Proposta de Paulo Nogueira para resolver o problema financeiro de Genoíno desnuda a “moral” petralha

8
54

786_lula-600x400

No site Diário do Centro do Mundo, o jornalista ultra-petista Paulo Nogueira fez uma proposta para “resolver o problema financeiro” de José Genoíno:

Lembrei estes dias de uma cena de Breaking Bad.Walt, professor de química de classe média, está com um câncer no pulmão que vai não apenas matá-lo como arruinar o futuro financeiro da família.

Nos Estados Unidos é assim. Se você não tem muito dinheiro, um câncer destrói o futuro de uma família toda. Bem, sem saber que o pai já tratara de juntar dinheiro com a produção de metanfetamina, seu filho Junior arma um esquema de coleta de doações na internet no qual apela ao bom coração dos americanos. Cada dólar arrecadado é comemorado por Junior e sua mãe, e Walt finge vibrar com os resultados esquálidos da vaquinha. É uma cena notável de um seriado notável.

Bem, a cena me veio por conta da tentativa de arrecadar dinheiro para Genoino promovida na internet. É um longo, sofrido percurso. Vi que o site feito para isso tinha juntado 25 000 reais de um montante inicialmente calculado em 468 000 para ser pago em dez dias.Soube depois que deu uma pane no site. E na manhã desta terça li que Miruna informou que, com uma multa que foi aplicada agora, o valor subiu para mais de 600 000 reais. Renovo, diante disso, minha sugestão de alguns dias atrás.

Quatro ou cinco palestras de Lula resolvem o problema. Palestras de estrelas globais como Lula costumam render cerca de 100 000 dólares, uns 230 000 reais. FHC foi o primeiro ex-presidente brasileiro a ingressar no milionário circuito internacional de palestras. Ele pegava uma malinha vermelha – a cor tinha sido escolhida para facilitar a localização nas esteiras dos aeroportos – e corria o mundo para fazer palestras em geral de uma hora ou duas.

Vou tentar imaginar alguns problemas para a solução das palestras de Lula. Genoino poderia se sentir ofendido? Ora, ofensa quem lhe está fazendo é Joaquim Barbosa. Lula traria a solução para um problema dramático. Mais uma coisa. Ninguém precisa saber. Lula poderia fazer isso sem falar para ninguém. Uma doação anônima na conta de Genoino e pronto. Particularmente, gosto daquele tipo de benemerência em que a mão esquerda não sabe o que a direita fez.

Um gesto destes daria sentido, pelo menos momentaneamente, a uma atividade que quase sempre não é mais que um caça-níqueis portentoso de ex-presidentes. Vejo também uma espécie de justiça poética numa coisa dessas. Lula inventou Joaquim Barbosa. Foi uma escolha desastrada, provavelmente a pior que ele fez na vida, e Genoino está sofrendo as consequências disso. Não só ele, aliás. Veja o sofrimento de Miruna, sua filha.

De resto, lembremos daquele clássico dos Beatles: eu posso tudo com uma mãozinha dos amigos.Uma enquete sobre isso acaba de ser posta aqui no DCM. É importante ouvir o que você pensa disso. Parece óbvia minha sugestão? Muitas vezes as pessoas não enxergam exatamente as coisas óbvias.

O site Brasil247, no entanto, não concorda com toda essa “obviedade” alegada por Nogueira:

José Genoino tinha uma oportunidade: a de provar ao Brasil que é um dos raros políticos sem patrimônio. Se abrisse suas contas, provaria que a multa de R$ 468 mil imposta pelo Supremo Tribunal Federal (STF) é impagável. Sua casa, um simples imóvel localizado no bairro do Butantã, em São Paulo, não seria tomada pela Justiça. E a dívida não seria transferida aos herdeiros.

Por isso, em reportagem publicada na noite desta quarta-feira 8, o 247 condenou a vaquinha inicialmente criada por Edmar Prandini, solidário a Genoino, que fez um site para arrecadar doações e contribuir com o pagamento ao qual o ex-deputado foi condenado. Hoje, a família deve divulgar uma conta para a qual devem ser depositadas todas as doações.

Agora, surge uma nova proposta. Em artigo no site Diário do Centro do Mundo, o jornalista Paulo Nogueira sugere que o ex-presidente Lula pague a multa de Genoino (leia aqui). “Quatro ou cinco palestras de Lula resolvem o problema. Palestras de estrelas globais como Lula costumam render cerca de 100 000 dólares, uns 230 000 reais”, escreve Nogueira.

A página criada na internet para arrecadar verba para Genoino arrasta a militância do PT para o processo da Ação Penal 470. Assim como a sugestão de Paulo Nogueira, que inclui Lula – quem a oposição sempre quis ver no banco dos réus – num processo que não é dele. Em resumo, é tudo o que os inimigos do PT e do ex-presidente Lula gostariam de ver.

