Black Blocs agridem policial, e tudo é facilitado pelo direito de uso de máscaras defendido pela extrema-esquerda

15
127

polagredido

Fonte: UOL

Pelo menos 92 pessoas foram detidas, segundo a Polícia Militar, depois de um protesto que terminou em quebra-quebra na noite de sexta-feira (25). A manifestação fazia parte da Semana de Luta pela Tarifa Zero, pedia tarifa zero no transporte público e ocorreu na região central de São Paulo. Neste sábado (26), só havia oito pessoas ainda presas –todas estão no 2º DP (Distrito Policial), no Bom Retiro, área central. Eles foram indiciados por explosão, dano ao patrimônio público e formação de quadrilha. Três adolescentes foram apreendidos e levados à unidades da Fundação Casa.

As prisões de sexta ocorreram depois que a PM (Polícia Militar) interveio após que um grupo de black blocs começou a atacar ônibus e caixas eletrônicos, no terminal de ônibus D.Pedro 2º. O coronel da PM Reynaldo Simões Rossi foi agredido por um bando de mascarados. Ele quebrou a clavícula e foi ferido na cabeça. O oficial foi levado ao HC (Hospital das Clínicas) e liberado neste sábado.

Durante a agressão, ele teve a arma e o rádio comunicador roubados. O rádio foi achado neste sábado, segundo a PM, sem informar onde.

Um auxiliar do coronel– um soldado da PM–  também sofreu ferimentos e recebeu atendimento médico e também já foi liberado.

Paulo Henrique Santiago dos Santos, 24, comerciário — apontado como agressor do coronel–, foi indiciado  por tentativa de homicídio,  formação de quadrilha, roubo e lesão corporal.

Um vídeo publicado na internet mostra quando mascarados agrediram o coronel.

Santos será levado para o CDP (Centro de Detenção Provisória) do Belém, na zona leste de São Paulo.

Inicialmente, a PM também indicou que Rafael Martins Mattar também seria preso pela agressão.

Mais tarde, a corporação informou que ele foi responsabilizado e liberado porque a polícia não conseguiu individualizar a ação praticada por ele.

Os advogados de Santos e Mattar não foram localizados pela reportagem.

Ver o vídeo da agressão:

Meus comentários

É o de sempre: ativistas de extrema-esquerda desrespeitando as premissas básicas de uma sociedade civil.

Que ninguém se iluda achando que eles configuram uma forma “anarquista” de protesto. É preciso de uma ingenuidade digna de uma criança de 10 anos para achar que tamanho esforço em prol de se quebrar a lei de forma arriscada é apenas a “manifestação de leitores de Bakunin”.

Um outro texto, publicado na Folha de S. Paulo, explica melhor o que eles fazem:

A intenção é pregar a desobediência civil. Um vídeo em inglês na internet diz que o objetivo dos adeptos da tática “black bloc” não é protestar, mas agir para mostrar por meio da força que “a polícia e o Estado não têm tanto poder quanto tentam nos convencer”.

[…] Em São Paulo, o grupo demonstrou ter planejado sua participação nas manifestações: além de levar faixas e cartazes contra a mídia, também portavam um computador e um projetor, usados para exibir imagens em fachadas de prédios.

Espere. Manifestações contra a mídia, em um momento que o PT quer censurar a imprensa? Manifestações a favor da classe dos professores, que sempre foi aliada do PT? E por que não manifestações a favor da classe médica brasileira que está sendo difamada dia após dia pelo PT para que estes últimos escondam a amoralidade da questão da importação de mão de obra escrava?

A estratégia também envolve não levar bandeiras do PT no protesto, mesmo que as ações dos Black Blocs ajudem o partido. Não surpreende que as pesquisas estejam favoráveis a Dilma, pois a inserção dos Black Blocs nas manifestações também tem esse objetivo. (A primeira leva de manifestações de Junho, que levaram muitos apartidários às ruas, foi afastada pelo início da tática Black Bloc no Brasil, a partir de agosto)

Também não surpreende que gente como Caetano Veloso e Marcelo Freixo fiquem tão indignados quando pessoas honestas pedem a proibição de máscaras em manifestações:

Ora, se o objetivo é quebrar a lei para ajudar o PT, proibir o uso de máscaras é atingir de frente as intenções do PT.

Esquerdistas jamais dão ponto sem nó.

Anúncios

15 COMMENTS

  1. Freixo disse no vídeo:

    “Qualquer movimento que vise a construção de uma sociedade mais justa é válido”.

    Ou seja, pra ele, os fins justificam os meios.
    Pra ele foi válida a morte de mais de 100 milhões de pessoas na China e na Rússia, pois os assassinos disseram que estavam matando visando “a construção de uma sociedade mais justa”.

