Daonde menos se espera… Vejam uma organização que está por trás do plano de censura à mídia do PT

12
55

AIPC Barão de Itararé

Fonte: Portal Vermelho

A entidade, fundada em 2010, reúne em seu conselho consultivo 60 pessoas destacadas nesta frente estratégica da luta de idéias, entre jornalistas, ativistas da luta pela democratização da mídia e lutadores dos movimentos sociais.

Várias personalidades da mídia e de movimentos sociais já contribuíram com a campanha e se associaram ao Barão, como Luiza Erundina, Luis Nassif, João Pedro Stedile e Paulo Henrique Amorim.

Leia abaixo a íntegra da nota de convocação da campanha:

Seja amigo do Barão

Fique sócio do Centro de Estudos Barão de Itararé. Ajude a construir uma entidade que participa da luta pela democratização dos meios de comunicação, contribui para o fortalecimento das mídias alternativas e comunitárias, desenvolve projetos de estudo e de pesquisa sobre a mídia contemporânea e investe na formação de novos comunicadores. Fundado em 14 de maio de 2010, o Barão de Itararé é uma entidade ampla e plural, que reúne em seu conselho consultivo 60 pessoas destacadas nesta frente estratégica da luta de idéias, entre jornalistas, ativistas da luta pela democratização da mídia e lutadores dos movimentos sociais. O Barão de Itararé depende da sua ajuda voluntária para desenvolver os seus trabalhos. Clique no botão do Pagseguro abaixo e ajude ao Barão a lutar por uma mídia mais democrática.

Para participar da campanha, o internauta deve acessar o site do Barão, www.baraodeitarare.org.br, e clicar no botão do Pagseguro.

Formulário para filiação

Meus comentários

Como todos os leitores deste blog sabem, a expressão “democratização dos meios de comunicação” é a senha para “censura à mídia”, obsessão do PT há muito tempo.

E como diria o Barão de Itararé original, de onde menos se espera, daí mesmo é que não sai nada. É claro que não vamos esperar nenhum traço de honestidade intelectual de uma entidade que se orgulha de apresentar gente como Luiza Erundina, Luis Nassif, João Pedro Stedile e Paulo Henrique Amorim entre seus participantes.

Muitos criticam os excessos do movimento gay, assim como da psicopatia neo-ateísta. Eu também critico esses dois movimentos de extrema-esquerda de forma veemente, como os leitores deste blog sabem perfeitamente.

É injustificável, no entanto, a falta de atenção que a oposição à extrema-esquerda, composta tanto por direitistas, centristas e adeptos da esquerda moderada, dá aos planos do PT para implementar a censura à mídia.

Aliás, se o PT vencer essa batalha e implementar seus planos de controle da imprensa, a guerra política terá definitivamente sido vencida por eles.

Anúncios

12 COMMENTS

  1. Eles já têm a TV Brasil (que quase ninguém vê) e a Internet. Querem mais o quê? Cassar as concessões de Rádio e TV do chamado “pig”, isso sim. Diminuir o poder de quem – timidamente, diga-se – denuncia as falcatruas do PT e aumentar o poder deles próprios. Mas daí quem tem mais de um neurônio migra para a Internet. E neste caso o Marco Civil cai como uma luva.

  2. Luciano, mais notícias para manter atualizado (e segue a sugestão de aqui abrir uma linha de discussão sobre como devem proceder os que combatem o marxismo-humanismo-neoateísmo nas eleições do ano que vem):

