Planalto se constrange porque site pró-Dilma foi racista contra Barbosa. O problema é que o constrangimento não é espontâneo…

14
161

13268764

Fonte: Folha de S. Paulo

Um site que promove a presidente Dilma Rousseff na internet desde 2008 virou fonte de constrangimento para o Palácio do Planalto nos últimos dias, ao associar o presidente do Supremo Tribunal Federal, Joaquim Barbosa, à imagem de um macaco.

A associação foi feita há uma semana pelo Blog da Dilma para ilustrar um artigo do ex-deputado federal pelo PT Luiz Eduardo Greenhalgh sobre o julgamento do mensalão. A ilustração era composta por um macaco sorridente em primeiro plano, Barbosa ao fundo e uma legenda: “Ainda vai Barbosinha? kkkkk”.

O episódio foi criticado nas redes sociais por pessoas que consideraram a associação racista com Barbosa, que é negro. Após cinco dias no ar, a imagem foi substituída por uma foto do próprio Greenhalgh e o site divulgou um texto intitulado “Racismo não”.

Assinado pela enfermeira Jussara Seixas, uma das editoras do site, o artigo não fez referências à ilustração, mas soou como resposta à controvérsia nas redes sociais. “Racismo, preconceito e intolerância são o câncer da humanidade”, escreveu Jussara.

O governo procurou ficar longe da confusão. “O único blog vinculado com a presidenta Dilma ou com a Presidência da República é o Blog do Planalto, administrado pela Secretaria de Imprensa da Secom”, disse o porta-voz da Presidência da República, Thomas Traumann.

Nos bastidores, interlocutores da presidente afirmam que a relação do Palácio do Planalto com blogs de simpatizantes do PT é delicada. Para eles, o governo não tem como impor restrições a sites de militantes petistas que ajudam a mobilizar as bases do partido nos períodos eleitorais.

Criado em 2008, antes da eleição da presidente, o Blog da Dilma reproduz artigos e vídeos publicados antes em outros sites. Ele se intitula “o maior portal da Dilma Rousseff na internet”, tem perfil no Facebook, canal no YouTube e conta no Twitter para divulgar textos sempre elogiosos à presidente.

O funcionário público Daniel Bezerra, editor responsável do blog, disse que a substituição da foto foi uma medida tomada para “acabar logo com a polêmica”. “Não foi racismo. Utilizamos esse banner do macaquinho há muito tempo. É uma piada. Em Fortaleza, onde moro, macaco é sinônimo de alegria”, afirmou à Folha.

Ele disse que a mesma imagem foi associada antes ao ex-governador José Serra (PSDB), à ex-senadora Marina Silva e ao próprio Joaquim Barbosa sem despertar críticas nas redes sociais.

Segundo Bezerra, o site é mantido com ajuda de 56 colaboradores e não recebe dinheiro de partidos políticos. “Os custos são pequenos e, quando aparecem, dividimos as contas entre a gente com cotas que vão de R$ 100 a R$ 300 por pessoa”, disse Bezerra.

Funcionário da Câmara Municipal de Fortaleza, o editor do Blog da Dilma afirmou que nem ele nem Jussara Seixas são ligados a partidos políticos.

A assessoria do STF afirmou que o ministro Joaquim Barbosa “tomou conhecimento do ocorrido”, mas “não havia informações sobre providências a serem tomadas ou comentários sobre o tema”.

Meus comentários

É evidente que o constrangimento não é nem um pouco espontâneo, pois o site demorou cinco dias para fazer a retificação, quem nem sequer foi um pedido de desculpas, mas apenas uma exclusão de conteúdo.

Um dos maiores problemas da extrema-esquerda é o fato dela não atinar para princípios morais de qualquer forma quando estão atacando seus oponentes.

Imagine, por exemplo, que Barbosa tivesse um filho com uma doença gravíssima. Iriam, com certeza, ridicularizar a situação do filho dele. Se fariam isso em um site governista são outros quinhentos, mas quem já viu a atuação de esquerdistas radicais na Internet, sabe que eles não tem limites para a aplicação de violência psicológica.

O ato dos blogueiros do Blog da Dilma é apenas a aplicação de um padrão da extrema-esquerda, que diz: “na revolução, a moral está abolida”.

No caso do racismo, ofender alguém por sua raça não passa de um recurso de violência psicológica. Recentemente, Paulo Henrique Amorim, o rei da baixaria do pró-governista na Internet, foi processado por ter sido racista contra Heraldo Pereira.

Qualquer falta de moral, por mais abjeta que seja, jamais irá doer na consciência deles. A não ser que lancemos em público a ideia do quanto a ação deles é amoral. Nesse caso, eles talvez voltem atrás, não por reconhecer a amoralidade de seus atos, mas pelo impacto político.

