Chavismo indo de vento em popa na Prefeitura de São Paulo: Haddad é acusado de retaliar vereador com fechamento de Igreja

6
85

Fernando-Haddad

Fonte: Notícias Gospel +

O Partido dos Trabalhadores (PT) está sendo acusado de usar a máquina pública da prefeitura de São Paulo para retaliar um adversário político por uma desavença.

A sede da igreja Bola de Neve em São Paulo foi fechada pela prefeitura na tarde desta quarta-feira, 09 de outubro, depois que o vereador Eduardo Tuma (PSDB) retirou de votação o projeto que previa aumento do Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU) para o ano de 2014.

Eduardo Tuma é uma das lideranças da Bola de Neve em São Paulo e preside a Comissão de Constituição e Justiça da Câmara Municipal da cidade. Além de retirar de pauta o projeto de aumento do IPTU, Tuma pediu vistas ao projeto de revisão do Plano Diretor da capital.

“Vemos aqui que temos a mais velha prática do chavismo ou do Regime Absolutista, onde ninguém pode discordar de um déspota. Fui vítima de retaliação. Até o evento que eu vou fazer na igreja com três mil famílias no sábado, e que já havia sido autorizado pela Prefeitura, agora foi proibido”, queixou-se o vereador, de acordo com informações de Diego Zanchetta, colunista do jornal O Estado de S. Paulo.

O PSDB pretende entrar com uma representação ao prefeito da cidade, Fernando Haddad (PT) como reação à postura adotada pela administração municipal: “Isso é um escândalo. É uma prática ditatorial como nunca vimos nesta cidade”, disse Floriano Pesaro, líder do PSDB na Câmara Municipal.

Segundo o líder do PT no legislativo, vereador Alfredinho, a igreja foi lacrada por uma operação de rotina: “Já conversei com o João [Antonio, secretário de Relações Governamentais] e não aconteceu nada disso. Era uma fiscalização que já estava programada. Ele fez uma suposição que não tem como provar. O governo jamais faria isso”, afirmou.

O vereador Eduardo Tuma, que é o líder da Frente Parlamentar Cristã da Câmara, que reúne 17 dos 55 vereadores, recebeu apoio de outros líderes evangélicos ligados à base de apoio a Fernando Haddad. Os colegas demonstraram indignação com o fechamento da sede da Bola de Neve. Entre os vereadores que questionaram a postura da prefeitura, está David Soares (DEM), filho do missionário R. R. Soares.

A Prefeitura declarou em nota oficial que “repudia as insinuações de que as atividades de fiscalização possam sofrer interferências políticas”, e acrescentou que a templo da igreja era alvo de ação fiscal desde 2012.

Meus comentários

Como sempre o PT se envolve em política do mais baixo nível possível. O mais cômico de tudo é a tradicional ladainha deles: “as atividades de fiscalização não sofrem interferências políticas”.

Mas o socialismo é exatamente isso: ações para inchaço estatal, de forma a facilitar a interferência política em atividades de fiscalização do estado. Eis a dinâmica: quanto mais poder é dado ao dono do estado inchado, mais sua esfera de ação (pelo uso deste poder) é aumentada.

O chavismo apenas é o que é por seu socialismo até a medula. Haddad simplesmente é mais um que confirma a tese de Marina Silva de que o PT é um partido chavista.

Anúncios

6 COMMENTS

  1. “Além de retirar de pauta o projeto de aumento do IPTU, Tuma pediu vistas ao projeto de revisão do Plano Diretor da capital.”

    Nunca pensei que eu, teísta ex-ateu da LiHS, simpatizaria tanto com um evangélico.

  2. Off: Luciano, peço que vc dê atenção a um evento:

    http://www.midiasemmascara.org/mediawatch/outros/14590-luta-crista-pelo-direito-de-praticar-abominacoes.html

    em especial no seguinte trecho:

    ” Vários grandes apóstatas do Brasil tiveram passagem pela revista Ultimato, inclusive Ricardo Gondim, Caio Fábio e Robinson Cavalcanti (…) Na Ultimato, Marcos Botelho está entre amigos e aliados, inclusive com a articulista Bráulia Ribeiro, ex-diretora da JOCUM, que refutei em 2009 por dizer igualmente que os cristãos têm a obrigação de lutar pelo direito dos pecadores praticarem abominações homossexuais.
    Mas talvez depois de quatro anos, ela tenha mudado. Tenho essa esperança porque dias atrás ela escreveu “Saí do armário, sou de direita.” A questão é que este artigo saiu na Ultimato, um eterno vespeiro de esquerdistas. Espero que a “mudança” dela não seja como a de Marina Silva, que está se pintando de “conservadora” para agradar aos eleitores evangélicos.

    Li o artigo ( http://ultimato.com.br/sites/brauliaribeiro/2013/10/08/sai-do-armario-sou-de-direita/#comment-5092) e até gostei, mas aí com o advento do ceticismo lá fui eu botar pressão nos comentários:

    “Mas enfim Braulia, o que me interessa aqui é saber que relação existe entre o cristianismo (seja ele de qualquer matiz – católico, protestante) com socialismo, comunismo — quando é na escrita do próprio marx que lemos que o cristianismo é um empecilho. E é nas palavras de seu melhor amigo – Bakunin – que satã foi o primeiro revolucionário.

    O que me interessa é saber o que você pensa sobre A DISTORÇÃO que é a doutrina da missão integral, e da teologia da libertação (de viés marxista).

    CRISTIANISMO, NADA TEM A VER COM PROGRESSISMO (uma falácia semântica para comunismo). Alías, diametralmente opostos.

    Esse patrulhamento ideológico que estás a receber de esquerdistas aqui, não será nada comparado ao patrulhamento ideológico que receberás dos teus chamados “irmãos” ao apontar o adultério espiritual que os cristãos das referidas doutrinas estão a fazer com marx. O grande (só que não) idealizador dessa ideologia assassina”

    Disso a articulista até agora está em profundo SILÊNCIO.
    E depois me vem com essa aqui:

    “Nao sei que tipo de resposta você espera de mim”

    aí Luciano, te pergunto: Será “sou de direita, ou sou conservador” seja uma nova rotina para arrebanhar os incautos? Você já a mapeou antes? Gente de tudo quanto é lado considera a marina conservadora (um claro engodo).
    O que achas disto?

    • Não sou o Luciano, mas vou dar um pitaco, se me permite: A esquerda trabalha e capitaliza com a desinformação, com a distorção de conceitos de modo a dificultar a “localização intelectual” dos adversários. Então sim, é uma nova rotina. Provavelmente desenvolvida para substituir a antiga, que colocava o PSDB como direita. Os mais cultos perceberam que não era por aí, então logo eles trataram de colocar a Marina Silva como “nova” “direitista”.

      Os esquerdistas propositalmente direcionam o pensamento do público para um “simulacro” do direitista e do conservador – mesmo que este simulacro não tenha absolutamente nada a ver com um conservador de verdade, como é o caso da Marina Silva -, de modo a projetar a imagem dele, muitas vezes ridícula e caricata, sobre toda a direita e sobre todos os conservadores, com o objetivo de inibir a adesão a esta linha de pensamento.

      Marina Silva é conservadora na cabeça vazia deles, isto é apenas mais uma tática de desinformação que eles estão usando.

Deixe uma resposta