A líder da campanha de censura governista e seu restaurante

38
138

feghali

Conforme vemos na matéria do Globo, Jandira Feghali, a mais radical proponente de censura governista da atualidade, tem um restaurante no Rio de Janeiro.

Segundo a matéria, o restaurante árabe Líbano Rio Express funciona desde agosto na Zona Sul. Junto com seus dois sócios, ela planeja abrir mais dois restaurantes ainda este ano. Ambos na Zona Sul. Já poderíamos perguntar: por que não abrir na Baixada Fluminense? Será que ela tem “nojinho” de pobre?

Os sócios de jandira no Líbano Rio Express são seu irmão Ricardo Feghali (membro da banda Roupa Nova) e Omar Peres, empresário que possui outros restaurantes, como La Fiorentina e Sindicato do Chopp.

O investimento por trás do Libano Rio Express foi de 400.000 reais. E para provar que o “comunismo” de Jandira é só da boca pra foca, ela tem ambições com o negócio. Segundo ela, seu objetivo é mudar o hábito  do carioca de pedir delivery de pizza por quibes e esfirras. Diz Jandira: “O Rio Líbano Express vai ser ‘o’ restaurante árabe da cidade”.

Seria interessante visitar o restaurante e perguntar aos empregados de Jandira se o lucro é dividido igualmente entre eles ou se existe mais-valia no cálculo (créditos da questão para Alexandre Borges no Facebook). Seriam os empregados de Jandira “oprimidos” por uma patroa “opressora”? O que muda quando a patroa é uma comunista? Será que ela cobra dos clientes mais do que o preço de custo?

Cada vez mais fica fácil mostrar que comunismo não passa de um discurso usado por pessoas mais espertas se aproveitando de uma legião de militantes que não ganham nada com isso…

Anúncios

38 COMMENTS

  1. E aos que moram no Rio, que boicotem o restaurante dela! Não dêem dinheiro a defensora de uma ideologia sanguinária que matou milhões de pessoas!

    • Eu sempre disse que o povo brasileiro é o único responsável pelo que estamos passando. Merece coisa muito pior, e ainda será muito pior.

      Já cansei de conversar com as pessoas e não obter nenhuma resposta, e se as reencontro, acidentalmente, a pessoa, ou as pessoas, com quem havia conversado, corta caminho, dá a volta, finge que não me vê e todas aquelas manobras típicas do medíocre e idiota, que não quer olhar a realidade.

      Fodam-se todos vocês, seus esquizofrênicos, mesquinhos, cínicos e debochados. Vocês têm e terão o que escolheram. Não lhes está sendo imposto o regime arquitetado pelos comunistas, conforme falou o Paulo Henrique Martins. E não se enganem, porque esse projeto não é só do PT, mas dos outros partidos de esquerda, que, no mínimo, são coniventes, como o próprio PSDB, que abriu o caminho para a ascensão dos partidos radicais ao poder governamental.

      Infelizmente, a mentalidade do brasileiro médio é: todos têm razão e ninguém é responsável por nada.

      Ano que vem vou estudar em Portugal e se tudo correr bem, não volto mais. Aí, virá um imbecil que dirá: “vá mesmo seu babaca, pois você não é patriota e não quer ajudar o país a sair da merda em que está”. E eu responderei: “não me inveje, seu merda! Eu lutei por essa conquista e fui competente. Faça o mesmo e não tente me destruir”.

      Não precisa publicar. É só um desabafo. Cansei, também.

      Marcos Braga.

  2. Cumunista (sic) se revelando uma porca capitalista. E já se assumindo como cartelista-monopolista, pois quer dominar o mercado.
    Há várias ações que eu posso sugerir a serem tomadas por quem de direita (sic).
    1. Ela contrata seus funcionários segundo o regime de cotas feminazistas, raciais, financeiras etc.? Há participação nos lucros? Expor as entranhas das relações trabalhistas dessa hipócrita. Tudo no YouTube e mais.
    2. Promover “rolezinhos” freqüentes ao estabulocimento (sic), já que disso ela gosta. Com direita (sic) a filmes no YouTube.
    3. Constantes visitas por grupos cristãos vestidos de verde e amarelo cantando músicas religiosas, rezando antes de comer e purificando tudo que chegar às mesas, numa acintosa demonstração da luta contra o Mal. Vídeos no YouTube, logicamente.

  3. Deviam é plantar uma notícia falsa de que o restaurante está servindo refeições a um real e formar uma longa fila de sem-nada na porta, só para checar a atitude da “porca-capitalista”. Cara, essa mulher me dá NOJO!!!

  4. Luciano, não seria uma boa ideia começar um “movimento” de boicote pela internet ao restaurante da nobre deputada comunista? Em tempos de caça às bruxas – as empresas que “apoiaram” o golpe em 1964 – seria uma tática, no mínimo, divertida, afinal, como comer no restaurante de uma pessoa que apoiou e apoia a pilha de 100 milhões de assassinatos pelo mundo?

