David Horowitz nos mostra por que os esquerdistas funcionais são os seres mais manipulados na história da espécie humana

17
51

horoglenn

Não existe, não existiu e jamais existirá grupo humano grupo tão servil e manipulado quanto os esquerdistas funcionais. Aparentemente, o esquerdista funcional seria como o tradicional idiota útil, mas a definição é mais ampla: o esquerdista funcional é todo aquele que apóia o esquerdismo, mas não obtem dividendos a partir deste apoio. (No caso dos idiotas úteis, muitos atores e intelectuais foram rotulados como idiotas úteis, mas eles recebem dividendos por causa de seu apoio ao esquerdismo, então, mesmo que sejam idiotas úteis, não são esquerdistas funcionais, mas beneficiários)

Se David Horowitz lançou o fantástico The Art of Political War em 2001, onze anos depois surgiu uma nova obra-prima do autor em The New Leviathan. Assim como o livro de 2001, este funciona como um verdadeiro despertar, tanto para a direita quanto aos esquerdistas funcionais que conseguirem fugir de seu delírio, inserido em suas mentes por esquerdistas mais espertos que eles.

O livro de Horowitz, amparado por uma miríade de evidências, mostra que, ao contrário do que o senso comum pensa a respeito dos esquerdistas, todos os discípulos de Marx, dos mais radicais aos mais moderados, não passam de aliados dos poderosos, ao invés de pessoas que “defendem oprimidos contra opressores”.

Entre as evidências desse fato incontestável está a quantidade absurda de dinheiro que as maiores corporações do mundo injetam em organizações de esquerda. Por que elas fariam isso se estas organizações alegam “lutar contra o capital”? Será que, por um passe de mágica, passaram a querer se auto-destruir para beneficiar a “entrega de seu poder para os pobres”?

É aí que está o pulo do gato, que esquerdistas doutrinados não conseguem perceber. Com os altos impostos, os burocratas são beneficiados, mas este benefício também se estende aos maiores donos do poder privado, pois estes se aliam ao estado inchado. Ademais, com altos impostos, a entrada de novas empresas concorrentes no mercado (o que beneficia o consumidor, isto é, o cidadão mais pobre) é dificultada. Em suma, se o esquerdismo é péssimo para a maior parte da iniciativa privada, ele é bom para uma pequena parcela (os tais que representam o “1%”) dessa iniciativa privada, que são os atores mais poderosos da jogada.

No léxico deste blog, esquerdistas beneficiários são aqueles que se beneficiam do jogo esquerdista. Esquerdistas funcionais não ganham nada com isso. Nem um mísero centavo. A única coisa que lhes resta é achar que lutam contra os poderosos, quando na verdade executam um servilismo abjeto em relação a eles.

A partir de agora o mito de que esquerdistas lutam “contra a elite” não tem mais razão de existir. Eles lutam, de maneira ardorosa, a favor de elites ultra-poderosas, que se constituem nos donos do estado-inchado e em uma parte seleta de empresários que se associam a estes burocratas. Neste jogo, também ganham muito dinheiro jornalistas, artistas e outros que se associam ao governo. À maioria absoluta dos esquerdistas, no entanto, só resta a posição de recordistas eternos de alienação e ingenuidade perante pessoas muito, mas muito mais espertas que eles.

Veja o vídeo abaixo (uma cortesia do site Reacionaria), mostrando uma entrevista de David Horowtiz para Glenn Beck, e ative as legendas:

Anúncios

17 COMMENTS

  1. O mais duro é que, se eu mostrar um texto desse para um esquerdista, a chance de ele ficar ofendido e se negar a aceitar a realidade é quase de 100%.

  2. O financiamento que grandes capitalistas dão aos movimentos de esquerda é algo tão comprovado, tão evidenciado, tão insofismável, que só pode continuar negando quem for um completo retardado ou um completo desonesto. Esse é um assunto bastante conhecido nos EUA. Já neste planeta bizarro chamado Brasil os “formadores de opinião” não sabem nem sequer quem foi Antony Sutton.
    Esses dias eu estava conversando com um funcional sobre isso e enviei o link de “Foundations: Their Power and Influence” (relatório de uma comissão parlamentar americana provando a ajuda de fundações bilionárias aos movimentos esquerdistas). O imbecil simplesmente respondeu que não leria porque “o congresso americano é de direita, logo esse relatório é falso”.