    1) Você viu que foi recusada a PEC do voto facultativo pela CCJ do Senado (segue também o áudio da Rádio Senado sobre o assunto)? Os argumentos são aqueles batidos de sempre: a de que nossa democracia não estaria consolidada (isso falou Aloysio Nunes Ferreira, que com certeza quer muito voto obrigatório para ele) e que o voto obrigatório seria uma conquista (isso falou Humberto Costa, derrotado na eleição para prefeito no Recife e um dos “postes” do Lula que foi derrotado no Nordeste). O senador pedetista Pedro Taques, autor da proposta recusada, disse o óbvio: o governo não tem de ser tutor do povo e dizer que ele está ou não amadurecido para poder optar em exercer ou não seu direito. Aliás, seria ótimo que alguém jogasse por terra o argumento de que aqui é um país jovem (sendo que somos mais velhos que os Estados Unidos somando-se os tempos de colônia e país independente) ou que o povo supostamente seria uma entidade com vida própria capaz de ser ensinado, em vez de um substantivo abstrato que só ganha vida pelo fato de ser formado por pessoas. Segue também a carraspana do Reinaldo sobre o assunto.
    Para constar, votaram favoráveis à PEC os senadores Alvaro Dias (PSDB-PR), Blairo Maggi (PR-MT), Francisco Dornelles (PP-RJ), Pedro Taques (PDT-MT), Rodrigo Rollemberg (PSB-DF) e Sérgio Souza (PMDB-PR). Isso significa que todos os petistas da comissão votaram a favor do voto obrigatório (logo, mais um motivo para a galera descartar tal partido, uma vez que interessado em que as pessoas sejam cabrestadas até a urna)

    Há algo interessante na coisa e que cai naquele lance de que podemos usar marxistas-humanistas-neoateístas como inocentes úteis no combate ao MHN que eles defendem: se ler a notícia verá divergência entre tucanos (Aloysio votou a favor do voto obrigatório), bem como podemos pensar que em todos os outros partidos houve coisa parecida;

    2) Mais uma vez, a característica de “balaio de gatos” do PMDB pode ajudar no combate ao MHN no poder, pois há lideranças regionais que estão se recusando a dar palanque para Dilma na eleição do ano que vem. Os peemedebistas estão acusando a cúpula do partido de não consultar as bases. Logo, tudo indica que Dilma não terá a mesma tranquilidade que teve em sua primeira eleição e é algo a se jogar em cima;

    3) Não seria uma boa falar sobre os protestos pela desmilitarização da PM? Hoje ocorreu mais um ato a esse respeito em que há o fotógrafo que ficou cego por causa de bala de borracha. Tenho minha impressão de que há quem queira a desmilitarização da polícia para que não haja a existência de forças regionais que possam se contrapor às federais caso essa deseje impor um regime de exceção daqueles em todo o Brasil (e, como sabemos, há estados governados por opositores). Tudo bem que seria preciso resolver a questão da truculência da PM contra o povo, pois não é concebível que quem não deva tenha de temer por princípio, uma vez que pode ser vítima de, por exemplo, flagrante armado. Porém, isso não invalida a existência de bons PMs e essa desconfiança que tenho de intenções ocultas em tão veementes pedidos.

    • Dizem que votar é um direito mas é tratado como um dever… a falácia tá num nível tão elementar que até uma sala de crianças de 6 anos refutam isso.

    • Esse primeiro dos dez mandamentos do bom ateu é pra deixar qualquer marxista de cabelo em pé. Pois vai diretamente contra a mentalidade da luta de classes, que se recusa a pensar a humanidade de forma individual.

  3. Luciano, faça, por favor, um comentário à respeito do marco civil da internet, apontado pela presidente Dilma como única alternativa às espionagens dos EUA no discurso na ONU.

  4. Já li sobre o Marco Civil, trabalho na área de TI á um bom tempo e honestamente acho que é só mais uma lei idiota que não vai servir para nada, tentativas de censura não funcionam muito bem na rede, existem meios e meios de se furar bloqueios e qualquer coisa proibida de ser armazenada em servidor nacional pode ser fácilmente migrada para o exterior.

