Em um Brasil surreal, PMDB faz mais oposição ao PT do que uma boa parte dos direitistas

17
82

henrique-eduardo-avles-pmdb-rn-size-598

Fica difícil jogar a guerra política com uma parte da direita gastando um esforço hercúleo para fazer propaganda de graça para a esquerda (e sem receber nenhum centavo por isso). É um tal de “a esquerda petista já ganhou” e “tá tudo dominado” jogado pela turma do direitismo depressivo que poderia até desanimar aquele que não observa o cenário político de uma forma mais holística. (Ler mais sobre o direitismo depressivo aqui)

Enquanto isso, o PMDB tratou de dar uma sova no PT em uma votação na Câmara onde foi criada uma comissão externa para investigar a Petrobrás. De forma vergonhosa (e nem um pouco aproveitada politicamente pela direita), o governo adiou a votação do Marco Governamental da Internet, pois sabia que perderia na Câmara. Está claro que o governo petista tem encontrado sérios problemas para implementar um controle oficial do estado sobre a Internet.

Em um país normal, poderíamos atribuir o mérito desta “quase derrota” do PT à oposição. Mas o que vemos é o oposto: a base “aliada” do governo tem atuado para impedir um projeto totalitário do PT com muito mais eficiência e assertividade do que boa parte da direita. E, como se ironia pouca fosse bobagem, a turma do “PT já ganhou, não adianta mais” tem feito propaganda para o partido, tornando-se, então, seu maior aliado.

Eu sei que os direitistas depressivo não querem que o PT consiga implementar o Marco Governamental da Internet. Mas existe uma diferente entre ação intencional e ação funcional. A intenção dos direitistas depressivos é uma (nos livrar do totalitarismo petista), mas a função das ações exercidas por eles é oposta: servir de propaganda para os anseios totalitários do PT. Fica a dica: para qualquer um que queira poder em qualquer cenário é muito útil que alguém de sua base de oposição diga que você “já ganhou”. Não passa da técnica de propaganda chamada Inevitabilidade. É o básico, do básico, do básico da propaganda…

Agora, observe o comentário de um comentarista do MAV-PT na caixa de comentários da notícia “Marco Civil da Internet sai da pauta da Câmara”, do Brasil 247. O nome dele é Onda Vermelha:

Em apenas três dias a petição online no Avaaz.org capitaneada pelo ex-ministro Gilberto Gil pedindo a aprovação do Marco Civil da Internet (provavelmente a proposição mais inovadora e democrática já produzida no âmbito do Congresso Nacional e que beneficia a todos os usuários da Internet) atingiu quase 300 mil adesões. Qual deputado vai se colocar contra a sua aprovação? Cunha e seus pares tem realmente toda essa pólvora para queimar? Este ano tem eleição rapaziada. A gente se vê nas urnas …e nas Redes Sociais naquela que promete ser uma das eleições mais acirradas e intensas no uso da Internet de nossa história recente! E aí? Vai encarar? Neste momento o líder do PMDB, o Eduardo Cunha(PMDB-RJ), um deputado “obscuro”, “truculento”, “fisiologista até o último fiapo dos cabelos”, e nunca me canso de repetir, Inimigo Público Número da Cidadania já é um políticos mais “detestados” pelos internautas na Grande Rede. E isso será sim lembrado no momento oportuno e terá consequências! Haja coração! Assistam e divulguem esse vídeo http://www.youtube.com/watch?v=6g9sUp9MOuo&feature=youtu.be. Vamos todos juntos “aposentar” esse canalha da vida pública! Conto com vocês! Sugiro que todos procurem acompanhar os acontecimentos nos próximos dias e semanas no site http://marcocivil.org.br/ .

Notaram o discurso? Ele basicamente defende de forma assertiva a ideia do seu partido e age como se essa opção tivesse chances de ganhar. Em outras palavras: ele joga com os símbolos de medo e esperança, fundamentos da arte da guerra política. Mas tem muito mais. Veja outros recursos, técnicas e frames usados:

  • Efeito dominó (“mais de 300 mil adesões na petição”)
  • Apelo à autoridade (“Gilberto Gil aprova”)
  • Ameaça de isolamento do oponente (“Que deputado vai se colocar contra sua aprovação?”)
  • Ameaça de perda de eleição de quem não apoiar (“A gente se vê nas urnas…”)
  • Conclamação para batalha virtual  (“e nas Redes Sociais naquela que promete ser uma das eleições mais acirradas e intensas no uso da Internet de nossa história recente”)
  • Demonização do oponente (diversos ataque a Cunha)
  • Rotulagem  (chamando Cunha de inimigo da cidadania)
  • Espiral do Silêncio (dizendo que nas rede todos “detestam” o Cunha)
  • Uso de vídeos para propaganda (divulgação de vídeo do YouTube)
  • Esclarecimento da tropa com material para divulgação (indicação de vídeo e site usado para militância)

Em suma, o esquerdista acima está jogando a guerra política (no âmbito cultural) de que tanto falo. E é exatamente nesta guerra política, com atuação maciça nas redes sociais, que a direita deveria lutar ferrenhamente.