    Sério, às vezes me dá umas loucuras e eu começo a pensar que a revolução comunista teria um lado bom: como os funcionais são sempre os primeiros a ser perseguidos, eu teria o prazer de os ver eliminados um a um.

  3. Caro Luciano.

    Segundo seu texto:
    “É aí que está o pulo do gato, que esquerdistas doutrinados não conseguem perceber. Com os altos impostos, os burocratas são beneficiados, mas este benefício também se estende aos maiores donos do poder privado, pois estes se aliam ao estado inchado. Ademais, com altos impostos, a entrada de novas empresas concorrentes no mercado (o que beneficia o consumidor, isto é, o cidadão mais pobre) é dificultada. Em suma, se o esquerdismo é péssimo para a maior parte da iniciativa privada, ele é bom para uma pequena parcela (os tais que representam o “1%”) dessa iniciativa privada, que são os atores mais poderosos da jogada.”

    Perfeito! Apenas quero acrescentar a informação: aquela parcela representativa do 1,00% constitui e forma a elite do tal Socialismo Fabiano dos Metacapitalistas (segundo definição do Olavo de Carvalho).

    Eu sei que você sabe disso. Mas o efeito didático ficaria mais potencializado com a explicitação desse conceito e fato, pois quem está entrando em contato com essa temática agora, então terá meios de pesquisar mais sobre o assunto (indexando a pesquisa por “socialismo fabiano”, “sociedade fabiana” ou “metacapitalismo” etc.).

    Forte abraço.

    PS.: curiosidade linguística; “etc” é uma abreviação oriunda do Latim “et ceteris” (“e outros”), portanto não se deve usar virgula antes do “etc”.

    • David Horowitz na veia!

      Nunca é demais.

      Graças a vc, Luciano, acabei virando um ‘horowitzete’ (ou será ‘horowete’? Cap. Jack, um ‘help’ aqui por favor).
      |¬)

      Uma pergunta, Luciano: o que poderíamos fazer pra colocar todos os livros (e entrevistas) deste senhor TRADUZIDOS nas prateleiras virtuais (pelo menos) desse país?

      Por que não criar uma dessas contas coletivas na internê pra pagar um tradutor, sei lá… Como tornar isso viável pra ONTEM?

      Outra:

      Vc não acha que já tá na hora de alguém levantar de uma vez a “LISTA DE SCHINDLER” dos beneficiários que estão locupletados na imprensa, TV, classe artística, show business, ensino acadêmico, empresariado… (só os mais importantes, os PEIXÕES mais famosos, e que estão acima de qualquer suspeita perante o povão)? Se eu tivesse condições físicas, materiais, eu tentaria fazer isso (se é que já não tem alguém trabalhando nisso, assim espero). Pouparia TEMPO e ENERGIA nos combates de ridicularização e desmoralização do ideário esquerdista (em vez de ficarmos perdendo tempo com Pirúlas, Punheteus, Ghiraldellis e Sakamotos, partiríamos logo pro “card principal do UFC”).

      Abs gerais.

      • Oi Anderson.

        Achei uma excelente ideia e acredito ser este blog do Luciano um lugar (meio) ideal para a divulgação dessa coleção de vídeos. Mas devemos tratar disso com o anfitrião do blog: o Luciano. Veja Anderson que você dirigiu essa pergunta ao Luciano, mas postando uma resposta ao meu post.

        Proponho apresentar essa ideia diretamente ao Luciano. OK?

        Forte abraço.

        PS.: “Horowitzete” ou ‘Horovete” são ambos adequados e cabe ao inventor do neologismo os méritos de sua criação. Hehehe!

      • Eu sou tradutor. Se mais pessoas se disponibilizarem a ajudar (não falo em ajuda financeiro, digo em termos de revisão, padronização de termos, correção), eu toparia participar de um projeto de tradução do David Horowitz.

