Do boicote ao PT dos Fundos

58
311

porchatts

Já fiz dois posts sobre o vídeo do Porta dos Fundos que ofendeu aos cristãos (ver aqui e aqui), e em ambos falei de estratégias de revide. Não é preciso ser cristão, e nem sequer religioso, para saber que os humoristas da extrema-esquerda realmente assumiram sua posição de maneira explícita.

No meu caso específico, como não sou religioso, eu não teria por que me incomodar. Mas o problema principal é que, como sou liberal, acho extremamente ofensivo e imoral da parte deles adotarem a dualidade de critérios, propondo que cristãos possam ser objeto de piadas, mas que o mesmo não se aplique a grupos que eles defendam, como militantes LGBT e feministas. Enfim, é a agenda da extrema-esquerda. Por isso, nessa instância da guerra política, estou do lado dos cristãos.

Em um texto de alguns meses atrás, Fabio Porchat, um dos líderes do grupo dá sanção moral a todos os revides. Veja:

Justamente no Brasil, onde vivemos um período de censura tão marcante e profundo. O que o requerente diz é que o vídeo fere a moral e os bons costumes. A moral de quem? Os bons costumes de quem? O vídeo tem seis milhões de acessos. Ninguém é obrigado a gostar do esquete, mas impedi-lo de existir? Eu te confesso que, pra mim, a definição de humor é ferir a moral e os bons costumes. Sempre. Repare, não é humilhar, difamar, ofender, mas sim, pegar a sua moral e os seus bons costumes e colocá-los em uma corda bamba, para que você tropece em cima dos seus preconceitos, para que você se coloque em xeque! O humor te expõe!

Acho muito forte alguém querer proibir as outras pessoas de verem um vídeo porque se ofendeu. Ninguém é obrigado a ver, vê quem quer. Se eu me ofendo, parto do pressuposto de que todo o povo brasileiro (e mundial, afinal internet é global) também está ofendido? Não seria melhor deixar a maioria decidir? Será que essa uma tem o direito, por exemplo, de proibir seis milhões? E olha que não estamos falando de televisão aberta. Quando eu ligo a minha TV, imediatamente pulam imagens e vozes saídas da tela.

Por essa ótica, ele tem um argumento interessante a favor da liberdade de expressão. Nesse caso, os processos judiciais lançados por grupos LGBT contra piadas politicamente incorretas perdem todo o sentido. Os grupos de esquerda poderão dizer que “piada contra religiosos pode, mas piada contra gays não pode”, dizendo que gays são uma minoria, mas esse é o jogo da acusação de falsa simetria. A questão é uma só: ou um grupo pode ser objeto de piada ou não pode, desde que pessoas físicas não sejam objetos de calúnia ou difamação. Assim, pelo princípio da isonomia, Fabio Porchat define as regras éticas pelas quais ele não pode ser processado, mas seus oponentes também não, pela prática de piadas sobre grupos.

Não vou falar de processos, mas sim de uma tática muito positiva para esta nova época: o boicote. Andei lendo Gene Sharp, autor de “From Dictatorship to Democracy”, que também é um ótimo autor que pode ser reconstruído para a direita. (Aliás, quem já se acostumou com esse site, sabe que, em termos de método, eu uso fontes da nata da esquerda, que são Antonio Gramsci, Saul Alinsky, George Lakoff e Gene Sharp)

Para Sharp, o boicote é uma forma ética de drenarmos o poder de uma ditadura, seja ela uma ditadura formal, ou uma ditadura ideológica.

Abaixo, veja o vídeo onde Fabio Porchat aparece como garoto propaganda da Caixa Econômica Federal:

Assim, o dinheiro do contribuinte cristão ajuda a financiar um humorista que ataca o cristianismo. Dessa maneira, os cristãos podem não apenas boicotar a Caixa Econômica Federal, como também boicotar o governo do PT, que, como sabemos, usa o aparelho do estado. Lembremos que isso também abre um espaço frutífero para a crítica moral, pois neo-ateus costumam criticar os pastores, por receberem dinheiro de seus fieis. Mas Porchat se encontra em um estado ético muito pior, pois ele recebe dinheiro que o estado tirou das pessoas a partir de coerção. Desta feita, moralmente, ele está no estágio mais baixo possível.

Quanto ao boicote, um leitor deste blog, João Júnior, enviou uma carta à Itaipava, uma das patrocinadoras do Porta dos Fundos. Foi uma reclamação formal quanto ao patrocínio do grupo Petrópolis, da cerveja Itaipava, ao canal de YouTube “Porta dos Fundos”.

Segue a resposta recebida por João Júnior:

Prezado Sr João,

O Grupo Petrópolis respeita todas as manifestações religiosas e a opção de fé de cada pessoa. Sua política de comunicação é rígida no tratar de questões deste tipo e não há espaço para nenhum tipo de desrespeito a qualquer religião. Nesta condição acompanha qualquer iniciativa que envolva sua marca. No caso do site Porta dos Fundos, o Grupo Petrópolis aprova única e exclusivamente os programas em que suas marcas estejam expostas.

Na recente veiculação do programa “Especial de Natal” o Grupo Petrópolis não teve nenhum tipo de contato antecipado com o seu conteúdo, o qual não menciona, cita ou mostra nenhuma de suas marcas.

O Grupo Petrópolis está avaliando o conteúdo do referido programa.

O Grupo Petrópolis reitera seu mais elevado respeito por toda e qualquer religião e crença e reforça seu compromisso com a liberdade religiosa e de expressão.

Atenciosamente,

Grupo Petrópolis

Essa própria resposta pode ser questionada, pois é dito que o Grupo Petrópolis “aprova única e exclusivamente os programas em que suas marcas estejam expostas”, o que não havia ocorrido no programa em questão. Mas o problema é muito mais sério: para produzir programas específicos, é preciso de um financiamento de empresas, que inclui então o dinheiro do anunciante para “os outros programas”. Sendo assim, o Grupo Petrópolis ainda deve desculpas por ter financiado “os outros programas” do Porta dos Fundos.

Deve-se lembrar também que o Porta dos Fundos possui outros patrocinadores, como Rossi Residencial, Operadora Vivo , Cartão Visa, LG , Restaurante Spoleto, Remédio Dorflex, Fiat. O Fábio Porchat é garoto propaganda da Caixa Econômica Federal. Uma petição no site CitizenGO dá dicas do que os cristãos podem fazer.

Enfim, ao que parece, a linguagem econômica é bastante útil para essas questões, e o uso deste tipo de estratégia na guerra política é sempre moralmente justificável. Não há violência, e nem o uso do aparato do estado. É a simples execução do direito de um consumidor tomar opções, a partir de suficientemente informado sobre quem as empresas financiam.

Na criação de uma consciência política com foco em boicote, deve-se avisar as empresas que elas estão sendo boicotadas. Esse tipo de comunicação é importante, pois em muitos casos a queda no faturamento poderá ser atribuída a outros fatores por parte da gestão, mas, se ocorrer uma comunicação em massa à empresa alertando-os sobre o boicote em vista, elas saberão que por tomarem suas decisões de patrocínio, estão sendo responsabilizadas por essas decisões, e isso resultou em diminuição do faturamento.

Abaixo, um meme que recebi, e que os cristãos podem usar à vontade nas redes sociais:

Clique para ampliar
Clique para ampliar
Anúncios

58 COMMENTS

  1. Oi Luciano.

    Parabéns pelo artigo. Muito bom!

    Não sou ateu. Tenho muitos amigos ateus. E sei, por respeito à minha própria inteligência, como dizia o Gérson (cérebro da copa de 1970): “Uma coisa é uma coisa, e outra coisa é outra coisa.”

    Congratulations again Luciano.

    • Quando tu dizes que tens vários amigos ateus eu me espanto. Hoje está na moda os que não têm religião dizerem ser ateus. Mas comenta com eles esta frase, só para dar uma saia justa:
      “Há dois tipos de ateus: os que não acreditam que Deus existe e os que acreditam piamente que Deus não existe. Os primeiros relutam em crer naquilo de que não têm experiência. Os segundos não admitem que possa existir algo acima da sua experiência. A diferença é a mesma que há entre o ceticismo e a presunção de onissapiência”.

  2. Veja que a gaystapo tentaram acabar com o programa – Reis dos Patos ou Duck Dinasty e os produtos feitos pela família do programa devido a declarações do patriarca da família.
    Mas grupos conservadores ameaçaram a A&E de boicote aos seus programas e boicote as empresas que deixarem de vender os produtos Duck Commander, de fabricação da família, que voltaram a gravar o programa Reis dos Patos, que também é líder em audiência da A&E.

    http://f5.folha.uol.com.br/televisao/2013/12/1391567-os-reis-dos-patos-passa-por-cima-de-polemicas-para-render-milhoes.shtml

  3. Era hora dos cristãos pressionarem o governo também, não foi diferente quando conservadores criticaram Obama por financiar o Planned Parenthood com impostos pagos por eles, por impor à universidades cristãs o patrocínio ao aborto/anticoncepcionais….