O objetivo no momento deveria ser um só: derrubar o Marco Governamental da Internet.

Para isso, no entanto, seria muito oportuno que os direitistas depressivos abandonassem ao menos temporariamente suas manias de pregar “Ó céus, ó vida”, em propagandas não-intencionais para o PT, e entendessem que o tipo de discurso a ser usado contra o Marco Governamental da Internet é exatamente do mesmo tipo daquele usado pelo “Onda Vermelha”. Só que em direção oposta, evidentemente.

Se fizerem isso, o PT perderá seu maior aliado neste momento: o direitista depressivo. Pois o PMDB está aí, pronto para ser influenciado por uma multidão de pessoas da direita que se dispuserem a entrar em campo com a mesma assertividade do “Onda Vermelha”. E, repito, em direção oposta a deste último. (Em tempo: ele postou de forma anônima, portanto aquele que diz que “não pode participar pois pode perder amizades” não tem desculpas)

E agora, quais serão seus próximos passos nas batalhas políticas contra o Marco Governamental da Internet?

Anúncios

17 COMMENTS

  1. Eu também tenho uma conta anônima para atacar os esquerdistas com virulência total.

    O difícil de se criar uma conta anônima é que muitos sites pedem que a pessoa tenha uma conta de email.
    E a maioria dos sites de email ficam querendo confirmar a identidade da pessoa seja por outro email, seja por sms enviando número pro celular. É muito chato, e diminui o anonimato.

    Então para facilitar à todos que queiram criar contas anônimas deixo como dica esse site abaixo, que permite criar contas de email sem nenhuma vinculação com NADA. É só digitar os dados anônimos lá e pronto!

    http://www.gmx.com/

  2. Luciano, tenho observado que esse direitismo depressivo é tão tacanho que eles se voltam até com possíveis aliados que se identificam no espectro da direita como muitos liberais. Recentemente tive uma discussão com alguns conservadores e eles rotulavam os libertários como “massa de manobra esquerdista”, além de acusá-los de “possuírem a mentalidade revolucionária”. Portanto, merecem serem descartados como possíveis aliados contra a esquerda. Isso não seria fazer o jogo da esquerda? Além disso ser um discurso típico de um “direitista depressivo”, notei também que além de serem truculentos e favoráveis a um certo totalitarismo, ainda são fortemente estatistas. A esquerda quer melhor presente que esse? Os libertários, ao contrário dos esquerdistas, não negam a natureza humana no processo sócio-político-econômico. O grande fracasso do socialismo acontece em querer reformar o homem baseada em concepções sociais errôneas e apoiadas numa falsa sociologia.

    Já percebi, há algum tempo, que existem diferenças sutis entre os conservadores brasileiros e os dos EUA. O primeiro é estatista, pende para o fanatismo religioso, é tolerante à burocracia e se simpatiza com o autoritarismo, desde que seja de “direita”. Já os conservadores dos EUA tem uma certa repulsa ao autoritarismo, são autenticamente democráticos e defendem, fortemente, o livre mercado e a livre iniciativa. Embora a estratégia gramscista se infiltrou com força na cultura americana nas últimas décadas, eles ainda podem reagir de maneira mais assertiva do que nós. Acompanho algumas páginas de conservadores americanos e, em muitos casos, não vejo diferenças entre eles e os libertários brasileiros. Esses direitistas depressivos não seriam um tiro no pé de um movimento conservador mais renovado e que queira se livrar da mentalidade atrasada, que fez a Ditadura Militar perder a guerra política? Abraço.

  3. Off-topic:
    http://veja.abril.com.br/noticia/brasil/menor-que-matou-ex-namorada-e-enviou-imagens-para-amigos-sabia-de-punicao-branda
    Eis a gota d’água. Um filho da puta assassina de forma cruel e torpe uma menina de 14 anos, e não vai ser devidamente punido por esse crime por que só completaria a maioridade… DOIS DIAS depois do crime! E isso cerca de um mês depois de um bando de senadores (a maioria do PT) ter derrubado um PEC que reduzia a maioridade para crimes graves. Isso deve ser esfregado escancaradamente na cara desses filhos da puta, ainda mais agora em ano de eleição. Se oposição não souber se aproveitar disso, aí vou perder de vez a esperança neste país.

