Doutrinadores marxistas como a escória da espécie humana: dois vídeos mostram o baixo nível desse tipo de gente

48
687

indoctrination

De todas as indignidades praticadas pelos esquerdistas, com certeza a doutrinação escolar em salas de aula é uma das mais nojentas. Doutrinar um aluno é abusar da vulnerabilidade dele perante à autoridade, além da submissão de alguém com menor conhecimento diante de outro com maior conhecimento diante de truques para enganar o outro.

Claro que não é problema ser dotado de maior conhecimento técnico em uma passagem de conhecimento legítima, onde um aluno entra em uma sala para absorver um conhecimento que ele sabe que não tem. O problema moral reside em conhecer vulnerabilidades da mente humana, que muitas vezes um aluno não conhece, para inserir ideias na mente deste último aproveitando-se dessa vulnerabilidade.

O mais grave é que tudo isso é feito com uso de dinheiro que não é dos professores, mas de pais de alunos, no caso de escolas privadas, e de todos os pagadores de impostos, no caso de escolas públicas. Note que ao levantarmos os fatores de imoralidade por trás da doutrinação escolar em salas de aula chegamos a identificar níveis estratosféricos de imoralidade. Por isso, estamos logicamente justificados a chamar doutrinadores de marxismo em descolas de criminosos morais, no mínimo.

Trouxe aqui dois vídeos para demonstrar o baixo nível desse tipo de gente.

No primeiro, vemos um deputado da Câmara de Santa Catarina trazer um vídeo de Ana Campagnolo, onde ela denuncia esse tipo de doutrinação (e, o mais grave, sendo promovida em larga escala pelo estado, através de um programa curricular). A baixaria está na reação de dois deputados de extrema-esquerda, uma do PT e outro do PSOL. Vejamos:

Vou me concentrar na análise do comportamento da deputada petista, que inicia sua encenação simulando raiva, além de dizer “eu fico triste” como recurso de apelação emocional. Podemos notar que ela já começa dizendo sua carta de intenções em público: manipular emoções alheias é parte fulcral do jogo dela.

A partir daí, temos diversos truques, como usar uma rotina onde ela finge que todos aqueles que conhecem e denunciam os truques de Gramsci e Marx propagados em sala de aula o fazem por não querer conhecê-lo. Na verdade, a coisa sempre tem sido exatamente a oposta: todos os denunciantes o fazem exatamente por conhecer esses autores a fundo.

Em relação a Paulo Freire, ela aplica um truque de culto à personalidade, dizendo que Freire é mais referenciado e discutido nos Estados Unidos do que no Brasil. Só faltou ela demonstrar isso com evidências e fontes.

O ponto alto do showzinho ridículo da deputada veio quando ela disse que o “currículo é baseado materialismo histórico dialético sim” (como que se orgulhasse disso), mas em seguida dizer que o programa é “de direita, de esquerda, de centro”. Dois truques em sequência. O problema é que o segundo truque contradisse o primeiro. Como diria Paulo Francis, é só deixar o socialista falar que ele se entrega…

Em seguida, em raciocínio totalitário, ela convida Ana Campagnolo para debate em território de ataque esquerdista em bando. A petista está com raiva pela denúncia ter sido feita pela Internet, onde ela não pode censurar a opinião alheia, e queria que Ana fosse “debater” o assunto em território onde eles poderiam coagir a opinião de Ana. Será que a deputada petista acha que os seus oponentes políticos nasceram ontem?

O mais grotesco é que o deputado Kennedy Nunes, que trouxe o vídeo, não teve punch para responder aos truques. Sinal de que precisamos enviar conteúdo para alguns deles cada vez mais. O resultado é que Kennedy amarelou vergonhosamente diante de uma série de rotinas sujas de dois deputados de extrema-esquerda, rotinas estas que poderiam ser refutadas em um minuto, no máximo.

Mas já que a deputada petista falou em “debate” no território dominado pela esquerda, vejamos este vídeo de uma palestra da UNESC sobre os 50 anos da revolução militar. Observe:

A palestrante esquerdista passou por maus bocados ao receber questionamentos que não era capaz de responder adequadamente. Por isso, observe o que ela fez ao final do vídeo: interrompeu o questionamento do aluno que percebeu toda a picaretagem.

É por isso que digo que nós, que rejeitamos o esquerdismo, em muitos casos conhecemos mais o esquerdismo do que eles. É exatamente por isso que abominamos esse direcionamento político. Segundo Lenin e Trotsky, terrorismo é exatamente o ato de aterrorizar as pessoas com o uso da violência a partir de fins políticos. Ou seja, todo terrorista tem uma “causa”. Sempre foi assim e sempre será.

Todos os atentados da Al Qaeda são feitos a partir de uma “causa” que eles alegam defender. E as explosões de bombas e assaltos a bancos, praticado pelos terroristas marxistas nos anos 60 e 70 no Brasil, também. E o que essa energúmena palestrante faz? Dá a descrição do que é o terrorismo (cometer atos de violência em prol de um alegado ideal) para livrá-los da acusação de terrorismo.

Qualquer um que tenha lido os teóricos marxistas deve ter ficado com vergonha alheia. A não ser que seja marxista, é claro, pois aí terá compreendido que a palestrante fraudou conceitos para fazer propaganda.

Este é um recurso que já vi um professor de Histórica praticando no passado. Ele defendia o MST e, quando questionado se isso não era crime, ele disse: “Não, pois é revolução, portanto isso não pode ser julgado pelas leis tradicionais”. Schopenhauer definia isso como distinção de emergência.

Nesses dois vídeos podemos notar que não há como discutir com esse tipo de gente. E é exatamente esse tipo de psicose (ou, em alguns casos, psicopatia) que está por trás dos doutrinadores marxistas em sala de aula.

A qualquer intervenção deles veremos truques praticados em ritmo bate-estaca, sem nenhum compromisso com a verdade, além das tentativas contínuas de cercear a opinião divergente, sempre com o uso de chantagens emocionais e truques psicológicos diversos.

Em suma, lutar contra a doutrinação escolar marxista é lutar com a escória da espécie humana.

Anúncios

48 COMMENTS

  1. É foda ter que aguentar essa doutrinação nas escolas, tenho deixado uma cadeira de filosofia da minha faculdade sempre pra depois pois é foda, ter que aguentar a professora falando que a Marilena Chaui é um monstro sagrado da filosofia é dose pra leão!

