O sucesso absoluto de Maduro e a derrocada final da Venezuela

3
63

Nicolas Maduro

Fonte: Instituto Liberal

A notícia de hoje do Estadão sobre os novos passos da Venezuela rumo ao socialismo são assustadores. Agora o Presidente promete acirrar o controle de preços com a criação de um limite de lucros, além de aumentar a fiscalização desse controle.

Interessante notar que a disparada de preços só ocorre porque o governo venezuelano está tomando todas as medidas para aumentar a pressão inflacionária: expansão da moeda, altos gastos públicos, protecionismo, contratação de servidores, e daí por diante.

Com isso, o setor privado simplesmente não tem como manter os preços dos produtos, reajustando a alta forçada pelo governo, que depois diz que a culpa é dos empresários, que correm o risco até de serem presos.

A próxima etapa é aprovação de uma lei que dá plenos poderes ao Presidente venezuelano para dispor da economia como bem entender. Pelos cálculos do governo, falta um voto no Congresso, e já há um plano para cassar uma dissidente bolivariana que despertou dessa loucura. Sua suplente seria fiel ao Maduro e sua cassação resultaria na aprovação dessa lei autoritária.

Um regime tão anti-democrático, na fronteira do Brasil, pode trazer consequência geopolíticas muito ruins para toda a América Latina.

Por Bernardo Santoro

Meus comentários

A Venezuela chegou naquele estágio padrão da implementação socialista: quanto pior para o país, melhor para o governo socialista que está no poder.

A dinâmica de como isso funciona, na ótica de um realista político, chega a ser bobinha depois de desvendada, mas sempre tem funcionado que é uma beleza.

Para obter poder totalitário de forma absoluta (ou seja, não apenas via controle de mídia, como também pelo uso do aparato da força bélica contra seu próprio povo) é preciso criar uma situação de colapso. Esta situação de colapso é o pretexto que socialistas usam para tomar o poder pela força.

O fato é que há anos a Venezuela controla a imprensa, devido a suas “leis de mídia”, que, assim como está ocorrendo agora na Argentina, só fazem beneficiar o estado. Só que a partir do momento em que a crise chega ao ponto do racionamento de produtos, não há controle de mídia que segure. É o momento de buscar o pretexto para tomar o poder pela força também.

Quem assistiu o vídeo com uma palestra do dissidente russo Yuri Bezmenov não tem com o que se surpreender. Assista e veja que a Venezuela hoje apenas é vítima de um padrão comportamental de líderes socialistas que alcançaram sucesso em seu intento.

Anúncios

3 COMMENTS

  1. Esse vídeo do Yuri Bezmenov é simplesmente PERFEITO para descrever, de forma cristalina, como é feita a implantação do socialismo!

    E como pode-se ver no vídeo, estando a Venezuela no estado de crise, não há mais como voltar ao normal.
    Não estou dizendo que nunca vai voltar à ser um país normal, afinal de contas, tudo muda com o tempo.
    Estou dizendo que vai demorar MUITO tempo pra isso acontecer, assim como está demorando na China, Rússia, Cuba, Coréia do Norte, etc…
    Então é provável que nenhuma pessoa que esteja viva hoje, esteja viva para ver o dia em que a Venezuela voltará à ser um país normal.

    Os únicos países que se recuperaram de forma consideravelmente rápida (poucas DÉCADAS) do socialismo foram aqueles em que o socialismo foi implantado à força, alguns países do leste europeu.
    Já aqueles em que o socialismo foi implantado aos poucos, fazendo-se lavagem cerebral no povo para que este caminhe em direção ao destino fatal por vontade própria, estão condenados por muito tempo.
    Podem haver exceções à essa regra, e pela própria definição de exceção, elas apenas confirmam a regra.

  2. Enquanto isso, a China está comprometida com uma nova Reforma Agrária: privatizar a propriedade de terras coletivas para permitir que agricultores “familiares” vendam as mesmas para o agronegócio..
    Isso alem de promover o maior “êxodo rural” da historia, com a transferência de 400 milhões de chineses da zona rural para as cidades com o objetivo de abrir espaço para as lavouras nas poucas terras férteis do país.
    Essa noticia não sai no UOL..

    http://www.noticiasagricolas.com.br/noticias/politica-agricola/131145-reforma-agraria-da-china-deve-mover-mercado-de-agronegocio.html?utm_source=mailing&utm_medium=tarde#.UoOzuyrGyQA

Deixe uma resposta