    E essa história de impedir espionagem é um pretexto muito barato, exitem duas possibilidades para o nosso governo: 1 – Eles já sabiam de tudo e isso não passa de um grande circo já combinado para manter as aparencias politicas. 2 – Eles não sabiam de nada e os nossos gênios governantes, que são anti-americanos delirantes, realmente acreditavam que seus dados armazenados pelos servidores de empresas americanas estavam guardados com toda a privacidade do mundo e nunca seriam acessados de forma anti-ética pelo governo americano, a quem eles, abertamente querem destruir!

    Então podemos ir pelo caminho da cumplicidade ou da idiotice escancarada! Posso estar dando crédito demais aos nossos esquerdistas, mas acho que nem eles seriam tão burros!

  5. Nao se pode confundir, democratizar a mídia com uma bandeira do “PT”, é no mínimo leviano nao considerar as outras camadas da sociedade( meio academico, organizacoes de classe entre outras), que estudam e discutem o tema. Porque voce nao traz a tona alguma coisa em concreto ao inves de ficar especulando? Outro erro comum é esquecer de que as propostas nao é de Estatizar os meios , e sim definir, estipular e garantir diferentes espacos, canais privados, comunitários e estatais. Colocar tudo no mesmo balaio de gato é puramente simples ignorancia. O simplismo é deprimente, falar que qualquer tentativa de democratizar os meios é uma forma de censura, é desinformacao e ignorancia, qual é a melhor forma de combater a ignorancia? com conhecimento.

    • João Cláudio, não venha tentar nos enrolar…

      Nao se pode confundir, democratizar a mídia com uma bandeira do “PT”, é no mínimo leviano nao considerar as outras camadas da sociedade( meio academico, organizacoes de classe entre outras), que estudam e discutem o tema.

      Ei, animal… não existe democratização senão a partir do ESTADO. Você nem estudou o conceito de democracia? Rs.

      Se você quer “democratizar a mídia”, então quer que a mídia seja PARTE DO ESTADO, para enfim colocar os grupos que tem poder no estado como beneficiários desta mídia. Mais do que é hoje, diga-se, de passagem.

      Se o petistas doutrinam o meio acadêmico (especialmente universidades públicas) e organizações de classe, é óbvio que eles vão colocar esses grupos (assim como os sovietes, de Lenin) para fingir legitimidade ao truque todo.

      É isso que meus textos já denunciaram, e vc não refutou.

      Porque voce nao traz a tona alguma coisa em concreto ao inves de ficar especulando?

      Só de posts da última semana, para deixar vc remoendo de ódio contra mim:

      Governo gastando R$ 16 bilhões em propaganda
      http://lucianoayan.com/2013/10/05/o-brasil-da-propaganda-governo-dilma-deixa-de-aplicar-r-17-bilhoes-na-saude-mas-gasta-r-16-bi-em-publicidade/

      Os nomes do governo por trás dos planos de implementar censura à mídia
      http://lucianoayan.com/2013/10/02/daonde-menos-se-espera-vejam-uma-organizacao-que-esta-por-tras-do-plano-de-censura-a-midia-do-pt/

      Goste você ou não. Você está a serviço do PT…

      Outro erro comum é esquecer de que as propostas nao é de Estatizar os meios , e sim definir, estipular e garantir diferentes espacos, canais privados, comunitários e estatais.

      Meu amigo, estamos em 2013, e você quer nos enganar com o truque de sovietes que foi bolado há mais de cem anos? Rs.

      Tenta outro truque…

      Colocar tudo no mesmo balaio de gato é puramente simples ignorancia. O simplismo é deprimente, falar que qualquer tentativa de democratizar os meios é uma forma de censura, é desinformacao e ignorancia, qual é a melhor forma de combater a ignorancia? com conhecimento.

      Bem, mas pela sua refutação, você sabe que o tal plano de “democratização dos meios de comunicação” não consegue se salvar de um fato: é um meio de implementar a censura a partir do estado usando GRUPOS QUE O ESTADO APARELHA para fingir legitimidade.

      Você é parte de uma escória, não passa de um chupador de camisinha usada de petistas…

Deixe uma resposta