  4. Caro Luciano.

    “uma entrevista de David Horowtiz para Glenn Beck”

    De acordo com o vídeo vemos que ainda podemos nutrir esperanças, pois os esquerdistas estão lutando contra a realidade, e por isso mesmo necessitam de tanto dinheiro. Basta então que seja suprimido seu abastecimento de recursos. Mas durante a luta eles poderão destruir tudo como consequência de seu desespero.

    Devemos aproveitar esse momento de despertar, que está acontecendo também aqui no Brasil, e iniciarmos uma ofensiva mais cirúrgica, eficaz e letal contra esses “loucos filhos das trevas”.

    Todo e qualquer aliado nessa luta deve ser bem recepcionado por todos nós. Devemos ser anfitriões exemplares para todos os que estão acordando. O Zeitgeist ou Espírito do Tempo exige a união incondicional dos que amam a Liberdade com responsabilidade, que é bem definida pelo Estado de Direito e Democrático.

    Forte abraço.

    • “Devemos aproveitar esse momento de despertar, que está acontecendo também aqui no Brasil, e iniciarmos uma ofensiva mais cirúrgica, eficaz e letal contra esses “loucos filhos das trevas”.”

      Caramba! Foi mais ou menos isso que acabei de comentar, Captain Sparrow .
      |¬)

      Abração pra ti, meu brother.

      • Ah! Vi lá no ‘http://lucianoayan.com/2014/01/31/razao-x-fe-na-guerra-politica-reinaldo-azevedo-e-os-aduladores-do-caos/#comments’ as sugestões musicais aduladas em série. Mandou mui bem. Tu é dos meus, Rsss….

        Volta lá que tem mais! |¬)

        Té!

  5. Desculpemem si estô interrompenu a viagem dus senhoris… Eu poderia estar robano, matano, mas estou aqui pedindo encarecidamenti…

    Lucioano ou alguém aí pode me ajudar!? Tô pra responder a um colega virtual duma outra página que me lançou hoje algumas perguntas e afirmações (um tanto mau humoradas, mas que não deixa de ser um belo treinamento de ceticismo político) sobre a realidade dicotômica DIREITA x ESQUERDA mas estou impossibilitado- pelo calor vulcânico e pela sedação do relaxante muscular- para desenvolver um raciocínio mais focado, didático, amplo e certeiro.

    Desde já, agradeço a colaboração e caridade dos nobres coregas. |¬)

    Vejamos então:

    *Onde a direita estava quando o governo torturava pessoas?

    R:

    *Onde a direita estava quando nos anos 80 os salários dos educadores públicos foram achatados, ano após ano?

    R:

    *Onde a direita estava quando nossa dívida externa se tornou estratosférica?

    R:

    *Onde a direita estava quando o país se fechou à tecnologia estrangeira?

    R:

    *Onde a direita estava quando a distância entre os ricos e os pobres cresceu?

    R:

    *Onde a direita estava quando o sistema público de saúde se tornou precário?

    R:

    …Aí continua o comentário um tanto longo (que na minha mão vai levar só por 20 CENTÁRRO):

    *A direita estava no poder. Agora, no poder, a esquerda não faz muito diferente, com a exceção que a Esquerda está a ser mais inteligente e sabendo muito melhor do que a Direita a se utilizar da massa de manobra que são as classes mais pobres, ignorantes, avidas por um pouco de atenção do Estado.
    E quem criou essas classes mais pobres, ignorantes?
    A Direita quando estava no poder.

    *É por isso que esse jogo de “culpar” a Esquerda pelo que está ocorrendo é de uma hipocrisia abissal.

    *A classe média só está a reclamar, a se ofender com a corrupção petistas, que não é nem maior nem menor do que a corrupção direitista – vide o rombo que o PSDB deixou e o roubo que realizaou em Minas Gerais – por um único motivo: a classe média está sendo achatada, e o poder econômico das classes inferiores está aumentando, o que torna a classe média menos “especial”.

    *A classe média sempre se espelhou na Elite. E a elite sempre alimentou esse jogo. E para ser uma sub-elite, a classe média sempre precisou de pobres, ignorantes, para alimentar a ilusão de que era elite de alguém.

    *É por esse egoísmo e falta de compaixão que a classe média sempre ficou em silêncio quando a Direita estava no poder.