    Também falta organizar-se e apoiar empresas favoráveis, como lá deram apoio ao chicken-fil-a. A militância evangélica ainda é bem primitiva comparada a força que tem o cristianismo conservador nos EUA, e a católica.. acho que nem começou rs

    Ou seja, falta entender: os cristãos vão continuar a dar grana para esse guri tirar sarro da cara deles? Se continuar assim, então cristãos realmente merecem serem humilhados por serem babacas.

  4. Boicote seria o ideal em termos de retaliação voluntária, porém, isso seria tratar a questão como um mero “achismo”, um mero “não gostei do programa”…

    Mas a verdade é bem pior… não se trata da hipocrisia dele em dizer que “uma pessoa não gostou” e “seis milhões viram” (e não necessariamente isso significa que gostaram). Se trata de milhões de pessoas que não gostaram e se sentiram ofendidas. Colocar um mero “dislike” ali não irá fazer diferença alguma….

    Estamos diante de um ataque sistemático à religião Cristã.. só o PF em torno de 10 vídeos escarnecendo da religião…. o caso ultrapassou o “deslike” ou o “boicote”… se trata de defender a moral de um vilipêndio grosseiro e gratuito de um grupo que tem proeminência nacional e quiçá mundial, não é qualquer fedelho de pátio que está escarnecendo (o que também ensejaria um defesa), mas o alcance da agressão é muito menor… agora, o alcance da agressão deles é nacional!!

    E quando entramos no mérito da agressão e saímos de seu alcance, assistimos, disfarçado de humor, a tipificação do crime de ódio! E como tal deve ser tratado. É além do crime de ferir sentimento religioso, já virou em crime de ódio!

    Portanto, o mero apelo à boicote de uma cervejaria é muito pouco… essas pessoas precisam responder por seus crimes! Não é essa justamente a linguagem que eles utilizam quando se trata das “minorias” que eles tanto propagandeiam???

  5. Concordo, Ayan, que um boicote se faz necessário, assim como se faz necessária uma ridicularização semelhante àquela que pretendem nos impôr.

  6. Olha só o Mensalão, cada vez pior, ele diz que proteção de pessoas é vingança:

    “O grande problema é que o aumento de penas está ligado a uma visão de mundo pobre e vingativa, cegamente maniqueísta e simplista. É um instinto social quase que tribal se livrar dos indivíduos desaprovados socialmente com a exclusão, com a porrada ou com a morte. Este tipo de visão sobre o crime não tem espaço dentro de civilizações mais avançadas; políticas públicas devem ser encaradas como um conjunto de medidas para efetivamente reduzir o crime e a violência e não como meio de alívio psicológico para pessoas com problemas na sua auto-imagem.”

    • “O grande problema é que o aumento de penas está ligado a uma visão de mundo pobre e vingativa, cegamente maniqueísta e simplista.

      Esse discurso não faz o menor sentido. Se estamos protegendo as vítimas potenciais de um bandido, então somos vingativos.

      Por exemplo, quando aquele estuprador de 17 anos estuprou uma passageira em um ônibus do Rio, com todo mundo assistindo. Só que ele já havia cometido crimes suficientes para passar uns 10 anos de prisão, se não existisse a impunidade de menores.

      A prisão dele SALVARIA uma mulher de ser estuprada…, mas, na ótica bizarra dele, isso é VINGANÇA.

      Dá para notar que ele projeta a mania de ver as coisas de forma simplista dele nos outros? `(A forma dele ver o mundo é tão simplista e distorcida que com um mero exemplo eu faço todo o cartelo de cartas dele desabar…)

      É um instinto social quase que tribal se livrar dos indivíduos desaprovados socialmente com a exclusão, com a porrada ou com a morte.

      Que é um instinto humano, não dá para discordar. Mas aqui ele cai na falácia genética.

      O fato é que diante deste instinto humano, temos coisas como exclusão ou pena de morte, e nossa sociedade optou pela via mais humanitária.

      Enquanto isso, ele propõe deixar bestas selvagens a solta para barbarizarem a vida dos cidadãos pobres. É ou não é um legítimo psicopata, ou ao menos um mimetizador de discursos psicopáticos?

      Este tipo de visão sobre o crime não tem espaço dentro de civilizações mais avançadas;

      Civilizações que não existem, pois nem nessas “civilizações avançadas” existe a tolerância ao crime que existe no Brasil. O Brasil é um país onde um criminoso bárbaro pode ser condenado a 5 anos de prisão e cumprir 1/6 da pena. Qual é a pena “nas civilizações avançadas”? rs.

      políticas públicas devem ser encaradas como um conjunto de medidas para efetivamente reduzir o crime e a violência e não como meio de alívio psicológico para pessoas com problemas na sua auto-imagem.

      Políticas públicas devem ser encaradas com o discurso racional, e não com chantagens emocionais baratas com foco em discursos esquerdistas de apologia ao crime.

      Devemos priorizar o bem estar comum, e melhorar a segurança de cidadãos honestos e decentes.

      Devemos dizer bem claramente aos esquerdistas funcionais: “Não faça do seu problema o problema dos outros”.

      Abs,

      LH

  7. Já assisti vários vídeos do Porta dos Fundos. Alguns foram hilários e outros não. Entretanto me dei conta que a linguagem que usam não me agrada. Também não gosto de perceber que nos dias de hoje os cristãos sofrem troças e são espezinhados, sem falar nas agressões físicas e mortais que estão acontecendo usualmente na África e no Oriente Médio. Portanto, não assisto mais os vídeos do Porta dos Fundos nem faço propaganda do assunto. Falar de gays ou outros temas interessantes às esquerdas no processo de lavagem cerebral em andamento, também não me provocam simpatia, mas mesmo assim eu me pergunto se estes humoristas teriam a coragem de fazer piadas e ridicularizarem por exemplo os muçulmanos, da mesma forma que fazem com os Cristãos ou atacar os desmandos do governo do pt, que de certa forma os financia através da Caixa Econômica. Se isto acontecer, eu vou rever meus conceitos e acreditar que são pelo menos corajosos e que levam a sério a ideia de que deve haver liberdade na expressão das ideias e responsabilidade quando esta expressão superar os limites do aceitável pela lei civil. Ainda assim, não perderei meu tempo vendo os vídeos do Porta dos Fundos. O seu vocabulário está mais para jovens sem educação ou limites do que para pessoas um pouco mais elaboradas intelectualmente.

    • Danir,

      “Entretanto me dei conta que a linguagem que usam não me agrada.”

      Eu realmente não consigo entender PRA QUE tanto palavrão numa só frase, pra FORMAR a piada…

      Deve ser algum tipo de RECURSO DRAMÁTICO ‘neo-cool’, ‘extremamente ousado!’, ‘performático!’, uma forma ‘revolucionária!’ e ‘muito inteligente!’ de romper as barreiras da ‘linguagem burguesa!’ e ‘opressora!’ da época eu suponho… Né possível.

    • Cara… penso exatamente o mesmo que você… Eu era inscrito no canal, assistia a todos os vídeos… até o dia em que publicaram o “oh meu Deus”… parei…

      • Esse pessoal é mais esperto do que aparenta. Veja só este vídeo por exemplo, muito gente deve cair nesta conversinha de que eles fizeram piadinha com muçulmanos. Eles se garantem na ignorância das pessoas.
        Burka não é matéria de fé para os muçulmanos, qualquer um pode fazer piada disto.
        A questão é fazer piada como objetos de fé para eles como o alcorão, maomé ou alá. Fazer piada com Maomé para eles é pior do que pornografia infantil.

  8. Ainda tô matutando sobre essa situação do PdF e sobre essa sua ‘trilogia’ pra ajudar os cristãos A SE AJUSTAREM NESSE JOGO, e, realmente, cada vez mais vou me convencendo que o melhor mesmo a se fazer é usar- NESSE CASO DO PdF- a tática da ridicularização, da desmoralização.

    Quer saber, Luciano, tu matou a pau. Deu um armlock nessa questão.

    Mas Vejam:

    “Ninguém é obrigado a gostar do esquete, mas impedi-lo de existir?”

    O Porchato aqui tá certo; aliás, muito certo. Processos servem pra que nesse caso senão pra IMITAR os hitlers que surgem em penca dos grupos políticos & ideológicos que o PdF ama defender?

    Se do lado deles temos grupos que lutam ferozmente para TOLHER EM DEFINITIVO a liberdade alheia da MAIORIA em prol de defender “minorias oprimidas”, eu, que sou desse lado aqui do espectro político, NÃO POSSO me basear em processos pra tolher um quadro humorístico seja qual for, de onde vier, e que representa uma MINORIA de simpatizantes (6 milhões de acessos perto da audiência duma ‘Praça é Nossa’, dum ‘Agora é Tarde’, dum ‘Ratinho’, dum seriado tipo ‘Eu, a patroa e as crianças’ ou ‘Todo Mundo Odeia o Cris’, todos com um viés POLITICAMENTE INCORRETO para os padrões atuais, significa o que? É nada).

