao morreram na mao dos seus maridos depois de terem realizados varios BO’s ? Eu trabalho na area policial e nao vou em nenhuma manifestação pq eu sei que a a hora que uma minoria resolver bagunçar e começar o “corre corre ” eu SEI que msm erguendo os braços possivelmente serei atingido por algum golpe de p-24 ou ate msm tiro de borracha isso antes msm de ter a oportunidade de acatar a ordem policial . As pessoas tem o direito de se manifestar ( de acordo com a lei é claro) e se eu estou em uma knifestação e um oficial me diz que eu nao posso ultrapassar tal linha , eu nao vou ultrapassar , porem imagine algum tempo depois ser atingido por spray de pimenta simplismente pq devida a situação e respaldo do policial ele me diz ” pode denunciar ” . O pessoal me desculpe porem isso é um absurdo. Claro que os fatos no local nunca batem realmente com oque é repercurtido, mas isso nao justifica. O spray de pimenta serve para defesa do pilicial ou dispersão de massas . Sem uma ameaça aparente nada justifica uma agreção. Eu sei que no meio da coisa toda fica dificel de trabalhar porem vejo direto por ai a policia sair batendo em tudo e todos. digo pois ja fui atingido em jogos de futebol e no momento a unica coisa que eu queria fazer era ir pra longe da confusão e apa nhei de braços erguidos tentando me identificar e ao msm tempo defender minha irma na epoca com 16 anos ( deseperada ) td pq errei uma rua ao me aproximar do estadio e acabei entrando no meio da torcida mais jovem, basto uma meia duzia fazer merda e pronto estou eu levando porrada e tentando correr. Nao vou mais em jogo de futebol, manifestações e em qualquer lugar com aglomeração de pessoas . NO mais apoio e defendo atuação de todas as forças de segurança do pais. *Afrontar o meu portugues nao é base de argumentação*

    • Tiago,

      Simplesmente não dá para debater quando você toma como FATO que “os manifestantes não deram motivo, e o policial, portanto não teve motivo”. Para que o policial estivesse ERRADO, você teria que PROVAR que os manifestantes não deram motivo para a ação dele.

      Você não faz o básico, que é PROVAR sua afirmação.

      Tá difícil de você vender seu peixe assim…

      Abs,

      LH

  20. Retifico minha opnião dizendo que o video em questão tem a clara intenção em ” armar ” um circo e desmoralizar o trabalho da PM. Porem defendo a minha opnião que sem ameaça aparente nao tem motivo para o uso do spray. A verdade é que a policia “pede” educadamente (ordena ) que os manifestantes nao ultrapassaem tal linha e os manifestatanes por sua vez sabendo que nao podem passar de tal ponto ficam ali criando caso ao invez de se afastarem do local. Depois que eu vi um video de um manifestante sendo preso e a população envolta xingando , aglomerando e criticando a ação da policia. No video o abordado nao reage e é algemado de forma bem tranquila sem nenhuma truculencia por parte da policia, cidadão portava , crak , maconha, 2 balaclavas , liquidos contra gas lacrimojenio e uma faca bem afida de 2 pontes. Eu nao entendo o pq da revolta da população . Meliante com flagrante em cima , nao resistindo a prisão e a policia de forma exemplar efetuando a prisão e o pessoal acha ruim? Se fosse em uma situação normal bateriam palmas … agora é na manifestação nao pode? Parfece que todo manifestante ve o policial como um inimigo ? Eu nao sei mas acho isso falta de cultura ….

  21. o marginal que estava meliante que estava com a câmera ou celular filmando o PM, estava em uma postura notoriamente ofensiva e de intimidação para com o funcionário publico em pleno exercício de sua função, notorio desacato, o marginal deveria ter sido preso em flagrante, só lembrando que a força policial existe entre outras coisas para manter a ordem coisa que esses “manifestantes” não estavam fazendo.

    Parabéns ao Capitão Bruno e ao comando que cumpriu o seu dever existencial de dar a ordem e assumir o risco, agiu o comando com total imparcialidade ao contrario de alguns comandantes que são politicos e fazem o jogo de agradar quem gritar mais alto.

  22. Meus parabéns a meu xará Capitão Bruno. Neguinho anda muito ABUSADO! Isso é falta de relho no quengo. Os caras, xingam, cospem, desobedecem, fazem pirraça igual criança testando os limites dos pais. Pois é, uma hora esses limites são ultrapassados, e aí é aguentar as consequências. Polikciais são seres humanos, com batimentos cardíacos que se aceleram igual ao de qualquer um de nós, e também possuem a capacidade de se indgnar quendo vêem algo muito errado acontecendo. Já tomei MUITA dura de PM, mas nunca apanhei na cara porque sempre tratei policiais com RESPEITO.

  23. Eu não entendo a dificuldade que algumas pessoas tem de entender coisas simples. O policial afirmou que os manifestantes não cruzaram a linha estabelecida e mesmo assim jogou o gás então ele errou. Todo mundo acerta e erra e cada um deve responder por seus erros de acordo com a gravidade dos mesmos. É preciso entender que o trabalho da polícia realmente é muito estressante. Além disso não sabemos se os manifestantes instigaram ou não essa ação do policial pois não tem o vídeo na íntegra, tudo isso deve ser levado em consideração mas é preciso entender também que os policiais devem se controlar e quando erram devem sim responder por seus erros igual qualquer outro profissional ou cidadão. Quem escreveu esse texto é muito é xibungo e tendencioso. Em primeiro lugar ser de esquerda ou de direita não é crime e cobrar uma ação sensata da polícia também não significa ser de esquerda ou de direita. Outra coisa: se engana quem pensa que o estado não deve satisfação ao povo. Da mesma forma que uma pessoa física tem que prestar contas de seus atos ou omissões, uma pessoa jurídica (empresa privada ou estado) também tem essa obrigação. E não poderia ser diferente afinal de contas todo mundo paga impostos.

Deixe uma resposta