    Comunista/esquerdista é assim mesmo, se o objetivo “declarado” é bom então VALE TUDO.
    Se no final só sobrar uma pilha monstruosa de cadáveres eles dizem apenas: “É, não foi dessa vez.”.
    No maior cinismo e indiferença com o sofrimento alheio.

    • Marcelo Freixo é uma das maiores fraudes da política brasileira!

      Se vende como algo novo, mas é somente mais um empulhador marxista que apregoa tudo o que existe de pior: socialismo, gayzismo, abortismo, liberalização das drogas…

  2. é muito triste que isso aconteça a uma pessoa cuja missão é manter a ordem e a lei….mas eu ja to sem paciencia com essa inercia dos militares, e que Deus me perdoe ….mas tomara que os militares tomem tiro na cara até aprenderem oque é o comunismo e o Foro de São Paulo….

      • É verdade, Luciano, é a “população em geral”, os civis, que precisam tomar vergonha-na-cara. Numa das edições do extinto programa de rádio “Falando Francamente”, que era liderado pelo Samir Achôa, o Raul Japhet revelou o que a ala “mais conservadora” dos militares pensava (e ainda deve pensar) sobre a atual situação do Brasil:

        «Ué, não era isso o que vocês queriam, o fim da ditadura militar? Muito bem, vocês conseguiram o que queriam, mas agora não contem mais com o nosso apoio».
        As palavras não foram exatamente estas, é claro, mas o essencial da mensagem foi bem por aí mesmo.

  3. O PSOL já manifestou apoio explícito aos black blocs. Essa fala do Freixo não é surpresa alguma.

    O objetivo deles é desestabilizar o PT (atingindo o aliado de Dilma, Cabral) e tomar seu lugar. Por mim, espero que se matem uns aos outros, mas a partir do momento que cidadãos de bem são atingidos por essa selvageria, é a hora do Estado intervir para preservar a ordem.

    Enfim, isso só vai acabar quando as forças da ordem pararem de se sentir intimidadas pelo discurso histérico de “fascismo” que os esquerdistas lançam contra eles, e começarem a atacar os black blocs pelas vias de fato: Prendendo-os, enquadrando-os em leis de segurança nacional, PROIBINDO máscaras, PROCESSANDO quaisquer grupos que manifestem apoio aos seus atos criminosos, pegando os LÍDERES das greves que apoiam black blocs, obrigando as organizações que apoiam eles a INDENIZAREM TODAS AS EMPRESAS E PESSOAS que foram lesadas pelo “ativismo” macacóide desses lixos, e tudo mais.

    A pergunta é: Como fazer isso com uma OAB e uma Justiça aparelhada?

  4. Na Universidade, fui aluno de uma professora “uspiana” (uma das fundadoras do PT). Ela fazia militância e dava aula com viés à esquerda (era o que ela sabia fazer). Foi um tormento aquele período. Mas me lembro bem que ela disse ter se decepcionado com o PT, optando pelo PSOL e rasgando o véu em elogios ao Marcelo freixo. Já naquele período percebi que há uma propaganda fortíssima para alavancar a carreira do Freixo e os aplausos que ele recebeu ao final do vídeo acima me fizeram recordar esta manipulação midiática.

  5. Vivemos tempos confusos, e muito do que vem ocorrendo na última década só tem confundido a cabeça de todo mundo. Se tornou frequente as violações às liberdades individuais, são inúmeros os casos de censura à imprensa, inclusive à internet, desrespeito à vida e roubo do que é dos outros.

    Anomia que dá sua cota afirmativa às ações de vandalismo que destruíram o terminal do Parque Dom Pedro, em São Paulo. Não bastasse a violência cometida ao Coronel Reynaldo em particular, a cometida a todos cidadãos que usam o terminal, muitos dos quais são pessoas simples que não tem outra opção além do transporte público, e se viram privados do serviço, pois os ônibus tiveram que ser recolhidos para n~so serem depredados e queimados.

  6. E estratégia é o uso do esquema PCC: Porrada, Condenação e CADEIA. Sem fiança, sem contemplação! Arranjem um juiz com COJONES DE ELEFANTE e enquadrem esse povo na lei de segurança nacional, terrorismo, xilindró pesado, solitária, sem visita, no c* do mundo com muros de oito metros e crocodilos num fosso em volta.
    Aí neguinho respeita. Está na hora de brasileiros aprenderem que atos têm consequências. E que são proporcinais à gravidade dos atos. Simples, né? Qualquer criança sabe quando é feita ou não justiça. Para quê juízes e advogados sempre do lado do mal? Mas que raiva viver num país onde a impunidade é a regra e o cidadão que sustenta essa farra que se f%$#da!
    CADEIACADEIACADEIACADEIACADEIACADEIACADEIACADEIACADEIACADEIACADEIACADEIACADEIACAD

Deixe uma resposta