Eis o DNA da esquerda. Incapazes de discutir a real moralidade das ações humanas (se praticadas pelo lado deles), passam a discutir unica e exclusivamente a utilidade dessas ações. Em outras palavras, eles só pensam no cui bono de uma ação, independente da moralidade dela.

Várias perguntas sobre ética poderiam ser feitas nas abordagens acima: É moralmente aceitável que Miruna venha chorar na web mentindo sobre a possibilidade de sua família ficar onde morar? É éticamente legítimo que Genoíno seja merecedor de doações para pagar sua multa enquanto o mesmo não é praticado em relação aos não-petistas?  Nenhum dos textos passou perto de questões extremamente relevantes como essas.

Ainda assim, Paulo Nogueira parece mais ingênuo que os articulistas do Brasil247 (aliás, de vez em quando eles gostam de citar textos de Nogueira por lá).

Inacreditavelmente amorais, esses últimos definem que Lula não use sua fortuna para ajudar Genoíno, apenas por que isso não é politicamente útil para o partido. Eis o momento em que a ética deles se confunde, mostrando a moral psicopática em toda sua majestade.

Pelo sistema moral deles, Genoíno é um sujeito “do partido”, portanto deve “ser salvo” independentemente do crime cometido. Mas agora não pode ser salvo por doações do partido, pois senão o partido pode ser associado ao Mensalão. Muito menos ele não pode ser “salvo” por Lula, já que neste caso haveria risco deste último ser associado ao Mensalão. É quando a “camaradagem” entre eles vai pro vinagre.

Note bem: eu acho imoral eles doarem uma grana para um criminoso como Genoíno. Mas eles não acham isso. Eles o percebem como um merecedor dessa doação. Então, na ótica petista, doar dinheiro para Genoíno é moral. Mas mesmo que eles tenham feito essa consideração, o ato “moral” passa a ser condenável por não atender aos interesses do partido. Aí, para decidir o dilema, valem os interesses do partido.

É esperado que petistas sejam um perigo para os não-petistas. Ocorre também que eles são um perigo para eles próprios, quando os interesses do partido estão em jogo.

Anúncios

8 COMMENTS

  1. Luciano, não valeria a pena falar um pouco que seja sobre o caos maranhense causado pelo crime organizado? Por que digo isso? Porque vou lhe pedir para ler este texto do jurista Luiz Flávio Gomes que, só de se ler as palavras “burguesia”, “país injusto, classista, racista…”, “Foucault” e outros já demonstra alto grau de marxismo-humanismo-neoateísmo. Abaixo, seguem vídeos da barbárie na terra dos Sarneys (aliados e protegidos pelo governo petista, diga-se de passagem):

    http://www.youtube.com/watch?v=5kUKuygHIUQ

    http://www.youtube.com/watch?v=umL7-_T0Eig

    http://www.youtube.com/watch?v=hNBwJZQuaTM

    http://www.youtube.com/watch?v=o_GJFEzwYZA

    Segue também este outro link com outra barbaridade cometida em Pedrinhas.

  2. É muito difícil comentar no Diário do Cu do Mundo

    Eu consegui comentar uma vez só, no artigo em que um gayzista lá defendia a perseguição ao Phil Robertson da série Duck Dynasty (Os Reis do Patos)

    Depois disso não consegui mais comentar. Esse Paulo Nogueira censura qualquer um que discordar das opiniões dele.

    O site é povoado por um monte de puxa-sacos que estão sempre concordando com o dono do site e uns com os outros. Uma coisa assim bem enriquecedora.

    Não dá pra esperar nada de diferente mesmo de quem defende José Dirceu e José Genoíno

  3. Fiquei lendo lá os comentários dessa matéria… É uma coisa assustadora.

    Primeiro que, como eu havia dito anteriormente, não existem comentários contrários.

    Depois, todos parecem conhecer muito bem os bastidores do Partido dos Traficas e todos falam como se fossem amigos pessoais de José Genoíno.

    É como se fosse uma seita voltada exclusivamente para o banditismo.

    Ninguém sente nenhum tipo de remorso por estarem defendendo um bandido tão cara-de-pau quanto o Genoíno

  4. Vale lembrar que para os ingênuos, a estratégia é mostrar que o partido, os mensaleiros, nem ninguém da esquerda tem dinheiro guardado pra pagar essa miséria perante o que roubaram. Convenhamos, os ingênuos são uma fatia enorme da população. O partido é visto como “pobre” e solidário a causa “injusta” de seu correligionário. Para os ingênuos: “Coitadinhos deles”….

Deixe uma resposta