    -Repetindo um pitaco do outro post:

    O MAIOR PROBLEMA a meu ver nesse campo dos escarnecimentos e gozações e a FALTA TOTAL do SENSO DAS PROPORÇÕES, tanto menos pelos esquerdistas (que JÁ SÃO histéricos-bipolares sem noção por natureza) e MAIS pela OPOSIÇÃO DA DIREITA.

    O GRANDE ERRO, por exemplo, daquele assessor do dep. Marco Feliciano (e do próprio Feliciano, e de TODA a comunidade evangélica) foi ter deixado barato (DE GRAÇA) o caso do ROBOCOP GAY dentro dum vôo comercial (QUALQUER ATEU NÃO MILITANTE que estivesse ali dentro daquele teco-teco APROVARIA IMEDIATAMENTE o tal processo caso os pastores se pronunciassem logo que descessem no aeroporto).

    E no caso da JMJ , um evento dos católicos (MAS ABERTA A TODOS pois feita num espaço público restrito e a convite da própria ICAR), o caso foi de CRIME PREMEDITADO, DE ATENTADO VIOLENTO AO PUDOR E DE INCITAÇÃO CONTRA A ORDEM PÚBLICA, ele não atingiu APENAS os católicos presentes, mas tb os transeuntes de todas as crenças e descrenças.

    Mas não, preferiram todos estufar o peito só agora com a tal esquete humorística do PdF e pensar em processo??? :¬|

    Isso tb é UMA PIADA! Uma INVERSÃO do senso das proporções. Isso denota simplesmente CAGAÇO, DESFIBRAMENTO, PREGUIÇA, COVARDIA pra enfrentar um problema, UM INIMIGO real (e não virtual).

    Se reajo em baixo (num caso menor, com menos riscos pra mim e pro meu rupo social), necessariamente terei que reagir em cima, com MUITO MAIS FORÇA, VIGOR, num caso de maior risco.

    O caso da esquete do PdF (e de tantos outros) se trata de algo que é ‘baixo’ em TERMOS DE HUMOR e GOZAÇÃO mas que está ‘em baixo’ no grau de “letalidade” contra a representação de um determinado segmento social religioso.

    NINGUÉM quer arrumar essa briga. Ninguém quer ASSUMIR esse risco (ônus) de ir pra justiça comum. Só querem enfrentar chihuahuas quando PENSAM (IMAGINAM) que estão diante de Pitbuls poderosíssimos.

    Muitos religiosos preferem apenas ajoelhar e orar pelo bem do inimigo que os está destruindo nesse mesmo instante, e torcendo pra que o mal vá embora e os deixe em paz.

    Outra piada.

    O que eu faço então com essas declarações do Porchato?

    |¬)

    “Eu te confesso que, pra mim, a definição de humor é ferir a moral e os bons costumes. Sempre.”

    Uêpa! Peraí!? Mas qual é a moral e quais os bons costumes que estão a definir nossas condutas atualmente e a ditar o que é certo e errado por aí? Será que no campo de visão estreito do seu Fábio Porchato & Cia estamos a falar da moral e costumes cristãos!?

    Mas isso NÃO coincide mais com a realidade. No caso do Catolicismo, por exemplo, NÃO vemos mais a Igreja e seus dogmas de fé frequentarem os ESPAÇOS PÚBLICOS, ACADÊMICOS e CULTURAIS PLURALISTAS DE TOLERÂNCIA E SEM PRECONCEITOS, desde os mais populares aos mais sofisticados. O ESPAÇO nas grades de programação, tanto da TV ABERTA quanto da PAGA é praticamente nulo; diria, SUBVERSIVO. Então se é pra SEMPRE seguirmos essa regra, tá na hora do Porchato & Cia começarem a escarnecer do próprio rabo.

    Mas, por que ferir a moral e os bons costumes é um princípio do humor??

    A gente poderia perguntar isso pra ele tb.

    Por que vc deve pegar a minha moral e os meus bons costumes e colocá-los em uma corda bamba, para que eu tropece em cima dos meus PRECONCEITOS, para que você me coloque em xeque e me exponha??

    Só pode ser pra EXPOR ao público outro tipo de moral e conduta, oras; um que enxerga PRECONCEITO em tudo, menos nas coisas que se defende porque são boas e lindas. Um tipo “mais moderno”, “visionário”, “progressista”, “sagaz”, “agradável”, que possa “substituir” essa moral e conduta “antiga”, “preconceituosa”, “ultrapassada”, “medieval”, “careta”…

    “Repare, não é humilhar, difamar, ofender,[…] !”

    Como ridicularizar alguém ou alguma situação SEM humilhar, difamar, ofender…??

    O problema aqui é de grau, não de definição. E só quem NÃO pode MEDIR o grau de humilhação, difamação e ofensa infligidos pelo Porchat é o “incensurável” Porchat. |¬)

    Esse negócio ainda vai dar muito pano pra manga, porque na minha terra só existem duas definições para o humor: engraçado e sem graça. No circo onde fui criado só existe dois tipos de piada: boa e ruim.

    PS: Confesso que só assisti os primeiros 3 minutos do vídeo de natal do PdF. Internê banda lerda. Prometo ver tudo assim que conseguir. E não garanto que manterei minhas opiniões firmes onde estão.

  9. Olá luciano estava lendo este texto abaixo e queria saber se você leu a respeito??? Se sabe quem é essa Cynara Menezes e faça uma analise desse texto dela???
    Segue abaixo texto e link:

    “Cynara Menezes, em seu blog

    Nem todo direitista é derrotista, mas todo derrotista é direitista. Reparem no capricho do léxico: as duas palavras são quase idênticas. Ambas têm dez letras, soam similares e até rimam. Se você tem dúvida se alguém é de direita observe essas características. Começou a falar mal do Brasil e dos brasileiros, a demonstrar desprezo por tudo daqui, a comparar de forma depreciativa com outros países, é batata. Derrotista/direitista detectado.

    Temos hoje no Brasil duas personalidades célebres pelo derrotismo explícito e pelo direitismo não assumido: os roqueiros Lobão e Roger Moreira, do Ultraje a Rigor. Eu ia citar também Leo Jaime, outro direitoso do rock nacional, mas não posso classificá-lo como um derrotista típico –fora isso, no entanto, cabe perfeitamente no figurino que descreverei aqui. Os três são cinquentões: Lobão tem 55, Roger, 56 e Leo, 52.”

    http://www.pragmatismopolitico.com.br/2013/05/por-que-lobao-e-roger-se-transformaram-em-dois-derrotistas-explicitos.html

  10. Sou de direita, sou liberal, mas desculpem misturar assuntos religiosos e políticos, se o cara ofendeu a sua religião ofenda a religião dele e mostra o quanto ele é idiota em fazer isso, mas daí a perder o foco da militância politica para ficar de gayzisse boicotando e perdendo o foco, desculpem mas não concordo, até acho que se pode usar a idiotice do grupo se de fato está ligado a esquerda, caso contrario, temos coisas mais importantes para resolver urgentemente nesse país, como por exemplo a declaração do Deputado José Guimarães sobre a regulação da “mídia”. Bom ao menos essa é a minha visão, não é hora de dividir a atenção e correr o risco de dividir a direita em religiosos e não religiosos por conta de uma provocação.

    http://www.dailymotion.com/video/xtvlpp_deputado-jose-guimaraes-e-a-regulacao-da-midia_news#.Ush2Hl09fHs.facebook

      • Desculpe Luciano, mas não suporto mais esses ditos “direitosos” FRACASSADOS. Vai tomar FOGO AMIGO agora:

        se o cara ofendeu a sua religião ofenda a religião dele e mostra o quanto ele é idiota
        Neo ateus enganam afirmando que não possuem religião. Além do mais não dá pra convencer um idiota de que ele é idiota, sendo um idiota maior que ele.

        mas daí a perder o foco da militância politica para ficar de gayzisse boicotando e perdendo o foco,
        Porra cara….vc não quer participar do boicote, então vai arrumar algo pra você fazer. PRESTA ATENÇÃO: a única, única coisa que esquerdistas e neo-ateus tem a perder….que eles apreciam mais do que QUALQUER COISA — é DINHEIRO. Eles não temo moral, não tem fé, não tem porra nenhuma — só o dinheiro — dinheiro que NÓS damos a eles.

        até acho que se pode usar a idiotice do grupo se de fato está ligado a esquerda
        ORA PORRA, você ainda tem dúvidas????

        temos coisas mais importantes para resolver urgentemente nesse país, como por exemplo a declaração do Deputado José Guimarães sobre a regulação da “mídia”
        Demorou…o que você propõe que façamos?

        não é hora de dividir a atenção e correr o risco de dividir a direita em religiosos e não religiosos por conta de uma provocação.
        Cara na boa, não quer ajudar não atrapalhe. Liberdade individual é isso, se tem ente querendo boicotar — essa é a expressão máxima de liberdade individual e uso do poder econômico do CONSUMIDOR.

