Deputado petista diz que fuga de senador boliviano condenado foi ação articulada da direita. Eu só tenho a agradecer.

8
46

image_preview

Fonte: Rede Brasil Atual

A fuga do senador boliviano que custou o cargo ao ministro das Relações Exteriores, Antônio Patriota, não foi obra individual de um destemido diplomada brasileiro, mas uma ação organizada pela direita com apoio de setores conservadores do Itamaraty, que mantêm estreitos laços em questões políticas e econômicas, como o boicote aos governos socialistas e a defesa intransigente do agronegócio.

A avaliação é do deputado Cláudio Puty (PT-PA), que participou de uma missão oficial à Bolívia, em março, onde conheceu os três principais personagens envolvidos na trama: o então embaixador do Brasil na Bolívia, Marcel Biato, que patrocinou a aceitação brasileira ao pedido de asilo político do senador, o diplomata brasileiro Eduardo Sabóia, que afirma ter organizado sozinho a fuga do político, e o próprio senador oposicionista Roger Pinto, que viveu 545 dias na embaixada brasileira na Bolívia.

“Esta foi uma ação sem precedente na história da diplomacia brasileira. Como pode um diplomata patrocinar a fuga de um criminoso comum, à revelia do governo brasileiro, escondido do governo boliviano e com o apoio explícito da direita brasileira, que já o aguardava na fronteira do país?”, questiona Puty.

Para ele, é inadmissível que o Brasil, que não aceitou o pedido de asilo político do ex-agente da CIA, Edward Snowden, corra o risco de colocar em xeque as relações com um país amigo para ajudar um criminoso comum como Roger Pinto. “Pelo que consta, o Brasil não reconhece a Bolívia como um governo de exceção. Portanto, essa ação foi um atentado à soberania boliviana que precisa ser punida exemplarmente”, acrescentou.

Meus comentários

Eu concordo que aqueles que salvaram o senador Roger Pinto das garras de Evo Morales são de direita. Talvez estejam associados a grupos de esquerda moderada para sobreviverem no estado, mas ainda assim a ação é 100% de direita.

Digo isso por que esquerdistas não tem noção de certo ou errado em tons aristotélicos. Para eles, certo é o que os beneficia, e errado é o que os prejudica. Assim se eles são aliados ao governo ditatorial de Evo Morales, então qualquer opositor de Morales está errado.

A direita não consegue pensar desse jeito, e é preciso de ao menos um soslaio de direitismo (que influenciou os heróis brasileiros que salvaram Roger Pinto) para conseguir sair da cosmovisão estupidamente amoral dos petralhas.

Nessa Claudio Puty está completamente certo. Com certeza salvar um preso político das mãos de um regime ditatorial aliado não pode ser coisa de esquerdista. É uma ação de direita.

Puty entendeu o ponto central, e sabe que essa é uma de nossas principais diferenças em relação aos esquerdistas. A valorização do respeito ao indivíduo, e o entendimento das noções de direito romano.

Uma sociedade civil não deveria compactuar com totalitarismo e o esmagamento de pessoas somente por que elas não apóiam ditaduras.

A esquerda moderada até entende isso às vezes, mas não tem força para agir. É preciso que alguém com uma moral de direita apareça para realmente fazer algo contra ditadores sanguinários.

Anúncios

8 COMMENTS

  1. Caro Luciano Ayan, voce diz que os esquerdistas apoiam para ter vantagens e atacam quando nao os favorece. Poderia me explicar entao por que eles apoiam Cuba, Bolivia, Venazuela e Argentina? Pelo que me consta todos esses paises so nos dao prejuizos. Voce quer dizer que eles apoiam quando so o partido PT e favorecido individualmente mesmo em detrimento do povo que os sustenta e e massacrado e lesado o tempo todo?

    • Veja um exemplo da contratação de médicos cubanos… são 400 milhões de reais indo pro governo de Cuba. Obviamente, isso é um baita negócio.

      Pelo processo vicário (igual a torcer para um time de futebol ganhar, sem levar nada com isso), o petista é doutrinado a torcer pelo poder do partidão, e que seus líderes levem a bolada.

      Abs,

      LH

    • Não sou o Luciano, mas vou tentar contribuir.
      Esquerdista de inspiração comunista não é patriota, eles não ligam para o país; eles ligam para a ideologia. O objetivo não é o engrandecimento do Brasil, é o fortalecimento do movimento esquerdista que domina a América Latina.
      Isso existiu ao longo da história comunista, quando a União Soviética financiou o comunismo em todo o mundo.
      O caso dos médicos cubanos é também uma forma de pagamento dado do PT para Cuba. Durante décadas, Cuba financiou o movimento revolucionário brasileiro – aparentemente não teria nada a ganhar enquanto país, o objetivo era com a expansão da ideologia comunista. Agora, com o PT no poder – o mesmo PT que por décadas recebeu financiamento cubano, que por sua vez repassava dinheiro recebido da União Soviética – estão usando os cofres brasileiros para fortalecerem Cuba.
      Para os esquerdistas latinoamericanos, Cuba não pode cair. Eles adoram Cuba e Fidel

  2. Engraçado… Por que o estridente deputado petista não teve o mesmo acesso de ira, quando Lula concedeu asilo político ao esquerdista-criminoso-condenado Cesare Battisti? Por não vociferou tão alardeadamente, quando, para abrigar o terrorista Cesare Battisti, Lula afrontou a Itália e toda a Comunidade Européia?

  3. Ele está certo, pois os direitista são capazes de atos heróicos para salvar um ser humano.
    Os esquerdistas, por outro lado, gostam de matar e aprisionar todos quem simplesmente discordam deles.
    Vide Cuba, China, Coreia do Norte, etc…

  4. É isso ai, esquersista que se preze não dá asilo pra quem (dizem que) cometeu crime de colarinho branco, pra ter asilo aqui no minimo precisa ser assassino como a maioria dos ex-terroristas da cupula do PT.

    Por isso temos Cesare Battisti e adoramos Fidel Castro e seu porco executor Che Gue(i na)vara.

    Chamar o FDP de PTista já é o pior xingamento que posso imaginar!

Deixe uma resposta