    Aqui uma palestra bem bacana do Paulo Eduardo Martins contando as coisas que ele passou na universidade:

  2. Este fato aconteceu em Santa Catarina e não no Paraná. E o Dep. Kennedy Nunes(PSD) se calou por motivos óbvios! Ele foi candidato a prefeito de Joinville e ficou conhecido como o candidato “dá pra fazer”, pois conforme suas propostas “dá(va) pra fazer” transporte público de graça, dava pra fazer inúmeros elevados para acabar com os congestionamentos e tantas outras obras faraônicas. Perdeu a eleição no segundo turno devido a massiva reação da população de Joinville nas redes sociais. Este nobre deputado sensacionalista nunca fez NADA para Joinville nos seus mandatos de deputado e este foi um dos fatores determinantes da sua derrota. Ele também é Pastor da Assembléia de Deus e explora ao máximo esta condição.

    • Aff
      Áreas humanas de qq universidade do Brasil estão dominadas!

      Minha mãe voltou a estudar e começou a fazer PEDAGOGIA; ela me repassou e li um texto do senador Cristovam Buarque criticando a “pobreza dos ricos” brasileiros, na qual ele generaliza a classe rica como um grupo explorador e indiferente aos demais pobres. Somente a condição “profissional” dele (Senador Federal), levando-se em conta o tamanho do salário, 14º e 15º, 2 férias por ano, prerrogativas de políticos, gordas verbas de gabinete, poderiam ser usado contra ele, jogando-o contra os “pobres”.

      Que dizer, por exemplo, do Instituto Ayrton Senna, fundado pelo nosso ídolo rico que visa ajudar essencialmente pessoas de baixíssima renda em regiões carentes? Seria outro fato para quebrar o texto dela ao meio.

      Depois disso, atentei-me repensei seriamente a proposta da Federalização da Educação: aí seria feita a Doutrinação modo Hardest!!

      Mais pra frente, ela terá que entender Webber e MARX!!!

      Aff ao menos em casa jah estou alertando minha mãe.

      Todos mais voltados à direitas teremos trabalho à frente.

      • Falando no Sakamoto em si, eis que o vemos dizendo que o Marco Civil da Internet não seria lei para espionar e censurar. E já temos comentários que desmontam o cara, por ora todos os que aparecem:

        Albert Guedes 5 horas atrás

        É por isso que parei de assinar a folha.

        MiltonXF 4 horas atrás

        Por que devemos ser contra o atual texto do Marco Civil da internet? Observem os artigos abaixo. Há dúvidas do que eles querem dizer quando falam em “liberdade de expressão”? E de que querem criar mais algumas boquinhas estatais que irão sugar ainda mais o bolso dos contribuintes?: “Art. 2º A disciplina do uso da Internet no Brasil tem como fundamento o respeito à liberdade de expressão, bem como: II – os direitos humanos, o desenvolvimento da personalidade e o exercício da cidadania em meios digitais; III – a pluralidade e a diversidade; VI – a finalidade social da rede. Art. 25. Constituem diretrizes para a atuação da União, dos Estados, do Distrito Federal e dos Municípios no desenvolvimento da Internet no Brasil: II – promoção da racionalização da gestão, expansão e uso da Internet, com participação do Comitê Gestor da Internet no Brasil;”

        maisvalia 4 horas atrás

        O colunista podia nos informar onde existe outra lei deste tipo em países civilizados, não nos bolivarianos, só para enriquecer o debate.

        maisvalia 3 horas atrás

        Deve ser tão lindo quanto o ECA. Depois não se queixem das boas intenções.

        maisvalia 3 horas atrás

        O novo acadêmico Juca de Oliveira criticou duramente iniciativas na área da comunicação que o governo federal pretende implantar. “De todas as artes o teatro é a mais perseguida desde o século V a.C, quando Aristófanes satirizou Creonte como demagogo, vulgar e sem princípios. Durante o regime militar de 64, aqui no Brasil, os teatros foram fechados, atores e autores foram presos, perseguidos, exilados, peças censuradas por vinte anos. Mesmo agora, em pleno vigor da nossa democracia, os que amam o retrocesso continuam nos espreitando. Todos os dias são inventadas novas fórmulas e siglas, na tentativa de nos domar. O Marco Regulatório das Comunicações…o controle social da mídia… o marco civil da internet…não passam de eufemismos para esconder a arma mais poderosa dos regimes de exceção: a censura.”

        Marcelo Penna Guerra 3 horas atrás

        Sem essa lei as empresas cobrarão por serviço. Mas espere, hoje não temos Marco Civil da Internet e as empresas sequer sinalizam este tipo de cobrança. Então, você vai dar mais poderes ao Estado, administrativamente (e não judicialmente), para acessar dados dos usuários, sem ganhar nada em troca, apoiando essa lei? Não parece uma decisão muito inteligente.

        Marcelo Domingues 2 horas atrás

        Alguém, em sã consciência acredita em algum projeto “bom” saído do nosso legislativo ou executivo? Sem chance, a Internet é livre hoje exatamente por que não é regulada por governos ou instituições. Qualquer regulamentação a tornara qualquer coisa, menos a Internet que hoje conhecemos.

        Segue também o que se está dizendo no Face do cara

  3. Caro Luciano, primeiramente meus grandes parabéns e respeito pelo seu trabalho nesse blog. Acompanho-o diariamente e sempre faço uma leitura proveitosa de seus textos.

    Essa questão de doutrinação, pra mim, é bastante evidente. Eu tinha um professor de História durante meu Ensino Médio (que terminei ano passado) que era incapaz de fazer alguma coisa a não ser militar pra esquerda. Ele não possuía didática nenhuma (trazia um papel pra sala e copiava o que estava escrito, depois lia o que tinha escrito), mas detinha uma virulência avassaladora pra qualquer pensamento não-esquerdista.

    Numa dessas, ele alegou que “Revolução não se faz sem derramamento de sangue”. Com isso, ele legitimou as revoluções socialistas e as ações terroristas dos Black Blocs, afinal, elas seriam “comparáveis à Revolução Francesa, que não poupou sangue pra alcançar a democracia”.

    Eu preciso admitir que não consegui responder. Ele usou um paralelo que eu não consegui desarranjar:

    – A Revolução Cubana derramou sangue para chegar ao socialismo.
    – A Revolução Francesa derramou sangue para chegar à democracia.
    – Logo, não se pode condenar uma revolução (e por consequência, a vontade de fazer uma revolução) por ter derramado sangue.

    Será que seria pedir demais me dar uma ajuda nesse jogo? Por favor XD

    • Mercurio,

      A fraude é clara. Segundo ele, a revolução francesa SÓ CONSEGUIU CHEGAR À DEMOCRACIA por causa do derramamento de sangue. Mas a história nos mostra que governos podem ser derrubados sem derramamento de sangue. Assim, o derramamento de sangue na Revolução Francesa foi uma CONVENIÊNCIA.

      Imagine que tenhamos o caso de uma cidadezinha que contrata um justiceiro para livrar a cidade de uma gang de psicopatas. Mas que ele justiceiro tem uma mania de estuprar as garotas da região. Assim, pode-se dizer que o “ESTUPRO FOI NECESSÁRIO” para eliminar a gang. Não, não foi. Foi uma CONVENIÊNCIA.