      • Nas crenças, na FÉ, eu acho- acho não tenho certeza, pô- que a turma da esquerda é até MAIS coesa e realista que qualquer grupo religioso cristão brasileiro. Essa ideia do boicote AINDA é apenas uma ideia, até vaga, distante pra muito cristão, infelizmente. Má não vô choramingar por isso. Acho que o MAIOR problema do ‘boicote’ é que necessariamente precisa de quantidade de gente pra surtir algum efeito material MÍNIMO e, no momento, NÃO temos o tempo pra desenvolver isso de forma eficiente, pragmática; nesse sentido dá até pra compreender o desabafo do colega Edinho Miranda.

        Então o negócio é trabalhar TODAS as possibilidades (não desistir de nenhuma) e “liberar pro salto de pára-quedas” apenas as que já estiverem maduras e BEM testadas com relativo sucesso. E nesse sentido- lembrando que o nosso ‘adversário’ é invisível e dissimulado- o que temos de mais CONTUNDENTE no momento é a contra-ridicularização pura e simples.

        A ideia é “largar-o-aço” todo nessa direção:
        |¬)

        http://www.youtube.com/watch?v=DKYyYGf4l8Y

        “-Se a esquerda revolucionária sangra, então ela pode ser ‘morta’.” (Coronel Dutch Schwarzenegger )

    • Parabéns pela matéria ao autor do blog e quero dizer que não quero o meu dinheiro, pago através de impostos (e que não são poucos), voltados contra mim através de zoação contra A MINHA CRENÇA.

      Criticaram e até houve multa no caso do chute da santa, pois bem, estes ”humoristas”, esquerdalhas, gayzistas, e feminazistas estão ”chutando a santa” todos os dias, mas só que com o alvo contra TODOS os cristãos, ofendendo diretamente a imagem de Cristo. Eles ganham rios de dinheiro através da Lei Rouanet COM INCENTIVOS FISCAIS de nosso bolso e não vou poder revidar?

      E outra, agora PASMEM, tem até islâmicos por trás, tenho prints deles em páginas ultra ofensivas contra Cristo pois vão na carona dos ateus e Cia e tudo o que querem é diminuir o cristianismo para tomar lugar, na verdade isso tudo é coisa mais política do que religiosa, mas com um baita fundo DE VERDADE, o dos finais dos tempos já avisado por aqueles que eles debocham ► Jesus Cristo.

      Ateus de esquerda, são os mais agressivos, eles te bloqueiam se tu falar mal de Marx, dos 100 mil mortos pelos ateus Stallin e Mao e estes, através de suas piadinhas idiotas, estão de mãos dadas com o avanço do islamismo, ateus esquerdalhas trouxas estão ”limpando o terreno’, fazendo o trabalho sujo, capinando, para depois, vierem os Árabes com suas mesquitas construídas nos vários estados brasileiros, o PIB – Partido Islamico Brasileiro já está com as cláusulas prontas, basta só 450 mil assinaturas, mas isso é fácil, visto que o PT, PSol, Pstu, PCdo B e outros Pês de esquerda conseguem num estalar de dedos…. e daí é que vem a parte BOA da história, uma vez aqui, os islâmicos se fecharão em bairros e começarão a implantar a Sharia islâmica, assim como estão fazendo na Inglaterra,,, e daí, os gays não poderão nem passar pelos seus bairros, os bares e restaurantes não poderão vender nem Chopp com ameaças de serem chicoteados,

      hahahahaha

      ”’40 chicotadas se você vender álcool em bares na INGLATERRA, as patrulhas MUÇULMANAS visitam os bares e fazem esta ameaça.

      Dezenas de manifestantes muçulmanos se reuniram para exigir que parem de vender álcool em uma área de East London ontem. O grupo, liderado pelo líder Anjem Choudary, alertou restaurantes e bares na área de Brick Lane que eles enfrentarão 40 chicotadas, se continuar a vender o produto, que é proibido pela lei islâmica.

      Cristãos, não mudarão de crença jamais, mas muitos ateus, gays, feministas e ”oprimidos”, terão seus direitos tolhidos e será a geração dos filhos destes zoadores pois a ideia do islã brasileiro é estar bem cimentado aqui até o ano de 2020””
      https://www.facebook.com/permalink.php?story_fbid=1441889472693618&id=1440712609477971.

      Então, resta deixar um recado… simpatizantes de páginas zoeiras contra cristãos e Portas do Fundos,…. arregacem bem seus ”fundos’, passem bastante lubrificante, pois os islãmicos vão fuder vocês sem dó nem piedade, assim como fazem entre eles mesmos. :p

      Até ateu ferrenho está indo ao encontro de Cristãos:

      Líder Ateu Richard Dawkins, Teme Pelo Fim do Cristianismo e fala sobre a expansão do islamismo.

      ”Tanto quanto sei que não há Cristãos a explodir prédios. Não conheço Cristãos que façam ataques suicidas com bombas, nem conheço uma grande denominação Cristã que acredita que a apostasia deva ser punida com a morte. Eu tenho sentimentos divididos em relação ao fim do Cristianismo uma vez que o Cristianismo pode ser uma fortaleza contra algo pior.
      http://perigoislamico.blogspot.com.br/2011/03/lider-ateu-apercebe-se-do-que-significa.html

      Aqui os link’s:

      PIB – Partido Islâmico Brasileiro

      Ingleses começam a fazer ”as vontades islâmicas
      https://www.facebook.com/permalink.php?story_fbid=1445055659043666&id=1440712609477971

      Paralelo entre a esquerda e a islamização
      https://www.facebook.com/permalink.php?story_fbid=1443212435894655&id=1440712609477971

  11. Oi Luciano.

    Por favor permita-me repostar o artigo do http://midiasemmascara.org a respeito do Porta dos Fundos, para os leitores que não tiveram a oportunidade de ler.

    Este seu (Luciano) post torna-se ideal para informar os leitores das outras características da “mensagem” sórdida e escusa do “coletivo” Porta dos Fundos, que é o moderno propagador, no Brasil, das “ideias” do pústula Marques de Sade.

    Vão ai o link e a íntegra para apreciação e análise dos leitores.

    http://www.midiasemmascara.org/artigos/cultura/14814-o-efeito-sade-o-porta-dos-fundos-e-a-barbarie.html

    O efeito Sade, o Porta dos Fundos e a barbárie

    Escrito por Hermes Rodrigues Nery | 03 Janeiro 2014
    Artigos – Cultura

    [ Conhecidas são as conseqüências e os graves efeitos de dano social quando o humor é utilizado com arma de perversão sexual e afronta à moral religiosa. ]

    Nas vésperas do Natal, na noite santa de 24 de dezembro, solicitaram-me ver e denunciar o filme “Especial de Natal”, do grupo “Porta dos Fundos”. Impactado, percebi de imediato a gravidade da situação. Blasfemo e sacrílego, o ateu declarado Fábio Porchat, roteirista do filme, infringiu o artigo 208 do Código Penal:

    “Dos Crimes contra o sentimento religioso: Ultraje a culto e impedimento ou perturbação de ato a ele relativo. Escarnecer de alguém publicamente, por motivo de crença ou função religiosa…”

    Escárnio do sentimento religioso, vilipêndio, zombaria. A intencionalidade do escárnio e, portanto, da provocação deliberada aos cristãos, se comprova na data escolhida para a exibição do filme, na festa celebrada em todo o mundo, do nascimento de Nosso Senhor Jesus Cristo.

    O ateísmo militante do “Porta dos Fundos”, desponta como uma força a mais na somatória de hostilidades ao cristianismo, que desde a Renascença tais agressões vem se articulando, e obtiveram o poder político depois da Revolução Francesa, e hoje agem como força globalista a intensificar cada vez mais seu ódio ao cristianismo, utilizando-se de todos os meios para isso, e mirando cada vez mais na doutrina católica.

    Hoje, com alto poder tecnológico e financeiro, o ateísmo militante (na soma dessas forças) se sente preparado para agir com quase inteiro destemor, para corroer ainda mais a tessitura civilizacional, e estender a barbárie por toda a parte, inclusive o surrealismo e o anarquismo sexual (como explicitado na esquete “Sobre a Mesa”, do mesmo grupo). Neste contexto, “só o Deus moral é refutado”, como queria Nietzsche, “e o reino dos céus encontra-se imediatamente ao nosso alcance” (Camus), dando mais força ao mais forte, que poderá então saciar todas as volúpias, violentando o mais fraco, de todas as formas. É o que pede a personagem mulher de “Sobre a Mesa”, quando responde ao marido que o que deseja mesmo é ser violentada sexualmente, por tudo e por todos, e de todas as maneiras, até a extenuação total. E para isso acontecer, é preciso extinguir todo limite moral, para que os fortes (os mais fortes) possam gozar de todas as delícias epidérmicas, esmagando os fracos, na pior lógica do darwinismo social.