Por isso, a única razão pela qual o Planalto entende que a situação foi constrangedora é por que politicamente eles tiveram impactos (somente por que os opositores de Dilma protestaram). Caso contrário, dormiriam com a consciência limpa. Como sempre.

Anúncios

14 COMMENTS

  1. O pior é que não existe sequer uma menção ao post racista no Blog da Dilma. Eles falam do “racismo do primeiro mundo” (???) e do “ódio das elites” (?!??). Nada de pedir desculpas. E ainda falam que a acusação de racismo é “um ataque comum de períodos eleitorais”.

    Esquerdistas são o lixo moral mais puro que existe.

  2. Dando uma de Lula, a crise no Brasil é feita por gente sem o dedo mindinho, feia e nordestina. Legal, né, Lula? Que tal provar um pouco de preonceito? Qual a diferença entre isso e dizer que a crise é feita por gente loura e de olhos azuis?
    De Dilma nem vale a pena falar, que marionete não tem vontade própria.

  3. 1) Falando em Paulo Henrique Amorim, este terá agora de indenizar o ministro Gilmar Mendes, do STF;

    2) Luciano, ainda está distante pouco mais de um ano, é verdade, mas talvez esta fosse uma boa hora de se começar a fazer um monitoramento de cenários possíveis para a eleição de 2014 e sobre como devem proceder aqueles que combatem o marxismo-humanismo-neoateísmo. Eis que li duas notícias da Folha com algum grau de relação entre si, sendo esta sobre o Aécio Neves falando que chegou a hora de combater o PT. Tudo bem que o PSDB é fabiano, mas aqui temos de levar em consideração que se posicionou abertamente contra o partido hegemônico da atualidade com mais clareza que em outras ocasiões.
    A outra coisa é que o PT terá dificuldades de conseguir apoio do PRB, como se pode ver aqui,/a>. A causa disso? A campanha difamatória contra Celso Russomanno quando das eleições municipais, que inclusive àquela época fez com que o candidato que costuma perguntar se está bom para ambas as partes não apoiasse ninguém no segundo turno. Imagino eu que haja ainda mais fraturas na base de apoio do atual governo e que isso possa ser aproveitado de alguma forma.

    • Luciano, segue um pequeno apanhado de coisas não muito abonadoras envolvendo o PT e que mereciam alguns comentários:

      1) Você viu esta história de usarem critérios suplementares de merecimento de uma casa popular no Minha Casa Minha Vida acontecendo em São Paulo? Além de 11 das 12 entidades serem dirigidas por petistas (e a outra ser dirigida por gente do PC do B, o que praticamente dá na mesma), ganha ponto quem participar de atos e manifestações de sem-teto, sendo que o critério federal é o de renda familiar mensal de até R$ 1.600 com prioridade a moradores de áreas de risco ou com deficiência física. As entidades são autorizadas a instituir regras além dessas, mas temos coisas como cobrar R$ 50 de mensalidade e taxa de adesão.
      Logo, em tese as casas que estão sendo construídas ou os prédios que estão sofrendo retrofit podem na prática ir para militantes profissionais que têm uma renda apenas nominal de até o teto em questão. Se formos pensar no pobre comum, este pode estar sendo obrigado a ser inocente útil para tentar conseguir a casa própria, o que também é péssimo;

      2) Já que falei de inocente útil, eis a descoberta de que cabos eleitorais tidos como voluntários na campanha presidencial de Dilma na realidade foram pagos, notícia que também recebeu análise de Josias de Souza. Se estão pagando a cabos eleitorais tidos como voluntários, isso significa também que houve um belo distanciamento do PT em relação ao povo, a ponto de este não mais ir espontaneamente. Tenho notado nos últimos tempos que não mais vemos tantos militantes entusiasmados que defenderiam o partido de graça, ficando mais mesmo nos que são de carteirinha ou fanatizados que agem como se fossem inscritos no partido em questão, o que por si só já é uma mostra de que o partido acabou caindo em uma espiral de que fica dependendo de um suporte mais artificial do que aquele que teve em outras ocasiões;

      3) Segue também este texto do César Maia que afirma que Dilma perderá a eleição do ano que vem. Claro que ainda é cedo para falar alguma coisa e isso pode soar tão absurdo quanto aquelas previsões eivadas de futurologia que diziam que iríamos passar férias na Lua no ano 2000, isso sem esquecer que há o wishiful thinking de alguém interessado que a presidente perca, mas há pontos interessantes a se analisar quando descontamos a tortura que se faz nos fatos para que ela diga o que você quer que ela diga.
      Ele fala de o PT atualmente estar com mais força no interior do que nas capitais (algo correto se pensarmos que só em São Paulo o lulismo ganhou e nas capitais nordestinas tomou uma lavada daquelas), bem como também fala no tal lance de usar mais acentuadamente o povo de inocente útil (vide protestos em que, quando o partido foi enxotado, black blocs surgiram em peso como que para dizer que se o povo não protestasse por maior presença de estado, seria agredido sumariamente). Também é correta a percepção de terem perdido apoio fora dos setores populares e terem ido para um messianismo.