      Esse é o perigo da lógica de que “todos os fins justificam os meios”.

      Em tempo: o que se produziu em Cuba foi uma ditadura. Ou seja, nem mesmo a lógica de “fins justificam os meios” se aplicaria.

      Abs,

      LH

    • Revolução Francesa não levou a democracia meu caro, levou a França ao caos e fragilizou tanto o país que Napoleão tomou facilmente o poder e se auto-proclamou imperador… portanto não houve democracia nenhuma resultante da sangrenta revolução francesa

  4. Fazia tempo que não falava de Venezuela por aqui, mas este vídeo está muito substancial:

    http://www.youtube.com/watch?v=X1QhfR54Yj0

    Bastante contundente e parece que os caras cuidaram de diversos aspectos da comunicação para não dar aquele penduricalho em que um marxista-humanista-neoateísta se agarra para tentar desqualificar o vídeo sem ter de apresentar argumento. Não dá para acusar quem fez o vídeo de enfoque elitista, pois há gente com jeito de origem humilde, bem como não dá para acusar de enfoque racista, pois há muita gente evidentemente mestiça falando, além de estar bastante gráfico e mostrando os abusos do chavismo.

  5. Tive uma vez (quinta série) uma professora evangélica que fazia pregação em sala de aula. Achava um absurdo e me sentia extremamente incomodado. Tal qual como alguns cristãos, alguns socialistas/marxistas/esquerdinhas/pilantras são dotados de uma consciência de “o que estou fazendo é o melhor pra você. Você não sabe, mas me agradecerá no futuro.” A partir dessa lógica, tudo se justifica.

    • Sobre terrorismo, as ações da SA nazistas tb se justificam, afinal, eles tinham ideologia. Estavam lutando por um mundo melhor…. melhor pra eles, péssimo pro resto do mundo.

  6. Ah, que vontade de estar lá e rebater essa deputada e esse imbecil (só podia ser) do PSOL! Como é que é? Paulo Freire é usado nos Estados Unidos? de onde essa mulher tirou isso? Depois posa de indignadinha para arrancar aplausos da claque esquerdopata! Que nojo! E o palestrante também foi muito bunda-mole, bastava lembrar a que leva esse “descontritivismo” ou sei lá que nome dão a essas baboseiras, esses sacos de vento!
    O professor está lá porque SABE MAIS QUE O ALUNO! Caso contrário, não está habilitado para o emprego!
    O tal “conhecimento” das classes baixas não serve para p$%rra nenhuma, a não ser para algum pagodeiro (0,0001 % da população pobre que consegue fazer sucesso e ganhar dinheiro).
    Chega dessa falácia de que “não há um saber, mas vários saberes”.
    O mais engraçado é que quando chega na parte do proselitismo ideológico descarado, aí Paulo Freire vai pro saco! Nessa hora, o “professor” é o detentor de todo o “conhecimento”, e ai de quem se posicionar contra! Bando de vigaristas! BaNDIDOS!!!!
    Paulo Freire sucks!

  7. [off] luciano, por favor, de uma olhada nesse link:

    https://www.facebook.com/photo.php?fbid=820429051305246&set=a.130655526949272.22710.124493634232128&type=1&theater

    O UOL notícias postou em sua página do facebook uma notícia sobre a Marcha da Família. A maioria dos comentários são favoráveis a marcha.
    Como eu disse antes, a marcha, definitivamente, não conseguira a intervenção militar, mas pode resultar na divulgação de uma direita renascente em termos de Brasil. Eu acho que se os direitistas puderem usar esse evento de alguma forma, os resultados podem ser bem proveitosos no que diz respeito a unir a direita.
    Eu sei que vc é liberal, mas lembre-se: 70% do Brasil é conservador. Se for possível despertar essa galera, só esse povo já é capaz de fazer bastante estrago na esquerda.
    Pelo menos é o que eu acho.

  8. Todo professor esquerdopata se dava mal comigo: abatia a falácia em pleno voo. Desde criança tenho a mais absoluta antipatia por falta de liberdade.

  9. Para essa criatura o pobre e ignorante tem que despejar a sua “alta cultura” em sala de aula. Por isso, o número de analfabetos funcionais não para de subir.

  10. O problema é que baniram os outros pensadores não-marxistas das escolas. Na faculdade, eu só li Emilia Ferrero, Paulo Freire, Piaget (embusteiro), Marilena Chati e outras porcarias que deveriam ficar embolorando nas estantes devido à sua mais completa inutilidade.

    • Jacqueline,
      Você realmente leu Piaget? Pois não parece, cite uma de suas pesquisas que acha que é embuste, infelizmente a maioria dos ignorantes não entendem nada do assunto e só falam asneira, por certo seus professores, o tal construtivismo que atribuem de maneira apócrifa, nada tem de Piaget, que diz em seus trabalhos justamente o contrário. Leia os trabalhos originais! E assim evite dizer asneiras.

      • Bem, posso ter me equivocado mesmo. Afinal, professor marxista é muito mentiroso mesmo. É que a coisa foi tão fragmentada na facul que quem foi estudado por lá ficou na minha lista de inúteis e embusteiros. Mas eu posso, perfeitamente, rever meus conceitos sobre Piaget. Não há problema.

      • Jacqueline,

        A pergunta fundamental para fazer aos seus professores é: Onde na obra de Piaget ele referenda o costrutivismo? A resposta é em lugar nenhum! Piaget mostra em seus trabalhos justamente o contrário, a criança forma sua inteligência no contato com o mundo real, pois é nele que há a lógica inerente da natureza, através da brincadeira a criança experimenta a natureza e forma e informa sua mente das relações causais. É um movimento natural. A criança não forma seu conhecimento do nada como diz a ideologia construtivista.

        Piaget é usado de maneira apócrifa como argumento de autoridade, como seus achados são difíceis e complexos de entender e ele não ajuda pois é um péssimo escritor, eles apostam na ignorância, mas calam-se quando encontram pela frente alguém que leu e entendeu Piaget. O construtivismo ideologia tem a mesma raiz de Hegel, o relativismo, por isso é a ferramenta das esquerdas para destruição da educação de verdade. Uma criança que aprende a ler pelo método costrutivista será leitor deficiente pois não aprendeu a lógica básica fonética da nossa língua.

        Dou-lhe um conselho que evitará cair nestes embustes, sempre vá à fonte original, vai perceber que nem seus professores leram.

