Um país histérico por causa do esquerdismo: (fake) Tubby proibido, Lulu liberado

32
154

aplicativo-Lulu

Post atualizado em 06/12/2013, as 9:21, com novas informações.

Quando existe uma hegemonia esquerda em um país, temos atitudes irracionais e totalitárias assumindo ares de respeitabilidade. Este é o exemplo da recente proibição do aplicativo Tubby, que não passa da resposta masculina (e fake) ao aplicativo Lulu:

A 15ª Vara Criminal de Belo Horizonte (MG) emitiu na tarde desta quarta-feira (4) uma liminar que proíbe o aplicativo “Tubby” de ser disponibilizado em todo o Brasil.

A decisão, proferida pelo juiz Rinaldo Kennedy Silva, titular da Vara Especializada de Crimes Contra a Mulher da capital mineira, aceitou o pedido de medida cautelar feito nesta terça-feira (3) pelos coletivos Frente de Mulheres das Brigadas Populares de Minas Gerais, Margarida Alves, Movimento Graal no Brasil, Marcha Mundial das Mulheres, Movimento Mulheres em Luta, Marcha das Vadias e Coletivo Mineiro Popular Anarquista (Compa).

Os grupos entraram com a ação com base na Lei Maria da Penha (11.340/06), argumentando que o aplicativo promovia a violência contra a mulher.

O juiz disse haver “plausibilidade jurídica na tese exposta” pelo coletivo, ”uma vez que a requerente pretende a defesa dos interesses difusos das mulheres”.

“Há também fundado receio de dano irreparável ou de difícil reparação, uma vez que depois de ofendida a honra de uma mulher por intermédio do mencionado aplicativo, não haverá como repará-la”, escreveu o juiz Kennedy.

O “Tubby” é um aplicativo para homens avaliarem o comportamento e o desempenho sexual de mulheres, criado, segundo seus desenvolvedores, em represália a outro aplicativo, o “Lulu”, que tem o mesmo propósito, mas é direcionado às mulheres.

Na decisão, o juiz proibiu o Facebook, a equipe do próprio “Tubby”, e as lojas de aplicativos do Google (Google Play) e da Apple (App Store) de permitir a veiculação do aplicativo, sob a pena de multa diária de R$ 10 mil, em caso de descumprimento.

G1 entrou em contato com as empresas, que, até a publicação desta reportagem, não haviam respondido.

O “Tubby” seria lançado nesta quarta-feira (4), mas foi adiado para sexta. Segundo a equipe responsável, os motivos foram problemas nos servidores, devido ao grande número de acessos, e um esforço para legalizar o aplicativo.

Quem quer que leia a notícia acima e não sinta que temos uma gravíssima distorção de valores, com certeza deixa de ser alguém confiável em relação a seu comportamento, pois tem falhas de caráter (e inaptidão para o julgamento de eventos do mundo) em grau tão acentuado que simplesmente não podemos manter qualquer grau de interação saudável com essa pessoa. Resta apenas a rejeição social a este tipo de gente.

Eu não dou a mínima para o Tubby, e nem para o aplicativo Lulu.

O que me interessa é o valor moral de feministas de extrema-esquerda, que consideram lícitas as avaliações de pessoas do sexo oposto, se feitas por mulheres, mas ilícitas as mesmas avaliações do sexo oposto, se feitas por homens.

Algumas feministas histéricas poderão dizer que isso é “lutar contra a opressão”, mas qualquer alegada luta por opressão deve lutar por direitos iguais. Logo, se há um direito de mulheres não serem avaliadas por pessoas do sexo oposto, devemos tratar do mesmo direito dos homens, oras.

Outras feministas dizem que “O Lulu não usa comentários de tonalidade sexual, mas no Tubby existem esses comentários”. Ué, quer dizer que o puritanismo passou a ser regra da extrema-esquerda agora?

Como se isso não bastasse, temos o tradicional caminhão de contradições.

