Qual a única reação adequada para a direita diante da notícia dizendo que empresário é condenado a pagar R$ 5.000 por dizer, em conversa privada, que filho de Lula é um idiota?

14
74

146873_Lulinhaintjpg

Segundo a Folha de São Paulo, um empresário foi condenado a pagar R$ 5.000,00 de indenização por chamar o filho de Lula de “idiota”. Veja abaixo:

O empresário Alexandre Paes dos Santos foi condenado a pagar R$ 5.000 a Fábio Luís Lula da Silva, filho do ex-presidente Lula, por tê-lo chamado de “primário”, “idiota” e “uma decepção” em conversa com jornalista da revista “Veja” que não chegou a ser publicada. Cabe recurso.

Lulinha, como Fábio é conhecido, soube das declarações ao processar a publicação por reportagens em que foi apontado como lobista.

Santos, também apresentado como lobista nas reportagens, teria dito ao jornalista Alexandre Oltramari, da “Veja”, que Lulinha despachava em seu escritório em Brasília.

O empresário negou as afirmações, mas tornou-se réu em processos que o filho de Lula moveu contra a Editora Abril, que publica “Veja”, e Oltramari. A revista entregou à Justiça a gravação das conversas de Santos com o repórter, incluindo o trecho em que ele criticava Lulinha.

Ao saber do diálogo, Fábio abriu um novo processo, por dano moral. Perdeu em primeira instância, mas, no último dia 10, a 1ª Câmara de Direito Privado do Tribunal de Justiça de São Paulo acolheu em parte seu recurso.

A decisão foi divulgada pelo site Consultor Jurídico.

O desembargador Alcides Leopoldo e Silva Júnior considerou que Santos teve intenção de ofender Lulinha, mesmo que sua frase não tenha sido publicada. Para o magistrado, a Abril e Oltramari não causaram danos.

O advogado de Lulinha, Cristiano Martins, disse que recorrerá para que eles também sejam responsabilizados, porque teriam tornado as ofensas públicas ao anexar o áudio ao processo.

Alexandre Fidalgo, advogado da Abril e de Oltramari, refuta o argumento. “Se Lulinha quisesse preservar sua honra, teria pedido segredo de Justiça”, disse. O advogado de Santos, Eduardo Ferrão, não foi localizado.

Um amigo escreveu: “O cerco está se fechando…”. Respeito a opinião dele, mas não costumo me impressionar com essas coisas. Como Saul Alinsky disse, poder não é o que você tem, mas o que o seu inimigo pensa que você tem.

A verdade é que a direita normalmente é conivente com as bizarrices praticadas pela esquerda. Com isso, ela incentiva que a esquerda perca cada vez mais o pudor em relação às baixarias que façam. Em qualquer nação civilizada, uma figura pública ficaria envergonhada em ser reconhecida como aquela que ganhou uma ação bizarra impedindo a liberdade de opinião em conversas privadas.

Em uma nação civilizada, um diálogo seria assim:

– Mano, é verdade que você lançou uma ação judicial contra alguém que emitiu uma opinião pejorativa sobre você em conversas privadas?

– De jeito nenhum! Você está louco?! Eu jamais iria proibir a liberdade de opinião!

Agora veja como é o diálogo nesta civilização tribal que estamos nos tornando:

– Mano, é verdade que você lançou uma ação judicial contra alguém que emitiu uma opinião pejorativa sobre você em conversas privadas?

– Claro! Fiz e faço de novo contra todo mundo que der uma opinião contra mim que eu considerar ofensiva!

Dá para sentir a diferença? Com nossa tolerância e conivência de costume diante do totalitarismo , estamos incentivando os totalitários a serem mais totalitários. Nós não temos feito nosso trabalho de causar rejeição social suficiente a este comportamento. Hoje o principal discurso da extrema-esquerda tem sido a busca por diversas formas de censura. Nós, pelo contrário, damos um poder a eles que na verdade eles não tem.

É por isso que eu digo que devemos aprender com os neo-ateus.

Imagine que, em uma conversa privada, o Daniel Sottomaior, da ATEA, diga que o Silas Malafaia ou o Marco Feliciano são idiotas. Imagine que o tom usado seja exatamente o mesmo daquele usado em direção ao filho de Lula. Imagine agora que o ofendido lance uma ação judicial contra Sottomaior. O resultado não seria a lamúria nas redes sociais, mas o escárnio de toda uma situação, com os líderes religiosos sendo acusados de totalitários e inimigos da liberdade de expressão. A pressão seria tamanha que a ação contra os neo-ateus seria retirada quase que de imediato.

Imagino até o diálogo entre líderes neo-ateus diante de um processo assim:

– Cara, não acredito! Os religiosos foram muito burros! Lançaram uma ação pedindo indenização de R$ 5.000 reais por causa de uma opinião que demos em privado!

– É sério isso?!

– É sério… Veja aqui a notícia… (mostra a notícia)

– Ah, que maravilha! Estamos feitos! Vamos ridicularizar tanto esses caras, mas tanto que eles vão ter que ficar se defendendo até a última geração. Agora serão acusados de inimigos da liberdade de expressão e “novos inquisidores”.

– Eu te falei disso, pois eu sabia que eles deram uma oportunidade de ouro para a gente.

– Cara, isso é um presente que eles deram para nós! Estávamos precisando que eles fizessem uma ação para ficarem conhecidos como censores da opinião alheia! Vamos aproveitar agora!

É este o nível de diálogo que a direita deveria ter. A oportunidade é tremenda. Mas, antes de aproveitar a oportunidade que Lulinha nos deu, devemos criar uma conscientização onde dizemos para nossos amigos de direita: somos nós os responsáveis pela maioria dos sucessos que a esquerda tem conseguido.