    É evidente a violência travestida de sátira nas esquetes do “Porta dos Fundos”. O riso não é condenável, em si, mas quando utilizado como arma de perversão sexual e afronta religiosa, torna-se abominável. Ainda bem antes da hegemonia da televisão nos meios de comunicação, Frederick Wertham advertiu sobre os graves efeitos da violência contida nas histórias em quadrinhos, especialmente no comportamento de crianças e adolescentes, como lembra Roger Shattuck, em “Conhecimento Proibido” (Companhia das Letras, 1998). E que também conta que para Bruno Bettelheim, as estórias de contos de fadas, “ensinam as crianças não a imitar a crueldade e a destruição, mas a vencê-las”. O fato é que fez parte do projeto revolucionário banir toda e qualquer restrição à criatividade literária, para justamente fomentar a perversão e seus inevitáveis efeitos de crueldade e destruição de valores humanos (daqueles valores que efetivamente humanizam), consolidados pelo cristianismo, e por causa de tais valores foi possível o esplendor da civilização ocidental.

    Mas a libido scendi (libido pelo conhecimento) não contem o afã da barbárie. Goethe que o diga, com “Fausto”! Mesmo assim, o furor da hybris, tão temido pelos gregos antigos, avançou com os libertinos do séc. XVII e XVIII, até encontrar em Sade sua expressão mais tenebrosa. E agindo como demolidores constantes do cristianismo, tiveram força suficiente no final do século XX para reabilitarem Sade, incluindo-o na plêiade francesa, tido hoje como um ícone dos que se sentem fortes para desferir mais golpes contra a moral cristã. Querem vingar Sade pelos anos que passou preso na Bastilha.

    Entre as acusações contra Sade, relata Shattuck,

    “estavam a sodomia homossexual e heterossexual (…) vários espancamentos com chicote e possíveis ferimentos à faca em prostitutas, a masturbação sobre um crucifixo, corrupção de adolescentes, ameaças de morte e outros excessos”. “De temperamento sexual vulcânico, Sade tinha dificuldade em atingir o orgasmo. Duas práticas o auxiliavam: a dor, causada ou sofrida, e a sodomia passiva, simulada na prisão com pênis artificiais que a mulher encomendava especialmente para ele”.

    Mas hoje Sade está na plêiade, em edições de luxo, enaltecidos por Camille Paglia, entre outros, inspirando o humor cáustico e sórdido a ser mais intenso na corrosão da moral cristã, pois desejam é reduzir a pó o edifício cristão. Para aí sim, fazer prevalecer a República de Saló, em escala global.

    O que o “Porta dos Fundos” está disposto a fazer é escancarar a porta para a República de Saló, onde os mais fortes sempre terão todas as vantagens, à custa dos padecimentos de quem puderem se aproveitar para seus fins de poder, sem nenhuma piedade nem humanidade. Quando a personagem mulher da esquete “Sobre a Mesa” diz ao marido querer mesmo é ser violentada sexualmente por muitos e de todas as formas, faz empalidecer Sade, em seu afã de perversidade. O pior é que na mentalidade dos defensores de Sade, como Jean Paulhan, a perversão sexual não é crime, mas direito a felicidade. Os excessos do sadismo, não são vistos como crime, mas como expressão extrema do egoísmo utilitarista, apenas isso. Mas quem tiver força e puder fazê-lo, qual o problema? Que cada um saiba como se defender disso. “Seja, pois um forte”. Nessa lógica, o mais terrível efeito dos excessos decorrentes da liberdade total, é que o forte só poderá exercer sua força de volúpia total, impondo a dor aos demais, tendo prazer inclusive na dor de seus subjugados. E é isso justamente que a moral cristã visa conter e deter, e tendo feito isso, foi capaz de civilizar. Com o “Porta dos Fundos”, a porta se escancara ainda mais para a extensão da barbárie, com os seus já bem conhecidos danos sociais.

    Hermes Rodrigues Nery é autor do romance “O Dilema de Páris” (Edicon, 1996); “Presença de Rachel – conversas informais com a escritora Rachel de Queiros, FUNPEC, 2002) e “A Igreja é Viva e Jovem” (Ed. Linotipo Digital,, 2013).

    E-mail: hrneryprovida@gmail.com

    Reposto também o link do último hangout do Lobão com o Prof. Olavo de Carvalho.

    http://www.youtube.com/watch?feature=player_embedded&v=GX17-Fllyn0

    Abraços a todos.

  12. Ótimo artigo, lembrou-me de um texto: ” Quem evoca a liberdade de expressão como defesa contra qualquer tipo de controle ou censura, normalmente o faz pensando em um governo ditatorial que não permite que cidadãos isolados e indefesos o dirijam a menor crítica. Isso porque a imagem de uma ideologia hegemônica aliada a governos poderosos que promova o ódio entre as pessoas construindo imagens odiosas de uma parcela da população, está infelizmente ausente do imaginário construído por este sistema midiático e se tornou algo inverossímil. Mesmo que seja exatamente o que se construiu contra o cristianismo. Sei que é lugar comum recorrer ao nazismo para explicar certos fenômenos, mas não há figura mais clara: o nazismo não teria sido possível sem os filmes produzidos por Goebbels que ridicularizavam e demonizavam os judeus.” por Cristian Derosa

  13. Para defender a doutrinação escolar o Mensalão enlouquece, olha só

    “Enfim, é uma pena que os candidatos a formadores de opinião em massa no Brasil sejam pessoas no nível do Nagib. Eu sei mais sobre os ideais de liberdade individual que ele defende do que ele mesmo e talvez seja por isso que ache conversa fiada.”

    “Aliás, não estaria ele tentando doutrinar os alunos brasileiros em um sistema libertário conservador? Enfim, está no planejamento do blog diversos textos comentando e respondendo os princípios libertários”

    Um leitor dele

    “Nagib falou algo sobre aquelas imagens de alunos de uma escola de SC com o mais novo livro do Ovário de Cavalo? Falou algo sobre aquela professora que dizia que Hitler era comunista? “

    • É Fabrício, não tem jeito…

      Para defender a doutrinação escolar o Mensalão enlouquece, olha só

      Isso não é loucura não, é mentira planejada. Não há um trecho do conteúdo dele que não seja o uso de mentira deslavada…

      “Enfim, é uma pena que os candidatos a formadores de opinião em massa no Brasil sejam pessoas no nível do Nagib. Eu sei mais sobre os ideais de liberdade individual que ele defende do que ele mesmo e talvez seja por isso que ache conversa fiada.”

      Para começo de conversa, para alguém se tornar esquerdista funcional NÃO HÁ COMPREENSÃO do conceito de liberdade individual. Então, não é possível que ele saiba mais que Nagib sobre liberdade individual. É por isso que ele “acha conversa fiada” qualquer coisa que um libertário diga…

      Elementar, não é?

      “Aliás, não estaria ele tentando doutrinar os alunos brasileiros em um sistema libertário conservador? Enfim, está no planejamento do blog diversos textos comentando e respondendo os princípios libertários”

      Olhem o nível da desonestidade. É por isso que eu digo que devemos nos preparar para lidar com psicopatas. O nível é o mesmo do vídeo abaixo…

      http://www.youtube.com/watch?v=ZouTBunIdu0

      Vejamos…

      O que tem a ver alguém defender uma posição política com NÃO PODER reclamar de doutrinação escolar? Quer dizer, na lógica safada do Mensalão, se um ateu pedir que não exista doutrinação religiosa de sala de aula, então TOMOU PARTIDO, e AUTOMATICAMENTE QUER DOUTRINAÇÃO ATEÍSTA. hahhahahahahahahaha. Não tem como ele fugir… é só transformar o discurso dele em um modelo para ver que é essa a lógica utilizada por ele.

      Outra fraude: “libertário conservador”? Agora, depois do liberal-fascismo, criado por Breno Altman, surgiu o “libertarianismo conservador” rs. A coisa é tão delirante que não dá nem para começar um debate. Não passa de um “conversation stopper”…

      Um leitor dele: “Nagib falou algo sobre aquelas imagens de alunos de uma escola de SC com o mais novo livro do Ovário de Cavalo?

      Ué, qual o problema de um aluno ter em mãos um livro de Olavo? É o mesmo direito de um aluno ter um livro de Marx. Ou de um aluno carregar a Bíblia, ou um livro de Dawkins.

      Aqui a fraude é clara: ele confunde a opção de um aluno com A IMPOSIÇÃO DE UM PROFESSOR rs. Prestem atenção que as fraudes são no nível de uma por frase agora…

      Falou algo sobre aquela professora que dizia que Hitler era comunista?

      Mentira. Ela não disse que Hitler era comunista, mas sim que, mesmo se opondo ao comunismo, era um regime socialista, com estatização de empresas, tese de partido único, inchaço estatal e doutrinação escolar em culto ao estado. 😉

      Esse é o nível da esquerda atual da Internet.

