O PT que deu certo: Coreia do Norte ameaça atacar o Sul por protestos contra seus líderes

14
136

corean

Fonte: UOL Notícias

A Coreia do Norte ameaçou nesta sexta-feira (20) a Coreia do Sul em realizar um ataque “sem piedade” e “sem prévio aviso” como vingança pelas recentes manifestações de cidadãos em Seul contra o regime comunista de Kim Jong-un.

A Comissão Nacional de Defesa, órgão que rege os assuntos militares norte-coreanos, enviou a ameaça por fax ao Conselho de Segurança Nacional da Coreia do Sul através da linha de comunicação militar da fronteira ocidental, informou à Agência Efe uma porta-voz do Ministério da Unificação de Seul.

Pyongyang informou na carta que se continuarem as manifestações em Seul contra “a mais alta dignidade” do Estado comunista – em referência a seus líderes – fará um ataque “sem piedade” e “sem prévio aviso” ao país vizinho.

Centenas de sul-coreanos convocados por grupos conservadores se manifestaram em Seul na terça-feira dia 17, dia do segundo aniversário da morte do ditador norte-coreano Kim Jong-il, com cartazes contra Pyongyang e queimaram imagens dos líderes da dinastia Kim, altamente venerados na Coreia do Norte.

A Coreia do Sul, por sua vez, respondeu à nova ameaça do Norte através da linha de comunicação militar com outro fax no qual advertiu que responderá “com contundência” a qualquer “provocação” do país vizinho.
Embora este tipo de ameaças norte-coreanas sejam relativamente frequentes, não é tão habitual que o regime as envie diretamente ao Sul através da linha de comunicação militar, já que costuma fazê-lo mediante comunicados em seus meios de imprensa estatais, como a agência de notícias “KCNA”.

Em todo caso, “também não é a primeira vez” que recorrem a este canal de comunicação bilateral, conforme disse a representante da Unificação.

Tanto o Ministério da Defesa da Coreia do Sul como a presidente do país, Park Geun-hye, advertiram sobre a possibilidade de uma “provocação” norte-coreana, sem descartar uma agressão militar.

Seul acredita que a Coreia do Norte poderia estar passando por um momento de instabilidade após a fulminante execução na semana passada de um de seus políticos mais influentes, Jang Song-thaek.

Meus comentários

Existem dois esquerdismos principais, em pólos opostos: aquele que funcionou com sucesso, e aquele que é obrigado a ficar recuado por pressão de críticos externos (jamais por críticas internas, naturalmente). Entre esses dois esquerdismos principais, existem várias matizes que vão progressivamente de um pólo a outro.

Em uma escala de esquerdismo, podemos colocar a Coréia do Norte como o esquerdismo que deu certo por completo. É um país sem liberdade, cujos donos do poder conquistaram o poder absoluto, podendo fazer o que quiser com sua população completamente dominada pela lavagem cerebral ou medo (ou ambos), e, como não poderia deixar de ser, com o controle da mídia.

Deve ser muito dolorido para os líderes esquerdistas da Coréia do Norte terem conquistado sucesso, mas verem que seus irmãos esquerdistas da Coréia do Sul não conseguiram sucesso em tirar a liberdade, dominar a população e controlar a mídia dos sul-coreanos.

Como resultado, a mente dos norte-coreanos entra em colapso quando vê manifestações de liberdade de expressão sadias vindas do outro lado.

Claro que a Coréia do Norte não vai invadir a Coréia do Sul, pois as ameaças de guerra feitas pelos primeiros não passam de truques de intimidação típicos de esquerdistas. Como diria Saul Alinsky, “poder não é o que você tem, mas o que o inimigo pensa que você tem”. Ou melhor: “A ameaça é sempre pior do que a coisa em si”.

Por enquanto, é melhor continuar usando a Coréia do Norte como um país exemplar em termos de esquerdismo. Ali temos um exemplo de como um país perde seus parâmetros morais quando o esquerdismo dá certo. Que eles continuem nos ensinando… a como não gerir um país.

Anúncios

14 COMMENTS

  1. Luciano, estou terminando de ler esse livro aqui:

    http://www.amazon.com/Political-Ponerology-Science-Adjusted-Purposes/dp/1897244258/ref=sr_1_1?ie=UTF8&qid=1387536486&sr=8-1&keywords=political+ponerology

    E só digo uma coisa, é um MILAGRE esse livro não ser proibido.Sério, lá dos anos oitenta o cara descreve tudo que está acontecendo com o brasil de HOJE, e mais ainda, ele mostra as causas psicológicas da crasse de companheirada dominante e da gente, a resistência das pessoas normais, mostra como a crasse SABE que é inferior intelectualmente às pessoas que eles querem dominar, fala do fortalecimento da religião em países dominados pelos psicopatas, e o principal, mostra estratégias de resistência psicológica que as pessoas normais podem usar sob esses regimes

    • Lucro!?? E desde quando lucrar é errado? Se uma ONG ganha muito dinheiro fazendo a coisa certa não tem problema nenhum, esse Feliciano é um idiota mesmo, devia escrever um livro expondo o que eles querem fazer com a família e com a educação dos filhos dos outros, agora vem com essa besteira de ‘lucro’…putz

    • É muito bom que ele faça isso mesmo, porque esquerdistas adoram falar contra o capitalismo, contra o lucro ao passo que se fingem de representantes dos pobres. Em especial o movimento LGBT que já arrecadou altas quantias do dinheiro de impostos, e gasta apenas nas porcarias de marchas de vadias e paradas gays onde nada se aproveita em benefício REAL daqueles que afirmam representar.

  2. É obvio que Kim Jong-un não é trouxa o suficiente para atacar a Coreia do Sul, pois ele sabe que perderia sua posição para o esperto e paciente Kim Jong-dois.

    E também não devemos nos preocupar com ameaças de guerras nucleares, porque guerras nucleares já são, há muito, obsoletas.

    O que, de fato, pode acontecer será a última, final e derradeira das guerras no planeta Terra, ou seja:
    A guerra TERMONUCLEAR, esta sim! top de linha high-tec, para a qual não há esperanças de sobrevivência. Nenhuma forma de vida poderá sobreviver, nem mesmo as baratas.

    Para avaliarmos o potencial do estrago basta apenas mensurarmos os efeitos entre uma detonação de um dispositivo de fissão nuclear (urânio-235 ou plutônio) em relação a um dispositivo de fusão nuclear de hidrogênio.

    Para os senhores terem uma ideia aproximada da esbornia basta saber que para detonar uma bomba de fusão de hidrogênio é necessário uma bomba de fissão de plutônio, como ESPOLETA para obtenção da temperatura necessária à ignição do processo de fusão nuclear do hidrogênio.

    Conclusivamente as guerras nucleares já são obsoletas.

    A guerra TERMONUCLEAR é a guerra da hora, e da hora definitiva para a humanidade, diga-se de passagem.

    Abraços.

  3. Para mim a Coréia do Norte só vive de ameaça. Até mesmo para manter uma bomba nuclear exige custos que eu acho que eles não tem para bancar.
    É sempre a mesma coisa, eles ameaçam e nunca fazem porra nenhuma.

  4. Esse balofo ditador da Coreia é um picareta que gosta de brincar de Stálin. Além de tudo vive ameaçando justo os países que doam dinheiro para que sua população não morra de fome. E não podemos esquecer que ele tem todo apoio de partidos do governo brasileiro, e de organizações “progressistas”. Uma fofura!

Deixe uma resposta