        Alex

  11. Luciano, lá vamos para mais uma ronda no noticiário:

    1) Não seria bom falar do referendo da Crimeia? Já há sanções da União Europeia, que se juntam a outras amerianas, mas Putin não está nem aí, enquanto recebe o pedido oficial de anexação da península à Rússia, a ser ser discutido amanhã no parlamento do maior país do mundo. Enquanto isso, essa questão pode encorajar a China a fazer coisas parecidas na Ásia. Nessa história toda, só mesmo o Gorbachev disse algo certo, ao falar do erro histórico que foi passar a Crimeia para a Ucrânia nos anos 1950;

    2) Mais sobre o assalto sofrido por Manuela D’Ávila;

    3) Mais sobre Venezuela, com a polícia venezuelana tocando o terror em Chacao e ocupando a Praça Altamira;

    4) Segue também esta entrevista de Marcelo Yuka, ex-Rappa e vítima de bandidos, falando um monte de marxismo-humanismo-neoateísmo, fora mostrar que é cão fiel do Freixo. Chamou todo mundo de reaça e fascista e vai ter gente com saudade do tempo em que ele era só baterista da banda pela qual ficou famoso;

    5) Temos mais preocupação com impunidade de menores. Ruy Castro tocou em um ponto importante: quem faz coisa errada parece gostar de se exibir, como o recente caso do menor que a poucas horas de fazer 18 anos matou a namorada de 14 e fez um vídeo. Porém, sabemos que marxista-humanista-neoateísta também gosta de se exibir defendendo coisa errada, como se pode ver neste texto do Sakamoto sendo contrário à redução de maioridade penal e falando daquela utopia de que supostamente bandidos seriam reabilitáveis, configurando aí a defesa clássica ao lumpenproletariado que MHNs fazem (e aqui no Brasil com o complemento da demonização da “classe média”, que passa a ser toda e qualquer coisa, inclusive pobres que não aceitam ser bandidos para validar a teoria MHN);

    6) Acho que seria uma boa abordar um aspecto que venho vendo ganhar certo corpo entre os combatentes do MHN: aferrar-se a toda e qualquer fonte que fale algo contra tal ideologia, mesmo que ela seja duvidosa. Foi o recente caso de Olavo de Carvalho tendo aceitado como verdadeira a informação de um site chamado National Report (um Joselito Müller americano) e a considerado essencial. Ele já apagou a postagem em sua página pessoal e desculpou-se com seus seguidores, mas o pessoal do Anarcomiguxos capturou o vexame e já está capitalizando em cima. A tal notícia falsa que ele compartilhou era a de um suposto elo entre Putin e Obama, algo que obviamente seria usável para capitalizar contra o MHN, mas como dito antes, veio de um site explicitamente humorístico que escrevia a coisa em teor sério, mas com óbvio viés humorístico.
    E nessa, estamos vendo os anti-MHNs fazerem o serviço que os MHNs querem para ganharem fôlego no combate. Lembra daquela onda de dizer que a Dilma na realidade seria búlgara, com direito a uma certidão de nascimento falsa (com o nome dela em alfabeto latino, sendo que a Bulgária usa cirílico)? Essa foi só uma das afobações que venho vendo no fronte que combate a religião política e que só conta contra o combate ao MHN como um todo. Aliás, pode ser que informações falsas que não sejam explicitamente humorísticas como a de um Joselito ou National Report sejam na realidade desinformação produzida por MHNs para propositadamente ferrar os anti-MHNs afobados, descer a lenha no todo da luta contra o MHN e dizer que esses que fazem isso na realidade estariam lutando contra a marcha inexorável da história. E os anti-MHNs, tal qual piranhas vorazes, estariam mordendo o que viesse pela frente e cavando a própria cova.

    • 2) Questionamentos à Manuela D’Ávila:

      1 – Porque ela procurou a polícia? Policiais não são o braço armado de uma sociedade opressora???? Ou ela realmente espera que uma polícia desmilitarizada seja capaz de recuperar carros roubados, quando os bandidos de hoje em dia possuem armas militares mais potentes que as dos policiais atuantes nas ruas ??????

      2 – Porque ela, como ultra esquerdista que é, não iniciou ali mesmo no ato do crime, o oferecimento de um plano de educação para os bandidos, financiados pelo seu partido, o PCdoB????? Ou seja, porque não adotou os bandidos????

      3 – Porque ela como extrema-esquerda que é, não compartilhou voluntariamente seus bens, e os bens de seu amigo, antes mesmo que os bandidos dessem voz de assalto??? Afinal, o individualismo do ponto de vista comunista, é abjeto.

      4 – Rodrigo Constantino acertou: Segundo Sakamoto, Manuela D’Ávila e seu amigo estavam cometendo o crime de “ostentação”, logo não tem do reclamar.
      http://veja.abril.com.br/blog/rodrigo-constantino/comunismo-2/a-deputada-comunista-assaltada-deveria-reclamar-com-o-sakamoto/

      5 – Uma vez que Manuela D’Ávila e seu amigo cometeram (pela ótica de Sakamto) o crime de ostentação, os meliantes que os assaltaram estavam só reagindo à opressão deles. Portanto eles são vítimas de Manuela D’Ávila e seu consumismo capitalista em adquirir coisas que pobres não podem consumir.

      5 – A mocinha gosta de citar Nietzsche? haha…
      ““”O socialismo é o fantasioso irmão mais jovem do quase decrépito despotismo, do qual quer herdar; suas aspirações são, portanto, no sentido mais profundo, reacionárias. Pois ele deseja uma plenitude de poder estatal como só a teve alguma vez o despotismo, e até mesmo supera todo o passado por aspirar ao aniquilamento formal do indivíduo: o qual lhe aparece como um injustificado luxo da natureza e deve ser transformado e melhorado por ele em um órgão da comunidade adequado a seus fins… Mas mesmo essa herança não bastaria para seus fins, ele precisa da mais servil submissão de todos os cidadãos ao Estado incondicionado como nunca existiu;”
      Nietzsche – “Humano, demasiadamente, Humano”, 473.

  12. O caso da Crimea é algo interessante a se discutir e sobre as sanções citadas na notícia, veja só:

    O presidente americano, Barack Obama, impôs sanções contra 11 russos e ucranianos nesta segunda-feira, 17, incluindo dois assessores do presidente Vladimir Putin, Cladislov Surkov e Sergei Glazyev, e o presidente deposto ucraniano, Viktor Yanukovich. O pacote de sanções é o mais sério confronto entre EUA e Rússia desde o fim da Guerra Fria.

    Obama ordenou o congelamento de quaisquer bens das 11 pessoas nos EUA e as proibiu viagens ao país americano. Washington acusa as pessoas de serem responsáveis pela incursão militar da Rússia na Crimeia. “Essas sanções são um primeiro passo. Se a Rússia continuar a interferir na Ucrânia, aplicaremos novas sanções”, afirmou Obama, em pronunciamento na Casa Branca.

