Para desesperar os fanáticos da ideologia de gênero: eis a reação de um menino ao ganhar uma Barbie de presente

32
248

familia-destruida

Difícil encontrar grupo esquerdista mais hipócrita do que os adeptos da ideologia de gênero. Segundo eles, gostos masculinos e femininos não passam de construções culturais. Fico imaginando as desculpas esfarrapadas que eles arrumam ao ver vídeos como o abaixo:

Anúncios

32 COMMENTS

  1. Vão acabar processando o menino por homofobia – e o pior é que algum tarado de toga pode acatar a denúncia imputando-a aos pais.

  2. Vi uma referência a um artigo do Sakamoto, onde ele diz que anda dando bonecas de presente para os filhos dos amigos dele, porque afinal, meninos também precisam brincar de boneca, para que eles possam aprender a fazer atividades domésticas. Ao invés disso, por quê não dar carrinhos de controle remoto para as meninas, para que elas também sejam incentivadas a se tornar engenheiras? Simples: o objetivo não é provar que os gostos são ideologias culturais, mas sim estimular o máximo possível de meninos a se tornarem homossexuais.

    O grande objetivo gayzista é aumentar o número de homens homossexuais e rebaixar o status da mulher como centro da família e objeto de desejo masculino. Vide que todos os gays “afeminados” querem ter profissões tipicamente femininas como cabeleireira, manicure, cozinheira, etc., e sempre tentando mostrar que são superiores às mulheres.

    Vale ressaltar que todo gayzista é gay, mas nem todo gay é gayzista.

    • Que cara doente, dar bonecas pra meninos?? Tinha que ser amigo dele mesmo, se eu tenho um filho e vem um imbecil dar brinquedos de menina de presente, nunca mais essa pessoa chega perto do meu filho.

      Nojo, que tipo de sociedade porca e nojenta esses lixos querem construir???

      Você disse tudo, o que eles querem não é a igualdade, querem que todos sejam homossexuais.

      • Só uma ressalva, andresamartins,

        “Vale ressaltar que todo gayzista é gay, mas nem todo gay é gayzista.”

        Nem todo gayzista é gay (conheço vários, tz dentro do próprio mov. gay sejam minoria), mas TODO gay- de qualquer matiz- tá servindo de insumo (matéria-prima, idiota-útil) pra se fomentar um ambiente social de preconceitos e intolerâncias radicais em nome do combate a tolerância e pelo fim do preconceito (não conheço um que não esteja nessa situação)… Usam sempre o bordão “DIGNIDADE JÁ!”, os ‘funcionais’ estão convictos da crença de estarem a frente de seu tempo e de agir corretamente, com justiça; são todos afeitos na mentalidade evolucionista que só enxerga a dinâmica do mundo, da História como um processo natural, espontâneo, do pior para o melhor, das “trevas” para a “luz”.

    • Andressa, disse tudo que eu penso.
      O mais engraçado, é que eles se contradizem. Se existe brinquedos para meninos, e brinquedos para meninas, e eles são DIFERENTES, então é porquê EXISTE uma diferença aí. Agora se todos brinquedos fossem atrativos para todo mundo, num universo aonde existiria apenas brinquedos neutros, aonde nunca teria sido inventada a Barbie, o Max Steel e a Polly Pocket, aí eu ficaria calado. Mas desde que mundo é mundo, vale ressaltar na época de nossos avós, existia vassourinha de madeira, e existia carrinho de madeira. Então fim de papo, existe sim uma diferença já na natureza destes brinquedos, caindo por terra qualquer teoria de que é “tudo igual”

    • O Sakamoto é um palhaço que recebe dinheiro do governo pra promover esse lixo. É muito conveniente que ele mesmo não tenha filhos, afinal é muito mais fácil não escrúpulos ou consideração aos filhos dos outros. É o mesmo com as feministas e os brinquedos de menina.