      Também é correto se pensarmos que agora Dilma não pode mais colar sua imagem em Lula e sobre a vitória de Dilma ter sido mais apertada que a de Lula. Diz ele que o partido ainda terá força de ir para o segundo turno, mas perderá, ao que nós precisamos dar o tal desconto pelo fato de César ser parte interessada na derrota e a análise assim ficar mais viciada.
      De minha parte, continuo aqui sugerindo que este blog abra o tal espaço para começarmos a falar desde agora das eleições do ano que vem, ainda mais que elas já estarão influenciadas por aquilo que ocorreu nas municipais (mais desempenho ruim da economia, julgamento do Mensalão, escândalos com Existe Amor em SP, Fora do Eixo e outros) e também pela atual fraqueza da oposição (ainda mais fraca quando não é oposição de espectro marxista-humanista-neoateísta).

  4. [OFF Topic] 1º Luciano, tenho percebido que muitas pessoas não entendem bem o conceito de esquerda e direita política e que, com receio de parecer extremistas, acabam adotando o que chamam de centrismo. Você poderia abordar esse assunto, ou seja, exclarecendo porque tais conceitos são antagônicos e portanto inconciliáveis?

  5. O Joaquim Barbosa já declarou que é petista de carteirinha e fã do Lula e da Dilma, até agora votou toda agenda do PT, só foi contra os interesses do PT no caso do julgamento do mensalão. Todo mundo sabe que tecnicamente este senhor não é lá grandes coisas e que só está no STF por ser negro, além disso teve aquele esqueminha do filho dele que foi contratado por uma das empresas envolvidas no mensalão.
    Eu não movo um dedo para defender este senhor.

  6. Justiça seja feita. Não tem nada de racismo em colocar a foto de um macaco do lado de uma pessoa negra onde o macaco é usado como, digamos, um personagem que interage com as pessoas que se encontram do lado dele em fotografias. Entrei nesse tal “blog da Dilma” e tinha outras postagens desse mesmo macaco fazendo perguntas desajustadas para as pessoas que estavam com ele em imagens montadas. Se o macaquinho pode interagir com um branco, por que não poderia com um negro? Esse lance ai de ver racismo em tudo é coisa de esquerdista com sua cartilha do politicamente correto.

    Mas eu aprendi aqui mesmo neste blog que devemos fazer nossos adversários políticos sucumbir pelo próprio livro de regras deles. Se eles afirmam que é racismo você colocar em uma mesma imagem macacos e negros, não importanto o contexto, levando em conta tal regra poderemos chama-los de racistas caso eles incorram neste tipo de expediente. E foi justamente o que aconteceu.

    Engraçado nisso tudo é o silêncio da trupe (movimento negro, ATEA, Marcha das Vadias, MST, LiHS, CUT, JEG, BESTA). Não falaram nada. Não teve passeata nas ruas, não teve celebridade se manifestando no Twitter, não teve intelectuais escrevendo artigos na Folha. Nada, nadica de nada.

    Com essa atitude “democratica e popular” fica claro e evidente que eles só se manifestam contra o racismo, homofobia, machismo e o fanatismo religioso (ou supostos casos de racismo, homofobia, machismo e fanatismo religioso) quando isso tem ganho político para eles, do contrário eles fingem que não viram nada.

    São safados até dizer chega.

  7. Hélio,

    Percebi a mesma coisa nesse Blog da Dilma.

    Longe- mas bota longe disso!- de querer defender PT, mas, como disse o colega Hélio, justiça seja feita.

    Aqui, NESSE caso, me pareceu mesmo uma BELA ESCORREGADA NA BANANA de quem organiza o tal Blog.

    O chimpanzé lá é tipo um LOGO DE HUMOR (duvidoso, na minha modesta opinião, e CONTRAPRODUCENTE, já que dá brecha pra turma ‘reacionária’ cair matando na contra-piada e na contra-interpretação). Não deu outra.

    Mas tb, como esperar alguma inteligência, senso de humor e sabedoria dessa turma da esquerda??

Deixe uma resposta