Segundo as feministas, o homem é opressor, pois julga as mulheres como sexo frágil. Mas foram elas (justiça seja feita: “elas” se refere às feministas, não às mulheres em geral) que precisaram da coerção estatal para evitarem o julgamento pelo sexo oposto. Mas os homens não precisaram da mesma coerção.

Em outras palavras, a ação judicial contra o Tubby é aquele tradicional jogo de briga escolar entre uma menina e um menino. Mas o detalhe é que o menino está sendo segurado por outras pessoas, para que a menina possa bater e ele não consiga revidar. Assim é fácil fazer a encenação de que foram transformadas em “sexo frágil” pelo homem, e não por elas mesmas.

Há quem diga que essa proibição não vai durar, mas as feministas não podem ser perdoadas por isso (não por proibirem um aplicativo que nem existe, mas por se colocarem a favor de regras desiguais). A partir de agora, temos autoridade moral para chamá-las de totalitárias, inimigas da liberdade de expressão e pessoas que usam o estado para oprimir aqueles a quem consideram inimigos (ou seja, os homens). Enquanto isso, resta aos que não caíram no engodo feminista ridicularizá-las por isso.

Mesmo com a divulgação de que o Tubby é fake, não devemos deixar elas fugirem do estigma que elas mesmas (feministas) criaram, que envolve qualificações como:

  • Falta de capacidade de viver em sociedade
  • Fobia por liberdade de expressão alheia
  • Incapacidade de entender valores morais e éticos
  • Relativismo moral ao nível da psicopatia
  • Uso do poder estatal para ações judiciais feitas por pura politicagem, quase sempre facilmente qualificadas como litigância de má fé
  • Uso de mentiras para se fingirem de vítimas, enquanto praticam comportamento de ódio

E se algumas disserem que esses grupos não representam as feministas, sinto muito ao lembrar que a notícia é mais clara que a neve: não foi apenas uma ONG feminista, mas 7 (sete) delas que entraram com a ação conjunta para implementar um relativismo moral torpe e rasteiro.

E, por fim, alguns esclarecimentos que tornam tudo mais divertido e constrangedor para as feministas. Ao que parece, o Tubby não passa de um programa fake que serve para esfregar na cara das feministas que só elas (por causa do aplicativo Lulu) estão sujas na parada.

Melhor ainda foi elas terem se colocado contra um aplicativo fake que no máximo equilibraria o jogo. Note que não foi preciso muito esforço para atrai-las para o típico comportamento feminista: julgar o mundo com um relativismo moral abjeto.

Três regras táticas de Saul Alinsky foram usadas aqui brilhantemente pelo pessoal do Tubby, e que devem ser exploradas: (4) Faça o inimigo sucumbir pelo seu próprio livro de regras; (5) O ridículo é a arma mais poderosa do ser humano; (9) A ameaça geralmente é mais aterrorizante que a coisa em si.

Anúncios

32 COMMENTS

  1. Assim fica fácil. As líderes feministas são pessoas execráveis, mas as seguidoras histéricas são motivo de piada. Elas sempre conseguem produzir provas contra si mesmas. Aliás, elas terminam queimando todas as mulheres por causa disso.

    Vale lembrar que as feministas são apenas a poça. Pra acabar com o problema, temos que atacar a goteira no teto, ou apenas permaneceremos enxugando uma poça atrás da outra.

  2. Faço uma pergunta, pois não sou especialista em direito.

    A 15ª Vara Criminal de Belo Horizonte (MG) tem jurisdição para a Federação? Para todo o Brasil?

    Acho que essa medida pode ser derrubada, se os que se julgarem prejudicados recorrerem.

    Por favor, alguém que tenha mais conhecimento de direito, forneça-nos um esclarecimento jurídico.

    Abraços e antecipadamente grato.

    • Quero enfatizar que não vim aqui contestar os direitos individuais e inalienáveis, que tem os homens de entubarem e classificarem como quiserem as vagabundas com quem se divertem frequentemente.

      Digo vagabundas porque, em minha visão, nenhum homem que se preze irá expor a quaisquer classificações uma mulher que ele valorize e respeite.