  4. NÃO PUBLIQUE ESTE COMENTÁRIO.

    Luciano, espero que publique este email na forma de dois artigos.

    O primeiro deve se ater ao fato de que uma socialista foi ridicularizada em sua própria página.

    O primeiro print contextualiza a coisa de forma compilada:

    – O feminismo de Cynara condena mulheres donas do lar ao ostracismo social. “Rainha do lar” é o termo perjorativo que ridiculariza as donas de casa,
    e que identifica que o feminismo só representa mulheres que tomam ações em favor de sua ideologia.

    – A Esquerdo-feminista, sugere uma aposta, ciente de que o iria ganhar — e perdeu em casa.

    http://imageshack.com/a/img36/2309/0wlm.png

    O segundo print demonstra:

    – A ação de obrigar o esquerdista a assumir o ônus da derrota, enquanto é ridicularizado e desmoralizado.
    – A demonstração das falhas morais (preconceito, misandria e incentivo da guerra de genêro) do feminismo na figura da socialista morena.

    http://imageshack.com/a/img819/6090/v9bk.png

    Já no terceiro print, um assunto que se desenvolveu em paralelo:

    Apareceu esse sujeito, que depois se identificou como um dos leitores, ou autores do blog do mensalão (bem, ele se identificou como autor de um artigo sobre você). O terceiro print se refere a uma postagem que ele
    fez depois de você postar o link para um artigo do seu blog, sobre as feministas.
    Ele foi respondido por um dos leitores do seu blog, que aparentemente assimilou bem as rotinas, inclusive usou argumentos que acho que já escrevi em seu blog.

    http://imageshack.com/a/img36/2309/0wlm.png

    No quarto print, o mesmo sujeito faz a comum falsa analogia entre os princípios cristãos e o comunismo.

    – Foi categoricamento obliterado por dois facebookianos e um deles o leitor do seu blog, já citado.
    – É importante obsevar que ele, de imediato e desesperadamente tentar descartar a consideração de seus artigos com a frase: “Citou Luciano ayan, Perdeu”.

    http://imageshack.com/a/img21/6033/qd6z.png

    Acho que este evento é no mínimo uma poderosa demonstração para os direitistas depressivos de que não é dificil vencê-los no território deles.
    Basta se utilizar das ferramentas corretas, e não deixar passar as oportunidades que eles mesmos nos apresentam.

    Sugeri que faça dois artigos, para dar a importância que a Bruna merece no primeiro post, e depois tratar das suas questões pessoais (se for o caso) no segundo artigo. Mas ambos fazem parte do tema central, que se me permite sugiro:

    “QUANDO ESQUERDISTAS PERDEM EM CASA, Não tem preço – parte 1
    “QUANDO ESQUERDISTAS PERDEM EM CASA, Velhos desafetos – “quem apanha nunca esquece?” parte 2.

    Luciano, não esqueci dos projetos que tenho em mente, mas as coisas se complicaram e terei que adiar.

  5. Alguns libertarios não tem associação com os conservadores mesmo e eles dizem isso. A subversão de valores culturais é absurda e já li alguns dizerem que preferem ficar nas diferenças economicas com a esquerda que se aliar com a direita conservadora. Quem está focado em direitos de abortar e usar maconha arriscando seus direitos de liberdade básica não tem o menor amor à verdade. Seus conservadores são diferentes dos meus, o conservadorismo é aquele descrito por Kirk, salvo pequenas variações. Sua descrição é totalmente oposta a esse conservadorismo. Tea Party é algo incrivel, observar esse fenomeno mostrou libertarios e conservadores unidos pela defesa da constituição e da declaração da declaração da dependencia, estão unidos os razoaveis mas existe o facilitador das cartas de principio.

  6. Acho que voce está viajando. Não existe, infelizmente, direita no Brasil. Poderia dizer quem a representa, qual agremiação política? Há sim eleitores de direita,liberais, mas esses não tem em quem votar.

      • Quando o argumento for fraco então GRITE! Calma,não é necessário gritar; eu adoraria votar em representantes de direita. Mas onde estão eles? Em que partido? Sabemos que existem mais de 30 partidos políticos “nestepaíz” porem TODOS são de extrema esquerda, esquerda e de centro. Nenhum de que se posicione à direita. Ah, tem também os que não são de direita, nem de esquerda e nem de centro. Quanto à “consciência de direita” o jornal Folha de SP fez uma pesquisa onde ficou demonstrado que em banania há mais pessoas ( eleitores) que defendem as idéias da direita,portanto são de direita, do que esquerdistas. Contudo são órfãos políticos.

Deixe uma resposta