Ato em defesa de Freixo reúne o que há de pior dentre os intelectuais orgânicos do Brasil

19
139

gregorioduvivierfalafreixofaceboorep

Segundo o Terra, um ato em defesa de Marcelo Freixo reuniu uma verdadeira “nata” da esquerda. Leia:

Representantes de movimentos sociais e da sociedade civil, intelectuais, artistas, políticos e magistrados se reuniram na noite desta sexta-feira no Instituto de Filosofia e Ciências Sociais da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), no centro da capital fluminense, para um ato de desagravo em apoio ao deputado estadual Marcelo Freixo (Psol).

Entre os presentes no ato estavam o deputado federal Chico Alencar (Psol-RJ), os senadores Randolfe Rodrigues (Psol-AP) – pré-candidato à Presidência ao lado de Luciana Genro, também presente ao evento -, Lindbergh Farias (PT-RJ) – pré-candidato ao governo do Rio de Janeiro -, o cantor e compositor Caetano Veloso; o antropólogo Luiz Eduardo Soares, a socióloga Julita Lemgruber, o ator Gregório Duvivier, entre outros

Os participantes do ato criticaram a maneira como a imprensa, em especial a Rede Globo, cobriu a morte do cinegrafista da TV Bandeirantes Santiago Andrade, atingido por um rojão disparado durante um protesto na capital fluminense no último dia 9.

No último dia 9, o estagiário do advogado Jonas Tadeu, que representa os acusados pela morte do cinegrafista, afirmou que recebeu ligações da ativista Elisa Quadros, conhecida como Sininho, afirmando que o suspeito que acendeu o rojão era ligado à Freixo. A polícia colheu o depoimento do estagiário e fez um termo de declaração. Para o deputado, a denúncia feita pelo advogado é frágil e beira o absurdo.

No dia 10, o deputado, em entrevista coletiva, negou qualquer relação com os suspeitos da morte de Santiago. “Não tenho a menor ideia de quem foi o responsável por aquela ação que vitimou o Santiago, que é uma pessoa conhecida e querida de nós. Espero que o responsável seja identificado e responsabilizado. Sou radicalmente contra toda e qualquer violência e isso precisa ser investigado. Conheci a Sininho através da imprensa e esse número para o qual ela ligou é um número da Comissão de Direitos Humanos muito conhecido e antigo. Em que diz respeito a este termo, não tem o menor sentido durante um depoimento um telefonema de um advogado que diz que ouviu um depoimento, uma conversa que só ele ouviu, que a própria ativista nega. Isso precisa ser apurado”, afirmou.

Em nota lida durante o Jornal Nacional desta segunda-feira, a TV Globo afirmou que “entende o desconforto” do parlamentar e de seus apoiadores, mas disse ter cumprido fielmente “sua missão de informar”.

Obrigado, intelectuais orgânicos, por me ajudarem a demonstrar que as alianças entre o PSOL e o PT estão mais sólidas que nunca. Não bastou a filha de Tarso Genro comparecer, como também tivemos a presença de Lindbergh Farias, pré-candidato pelo PT ao governo do RJ.

Como não poderia deixar de ser, diversos outros políticos de extrema-esquerda do PSOL compareceram. E, ora vejam só vocês, tivemos a participação de Gregório Duvivier, o tal esquerdistinha que se finge de humorista, mas é muito mais engraçado esquerdando do que fazendo piadas.

A esquerda caviar estava bem representada por Caetano Veloso, que, mesmo tendo partilhado um apartamento de R$ 37 milhões de reais com Paula Lavigne, ainda diz que “se sente classe média”.

Boa parte dos protestos a favor de Freixo criticaram a forma pela qual a imprensa cobriu a morte de Santiago Andrade, cinegrafista morto por um rojão atirado por Black Blocs. A crítica deles é pelo fato da mídia ter… noticiado o fato.

Provavelmente eles queriam que a mídia dissesse que “o rojão foi lançado pela polícia fascista”, “lançado por algum jornalista da Globo” ou qualquer coisa do tipo. Mas ainda não somos Venezuela ou Coreia do Norte, para que a mídia domada pelo governo publique manipulações da realidade tão cínicas para proteger os donos do estado inchado.

De qualquer forma, diante dessa “nata” que foi apoiar Freixo, melhor manter uma distância segura.

Anúncios

19 COMMENTS

  1. Guardem na memória este momento. No futuro, alguém pode querer tirar o rabo fora: “nunca estive neste pseudo-encontro criado pela mídia burguesa, nunca apoiei membros do PSOL, PT …”

  2. O Problema é a Globo ter divulgado, o que estava lá? Não o problema é ter abalado a imagem do PUTOL, digo PSOL.

    Ou se acaba com esse partido ou ele acaba com o Brasil, com seu socialismo voltado para os direitos da Marginália.

  3. Não bastasse uma matéria vergonhosa no JN, abrindo as pernas para ser atacado em viva-voz pelo aliado de Black Blocs, Marcelo Freixo, o jornalismo da Globo reserva uma coluna inteira para ele na edição impressa de hoje, onde ele acusa o jornal de irresponsável, dentre outras bobagens monumentais.