    Também foram atingidos pelas sanções, segundo a agência AFP, o vice-primeiro-ministro russo, Dmitri Rogozin, a presidente da Conselho da Federação russa, Valentina Matvienko, um assessor de Yanukovich e dois ativistas separatistas da Crimeia.

    Oh, que grande coisa!! A Rússia vai ter um enorme prejuízo, desmoronar toda e ser totalmente aniquilada por causa disso!!!!

    Aff.

    Os EUA e a União Européia não são doidos de aplicar sanções pesadas contra a Rússia não, pois eles poderiam fazer o mesmo.

    E sobre o caso da deputada assaltada, foi engraçado o que ela falou, kkkkkkkkkkkkkkk.

  13. Realmente a doutrinação esquerdista nas escolas é terrível pois produz danos irreparáveis nas mentes de pessoas saudáveis até então, criando redatores como o do editorial abaixo:
    http://correiodobrasil.com.br/ultimas/relatorio-em-davos-mostra-que-85-pessoas-detem-46-da-riqueza-mundial/678819/

    A safadeza do VIGARISTA é tanta que o autor começa acusando a concentração de poder na mão de alguns pouco no mundo (culpa do capitalismo malvado), faz um verdadeiro balaio de gato sem compromisso com a verdade para terminar o artigo defendendo justamente a concentração TOTAL de poder na mão do estado, com o “socialismo bonzinho”.

    Baita SALAFRÁRIO, PATIFE, VIGARISTA!

    Finge lutar por um mundo melhor, pelo bem, contra a fome, contra a miséria, contra as injustiças apenas para defender mais concentração de poder, alias, defende a concentração TOTAL de poder nas mãos do PARTIDO… É mesmo um SEM VERGONHA, PATIFE, EMPULHADOR!

    Mas esperar o que de quem tem como referencial teórico justamente Karl Marx e Lenin: um verdadeiro arsenal de rotinas esquerdistas.

  14. Realmente a doutrinação esquerdista nas escolas é terrível pois produz danos irreparáveis nas mentes de pessoas saudáveis até então, criando redatores como o do editorial abaixo:
    http://correiodobrasil.com.br/ultimas/relatorio-em-davos-mostra-que-85-pessoas-detem-46-da-riqueza-mundial/678819/

    A safadeza do VIGARISTA é tanta que o autor começa acusando a concentração de poder na mão de alguns pouco no mundo (culpa do capitalismo malvado), faz um verdadeiro balaio de gato sem compromisso com a verdade para terminar o artigo defendendo justamente a concentração TOTAL de poder na mão do estado, com o “socialismo bonzinho”.

    Baita SALAFRÁRIO, PATIFE, VIGARISTA!

    Finge lutar por um mundo melhor, pelo bem, contra a fome, contra a miséria, contra as injustiças apenas para defender mais concentração de poder, alias, defende a concentração TOTAL de poder nas mãos do PARTIDO… É mesmo um SEM VERGONHA, PATIFE, EMPULHADOR!

    Mas esperar o que de quem tem como referencial teórico justamente Karl Marx e Lenin: um verdadeiro arsenal de rotinas esquerdistas.

  15. Se esta Ana Caroline Campagnolo quiser fazer uma limpa de metade da ALESC ou então desmoralizá-los publicamente está com a faca e o queijo na mão.
    É só chamar esta deputada para o debate e todos aqueles que concordam com a opinião dela, fazer um discurso sobre responsabilidade e como no Brasil as pessoas falam, fazem e defendem coisas mas não assumem responsabilidade pelas consequências e como esquerdistas são covardes, só atacam em bando, mas apesar disso são burros e ARROGANTES propor um desafio falando “Olha, para encerrar a discussão eu proponho um desafio. Se eu estiver errada nunca mais falo de educação, mas se vocês estiverem errados vão renunciar ao mandado e nunca mais desempenharem nenhum cargo político. E aí? Topam ou vão amarelar?” e como este pessoal é arrogante obviamente vão aceitar, depois disso é só pegar os índices da educação que a deputada disse estar ultrapassada e comparar com o método Paulo Freire que ela acha tão bom. Temos aí como exemplos do método ultrapassado as escolas militares e algumas escolas católicas como o colégio São Bento que é o melhor do Brasil. Provavelmente como este pessoal não cumpre com a palavra não vão renunciar ao cargo e dar alguma desculpa, aí vamos ter autoridade para falar que eles além de serem pessoas burras, covardes, mal educadas também são sem caráter e jogar a informação para os pais trazendo mais uma vez a questão da responsabilidade dos representantes políticos e como eles estão destruindo intelectualmente os seus filhos

  16. Luciano, segue um calhamaço:

    1) Você viu que Michel Platini declarou-se contrário a que times percam pontos por sua torcida manifestar racismo? A coisa para mim faz sentido, pois daria para perfeitamente usar-se agentes infiltrados na torcida adversária para criar uma situação aparentemente de racismo (isso sem falar de agentes multiplicadores, que precisam ser bem menos);

    2) Não valeria a pena falar da eleição deste ano? A imprensa meio que elegeu Eduardo Campos como seu queridinho e podemos ter Foro de São Paulo combatendo Foro de São Paulo, uma vez que tanto PT quanto PSB fazem parte de tal organização. Lula comparou o governador pernambucano ao Collor de 1989, enquanto Josias de Souza revelou que o neto do Arraes ficará em São Paulo durante a campanha. Como por ora a prioridade maior é tirar o Brasil do Foro e votar mesmo que de nariz tapado em um candidato que tenha força o suficiente para enfrentar quem do Foro for ao segundo turno, pode ser que essa troca de farpas, mesmo que com alguma cara de ter encenação na jogada, possa significar uma força indireta ao combate a tal instituição vinda de tal instituição, uma vez que mostra de força seria uma chapa unificada PT-PSB (ainda que a separação possa significar algo bem deliberado dos integrantes do Foro para que os ovos não fiquem todos em uma só cesta);

    3) Também é bom falar sobre o que está ocorrendo na Ucrânia, pois já temos invasão de base ucraniana na Crimeia, mais sanções à Rússia (em que pese só ter achado esse link do Opera Mundi), Reino Unido suspendendo exportações de armas à Rússia (ainda que aqui ache que o país de Putin possa dar de ombros tranquilamente), bem como está assinado um acordo de anexação da Crimeia à Rússia, dentro do reconhecimento da independência dessa península, que não é partilhado pela Ucrânia, obviamente. Tártaros estão com medo de serem expulsos da península, enquanto já há autorização do governo ucraniano para que o exército local use as armas após um militar do país de bandeira azul e amarela ter sido morto. E fica a pergunta: a Terceira Guerra Mundial vem aí? Por aqui, sigo com aquela pergunta de até onde iremos nessa história de gramscismo (União Europeia e, agora, Estados Unidos) X eurasianismo (Rússia);