  14. Cara, quanta porcaria! O vilão deve ser sempre ironizado, e não a vítima. Osama virou piada, Hitler virou piada, etc. Mas as vítimas do WTC não devem ser ironizadas, e nem os judeus. É o mesmo com o lance dos Cristãos. Desde quando sofremos pressão psicológica e repressão sexual e social por eles? Me responda, desde quando? DESDE SEMPRE! Os gays devem ser ironizados por que? EU APOIO O ATAQUE AO CRISTIANISMO PORQUE É CULPA DELES QUE EU (e muita gente) NÃO POSSO CONTAR PRA MINHA AVÓ QUAL É A MINHA VERDADEIRA SEXUALIDADE.

    • A falta de caráter desse é tão grande, que ele merece uma resposta à altura…
      Cara, quanta porcaria!
      Vamos ver o nível do teu discurso?
      O vilão deve ser sempre ironizado, e não a vítima. Osama virou piada, Hitler virou piada, etc.
      Olhem o nível de infantilidade do discurso. Do outro lado é o “vilão”, e ele é a eterna “vítima”… rs.
      Mas as vítimas do WTC não devem ser ironizadas, e nem os judeus.
      Deixa eu entender… estou assistindo agora mesmo um stand up do Rafinha Bastos, e ele é judeu e ironiza os judeus. Não pode só por causa do Holocausto? rs. hhahahaha
      É o mesmo com o lance dos Cristãos.
      Espera aí. Judeus não podem sofrer piadas, mas cristãos sim? E os milhares de cristãos mortos no Paquistão… Na sua ótica, o cristianismo virou “vítima”, não? rs.
      Desde quando sofremos pressão psicológica e repressão sexual e social por eles? Me responda, desde quando? DESDE SEMPRE!
      Desde nunca! Primeiro não sei se você representa os gays, mas provavelmente represente a si próprio. Tenho amigos e amigas gays, e não os vejo fazendo truques de vitimização fraudulentos iguais ao teu. Então, não fale em “nós”, mas sim em VOCÊ, ok? Tenha um pouco de dignidade…
      Os gays devem ser ironizados por que?
      Pelo mesmo motivo que um heterossexual pode ser ironizado. E eu não disse “deve”, mas “pode”. Não sou totalitário igual você, que quer dizer quem DEVE fazer piada e DO QUE. rs.
      EU APOIO O ATAQUE AO CRISTIANISMO PORQUE É CULPA DELES QUE EU (e muita gente) NÃO POSSO CONTAR PRA MINHA AVÓ QUAL É A MINHA VERDADEIRA SEXUALIDADE.
      Desculpa destruir tua ilusão, mas você não pode contar para sua avó qual é sua sexualidade por que ela manifesta um desejo evolutivo de ter descendentes, e sabe que sua opção destruiu esse desejo dela. Sinto muito, mas essa é a verdade. Em termos de dinâmica social, ela escolheu o cristianismo por que ele se adapta à essa perspectiva que veio biologicamente nela.
      Vc é mto mais trouxa do que pensa. 🙂

      • Luciano disse ao Gabriel Tonin:
        «
        porque tua avó manifesta um desejo evolutivo de ter descendentes, e sabe que sua opção destruiu esse desejo dela. Sinto muito, mas essa é a verdade.
        »

        PROVE que “essa é a verdade”, Luciano. 😛
        Na boa, você ainda tem FÉ DEMAIS (cacófato intencional) para quem se apresenta como um “investigador de fraudes”. 😉

      • Luciano,
        não adianta tentar escapar pela tangente.
        Das três, uma:
        a) você faz uma auto-crítica e abandona de vez a pretensão científica da cosmovisão materialista;
        b) guarda os teus pontos-de-vista ultrapassados (e *desmentidos pelos FATOS*) para você mesmo;
        c) não faz nem “a” e nem “b”, e assiste ao teu antigo público leitor se afastar do teu blog.
        Take your pick.
        A seguir, digo aqui o que eu não quis dizer na tua “Carta aberta aos neo-ateus”:
        supondo que a tua empreitada um dia tenha sucesso, o receio de vários dos teus admiradores religiosos é o seguinte: você e os teus amigos ateus “conservadores” se transformariam numa elite, enquanto os religiosos seriam “devidamente” tratados como cidadãos de segunda categoria. De acordo com as entrelinhas dos teus artigos “neo-iluministas”, esse novo “despotismo esclarecido” não só seria bom e desejável, como também infinitamente preferível à opção neo-ateísta (um novo “holocausto”). Pois bem, eu me situo entre os que não aceitam qualquer uma dessas alternativas bizarras.

      • JMK:

        1 – Não é escapar pela tangente. Eu propus uma alternativa explicativa para o motivo pelo qual existem coisas como desejo sexual, proteção a prole, preferência pela heterossexualidade, etc. Claro que posso abandonar o paradigma darwinista, mas qual outra alternativa possui o mesmo poder explicativo?
        2 – Há um risco de perda de alguns leitores (alguns da antiga), e a aquisição de outros tantos. Qualquer autor corre esse risco. Mas digo que minha abordagem desde o fim de 2011 não tem nada para desagradar aos teístas. Na verdade, esse nunca foi o foco. Aliás, esse texto aqui esclarece bem a questão e mostra que pela ótica da dinâmica social grande parte do discurso neo-ateu não faz sentido: http://lucianoayan.com/2013/09/05/a-unica-discussao-aceitavel-sobre-crenca-ou-descrenca-em-deus-na-otica-da-dinamica-social/
        3 – Os receios que você apontou, são injustificados, pois é um princípio que eu criei no neo-iluminismo o questionamento a AUTO-ROTULAGENS utilizadas para obter autoridade moral injustificada. Não há nada disso no neo-ateísmo. Portanto, se algum dia eu escrever algum texto por essa ótica, me dizendo mais “iluminado” que direitistas cristãos, você pode usar o CETICISMO POLÍTICO para destruir minhas alegações. Mas não é meu objetivo criticar os teístas com o uso de AUTO-ROTULAGENS POSITIVAS E OUTRO-ROTULAGENS NEGATIVAS injustificadas.
        4 – Realmente eu acho que um método de ataque assertivo, com base na dialética negativa, dirigido contra o esquerdismo é com certeza desejável, mas ele é um método estratégico, e não uma proposta filosófica. Em suma, nada do que eu escrevo é feito para substiuir: (a) conservadorismo, de teístas ou ateus, (b) liberalismo, de teístas ou ateus, (c) libertarianismo, etc. Se existem “entrelinhas” nas quais eu disse algo diferentemente disso, essas entrelinhas devem estar beeem escondidas. Mas me ajude citando onde eu deixei isso transparecer, pois posso tratar as objeções.
        5 – Se você observar os passos (1) a (5) do neo-iluminismo verá que eu falo em “crença”, e não “crença X”, portanto, só isso já me distancia em termos argumentativos do neo-ateísmo. O neo-iluminismo é uma adaptação do neo-ateísmo NAS QUESTÕES DE MÉTODO, e só. Por exemplo: pelo neo-iluminismo, dizer que alguém é mais “racional” que o outro só por ser ateu ou teísta é uma alegação política, não-justificada, e que deve ser questionada. Em suma, eu criei elementos no paradigma para evitar que ele seja usado como um meio de OBTENÇÃO DE AUTORIDADE MORAL INJUSTIFICADA.

        Abs,

        LH

      • Luciano,
        quer dizer então que uma explicação FURADA é preferível a dizer que você não conhece uma boa explicação?
        E sim, eu e mais alguns “gatos pingados” vamos continuar desconfiando das tuas REAIS intenções, na medida em que você continuar compartilhando as *teorias BÊSTAS* dos cientificistas (“materialismo = abordagem científica” e vice-versa, evo-ilusionismo, e chicologia evolucionária).
        Que raios de “investigador de fraudes” é você, que ainda não descobriu que o darwinismo é 100-por-cento ideologia ateísta, ZERO-por-cento científico, e totalmente desprovido de evidências a seu favor? E que “detetor de mentiras humano” é esse que, até pouco tempo atrás, repetia como um papagaio de Sagan e Randi que “não existem evidências da paranormalidade”?
        Pra encerrar, um lembrete psicoanalítico (pois nem tudo que Freud, Jung e etc. está errado):
        «você pode não conhecer o teu inconsciente, mas o teu inconsciente sabe tudo sobre você».
        E pra nós que estamos “do lado de fora”, o teu inconsciente está bem visível.