    Cinicamente, esse ícone do esquerdismo chique da Zona Sul do RJ, finge que companheiros e assessores seus não deram assessoria, inclusive financeira, à tal Sininho e que foi ela quem levou seu nome para o meio do caso em telefonema confirmado por ambos. Reparemos também como ele tenta se esquivar afirmando algo que nunca ninguém, a não ser a mãe do tal Caio, disse: Que ele não tem ligação pessoal com os dois responsáveis diretos. A ligação é orgânica, muito mais significativa ainda.

    Ah, como eu gostaria de ter algum espaço para debater cara-a-cara com esse sujeito sobre o caso, bem como sobre a natureza de seu partido. Não adianta o Sr. Freixo fugir. A morte de Santiago Andrade tem o dedo podre da sua turma.

    Quanto ao departamento de jornalismo da Globo, é por essas e outras que ele se torna a cada dia mais irrelevante e menos confiável. Queria ver se tamanhas evidências recaíssem sobre alguém dito de direita.

  4. No lamentável episódio, quando o evento ocorreu a imprensa “nacional” na manchete bombástica, disse que o cinegrafista foi atingido por um artefato da policia, somente corrigindo a distorção após a Imprensa Internacional, ter demonstrado cabalmente que o artefato partiu dos manifestantes.
    A pergunta que faço, se a Imprensa Internacional não estivesse presente será que já não teríamos cruxificado uns PM’s?!?!?

  5. Discordo, Luciano:
    De qualquer forma, diante dessa “nata” que foi apoiar Freixo, melhor manter uma distância segura.
    Acho que, diante dessa nata, devemos vaiar, hostilizar, xingar, expulsar de restaurantes, que e pra eles se sentirem como os cubanos caras de pau que tiveram o desplante de desembarcar na Venezuela com camisas do carniceiro Che Guevara.
    Nao se combate violencia e apoiador de violencia com silencio cumplice nem palavras doces.
    )desculpe a falta de acentos.

  6. Hora de preparar mais um meme… olha a declaração do Freixo:

    “Sou radicalmente contra toda e qualquer violência e isso precisa ser investigado.”

    Mas e a declaração dele de apoio explícito aos black blocs, dizendo que toda forma de manifestação é correta? Tem vídeo disso no YouTube (tô no celular, sem chance de pegar o link aqui)

  7. Ninguém acha um POUCO estranho o fato de que o SALÃO NOBRE de uma UNIVERSIDADE FEDERAL é utilizado para FINS PARTIDÁRIOS?? Resta alguma dúvida de que o IFCS e o PSOL estão ligados de forma umbilical? Afinal, o sr. Renato Cinco foi aluno de lá, começou sua carreira política defendendo legalização da maconha no IFCS. É no IFCS onde ocorrem, às vezes, as plenárias do PSOL. O que mais me choca – para não dizer que me enfurece – é a completa naturalização com que todo mundo fala. “Ah, foi o ato em defesa no IFCS da UFRJ”, super normal, universidade federal é para isto mesmo.

  8. Eu tenho a impressão de que este Gregório Duvivier é só uma bichinha que quer dar a bunda, mas não quer admitir. Por isso apoia o PSOL que é o partido que tem maior atuação no campo da viadagem.

  9. Mais notícias sobre black blocs e o que eles provocaram:

    1) Ao dizer que Caio era miserável, o advogado dele acabou gerando problemas para a família do cara, que não passa fome;

    2) Em relação ao projeto que teoricamente seria contra black blocs, ao menos há uma coisa boa nele que os combatentes do marxismo-humanismo-neoateísmo podem e devem usar: a proibição de apreensão de dispositivos de gravação de imagem;

    3) Temos também artigo de Marcelo Freixo n’O Globo;

    4) Seguem lenhas do Reinaldo sobre o assunto com a data de hoje:

    http://veja.abril.com.br/blog/reinaldo/geral/jornalistas-artistas-e-ate-humoristas-decidiram-ser-a-fada-sininho-de-marcelo-freixo-e-do-psol-que-tal-canoniza-los-ou-fascistas-do-bem-querem-esconder-o-cadaver/

    http://veja.abril.com.br/blog/reinaldo/geral/black-blocs-atuam-como-justiceiros-e-espancaram-homem-acusado-de-furto-durante-ocupa-camara/

    http://veja.abril.com.br/blog/reinaldo/geral/mais-uma-evidencia-escancarada-da-parceria-do-psol-com-os-black-blocs-ou-a-fachada-politicamente-correta-da-truculencia/

    5) E as constantinianas:

    http://veja.abril.com.br/blog/rodrigo-constantino/democracia/nem-todos-estao-com-freixo-ou-a-patrulha-socialista-sai-em-campo/

    http://veja.abril.com.br/blog/rodrigo-constantino/cultura/uma-sugestao-de-esquete-politico-para-o-porta-dos-fundos/

    6) Bem como as mourabrasilianas, uma delas servindo de ponte boa entre PSOL, black blocs e bolivarianismo (em que pese o partido do Freixo não fazer parte, ao menos formalmente, do Foro):

    http://veja.abril.com.br/blog/felipe-moura-brasil/2014/02/17/o-psol-de-freixo-tem-ligacao-com-a-venezuela-de-maduro/

    http://veja.abril.com.br/blog/felipe-moura-brasil/2014/02/18/o-bailinho-dos-descolados-e-outras-notas/

Deixe uma resposta