  3. Porque esse menino não é uma construção social, ele é um evento isolado em laboratório sem variáveis interferindo, ele é um objeto de análise do grande método científico sociológico! Ai ai, volta pra escola, Ayan, e para de passar vergonha. Gosto metafísico por produto cultural, por favor argumente. Já ouviu falar de seres humanos criados por animais? De onde emerge a grande sapiência inata, o grande instinto de linguagem do nosso amigo esquerdista Chomsky? Grunhidos são linguagem after all… O que a ideologia não emburrece. Oras, basta ver no post do rapaz da moto. Você vem me citar empatia em termos darwinistas quando a única coisa darwinista ali foi o acaso (policial armado no local do crime) e lei do mais forte (um idiota estar armado só e não o companheiro dele). Estuda, Ayan, e para de ser pior que os esquerdistas que combate. Bjos!

      • …. É sério uma coisa dessas? (emulando a não argumentação alheia – estratégia erística ou preguiça intelectual?)

      • Relaxa, não é sério não.. Deve ser só alguém imitando (muito mal, diga-se de passagem) este pessoal fanático que olha um fato, ignora-o totalmente e acha que está enxergando, na verdade, a “essência”, a “Verdade” que só eles foram capazes de descobrir. Já vi melhores… (“ele é um objeto de análise do grande método científico sociológico!” – o que diabos significa isto? Vou cobrar dos professores do meu doutorado em Sociologia que não me explicaram isto). Você descobre o piadista por: 1. uso de palavras não usuais (isto aqui é um comentário de blog, não um periódico científico); 2. argumentação sem sentido. Então, não precisa leva a sério, é só para rir mesmo.

    • “Porque esse menino não é uma construção social, ele é um evento isolado em laboratório sem variáveis interferindo, ele é um objeto de análise do grande método científico sociológico!”

      Não, não é sério.

  4. Acho que eles utilizariam as teorias do desenvolvimento cognitivo infantil para afirmar que essa criança já absorveu o “esteriótipo opressor machista” na formação primária e básica de seu caráter/pensamento, colocando a culpa assim nos valores da família. Só acho.

  5. Sakamoto: ”É exatamente por esse tipo de reação, que devemos incentivar ainda mais o contato dos meninos, com brinquedos supostamente femininos, s2”.

  6. Conhecendo os esquerdista, no mínimo vão culpar a maioria das famílias. E fundarão um projeto de reeducação(campos de concentração) para curar essas fobias infantis.

  7. depende da cultura, tem a função biológica mas varia da secreção hormonal, um garoto pode gostar mais de boneca e sim, seria uma expressão homossexual ou bissexual ou apenas um heterossexualismo com o lado feminimo mais bem desenvolvido, todo homem tem a capacidade de desenvolver a caracteristica feminina e vice-versa, problema que isso é genético e cultural, os dois influem muito, minha prima, nunca gostou de bonecas desde bebê e é homossexual. Isso é um assunto muito antigo e muito bem estudado, de fatos meninos e meninas são diferentes, mas existem variavel, não é assim, são desse jeito e pronto, se levanta dados estatisticos e analisa eles e blablabla. Eu não to falando por falar, quase tudo relacionado a humanas não pode ser tratado como 1 + 2 = 3, os generos são diferentes, sim, porém o caso é muito mais amplo. Também tenho um exemplo de um primo que quando criança brincava de boneca, usava roupas da irmã e se maquiava, quando chegou na adolescencia é heterossexual.

    Não da para levantar dados estatísticos com um video, ainda mais um caso aberto e não isolado, não há nenhum dado laboratorial aí, poderia entrar em discurso psicológico, porém só ampliaria mais e quero deixar isso aqui resumido.

  8. “Já ouviu falar de seres humanos criados por animais?”

    Sim, você é um deles, arrisco-me a dizer que foi criado por jumentos, ou macacos babuinos, aqueles que quando contrariados e bravos jogam as próprias fezes no outros!

    “Bjos!”

    Chutes na sua bunda! (Não apaixona não, tá…)

  9. “Porque esse menino não é uma construção social, ele é um evento isolado em laboratório sem variáveis interferindo, ele é um objeto de análise do grande método científico sociológico!”