      • quer dizer então que uma explicação FURADA é preferível a dizer que você não conhece uma boa explicação?
        Você conhece uma boa explicação alternativa? Na ausência de uma explicação alternativa, fico com a hipótese elegante do darwinismo, que é bastante coerente com os fatos.
        E sim, eu e mais alguns “gatos pingados” vamos continuar desconfiando das tuas REAIS intenções, na medida em que você continuar compartilhando as *teorias BÊSTAS* dos cientificistas (“materialismo = abordagem científica” e vice-versa, evo-ilusionismo, e chicologia evolucionária).
        Desconfiar é sempre bom. Seja de mim, seja de você. O que importa. O conteúdo que denuncia o esquerdismo e os métodos para a guerra política, assim como as refutações às rotinas, estão coerentes, aplicáveis e funcionais? Sim ou não. E estou aberto a críticas.
        Que raios de “investigador de fraudes” é você, que ainda não descobriu que o darwinismo é 100-por-cento ideologia ateísta, ZERO-por-cento científico, e totalmente desprovido de evidências a seu favor? E que “detetor de mentiras humano” é esse que, até pouco tempo atrás, repetia como um papagaio de Sagan e Randi que “não existem evidências da paranormalidade”?
        Lembro que você me mandou algumas “evidências de paranormalidade”, e ainda falta muito para chegarmos lá. Então, não mudei minha opinião.
        E o número de evidências a favor da evolução? Aliás, um livro de Dawkins muito melhor que o Deus um Delírio é “O maior espetáculo da terra”, uma obra vasta somente focada em evidências da evolução…
        Pra encerrar, um lembrete psicoanalítico (pois nem tudo que Freud, Jung e etc. está errado): «você pode não conhecer o teu inconsciente, mas o teu inconsciente sabe tudo sobre você». E pra nós que estamos “do lado de fora”, o teu inconsciente está bem visível.
        Opa, terapia online. Legal. Manda aí. 😉

      • Luciano, existem alguns FATOS, que os evo-ilusionistas INTERPRETAM como “evidências do processo evolutivo”. Você portanto está no mesmo barco dos neo-ateus, na medida em que considera uma obra de Dawkins como “prova” da Teoria da Evolução.
        De qualquer modo, obrigado por finalmente confirmar que o Marco Suriani, apesar de ser um malucão, não estava errado quando te rotulou como *troll do Orkut*.
        Não precisa publicar este reply se não quiser. Porém tome cuidado, eu fiz o print screen destes meus últimos comentários, para o caso de você não ter se contentado com a “limpeza” que você já fez no teu «passado vergonhoso».

      • JMK
        Luciano, existem alguns FATOS, que os evo-ilusionistas INTERPRETAM como “evidências do processo evolutivo”. Você portanto está no mesmo barco dos neo-ateus, na medida em que considera uma obra de Dawkins como “prova” da Teoria da Evolução.
        Dawkins, como um defensor da teoria da evolução, resolveu fazer uma compilação só de evidências da teoria da evolução. Que raio de falacia ad hominem é essa? Só por que é do Dawkins o livro não pode ser lido, mesmo que em Deus um Delírio ele tenha escrito várias sandices? Menos, menos…
        De qualquer modo, obrigado por finalmente confirmar que o Marco Suriani, apesar de ser um malucão, não estava errado quando te rotulou como *troll do Orkut*.
        Suriani não está errado, ele está ESTRATEGICAMENTE CERTO (embora MORALMENTE ERRADO) ao atacar um oponente que tem um método em mãos para aniquilar a fé pela qual ele é apaixonado de coração, a fé esquerdista. Suriani começou a se revoltar contra este blog quando eu assimilei todos os conhecimentos necessários (dos esquerdistas e neo-ateus) para combatê-los. Esperto é ele: que gostaria que as modificações paradigmáticas/pessoais pelas quais passei não tivessem ocorrido. Quando eu me tornei ateu, ele gostaria que eu me tornasse neo-ateu. Não ocoreu. Quando eu passei a controlar o frame, ele se revoltou, pois queria que só os esquerdistas e neo-ateus controlassem o frame. Quando eu solidifiquei meus argumentos na teoria da evolução, ele se revoltou, pois queria que só os neo-ateus tivessem esse recurso. Quando eu passei a usar a assertividade, ele se revoltou, pois queria que só a esquerda e os neo-ateus tivessem esse recursos.
        Entendeu por que o Suriani me odeia tanto? Ele queria ainda que eu fosse Francis Collins, diante de Dawkins, dizendo “ohh… meu colega aqui está enganado, ele não entendeu direito”. Desculpe, mas essa fase já acabou e eu desprezo essa época mesmo. Mas me orgulho do aprendizado que tive nesta época 😉
        Não precisa publicar este reply se não quiser. Porém tome cuidado, eu fiz o print screen destes meus últimos comentários, para o caso de você não ter se contentado com a “limpeza” que você já fez no teu «passado vergonhoso».
        Faço questão de publicar, pois lancei questionamentos que você não respondeu.
        Enfim, a psicologia evolutiva nos dá instrumentos poderosos para ENTENDERMOS por que alguns comportamentos humanos são inevitáveis. Por exemplo, por que reagimos a alguns frames melhor que a outros. Sendo assim, podemos estudar melhor nossas abordagens a partir desse conhecimento. Isso é tudo que nossos oponentes não querem, pois eles já fazem isso.;)

    • “… EU APOIO O ATAQUE AO CRISTIANISMO PORQUE É CULPA DELES QUE EU (e muita gente) NÃO POSSO CONTAR PRA MINHA AVÓ QUAL É A MINHA VERDADEIRA SEXUALIDADE.”

      A verdade é que você tem medo de contar e assumir os riscos da sua decisão e somente esse fato já mostra como você é covarde pois necessita do apoio ou aprovação de outros para ser ou fazer o que gosta. Então não venha com isso porque cristianismo e religião nenhuma te impede de dizer isso a sua avó ou você quer que eu te esfregue na cara tantos gays em sua situação que não tiveram vergonha ou medo nenhum de se assumirem e não colocaram culpa em religião alguma?

      • NÃO POSSO CONTAR PRA MINHA AVÓ QUAL É A MINHA VERDADEIRA SEXUALIDADE.
        Acho que sua avó vai aceitar bem a sua homossexualidade, considerando o fato de que ela JÁ SABE que você é um RETARDADO e lhe aceitou da mesma maneira 🙂

    • “NÃO POSSO CONTAR PRA MINHA AVÓ QUAL É A MINHA VERDADEIRA SEXUALIDADE.”

      O_º

      Vc não devia é ter contado pra nós que vc AINDA depende da aprovação da sua vozinha pra viver sua vida da maneira que bem lhe entender. A sua verdadeira viadisse, meu querido, é ainda estar vivendo debaixo da saia da véia.

      Gabriel, tome vergonha e ‘seje’ homem (até pra assumir sua sexualidade sem choramingos).

    • Nooooossa!!!! Você não pode contar para a sua avó a sua verdadeira sexualidade. Nooooossaaaa!! O Mundo vai explodir!!!!!
      Vamos perseguir e matar cristãos já que o Gabriel Tonin não vai poder dar o cu, chupar pirocar e contar para a avó dele que ele faz este tipo de coisa sem que ela ache tudo isso muito bonito.

  15. Acho que numa época onde o valor da marca de uma empresa é maior que o valor dos bens materiais da mesma empresa, uma simples convocação de boicote já causa danos significativos a qualquer organização, mesmo que esse boicote não se concretize! Não custa nada usar as redes sociais para divulgar a relação entre os patrocinadores e a ideologia do PdF, e aí é deixar os marketeiros das empresas avaliarem os possíveis prejuízos.

    • Eu achei esta idéia de inclusão de retardados no mercado de trabalho como entrevistadores ótima. Passei mal de rir enquanto o retardado entrevistava o Feliciano.

  16. Porra….alguns religiosos SÃO MUITO BURROS mesmo…
    Estou vendo um monte de gente que lê você luciano, ir para a redes e dizer:
    “Agora temos sanção moral para ridicularizar gayzismo, feminismo e esquerdismo”…

    PUTA QUE PARIU…………….isso NÓS SEMPRE TIVEMOS. Do que adianta o sujeito ir pra internet e ficar repetindo isso??? Enquanto os caras os ridicularizam, apenas dizer que AINDA VAI FAZER é estúpido.
    JÁ DEVERIA ESTAR FAZENDO. A ridicularização do porta dos fundos é HYPE porque se baseia em um esteriotipo de gente elitista, intelectual de esquerda e a favor do oprimido.
    Só que essa gente é tão capitalista quanto o resto de todos nós. ESSE É SEU MAIOR PONTO FRACO.

    O lance do boicote — não é questão de funcionar ou não, ou questão de aderirem ou não….isto tem que ser compartilhado massivamente, simplesmente porque “poder é aquilo que seu inimigo pensa que você tem” — chega um momento em que apenas estudar fraude dos esquerdistas e entender o seu comportamento NÃO É SUFICIENTE.

    Não se vence uma guerra cultural apenas se defendendo, e mostrando as atrocidades do adversário, há espera de que pessoas (em uma sociedade Patocrata) veja e diga: ohhhh, como isso é ruim!!! e depois não faça ABSOLUTAMENTE NADA. Nisso também cria-se um ciclo: o esquerdista (1) fala, a gente refuta…o esquerdista (2) fala, a genre refuta…e tem sempre esquerdista nascendo do “nada” como moscas no lixo, porque o gramscismo o cria a ritmo de produção industrial.

    SE as pessoas não são capazes de compartilhar um meme, nem tem a condição de formar um grupo com poder democrático de veto econômico — é melhor abrir mais a bunda pra tomar mais cacete do porta dos fundos.