    4) Também temos notícias sobre Marco Civil da Internet, como esta sobre a possibilidade de tirarem de pauta a história de obrigatoriamente haver centros de dados no Brasil, dentro da pauta do chamado Blocão para que se flexibilize a coisa toda. Enquanto isso, Eduardo Campos defende que se adie a votação para 2015 (aqui podendo considerar como suspeita de uma ação totalmente Foro de São Paulo para que não se forneça argumentos contra candidatos de partidos que fazem parte da tal instituição);

    5) Mais um agradecimento ao PMDB por ele ser o balaio de gatos que é: se não houver acordo sobre criação de municípios, a pauta poderá ser trancada de novo

    6) Por fim, segue esta coluna da Mônica Bergamo, em relação à qual se deve prestar atenção a estas duas notinhas que seguem abaixo:

    LOCAL E GLOBAL
    O grupo Mídia Ninja, que até agora só está presente nas redes sociais, vai ganhar um portal a partir de 18 de abril, quando completa um ano. O site, com apoio e financiamento da Oximity — rede internacional de jornalismo independente — terá tradução em sete idiomas. Além dos 300 colaboradores brasileiros, o coletivo terá correspondentes voluntários pelo mundo. “Temas não faltam”, diz Pablo Capilé, integrante do movimento.

    BERÇO
    E o Fora do Eixo, que quer adotar crianças para serem criadas em suas casas coletivas em 24 Estados, está em contato com advogados para encontrar amparo legal para a iniciativa. “Queremos mostrar que é saudável que uma comunidade como a nossa eduque uma criança”, diz Capilé. Pela lei, a adoção é vetada para grupos.

    Sim, exatamente isso que você está lendo: a Mídia Ninja poderá ressuscitar com força e financiada por uma tal de Oximity, que gostaria de saber a quem responde (afinal, temos de saber de onde vem o dinheiro que financia isso para saber os interesses que estão por trás) e começa uma pressão para que se permita por vias judiciais a adoção de crianças por grupos, tal qual fariam, por exemplo, os otomanos com os chamados mamelucos (os originais, não o significado que no Brasil se deu como sinônimo de mestiço de branco e índio): eram soldados europeus escravizados desde crianças e treinados para serem soldados do Império Otomano, logo significando que não tinham liberdade para definir seus próprios destinos e moldados desde a mais tenra idade.

    • Cidadão pra ser bem claro e direto….

      A Oximity é o equivalente internacional ao “Fora do Eixo”, que responde exclusivamente à SOROS, através de Open Society Foundations — que inclusive é denominado no siteo como “Approved Writer”.

      https://www.oximity.com/org/Open_Society_Foundations-1
      https://www.oximity.com/article/George-Soros-It-s-time-to-Make-Justice-1

      Em poucas páginas já me ficou bem claro que é um orgão de propaganda das causas esquerdistas, com o único intuíto de propagar o globalismo.

      Não quero dar uma de Olavo, mas se está seita coletivista denominada “fora do eixo” conseguir fazer essa abominação jurídica, ética, filosófica e moral (adotar crianças para serem criadas por sabe-se lá quem estiver nessas “casas” coletivas…..que Deus nos ajude. Eles farão experimentos sociais com crianças em local próprio, assim como farão as crianças trabalharem em regime de escravidão, com a desculpa de que aquilo não é trabalho convencional e sim “ajuda” coletiva.
      Espiral do delírio em queda livre.

      Isso é assunto pra Reinaldo de Azevedo, Rodrigo Constantino, Felipe Moura e Olavo de Carvalho disseminarem por todas a vias de informação com críticas duríssimas.
      Se deixar passar batido, isso será pior que uma PL122.

      • Valeu pela pesquisa (como deu para notar, eu me perco em sites de navegabilidade ruim, como esse da Oximity). Logo, sabemos que é coisa do George Soros e aqui poderemos esperar a importação de técnicas como as do Occupy Wall Street e outras iniciativas “populares”. Já em relação à tentativa de emplacar a adoção de uma criança por um grupo, não pude deixar de lembrar desta ficção que falava da primeira criança da história adotada legalmente por uma corporação:

        http://www.youtube.com/watch?v=NkZM2oWcleM

        Tudo bem que aqui é o cúmulo do exagero, mas mostra-se um pouco o que seria uma criança criada por um monte de gente em vez de um pai e uma mãe. E, ao contrário do filme, seria bem difícil uma cena como esta (se alguém não viu o filme, não assista ao vídeo abaixo, senão estragarei a surpresa):

        http://www.youtube.com/watch?v=com1iKmWGXw

        Observe-se que há um precedente na história da adoção. Observe-se o grau de objetificação de uma criança, como se pode ver aqui quando o Capilé chama a criança de “bebê copyleft” e diz que “será uma construção/experimentação dos novos bandos urbanos”, que é chamar na cara dura uma pessoa de cobaia de experimentos de engenharia social. Observe-se inclusive que foi criado um um perfil do menino no Facebook (consentimento que é bom, nada). Poderemos ter não uma, mas várias versões desta história real ocorrida na Áustria e que virou documentário recentemente, cujo trailer eu passo abaixo e que achei um link para assistir, cujo nome é Meine Keine Familie (algo como “minha não-família” ou “minha família nenhuma” em alemão) e, em inglês, tem por título My Fathers, My Mother & Me (“meus pais, minha mãe e eu”):

        http://www.youtube.com/watch?v=UNhZ_lg1MgY

        Na Áustria, as coisas demoram para ser reveladas (vide o horrendo caso de Josef Fritzl e outros que ficaram muito escondidos), enquanto no Brasil vemos as coisas acontecerem sem que achemos anormal. E chega a ser ainda pior para a criança, pois não haveria uma reprovação social muito grande, fora quem fizesse racionalizações, como comparar a tribos indígenas (sendo que índio sabe quem é seu pai e sua mãe e apenas tem como diferença o fato de viver em um ambiente tribal, que difere do lance do Fora do Eixo)

  17. Luciano, lá vai mais uma cachoeira noticiosa:

    1) Imagino eu que você tenha visto a volta do Mais Médicos à pauta, com Artur Chioro defendendo o programa e Ronaldo Caiado dando uma resposta de volta. Diz Chioro que o governo não perseguirá ninguém, mas vai saber;

    2) Viu esta notícia sobre as cotas no Sisu? É mais uma prova de que elas não só são injustas como também desnecessárias;

    3) Mais fritura dos black blocs, desta vez vinda do Eduardo Suplicy, ainda que aqui esteja parecendo que ele não notou o que fazia;