      Eu particularmente não irei usar essa merda de aplicativo, visto que nem sequer utilizo essas merdas de redes sociais inúteis como facebook, twitter e o cazzo a quatro…

      Mas, para quem é fã dessas porras, acredito que devam fazer um abaixo ou acima assinado para exigirem o devido respeito às liberdades de expressão e opinião dos homens em relação ao império das vagabundas do nosso Brave New World.

      Também acho que esse aplicativo teria uma utilidade profilática para a boa saúde dos homens, pois, do jeito que são as vagabundas, ooopsss, quero dizer mulheres de hoje, os homens não tem como saber, de antemão, sequer se elas tomam banho regularmente ou são higiênicas o suficiente para uma foda segura (mesmo com camisinha). Vemos ai a necessidade desse aplicativo para uns alertarem aos outros do grande perigo de belas rosas com ponteagudos e contaminados espinhos.

      Por isso mesmo já dizia o Grande William Ladiesfucker:
      “Mais vale uma prostituta meiga passiva que uma feminista anthropoide ativa! Pois as prostitutas, que são profissionais do mais antigo serviço social da humanidade, cuidam muito bem e zelosamente de seus equipamentos operacionais, garantindo deste modo a boa e saudável qualidade dos serviços prestados aos clientes.”

      Grande William Ladiesfucker né?

      Para finalizar digo que, em minha opinião, e apenas, e tão somente, em minha insignificante opinião, esse aplicativo é coisa de pseudo homens idiotas e infantis, pois homem que é homem não irá pautar seu comportamento de acordo com o comportamento de vagabundas internéticas inúteis, ou melhor, úteis por uma noite e nada mais.

      Abraços.

  3. Essa atitude delas foi a prova “cabal” que o feminismo atual NÃO luta por direitos iguais, luta por direitos exclusivistas e sexistas.

    Se realmente lutassem por direitos iguais, as próprias ONGs feministas que foram militar para que esse aplicativo “Tubby” não fosse lançado, fariam uma mesma militância (no mesmo dia, talvez) para retirar o aplicativo “Lulu” de circulação.
    Mas não, não fizeram e nem vão fazer. Pensei que feministas lutavam por direitos iguais e para resolver os problemas dos sexos, mas suas atitudes, suas militâncias, seus slogans, suas decisões

    Feminismo é a ideia de que você está lutando por direitos iguais ao lutar por direitos diferenciados.
    Feminista vale menos que um pedaço de merda.

  4. Essa atitude delas foi a prova “cabal” que o feminismo atual NÃO luta por direitos iguais, luta por direitos exclusivistas e sexistas.

    Se realmente lutassem por direitos iguais, as próprias ONGs feministas que foram militar para que esse aplicativo “Tubby” não fosse lançado, fariam uma mesma militância (no mesmo dia, talvez) para retirar o aplicativo “Lulu” de circulação.

    Mas não, não fizeram e nem vão fazer. Pensei que feministas lutavam por direitos iguais e para resolver os problemas dos sexos, mas suas atitudes, suas militâncias, seus slogans, suas decisões, seus focos, provam que não, prova que lutam por supremacia com o papai Estado ajudando.

    Feminismo é a ideia de que você está lutando por direitos iguais ao lutar por direitos diferenciados.
    Feminista vale menos que um pedaço de merda.

  5. Essa atitude delas foi a prova “cabal” que o feminismo atual NÃO luta por direitos iguais, luta por direitos exclusivistas e sexistas.

    Se realmente lutassem por direitos iguais, as próprias ONGs feministas que foram militar para que esse aplicativo “Tubby” não fosse lançado, fariam uma mesma militância (no mesmo dia, talvez) para retirar o aplicativo “Lulu” de circulação. Afinal, elas não lutam por direitos iguais?

    Mas não, não fizeram e nem vão fazer. Pensei que feministas lutavam por direitos iguais e para resolver os problemas dos sexos, mas suas atitudes, suas militâncias, seus slogans, suas decisões, seus focos, provam que não, prova que lutam por supremacia com o papai Estado ajudando.

    Feminismo é a ideia de que você está lutando por direitos iguais ao lutar por direitos diferenciados.
    Feminista vale menos que um pedaço de merda.