    • Isso é verdade . Agora eu não sei se alguém percebeu , mas o lance do vídeo que fazia um ataque formal contra os elementos sagrados da religião cristã ,feito pelo Portas dos Fundos poderia ser configurado como um exemplo da tese da Baixaria Total (http://lucianoayan.com/2012/01/19/estrategia-de-esquerda-baixaria-total/) .É importante lembrar que 2013 foi um ano difícil para os MHN (marxistas,humanistas e neo ateus) ; (http://lucianoayan.com/2013/12/31/o-ano-em-que-a-hegemonia-da-esquerda-brasileira-foi-quebrada/ ) , tivemos o surgimento de novos escritores e materiais de refutação a estratégia esquerdista , assim como vitórias estratégicas no campo político , sem falar da visita do Papa e das manifestações , que mancharam a reputação do governo e de grupos anticristãos .
      Obviamente que eles ficaram muito irritados e como já não possuem artifícios para um debate racional ( http://lucianoayan.com/2013/06/01/glossario-debate-racional/) , passam a agir na base do xingamento e lançamento de ofensas ,como ficou evidenciado naquele vídeo de tremendo mau gosto . Agora chegamos ao estado do fim do debate ( http://lucianoayan.com/2013/02/21/glossario-fim-do-debate-tese/) , onde nossos adversários já perdem totalmente a noção do rídiculo e passam a agir como crianças mimadas , que estão mais interessados em irritar e cansar seu oponente do que levar uma discussão séria ( que pra eles é o de menos,pois sabem que nela sairão perdendo ).

      A esquerda brasileira está com seus dias contados , sua hegemonia no cenário público , daqui pra frente ira se restringir apenas na política e em alguns círculos universitários . E o melhor é que ela própria está provocando isso , todas suas ideias e campanhas políticas atuais só conseguem convencer seu próprio público , pois nenhuma pessoa de bom senso e bem instruída consegue cair nas lábias dos intelectuais e políticos de esquerda . O que sobrou da esquerda e o que ainda vai levar tempo pra se deteriorar é a militância , é isso que ainda a sustenta nos dias de hoje , sem ela com toda certeza o movimento revolucionário já teria tido seu fim no Brasil .

    • Entendo seu desabafo, Pecador… But (e perdoe minha “prolixência chatoníldica”):

      “A ridicularização do porta dos fundos é HYPE porque se baseia em um esteriotipo de gente elitista, intelectual de esquerda e a favor do oprimido.”

      E aí, Pecador, NÃO TEM JEITO, vai ter que se criar “DO NADA” uma TROPA DE ELITE (com uns 300… Tá bom!, uns 1000 de Esparta) com um esteriótipo claro, uma intelectualidade clara, um discurso a favor do oprimido CLARO, que CONTRASTE com o que já existe por aí (e que já não tá mais COLANDO prum nº cada vez maior de pessoas, inclusive da massa-de-manobra oprimida dos BOLSAS MIL & UMA UTILIDADES).

      Felizmente essa PATOCRACIA é uma MICRO-NAÇÃO à parte do resto do país; INFELIZMENTE porém, o resto do país já não acredita mais em discurso algum, em política alguma, pois MORALMENTE só pensamos em termos de SOBREVIVÊNCIA MATERIAL IMEDIATA. É o EFEITO RETARDADO PREVISTO de médio e longo prazo de uma Rev. Cultural.

      Toda a RELAÇÃO atual entre POVO e GOVERNO se resume nisso: JOGO DE INTERESSES IMEDIATOS, onde um ganha sempre (o governo) e o outro tenta BURLAR AS REGRAS PRA SOBREVIVER NESSE JOGO de 1000 regras COMO PUDER (não sei porque me vem à memória o seriado ‘Breaking Bad’).

      Conforme as PERSPECTIVAS vão diminuindo no horizonte de nossas vidas (graças a ascenção das esquerdas na sociedade e graças ao AUMENTO do Estado dentro de nossas expectativas e crenças de bem estar social, segurança e autonomia pra tocar a própria vida como bem lhe prouver) mais ficamos PRESOS aos nossos instintos mais baixos, infantis e imediatos de sobrevivência (o termo ‘BICHINHOS AMESTRADOS’ aqui NÃO é figura de linguagem).

      É como disse o Pim (Felipe Moura Brasil): eles fazem a muito tempo o MARKETING da MENTIRA (que só tem o poder de CORROMPER a alma alheia mesmo), a gente tem que fazer a nossa PROPAGANDA dizendo a verdade, usando a honestidade intelectual e- AO MESMO TEMPO- as concessões (AS REGRAS) que o JOGO POLÍTICO DEMOCRÁTICO (que a esquerda vem constantemente SUBVERTENDO, CORROENDO) exige, cobra.

      Como diz o prof. Olavo:

      “A SINCERIDADE É UM TESÃO”

      Esse TRABALHO DO NEGATIVO, de convencer PRIMEIRO a população (ACANALHADA POR TANTO GRAMSCISMO) sobre as VANTAGENS do jogo-limpo, da confiança mútua, de ser honesto, correto, íntegro, honrado, digno, corajoso, de viver nessa sinceridade pra levar a vida melhor, pra mim é o mais importante.

      Tem que LIMPAR essa atmosfera marxista (VIGARISTA) primeiro (senão é como no lance do ‘capitalismo’ que já vou comentar mais abaixo).

      O país perdeu completamente o senso das proporções e o ‘INSTINTO DE AUTO-PRESERVAÇÃO’. Tentar “NÃO FAZER” algo nesse sentido é jogar gasolina na fogueira, ESPANTAR os passarinhos e fazê-los irem na direção da gaiola socialista!

      “Só que essa gente é tão capitalista quanto o resto de todos nós. ESSE É SEU MAIOR PONTO FRACO.”

      Prum esquerdista isso não quer dizer NADA. Lembremos que o MECANISMO MENTAL dessa gente é a AUTO-JUSTIFICAÇÃO SISTEMÁTICA pra compensar o “REPUXO CATÁRTICO” da consciência individual que não consegue mais parar de se auto-contradizer. Esse, na verdade acaba sendo o PONTO FORTE.

      De qualquer forma ele ganha, já que taxar alguém de ‘CAPITALISTA’ é automaticamente considerado algo ruim em qualquer situação. Ele vai USAR isso a seu favor de alguma maneira torta, esdrúxula, absurda… Quanto mais ele se contorce pra EXPELIR o capitalismo das suas entranhas, tanto mais COLHERÁ admiração individual (e do resto do seu coletivo que tb repetirá a encenação de forma até mais contundente) e reforçará a utopia anti-capitalista pra mais alguns meses e anos.

      Enfrentar um treco desse é como enfrentar uma manada de baratas-voadoras-invisíveis-bipolares-metamorfas dentro de casa.
      |¬)

      Já que todo o discurso de esquerda acaba por BENEFICIAR MATERIALMENTE seus defensores encastelados da ELITE (o termo ‘ESQUERDISTA POBRE’ é mais falso que…), e como NÃO TEMOS mais uma realidade de meritocracia E MUITO MENOS UMA CULTURA LIBERAL CAPITALISTA DE LIVRE-MERCADO CONSERVADORA, todo o campo de visão, toda a INTERPRETAÇÃO sobre ‘GANHO MATERIAL, FINANCEIRO, fica atrelada e limitada a essa dinâmica social criada pelas esquerdas.

      Boa parte das pessoas gosta de trabalhar, de empreender, de lucrar, de prosperar, de capitalismo enfim; o problema é O COMO se chega lá. A esquerda LACROU a bica. Cercaram o perímetro.

      A ideia de ‘capitalismo’ que temos hoje no Brasil (e desde sempre, já que nosso histórico não ajudou a deflagrar a cultura do ‘livre-mercado’) é a do capitalismo selvagem, de Estado, MONOPOLISTA, oligárquico, sindicalista… Cria-se no imaginário popular o espantalho ‘CAPITALISMO ELITISTA e MALVADO’ no resto da população que acaba com isso AJUDANDO qualquer ideia mais à esquerda a ganhar um mínimo de atenção.

      A tática não é ACUSAR o “capitalismo oculto” no outro; é dizer pra platéia: -Tão vendo!? Se ele PODE ganhar rios de dinheiro e prosperar economicamente defendendo ideias anti-capitalistas, POR QUE a gente AQUI EM BAIXO também não pode ganhar a mesma quantia (ou até mais), TESTANDO, EXPERIMENTANDO, DEFENDENDO e VENDENDO ideias PRÓ-CAPITALISTAS!?

      “tem sempre esquerdista nascendo do “nada” como moscas no lixo, porque o gramscismo o cria a ritmo de produção industrial.”

      E se nascem dessa dialética infernal, é pela dialética da clareza que vamos cimentar essa porcaria de vez que aleja a inteligência, o amor, a boa vontade, o gênio individual e a cooperação entre os homens.

      Bom, pitaquei, tá pitacado.

      Abs pra ti, confrade.

Deixe uma resposta