    4) Esta aqui merecia uma flatuffada das boas: um cara que supostamente acordou com uma “glândula conservadora” inchada e falaria discursinhos chavão que na realidade são um belíssimo espantalho do que os marxistas-humanistas-neoateístas dizem que seria o conservador. Não sei se você notou, mas no quadrinho com o balão “dialética marxista para marxista diabético” há uma bandeirinha da Ucrânia, o que pode ser considerado uma tentativa subliminar de dizer que quem apoia aquele país seria nazista, sendo que o próprio rabinato ucraniano já avisou que todo o povo ucraniano está contra a russificação daquele país, fora as suspeitas de que nazistas ucranianos na realidade tenham sido instigados pelos eurasianos para fazer oposição de mentirinha aos russos para desmoralizar o todo dos habitantes antieurasianos daquele país;

    5) Mais militância de ódio contra aqueles que combatem o marxismo-humanismo-neoateísmo vem em forma sakamoteada. Aqui, como notará, ele insinua que pessoas contrárias à esquerda seriam desinformadas, baseando-se naqueles que são anti-MHNs em um campo mais intuitivo do que explicado (as famosas pessoas que tiveram um comichão ao ver coisas estranhas e são contra essas coisas estranhas sem saber o porquê). De brinde, ele vem com aquela história de que nazismo seria de direita, quando sabemos ser outro tipo de esquerda. Observe o quanto que o blogueiro em questão joga com a ignorância geral do povo, que não sabe que o conceito de esquerda é anterior ao marxismo, e geram a ignorância de que esquerda só seria comunismo, quando sabemos que há humanismo, neoateísmo, positivismo, fascismo, nazismo, eurasianismo e outros “ismos”. Como de costume, vale a pena dar uma olhada nos comentários e também no Face;

    6) Mais eleições presidenciais: Eduardo Campos responde à acusação de Lula de que ele seria igual ao Collor de 1989;

    7) Mais perseguição à midia anti-MHN: PC do B quer que o governo suspenda a verba que dá para o SBT caso a emissora de Silvio Santos Continue com Rachel Sheherazade. Vamos ficar atentos, pois pode ser que de repente o homem do baú pode acabar se valendo do autofinanciamento que o Grupo Silvio Santos pratica (vide Roda a Roda Jequiti, hotel Jequitimar, construtura Sisan e outros empreendimentos não-televisivos que anunciam na emissora e têm programas especiais);

    8) Sobre a Ucrânia, segue uma série de coisas, como o presidente romeno dizendo que a União Soviética já está voltando na prática. Por ora o Brasil segue amiguinho do Putin e pede solução negociada para o que ocorre na ex-república soviética, por ora garantindo cúpula dos BRICs. Enquanto isso, o governo ucraniano prepara a retirada de civis da Crimeia, enquanto Putin anuncia a construção de uma ponte para ligar a Crimeia ao território russo. Já na Europa, fala-se de expulsar a Rússia do G8, mas creio que os eurasianos irão dar de ombros em relação a isso. Enquanto isso, perigoso precedente é aberto com a história da Crimeia, pois agora temos uma região da Moldávia, chamada Gagáuzia, demonstrando interesse em se tornar parte da Rússia. Porém, o problema aqui é o fato de que a Moldávia não faz fronteira com a Rússia e a Gagáuzia fazer fronteira com a Ucrânia, fora estar bem perto da Romênia. Além disso, russos étnicos são minorias das minorias na tal região, representando menos de 4% da população local;

    9) E tome Venezuela, com governo e oposição denunciando mais duas mortes.

  18. Legal é o tom autoritário da esquerdista em questão, que interrompe qualquer questionamento, enquanto passa um ar de superioridade intelectual, e em seguida interrompe a discussão antes de vir o golpe de misericórdia nas suas falácias… Parece o modo que o Ciro Gomes discutiu com o Constantino. Eles mandam para o espaço toda a honestidade intelectual, toda a boa educação, e no fim, diante dos olhos dos espectadores, nós aparentamos como sendo os derrotados.

  19. Preparado para a avalanche?

    1) Senadores foram à Procuradoria-Geral da República para denunciar a Dilma em relação àquele lance da compra da refinaria de Pasadena. Aqui é meio lance de marxismo-humanismo-neoateísmo combatendo a si próprio, pois os denunciantes foram Randolfe Rodrigues (PSOL-AP), Pedro Simon (PMDB-RS), Cristovam Buarque (PDT-DF), Ana Amélia (PP-RS) e Rodrigo Rollemberg (PSB-DF). Porém, é algo que pode ser capitalizado por quem combate o MHN, ainda mais que a Petrobras já foi bem administrada e só sabemos boa parte de seus problemas por ser a empresa mais auditada do país. Por ora, estão montando roteiro para defender a presidente e a Petrobras (ainda que a Petrobras esteja sendo vítima desses desmandos recentes e, portanto, tenha de ser defendida de maus administradores);

    2) Mais um capítulo da “amarildação” da Cláudia Silva (aquela que foi jogada no porta-malas da viatura da PM-RJ, caiu do mesmo e foi arrastada), e de bastante mau gosto: o próximo Toplessaço terá por tema o combate à truculência policial. Porém, que observemos que o tal evento, que suspeito ser “transferência de ativos” da Marcha das Vadias, fez muitas concessões para evitar o fracasso da primeira edição. Veja que falam de permitir a entrada de homens e mulheres vestidas (afinal, é óbvio que mulheres que não sejam nudistas ou indígenas com cultura bastante preservada têm por reação normal tapar os próprios seios). Observe também a elucubração que fazem para dizer que a polícia supostamente reprimindo topless seria reflexo também da truculência policial. Logo, na prática estão usando a mulher que foi arrastada pela viatura como inocente útil para atrair atenção para elas próprias, ou mais especificamente para a cineasta Ana Paula Nogueira, que já chegou inclusive a fazer ensaio sensual, do qual doou a grana para a família da Cláudia, ainda que aqui seja em contexto altamente suspeito de ser análogo aos fariseus dos tempos de Cristo (afinal, que se observe que ela já fazia poses sensuais quando do evento malogrado, ao contrário de outras passeatas desnudas, em que as mulheres agem de forma nada sensual).
    Infelizmente os comentários da notícia foram tirados do ar, mas eram majoritariamente contrários e desciam uma bela lenha em cima da tal cineasta. E isso acaba nos fazendo pensar em no quanto se pode combater o MHN só de alertar para o quanto eles agem como attention whores, com atos que aparentemente seriam altruístas, mas na realidade é só mesmo para chamar a atenção para si próprios. Tudo bem que Toplessaço é attwhoring por princípio, mas outros casos acabam se mostrando isso depois de um tempo e já com o efeito desejado conseguido pelos marxistas-humanistas-neoateístas, como aquele lance de terem usado o Amarildo para uma campanha de doação que na prática beneficiou pouco a família dele. Aqui é mais um daqueles momentos em que dá para se cortar avanço de agenda MHN pela raiz e evitar que ela cresça;