  6. O pior de tudo é o seguinte: A lei Maria da Penha é para coibir a violência doméstica e familiar contra a mulher. O que por si só eu já acho absurdo, já que temos os outros instrumentos legais que podem ser aplicados tanto ao homem quanto para as mulheres.
    Prestaram atenção no que eu disse?
    Violência DOMÉSTICA E FAMILIAR.
    É mais uma decisão que demonstra o nível de mediocridade que estão os magistrados brasileiros.

  7. Martha Stout em seu livro “Meu Vizinho Psicopata” lança o questionamento dos males sociais derivados da atuação política de psicopatas. O feminismo com certeza é uma delas.

    • Ha! Ha! Ha!

      Os caras enganaram até a 15ª Vara Criminal de Belo Horizonte (MG).

      A justiça brasileira está tão “bem servida” de “técnicos” assessores judiciais, que ninguém teve o mínimo de competência para apurar e certificar os autos do processo judicial das feministas.

      As universidades brasileiras são tão atrasadas e obsoletas, devido ao gramscismo cultural, que tenho até vergonha, lá fora, de dizer que sou brasileiro.

      Meu Deus!
      Estamos no fundo do esgoto do poço das valas do abismo.
      E esse povinho miseravelmente ignorante irá reeleger a tal da governAnta petista.

      Me perdoem o desabafo mas não encontro outras palavras para descrever meu estado emocional de revolta:
      CARALHO! Por quanto tempo mais ficaremos berrando como ovelhas mansas enquanto essa PORRA dessa escória ordinária continua nos tratando como lixo?
      CARALHO! Somos HOMENS ou o que?
      O que somos nós os brasileiros?
      Que cazzo de criaturas miseráveis e nojentas somos nós?

    • Como você disse, o fato de app ser fake só aumenta a vergonha das feministas, MNHs, et caterva. Acaba sendo a mesma coisa que o vídeo do Pizzaria Brasil, serve como isca para mostrar o baixo nível e as reais intenções dessa canalha.

    • Fake mas atingiu seu objetivo com perfeição: o de mostrar pros idiotas que feminismo não quer igualdade coisa nenhuma E que feminazismo e governo andam lado a lado, já que o governo pra proibir o tubby foi a jato, já o lulu…

      • Se você reparar, a legenda fala em avaliar o sexo oposto como sendo ‘machismo’, dando a entender que esses “trolls” na verdade são esquerdistas feministas.

        Só que, enquanto os famigerados machistas apenas ficaram curiosos, contaram piadas ou ignoraram, são as mulheres exibindo exatamente o tipo de comportamento criticado pelos tais criadores do tubby. Ou seja, seriam babacas, imaturas, sem noção e sem respeito pelas pessoas. E no topo de tudo, princesinhas mimadas com atitude ditatorial, já que até na justiça entraram pra proibir a brincadeira.

        Ganhei meu dia com essa. Você não precisa muito pra ferrar os esquerdistas. Eles fazem metade do trabalho pra você.

  8. Sabem pq supostamente o indice de desemprego esta baixo, os salário estão estagnados desde 2002 não há aumento real dos rendimentos médios no Brasil.
    O trabalhador brasileiro obteve apenas um aumento de 102 r$ em 10 anos , no rendimento médio real,

    Rendimento médio real do trabalho principal, habitualmente recebido por mês, pelas pessoas de 10 anos ou mais de idade, ocupadas no trabalho principal da semana de referência, por regiões metropolitanas, segundo os meses da pesquisa – mar.2002-jan.2012 fonte IBGE, Tabela completa http://migre.me/gTNNP

    Estimativas (Em R$ de Janeiro de 2012)

    Em 2002 , o rendimento médio era de 1510 r$, somente em setembro de 2008, ele retorna a para o mesmo valor, ou seja somente em 2008 o trabalhador retorna a receber o mesmo rendimento que em março de 2002, 5 anos depois.

    O trabalhador somente em 2010 retorna a receber um salário maior que o de junho de 2002, 8 anos depois.

