Uma falha de caráter amenizada ainda é uma falha de caráter. Por isso, decisão de reajustar bolsa de profissionais cubanos é criticada por médicos

3
38

ramona

Mais uma vez o PT se supera na cara de pau. Em um novo show de vigarice inacreditável, eles publicam o reajuste da bolsa dos escravos cubanos como se isso representasse algum mérito. Mas a AMB já entendeu que o PT não tem nada do que se orgulhar. Se tivessem um traço de consciência, os militantes do partido deviam morrer de vergonha. Leia a matéria Decisão de reajustar bolsa de profissionais cubanos é criticada por médicos, do Correio Brasiliense:

A decisão do governo brasileiro de reajustar o valor da bolsa paga aos médicos cubanos foi classificada como inócua pelas entidades de classe. Para representantes da Associação Médica Brasileira (AMB) e do Conselho Federal de Medicina (CFM), não há explicação para não equiparar os valores. “Se (o governo) paga R$ 10 mil para um, deveria pagar para o outro também. Não tem avanço nesse reajuste”, argumenta o presidente da AMB, Florentino Cardoso. Para o vice-presidente do CFM, Carlos Vital, essa é mais uma incoerência do programa. “Não é aumentar um pouquinho o pagamento que resolve, (o programa) continua sem isonomia”, alerta.

Conforme o Correio informou ontem, os ministros da Justiça, José Eduardo Cardozo; da Saúde, Arthur Chioro; e da Casa Civil, Aloizio Mercadante; elaboraram uma proposta para reajustar em 100% o valor que os profissionais da ilha caribenha recebem por meio do convênio com a Opas. O repasse de US$ 400 (R$ 950) que os cubanos recebem deverá ficar entre R$ 2,5 mil e R$ 4 mil. A proposta foi discutida na segunda-feira, mas continua parada na Casa Civil. O governo brasileiro aposta na boa relação com a Opas, que ainda não foi informada da decisão, para mediar mudança do convênio.

Ontem, em Manaus, a presidente Dilma Rousseff minimizou os problemas do programa. Ela disse que o Mais Médicos é um sucesso e evitou falar dos desertores. “Esse é um programa do meu coração, que eu cuido todo dia. Óbvio que você tem, sempre vai ter, um problema aqui e outro ali, e você tem que resolver”, justificou.

A falha de caráter do PT já é notória para todos os que acompanham os passos dos membros do partido e seus militantes. A ação deles para aumentar a bolsa dos escravos cubanos é de uma mistura de torpeza e cara de pau que ultrapassa todos os limites aceitáveis de indignidade humana.

O comportamento petista nesta questão me lembra uma cena que vi na época da escola fundamental. Durante uma prova, o professor viu o aluno X colando e avisou: “Olha, estou percebendo. E eu aviso uma vez. Depois eu tomo a prova.” Em seguida, o aluno Y foi pego colando e o professor retirou sua prova. Foi quando este aluno Y disse: “Mas professor, você não disse que ia avisar antes?”. A classe inteira caiu na gargalhada, diante de tamanha falta de vergonha na cara do aluno Y.

O PT faz exatamente a mesma coisa ao dizer que “vai aumentar a bolsa dos médicos cubanos”, quando na verdade eles estão sendo acusados de não tratar os cubanos com isonomia perante os demais médicos. Também continuamos tendo o fato de que os médicos cubanos executam trabalho escravo.

Essa é a pergunta a ser feita: “Ok, o cubano receberá um pouquinho mais. Mas ele poderá rescindir o contrato com Cuba, ficar no Brasil e passar a receber os R$ 10.000,00?”. Se a resposta não for afirmativa, o aumento da bolsa não significa nada em termos morais.

Mas os petistas funcionais não tem a menor noção do quanto são abjetos em sua postura moral. Somos nós, do lado de fora da histeria de seus militantes (e maquiavelismo de seus líderes), aqueles capazes de perceber o absurdo de toda essa situação.

Anúncios

3 COMMENTS

Deixe uma resposta