    3) E mais um artigo sobre a mulher que foi arrastada pela viatura. Há uma certa verdade (que é a de o preconceito no Brasil ser muitíssimo mais social e financeiro do que étnico) e vi também umas acusações contra esquerdistas caviar (“condescendência dos que se acham paladinos dos oprimidos”), mas ainda estou pensando se há algum MHN embutido nesse texto que eu não tenha notado;

    4) Neusinha Brizola lança livro autobiográfico e iremos nos perguntar o quanto que seus escândalos influíram no governo de seu pai no estado do Rio de Janeiro;

    5) E falemos sobre Rússia e Ucrânia: do lado gramscista da coisa (União Europeia), a Deutsche Welle pergunta por que o Brasil está caladinho a respeito do que ocorre no país de bandeira azul e amarela. A resposta pode ser a de não quererem que a Dilma fique Putin da vida. Enquanto isso, usar Mastercard na Rússia não tem preço, pois os bancos daquele país foram sancionados e isso obrigou a bandeira de cartão a suspender os serviços. Ainda na parte de grana da coisa diz Dmitri Medvedev que a Ucrânia deve US$ 16 bilhões referentes à Crimeia e outras coisas. Enquanto isso, está oficializada a incorporação da Crimeia por parte da Rússia e há o grave risco de a galera conservadora que não tenha estudado nada sobre eurasianismo acreditar no presidente russo quando este diz que seu país é um reduto conservador, quando na realidade o pensamento de Alexandr Dugin usa diversas tendências do mundo para avançar sua agenda, direcionando-as contra os Estados Unidos;

    6) Quer fazer uma postagem rapidinha? Pois então leia esta postagem do Sakamoto mais uma vez tratando mulheres como coitadinhas e embarcando na onda dos encoxadores. Observe que ele levanta frases fictícias e as atribui aos “homens” (aqui no sentido de abstração de tudo que é ruim para o MHN, leia-se heterossexual e cristão, que supostamente seria culpado coletivamente por aquilo que celerados fazem) e começa a falar também de folgados de baladas (pelo visto o blogueiro deve ter ido a poucas e não conhece direito a dinâmica da coisa para achar que seriam um lugar aonde só vão predadores de mulheres). Observe-se também o cara querer dizer que encoxada não-consensual seria suficiente para fazer uma mulher se suicidar. É violência das mais graves e deixa qualquer um desnorteado, triste e traumatizado, mas não dá para querer dizer que seja coisa exclusiva de homens heterossexuais (tidos pelo MHN como estupradores por princípio e que precisam ser ensinados a não fazerem isso) contra mulheres indefesas e por princípio puras. Por que digo isso? Porque há registro de homens sendo encoxados por outros homens no metrô. E aí é para dar um belíssimo nó na cabeça de quem pensa o mundo por opressores e oprimidos, pois se um homossexual é oprimido e um heterossexual é opressor, em que posição devemos pôr um homem que alisa as partes pudentas do outro sem seu consentimento?
    E vamos aumentar o nó na cabeça dos MHNs, pois esse técnico em informática de 22 anos molestado por um arquiteto de 38 (ops, aqui eles poderiam falar que um arquiteto seria um rico que oprime o pobre, isso se o técnico em informática na prática não estiver ganhando mais que esse arquiteto) pegou o arquiteto, empurrou-o para fora do vagão e o segurou pelo colarinho até que a segurança da Companhia do Metrô tomasse conta da coisa. Aqui um militante gay poderia tentar cavar falta e dizer que o técnico de informática dando porrada no arquiteto estaria praticando agressão homofóbica e que a alisada do arquiteto no técnico na realidade não seria crime, mas sim um ato de alguém que sofreu muita opressão durante a vida toda e a está descontando na sociedade que o obriga a ficar no armário. Porém, sabemos que MHNs sempre fazem cálculos e não iriam falar da óbvia verdade (que existem homens e mulheres molestadores, independente da sexualidade), uma vez que isso acabaria gerando indisposição perante seus parceiros de militância gay. Logo, irão se omitir e, já que falaram de subnotificação na matéria do Estadão, é de se perguntar qual o grau de subnotificação por parte de homens molestados, ainda mais que tendem a fazer troça daquilo que eles relatam (isso sem falar no medo de serem acusados de homofóbicos caso deem uma chave de braço no molestador). Imagino eu que dê para se fazer uma abordagem boa dessa ondinha de encoxadores de uma maneira nada MHN e suficiente para dessakamotizar tudo.

  20. Luciano, lembra do caso Hornet, em que dois manolos tentaram roubar a moto de um cara negro e um policial fora de serviço sacou a arma e deu dois tiros no cara que tentou pegar a moto e os marxistas-humanistas-neoateístas ficaram desorientados? Pois bem, agora temos o caso de um cara que usou uma Dafra Citycom para pegar um pivete:

    http://www.youtube.com/watch?v=zNLSQRPXlEg

    Raciocinando marxista-humanista-neoateistamente, vão dizer que o cara oprimiu um menor de idade, cometeu ilegalidade de mostrar o rosto dele (mesmo sendo o YouTube um site com servidor no exterior), bem como irão reclamar de ele ter ido pela contramão.
    Porém, que se veja que o cara que dá a dura no menor de idade parece ser de origem social parecida com a dele. A moça de rosa tem ancestralidade africana evidente, assim como as outras parecem ser tão mestiças quanto o normal do povo brasileiro. Além disso, observe-se também que o garoto que segura o rapaz derrubado é branco e aparentemente estava no grupo, assim como de aparência caucasiana é o senhor do Civic prateado que para para ver o que é.

    Logo, temos mais um caso de em poucos minutos os postulados MHNs serem derrubados pela vida real.

  21. A doutrinação é evidente, em todas as esferas da educação. Na Universidade Metodista de Piracicaba tive um professor de sociologia (só poderia ser) chamado Lejeune Matogrosso Xavier de Carvalho que chegava ao absurdo de abordar seus alunos e questioná-los quando os via na cantina bebendo uma Coca-Cola ou em sala de aula, quando alguém trajava alguma roupa com dizeres em inglês. No seu torpe entender isso alimenta o imperialismo.
    Recordo-me que uma aula ele exemplificou o quanto o governo é bom para seu povo: nas sorveterias as bolas de sorvete custas para os cubanos metade do que é cobrado dos turistas. Como se a felicidade da população estivesse em tomar sorvete.

  22. Olá,

    Gostaria de acrescentar ao post a réplica (tréplica) da professora Ana Capangnolo.
    É a melhor parte desse caso.
    E ela refutou totalmente o discurso da Dep.Vermelha Carminatti, desconstruindo cada argumento.
    Vale a pena ver, segue o link do vídeo:

Deixe uma resposta