BBC elege Marx mais importante filósofo da história. Capaz…

10
170

pileofskulls

Em pleno século 21 a BBC deu sua contribuição à desrazão ao eleger Marx como o “mais importane filósofo da história”.

Veja mais, na matéria do Terra, da qual apresento um trecho abaixo:

Karl Marx (1818-1883) foi eleito pelos ouvintes da Radio 4, da emissora pública britânica BBC, “o filósofo mais importante da história” .

O autor de O Capital pode ter perdido espaço no Leste europeu e seu nome pode ter desaparecido de praças e ruas, mas seu prestígio parece ter sobrevivido à queda do muro de Berlim, pelo menos no Reino Unido.

Marx recebeu 28% dos 30 mil votos dos ouvintes, muito na frente do segundo lugar, o escocês David Hume.

Os jornalistas da revista The Economist tentaram, em vão, fazer uma campanha entre seus leitores para angariar votos a favor de Hume, grande representante do empirismo e defensor de um ceticismo moderado, como única forma de frear Marx.

Hume, pensador anti-dogmático que influenciou na filosofia moral e nos trabalhos econômicos do amigo Adam Smith, o maior dos economistas clássicos, obteve apenas 12,7% dos votos.

Outros meios britânicos apoiaram diferentes filósofos. O jornal The Guardian, de centro-esquerda, apadrinhou outro alemão, Immanuel Kant, que ficou em sexto.

Mas deixe-me entender os critérios.

Se o critério for definir o pensador que foi mais importante para criar sistemas de pensamento com foco em obtenção de poder para espertos (fazendo uso de uma legião de tolos), ganhando sanção moral para cometer genocídios, não dá para discutir: Karl Marx é o maior pensador que surgiu na história do discurso político para dar suporte a psicopatas que querem o poder, suplantando em muito gente como Adolf Hitler e Giovani Gentile.

Anúncios

10 COMMENTS

  1. Contra marx use Eric Voegelin é como neocid não fica um.
    Os marxistas nunca leram voeglin sempre falaram sozinhos sem oposição.
    “Voeglin, quando a realidade entra em conflito com Marx, ele descarta a realidade.”

  2. E por que isso não me surpreende?

    Uma emissora totalmente anti-cristã, que o próprio diretor afirmou que zomba dos cristãos, mas não dos mulçumanos, que fala sobre crimes de honra na Inglaterra, mas não menciona quem os pratica (mulçumanos), que quer censurar quem critica o aquecimento global e muito mais?

    A BBC é um exemplo do que é a mídia nos dias de hoje.

  3. Assim que ouviram o nome “divino” Marx, os marxistas saíram de suas cavernas obscuras e suas pirâmides sacrificais para grunhirem em uníssono: Marx! Marx! Marx!
    Pessoas descentes continuaram cuidando da vida.
    É por isso que eu não acredito em voto facultativo.

    • Ia escrever exatamente isso. Numa campanha em que vota quem quer os, comunistas sempre vão ganhar disparados por que eles são fanáticos religiosos e vão votar em massa na religião deles..

      Por isso, sou totalmente contra essa campanha de voto nulo e/ou abstenção em 2014. Quando todos os anticomunistas se omitirem nas eleições, os comunistas serão eleitos com maioria absoluta porque a militância vai lá e vota. Continuo favorável ao voto obrigatório. É um excrescência, mas até o brasileiro comum entender a diferença entre Marx e Hume, não adianta ficar pedindo voto para Hume quando o cara prefere ver quanto tempo vai precisar ficar sem comer – ou , quem sabe, “aliviar” algum capitalista distraído – para descolar os R$ 250,00 da entrada para jogo do “Framengo”! 😉

  4. Mas deixe-me entender os critérios…

    “Karl Marx (1818-1883) foi eleito pelos ouvintes da Radio 4, da emissora pública britânica BBC,[…]”

    Ah, tá… Os ouvintes é que “elegem” baseado em critérios que eles mesmos desconhecem… Ufa! Foi só uma pegadinha do malandro. Me sinto até mais aliviado…
    Se fosse só pelos critérios de uma comitiva de iluminados inteléqui-léqui-léquitualizados pelo sistema público de ensino e acima de qualquer suspeita, encastelados nos meios de comunicação e na cultura de massa da Inglaterra, aí eu ia me preocupar.
    |¬)

Deixe uma resposta