O ato de alguém tentar proibir a liberdade de opinião alheia é um crime moral, que deve ter um preço, e somos nós que temos que cobrar esse preço. Mas, se não fizermos nada (em termos de exposição e ridicularização de toda a situação), como é que podemos reclamar do “avanço da esquerda”?

Anúncios

14 COMMENTS

  1. Esse Des. Alcides Leopoldo e Silva Júnior deveria ser removido do cargo aos chutes. A ação gramsciana no Brasil transformou gerações inteiras em imbecis irrecuperáveis. Esse desgraçado deve ser um. Pensando o melhor. Senão, deve ser mesmo é um filho de uma p…
    O tal Alexandre Paes dos Santos vai fazer o quê? Gastar uma pequena fortuna pagando advogados para recorrer até o S.T.V.F. (Supremo Tribunal Vergonhoso Federal)? Ou paga logo e, intimamente, manda o Lulinha enfiar no c…? E não fala mais com repórter dedo-duro?
    “Belo” serviço fez a Veja. Tirou da reta e deixou o entrevistado para os lobos. Proteger a fonte nem pensar. Em outro comentário neste blogue eu falei de fogo amigo. Isso é uma das piores características que eu vejo (sem trocadilho) entre os conservadores. Ficam atirando um no outro, ao invés de mirar nos revolucionários. Já estes são os espertos que resolvem suas diferenças apenas depois da batalha ganha. Normalmente, matando uns aos outros, como a História amplamente testemunha. Fica difícil lutar, quando a porradaria, a traição, o entreguismo vêm dos “aliados”. Sabia mais Winston Churchill.
    Não é sem motivo que o Olavão fala que, mesmo começando hoje, vai demorar uns cinqüenta anos de transformação cultural intensiva para conseguir uma geração conservadora que ambicione o poder político efetivamente. Eu afirmo que passarão setenta e cinco (ou três gerações) antes que isso possa acontecer. Mãos à obra, Luciano.

    • Ótimo comentário marcos. A verdade é q enquanto a esquerda sempre foi muito articulada e unida a direita é um balaio de gatos brigando entre si. Desunião é a cara da direita. Talvez seja um dos efeitos nocivos do individualismo. Temos q mudar isso. Fogo amigo não ajuda nada.

    • Tem razão o advogado do empresário: o processo deveria correr em segredo de justiça, para que o filho do ex-presidenfe ficasse preservado. Por outro lado, fica o aviso: se xingar o filho do Lula, vai ter de pagar indenização. No mérito, acho que o empresário não deveria ser condenado, uma vez que a entrevista não chegou a ser publicada. Por fim, a escolha da foto foi perfeita…

  2. Sempre achei abjeto o silêncio da imprensa sobre tudo que envolve o “intocável” Lulinha, que enriqueceu da noite pro dia de maneira bastante suspeita, isso para usar um tom bem eufemístico. Só no Brasil mesmo.

  3. Pararam para pesar que sem querer a o processo forneceu argumentos validadores daquilo que estava sendo falado na conversa em privado? É de uma primariedade sem tamanho processar alguém por dizer em privado coisas de que ele não gosta, assim como uma idiotice ir aos tribunais por causa de R$ 5 mil, bem como uma decepção das boas ver que eles acabam pondo a cara para fora da toca e contradizem toda aquela retórica de que querem uma sociedade democrática e mais justa.
    É um presente que cai no colo daqueles que combatem o marxismo-humanismo-neoateísmo. Feliz Natal a todos que leem e ao dono do blog.

  4. Luciano não existe direita no brasil. Quem é essa direita que vc fala que deve aproveitar esse fato ? algum partido, impressa ? Temos no momento Reinaldo azevedo que é um dos poucos jornalista na mídia de grande audiência que ataca a esquerda ,é muito pouco para ridicularizar .Ele consegue informar o absurdo mas ainda não da para atingir eles.

  5. “O desembargador Alcides Leopoldo e Silva Júnior considerou que Santos teve intenção de ofender Lulinha.”
    E o enriquecimento repentino desse indivíduo, não OFENDE a nós brasileiros?

  6. Não sei se este empresário é comerciante ou não. Mas ! O caso dele serve como lição. Ele como empresário está sendo processado por chamar o filho de Lula de idiota. Agora vamos a comparação que quero fazer. O comércio está tendo um final de ano muito ruim e com certeza 2014 será um ano muito difícil para o comércio. Vejam sobre as vendas de natal:http://www1.folha.uol.com.br/mercado/2013/12/1388765-comercio-paulista-esta-pessimista-com-natal-diz-associacao.shtml
    A maioria dos comerciantes não sabem porque as vendas estão tão ruins assim, como pessoas simplistas e despolitizadas só apontam causas simplistas para a crise. Nós sabemos que é devido a inflação,desvalorização da moeda,perda de poder aquisitivo da população,mas, principalmente a causa é a politica econômica errada do Governo e o fato de o Brasil finalmente não estar mais surfando numa maré de muita sorte trazida pela economia mundial . http://www.imil.org.br/milleniumtv/brasil-surfa-na-onda-da-globalizao-chinesa/

    Imagine um comerciante ou empresário mais sábio,esclarecido e bem informado que indignado chame o Ministro Mantega de burro,incompetente,idiota por sua politica econômica errada e burra. Quando mais forte for a crise mais palavras duras contra o ministro,Dilma e até Lula terão.
    Os empresários e comerciantes tem pela frente um tempo muito duro no Brasil com certeza e com “bico” calado.

Deixe uma resposta