Conheçam Ruth, a “irmã gêmea” (e psicopata) de Rachel Sheherazade

12
102

ruth

Não tem jeito! Esquerdistas até que tentam, mas só conseguem obter resultado por causa de volume (hegemonia cultural). Nada que não possa ser derrubado com a conscientização de cada vez mais pessoas da direita. O fato é que em termos de inteligência, seus funcionais realmente são muito, mas muito limitados.

Uma evidência disso está na página Ruth Sheherazade, que um bando deles criou para tentar assassinar a reputação de Rachel Sheherazade. Tudo por que ela tem cada vez mais se destacado como porta-voz do cidadão brasileiro honesto. Com certeza, o cidadão trabalhador, que acorda às 5 horas da manhã, está do lado de Rachel Sheherazade. Isso tem irritado muito a esquerda.

A ideia original da página até que se baseia em um frame criativo. Ao que parece, havia uma novela da Globo em que Gloria Pires interpretava irmãs gêmeas: uma má e outra boa. A irmã malvada se chamava Raquel e a irmã “do bem” atendia pelo nome de Ruth. Eis a sacada da página: projetar, em uma hipotética irmã boa (e gêmea) de Rachel Sheherazade opiniões em relação às questões públicas. Esta irmã boa seria a Ruth Sheherazade. Na lógica da página, Rachel é uma mulher má. Ruth seria uma mulher boazinha.

Se a piada ficasse apenas por aí, o efeito seria poderoso. Só que eles se empolgaram e foram postando, sem esquecer de que todas as opiniões da “Ruth Sheherazade” lá publicadas não passam das opiniões dos esquerdistas da página. Em outras palavras, eles querem dizer que “Ruth Sheherazade é boa por que discursa feito esquerdista, Rachel Sheherazade (que eles chamam de Raquel, para manter a piada) é má por que discursa feito direitista”.

Então, agora é hora de vermos, conforme nos diz a página em questão, o que Ruth Sheherazade pensa:

  • É melhor priorizar a prisão de Justin Bieber por ter dirigido em alta velocidade e pichado um muro do que prender pivetes que matem e estuprem
  • É importante dizer que os bandidos são malvados apenas por que as prisões não são confortáveis (em outras palavras, o conforto do marginal é uma prioridade)
  • É importante que gays adotem crianças para que elas não virem bandidos (o que é uma baita de uma fraude intelectual, pois, como até o esquerdista Alain Soral nos mostra, é difícil até para um casal heterossexual conseguir uma criança para adoção)
  • No momento em que manifestantes Black Blocs são reconhecidos como assassinos de um cinegrafista, é bom usar uma distração para dizer que a culpa é da polícia “anti-democrática” (ou seja, a eterna transferência de culpa)
  • Os rolezinhos feitos nos shopping centers, mesmo que renegados pela maioria dos cidadãos pobres, devem ser incentivados, independentemente de serem violação de propriedade privada

E isso é só o começo. Em resumo, a “irmã boazinha” de Rachel Sheherazade defende barbarismo em nome de utopias, faz uso de coletivismos abstratos, empreende chantagens emocionais para pregar propaganda LGBT, promove campanhas de ódio contra a polícia e usa truques como  ausência deliberada de senso de proporções (como pedir a prisão de Justin Bieber por embriaguez, para relativizar este tipo de ato com crimes como estupro e sequestro, dos marginais que a esquerda privilegia).

Em suma, como em uma inversão absoluta do que ocorreu com o personagem de Gloria Pires, a tal Ruth Sheherazade é nitidamente psicopata, ou, no mínimo, psicótica. Explica-se: ela é esquerdista. Que priorizemos apoio à verdadeira Rachel Sheherazade, que, por ser de direita, rejeita as ideias mais psicopáticas da esquerda.

Continuarei seguindo a página, para ver mais confissões do que Ruth Sheherazade, ops, a esquerda realmente pensa.

Anúncios

12 COMMENTS

  1. LH, uma coisa que me não sei como lidar é quando você tem bons argumentos, está pronto para desmascarar fraudes MAS o outro lado tem as piadinhas.

    Eu penso que se vc está discutindo com piadistas, sem plateia, é melhor parar. Desmascará-los a si mesmos não vai adiantar nada.

    O que vc acha?

  2. Não dá para discutir com esquerdopatas.

    A ideologia deles não é um escopo teórico, é um escopo dogmático. Eles não a seguem pela razão, mas pela fé. Imagine o inferno consolidado se, na guerra fria, a URSS tivesse levado.

    Luciano, seus textos são brilhantes.

  3. Bem, Magneto e o Doutor Destino também não se consideram vilões…

    Mas essa página é ótima. Esquerdistas que reclamam de perseguição (na verdade, ridicularização) pública de seus ícones, podem ser mandados às favas com um sorriso no rosto.

Deixe uma resposta