    Em janeiro de 2012 o rendimento médio alcança os 1672r$ , 102 r$ a mais que junho 2002, depois de 10 anos.
    O link esta no nassif pq foi eu que fiz, não é coisa de governista..
    http://jornalggn.com.br/fora-pauta/rendimento-medio-real-do-trabalho-entre-os-anos-de-2002-2012

  9. Ponto pra eles
    Agora tenho dúvidas se o ridículo é realmente a arma mais forte do ser humano…pelo menos comigo funciona ao contrário, quando eu vejo alguém que se esforça MUITO em ridicularizar algo, aí sim eu fico desconfiado. Como por ex, quando vejo as feminazi se esforçando muito pra ridicularizar a psicologia evolutiva.
    Mas talvez o Sal ainda esteja certo, já que a maioria do mundo é feito de gente burra, que tem preguiça de pensar e analisar as coisas além do superficial, o ridículo é sim forte entre eles

  10. Negro “zuando” branco é legal… Branco “zuano” negro é preconceito, É CRIME! Mais ou menos a mesma coisa que aconteceu.
    Mulher avaliando homem é legal, é bonito. Homem avaliando mulher é violência contra a mulher.

  11. Se feministas se preocupassem com os direitos das mulheres iriam pro oriente médio salvar as mulheres que sofrem com os islamismo violento.
    Mas como são todas uma hipócritas é claro que elas virama a cara pro lado ante o sofrimento das mulheres vítimas do islamismo.

  12. Agora que ví o vídeo do Tubby cheguei à conclusão de que qualquer pessoa que tenha acreditado por um segundo sequer que esse aplicativo era de verdade tem sérios problemas de retardamento mental.
    O que explica perfeitamente as feministas terem acreditado que era de verdade.
    CQD.

  13. Esse aplicativo é criminoso meus caros. Cada comparação mais esdruxulas de feminista, falando que o homem por um dia se sentira objetificado, que mulher nao pode ousar comentar sobre o homem. Eu desde a quinta serie sou avaliado, e no terceiro ano ja fizeram listinha dos mais feios e mais bonitos da escola, mulher avalia o homem em tudo que e lugar já, vamos parar de hipocrisia. Más esse aplicativo comete os crimes de uso de imagem indevida, difamação, em meio de comunicação publico ainda por cima, cumplice no anonimato das criminosas.

    Eu quando vi, pensei nas historias que via qdo era moleque dos xman, e tinham que fazer um banco de dados dos mutantes perigosos, e as vitimas lutavam contra esse abuso de poder, agora fazem isso com os homens e é brincadeirinha de mocinhas inconsequentes, e a sociedade ainda é machista quando reclama. Tem que tirar essa merda do ar imediatamente, mesmo nao tendo facebook, senão daqui uns anos vão vir as coleirinhas de choque acionados por qualquer mulher.

  14. *OFF TOPIC:

    Luciano,

    Mais um bom argumento para os pessimistas antipetistas de plantão:

    *Oligarquia Financeira Transnacional já decidiu que PT deve ser tirado do Palácio do Planalto em 2014:

    “O PT não resistirá a 2014. Esta é a aposta dos agentes econômicos internacionais. E se o Brasil não vencer a Copa da Fifa, a derrota programada será socialmente ainda mais desgastante para petistas e petralhas que, a partir de agora, devem investir na procura do bote salva-vidas no PTitanic. Na língua dos controladores globalitários, “the game is over”.”

    http://www.alertatotal.net/2013/12/oligarquia-financeira-transnacional-ja.html

    Um dos elos fracos do governo chama-se PeTrobrás.

    • Êsse site (Mundo Realista) é a “re-encarnação” 😛 do antigo “Homens Honrados”, correto?
      De qualquer modo, achei legal o administrador usar o avatar do John J. Sheridan (from BABYLON 5) 🙂

  15. que vergonha de vocês.. tanto o que escreveu o texto ( quando generaliza e tenta desmerecer a luta feminista), quanto os que corrobaram essas ideias que ao meu ver, sim, são dignas de repúdio.

Deixe uma resposta