    *Agora, com total hipocrisia, vemos essa classe média vir com discursos cheios de probidade, que ela nunca teve, ou não teria se silenciado e apoiado por tantos anos a Direita e o terreno que a mesma preparou para o PT.

    *Então, é contraproducente, é errado, é feio, é estúpido, é discurso de ressentidos essa jogatina de idéias a que os opositores ao PT fazem. Querem só que as coisas voltem a ser como eram antes.

    *Claro que há os, como o Acid, que se decepcionaram com o PT. Mas mesmo assim não aprendeu, pois acreditou que um negro na presidência dos EUA poderia ser uma coisa boa.

    *Governos hoje só são teatro de fachada dos desejos de corporações e do sistema bancário.
    Prova disso é o PT. A Esquerda no poder, e ninguém ficou mais feliz do que o sistema bancário nos últimos anos.

    *Mas se decepcionar com a Esquerda e se voltar a discursos reacionários de Direita, discursos que estão na base do que o capitalismo fez no planeta, sim, o comunismo fodeu alguns países, mas o capitalismo, bom, este fudeu com um planeta inteiro em nome de sua maior idéia ilusória, o Eterno Progresso, e sua associação a produção de inutilidades que as pessoas inventam discursos para justificar necessitarem delas.

    *Se vocês realmente se preocupassem não com seus “direitos” de classe média, mas com o todo do grupo que denominam de “nação”, estariam há tempos focando no que é o único e real problema do Brasil: EDUCAÇÃO.

    *Sem educação de base para o povão, aquele que os papais e mamães de classe média sempre ficaram felizes por não terem acesso à educação privada, sem educação de base, o povão não sabe escolher representantes políticos, não sabe como reinvindicar seus direitos, não sabe como cuidar melhor de sua saúde.

    *Educação, é a única coisa que quem se preocupa com como esse país estará daqui 20 anos deveria se preocupar.

    *Claro, que como todos hipnotizados pelo lado capitalista do sistema planetário de trabalho, isso é esperar muito. Quem vive na ilusão de “eterno progresso”, quer tudo para agora. E nasa estimula mais as emoções atávicas na mente do que demonizar a Esquerda no poder, e esquecer que a Direita, quando no poder, fez igual e em alguns momentos até pior.

    *Por isso que é extremamente divertido ver pessoas como o Ike (**Ike sou eu, o Anderson Silva) demonizando os que discordam do ponto de vista que ele emprestou do Olavo de Carvalho. Separando, dividindo, cumprindo seu papel como agente da matrix.

    *E não só ele, todos, de Esquerda ou de Direita, que se negam um no outro.

    *Do mesmo modo que a classe média no passado cegou-se propositalmente aos erros da Direita com o sistema de educação pública, hoje a classe média Esquerdopata faz o mesmo com a perfumaria educacional que o PT realiza, sim, o PT faz de conta que melhora a educação, quando é a última coisa que o PT irá melhorar, pois povo melhor educado, com certeza o povão irá começar a pensar melhor e não será burro como a classe média, que é de direita por nunca ter sentido na pele a falta de dignidade com que o sistema social trata os menos desfavorecidos; e exatamente por sofrer com as injustiças que as elites e classe médica causam a eles, que os mais pobres simpatizam com o discurso dos Esquerdopatas hoje, mas se tivesse mais educação, perceberiam o engodo que tudo isto é.

    *Educação de base pública com melhor qualidade que a educação de base privada é a única coisa que vale a pena lutar para que se torne real, se quisermos um país melhor para nossos filhos, netos e bisnetos.

    R:

    *Qualquer outra coisa é recalque de quem está tendo sua parte do bolo extirpada.

    Acabou.

    Obrigada pela atenção dispensada e fiquem todos com Deus. Valeu motorista!

  6. Meh… Quando se adota um pacote ideológico fechado pronto para consumo, seja de qual espectro for, já tá errado. O que o artigo denuncia não se aplica somente a esquerda. A realidade é bem mais complexa que esquerda/direita.

    • Ninguem esta falando isso… o X da questao é que determinadas ideologias FACILITAM a tomada de Poder… e ai que entra o ESTADO… ele é o caminho mais rapido para obter autoridade, voce sabe disso, basta analisar melhor!

      Att

Deixe uma resposta