    Verdade? Você é conhecido dele? Sabe como são seus pais? Sua criação? Que escola frequenta e como são seus amigos? Você sabe qualquer coisa dele para afirmar que é um “evento isolado em laboratório”? Sabe se os amiguinhos dele, parentes, não agiriam da mesma forma?

    O que são “variáveis interferindo”? Escrotos forçando o garoto a ficar com a boneca? Esquerdistas falando que ele é homofóbico? Pressão social da parte de patetas que querem doutrinar o garoto para ele ser uma ovelinha como eles querem?

    Argumentar?

    Nãããooooo!

    Numa situação dessas o garoto está mais que certo, é mandar tomar naquele lugar e pronto!

    A atitude do garoto foi normal, os que passaram decadas propagandeando e doutrinado para mudar o comportamento das pessoas é que querem mudar a natureza! O próprio lema esquerdista já fala em “criar um novo homem”, como se houvesse algo de errado com o “velho homem”.

    E se a sociedade te construir para enfiar uma bandeira do seu partido favorito no seu rabo e sair rebolando, sinta-se livre para faze-lo. Não se preocupe os que te construiram vão aprovar!

  10. Ideologia de desconstrução de gêneros. O objetivo é desconstruir mentalmente, ou habituar alguém de um gênero a se comportar como o outro, ou apenas achar isso algo valorizado. Nas universidades já tem seminários chamados de Desconstruindo Gêneros.

  11. Porque as minhas teorias revolucionaria de gênero me fazem saber tudo sobre o psiquismo humano e sua evolução antropocêntrica original, de uma sociedade primitiva onde se tolhe a busca das afirmações sociológicas…blá, blá blá etc… sinceramente quando vejo, um babaca com esse discurso, logo minha ânsia primitivista me da vontade de VTNC. Esse pseudo-intelectual, vem fazer banca, dando uma de cuzão, para esse tipo de gente não precisa de argumento, por ser perda de tempo. São pulhas, cheios de teorias sociológicas, muita delas jamais serão comprovadas e aceitas, querem tornar o mundo gay, pintá-lo de rosa, e outras imundices… que é o caso desse bosta LucianoFaz, mais um pupilo do Sakamoto ou coisa parecido. Homem não precisa de boneca, precisa ser homem somente.

    • “Evolução antropocêntrica original” e “sociedade primitiva onde se tolhe a busca as afirmações sociológicas” significam tanto quanto liberal-fascismo. Alarme Sokal dispara! Ao menos faça uma caricatura mais qualificada. Pseudo-intelectual é o mesmo que rotulam o Olavo, e as pessoas têm ânsia de VTCN com ele e ele já fez um texto sobre isso. “Teorias sociológicas que jamais serão comprovadas” quem quer elaborar sem fundamentação são pessoas que não entendem um debate sério que é o inato x adquirido. Tornar o mundo gay? Mas o que brincar de boneca tem a ver com sexualidade mesmo? Hum, pseudo-intelectual, né? Ok, alto nível dos seus fãs, Ayan! Deixa a vaidade de lado, você não tem vergonha as vezes de atrair gente do nível dos comentadores do Bule Voador? Olha, as vezes ser pupilo do Sakamoto tá melhor do que frequentar certas caixas de comentários! Mas prefiro mil vezes brincar de boneca do que ser pupilo do “Jênio” SacalMoto.

  12. “Segundo eles, gostos masculinos e femininos não passam de construções culturais.”

    Porra, “construções culturais” é o…!

    Bom, deixa prá lá…. Respira fundo, conte até dez, e ‘pense positivo’… Isso…

    |¬. |¬O |¬. |¬0 |¬. |¬)… Me sinto bem melhor.

    Um relato escandaloso para os novos padrões sakamoetanos (saca o molho sakamoto? É horrível! Química pura! Eu sinceramente não entendo essa gente. Pra mim, esquerdistas revolucionários são loucos, são pessoas doentes mesmo):

    Eu quando criança brinquei de boneca (:¬O)…

    E praticamente acabei com quase todas as “filhas” da minha irmã, que viravam nas minhas mãos monstros, robôs-zumbis, gladiadores, aliens horrorosos e soldados-heróis da tropa dos meus falcons e comandos em ação…

    Quebrei umas, desfigurei outras pro meu elenco de apoio…. Algumas foram honrosamente embalsamadas pela minha irmãzinha (guardadas como documento Histórico ou apenas relíquia de um tempo bom).

    Minha amada irmã felizmente já me perdoou por eu, solidariamente, entrar nas brincadeiras dela de ‘casamentos de suzis com kens’, de ‘sala de aula com as moranguinhos (junto com a turma da pelúcia)’ e sempre terminar com toda aquela meiguisse melosa, colorida e feminina de maneira extremamente violenta e muito divertida (pelo menos pra mim).

    Nossas crianças hoje estão sendo submetidas a experiências de Engenharia Social para um “mundo melhor” que essas geléias em forma de gente (da esquerdalha dominante) acreditam produzir para o bem de todos, aplicando suas digressões e técnicas sobre elas que acabam nisso:

    http://www.verdadegospel.com/marca-exibe-crianca-em-poses-erotizadas-e-e-denunciada-ao-conar/?area=3

    Depois fica todo mundo chorando pelos cantos por causa da pedofilia a céu aberto nesse país. Ficamos todos a lamentar e se desesperar quando vemos pais, amigos, professores, Mídia, Moda, Propaganda e- CLARO- a nossa classe falante dos ‘inteléqui-léqui-léquituaisss’, colocando-as em risco de vida, de embaraços desnecessários, de angústias e dores.

    O prof. Olavo tá certo… A legalização (a “normatização”) da pedofilia (e de tantas outras aberrações humanas que já estão sendo defendidas como “LEGÍTIMAS”) é questão de tempo.

    Aqui onde moro, no subúrbio do Rio, em pleno ‘Dia das Crianças’, tivemos que conviver em meio a uma sinfonia sinistra e ALTÍSSIMA de ruídos, gemidos e putaria dialética do “batidão cultural”. Quando lançarem o primeiro pornô explícito em horário nobre na TV aberta, isso será o sinal verde ‘pra tudo mais que está aí’. E não vai demorar muito (pra quem viu o tal programa ‘Amor & Sexo’ da Globo…).

    E podem me xingar de “moralistazinho de merda”, “carola medieval chiliquenta”, “cara exagerado pra ca@#ráio”, “pessimista repugnante dos inférnu” que eu vou até gostar, porque haverá o tempo em que muitos quererão voltar à saúde mental pra não sucumbir a alma de vez no desespero e não encontrarão mais lugar na fila de embarque.

    • Me fez lembrar que também brinquei com as bonecas de minha irmã. Naquela época as bonecas tinham cabeças enormes e quando não havia uma bola de futebol era a cabeça da boneca mesmo que sofria chutes de todos os lados. O mais engraçado era devolver a cabeça toda esfolada e suja para o corpo da boneca.

  13. Temendo a morte de seu filho, Tétis o disfarçou de mulher e enviou o garoto para rei Licomedes, onde viveria com as filhas dele e receberia educação.
    Pouco tempo depois, Odisseu foi enviado a morada do rei Licomedes para trazer de volta o menino que era a esperança do povo. Com informações de Calcas, o vidente, foi descoberto o golpe de Tétis, que havia escondido Aquiles no meio das meninas. Para descobrir quem era ele no meio de todas, Odisseu se disfarçou de mercador de joias e foi até o quarto das garotas, no meio de todo o ouro e pedras havia um escudo e uma espada. Na hora em que todas as filhas do rei admiravam as joias, uma trombeta de guerra foi tocada, nesse momento Aquiles esqueceu seu disfarce e o instinto fez com que pegasse as armas, dessa maneira foi descoberto e levado de volta a sua terra.

Deixe uma resposta