  5. Eles são ótimos, mestres mesmo em destruir econômias e falir o que não é deles…Agora para eles, hahahaha…espertos, muito espertos.

  6. É como você disse em um post. Os esquerdistas são o maior grupo de alienados que se tem notícia. Enquanto a massa de idiotas úteis levantam bandeiras, esperneiam contra o capitalismo, o sistema ou diabo a quatro, os altos escalões comunistas estão fazendo a festa e tirando proveito de tudo de bom que o capitalismo pode oferecer! Otário é que quem vai na onda dessa gente. Pobreza é somente para os idiotas que ainda não enxergaram o que é a esquerda de verdade. Os manda-chuvas dos partidos de esquerda gostam mesmo é de caviar, vinho e passar férias em Paris. Passar férias em Cuba ou Coréia do Norte ninguém quer, não é verdade? kkkkkkkk…

  7. Taí uma coisa que pode realmente incomodar essa mulher. Que tal fazer um protesto pedindo “liberdade de expressao”, ” fora ditadura comunista”, na frente do restaurante dela. Deixar filmando e esperar. Fazer uns 2 desses por mês atrapalhando a clientela dela.

  8. Eu juro por Deus, que se eu morasse no Rio eu ia no restaurante dessa psicopata e na hora de pagar a conta saía distribuindo o valor entre os funcionários.
    O que mais me assusta é ela dizer no seus discursos que existe um ataque ideológico contra determinados grupos “só” por serem defensores do comunismo.
    Como assim “só”?
    Você acha pouco sua vigarista, defender as ditaduras mais sanguinárias que já houve?
    Sem falar que “ataque ideológico” é o que vocês adoradores de genocidas da esquerda mais fizeram no ultimo século! Agora, quando vocês são atacados, não com a desonestidade que lhes é imanente, mas com a simples testificação do quão facínoras vocês são, aí ficam chocados e se apressam em falar em “regulamentar” os meios de comunicação.

  9. A pergunta foi: “Seriam os empregados de Jandira “oprimidos” por uma patroa “opressora”?”. Vou respondê-la, ao final, porém farei uma introdução antes.

    Pois é, a minha prima, filha da irmã da minha mãe, que em 1964 tinha 3 anos, deu-me a oportunidade, SEM QUERER, de produzir um documento denúncia a respeito do nosso tio, irmão da mãe dela e da minha.

    Era um “comunistão” e minha prima fez, agora, uma postagem no facebook com a fotografia dele e seus companheiros, no momento em que partiam para o exílio. Nessa postagem ela escreveu que, com 3 anos, vendo aquilo tudo, ficou TRAUMATIZADA ! (coitadinha…). Então, ia fazer um comentário arrasador, que poderia gerar problemas na família.

    Em virtude disso, preferi, apenas naquela ocasião e tão somente, escrever; “pois é, prima, por ser mais velho do que você, quem sabe, não fiquei nem um pouco traumatizado: pombo que come pedra sabe o ânus que tem”. Depois, refleti mais um pouco e resolvi retirar o texto que vem depois dos dois pontos, sobre o tal “pombo”.

    Desisti do meu depoimento? Não! Apenas irei elaborá-lo melhor, inclusive resgatando a postagem da minha prima, e postá-lo neste blog, no do Reinaldo e no do Rodrigo Constantino. Embora, pretenda ser o mais sucinto possível, não sei da viabilidade dessa publicação nos blogs do Reinaldo e do Rodrigo. Se não for possível, reativarei o meu blog (epistemologia e psicologia), ou farei outro só de política e remeterei os leitores dos dois, para lá.

    Tal depoimento deverá, pelo menos, tumultuar a CNV (Comissão Nacional da Vigarice). E olha que não irei me referir, pelo menos em princípio (desde que os parentes não me provoquem) a dramas familiares. Finalmente, agora, respondendo à pergunta do início.

    Óbvio que convivi com muitos comunistas (apesar de não suportá-los), antes de 1964 e depois de 1979 (após a tal “anistia ampla geral e irrestrita”). Esse pessoal gostava muito de um cheque especial e cartão de crédito. Só não gostava de pagar a conta. Nessa hora, diziam: “temos mais é que EXPROPRIAR esses banqueiros, capitalistas, ladrões”.

    Agora, pasmem, tinham empregados domésticos, sim! Porém, difícil era pagar os seus salários! E, quando cobrados, reclamavam: “poxa, vocês só pensam em dinheiro; estão parecendo até burguês!”

  10. essa Jandira é uma completa “non sense”, uma comunista empresária…kakakakaka…..que ninguém vá ao restaurante dela, pois ela é parte da burguesia, é uma caplitalista exploradora, opressora dos trabalhadores, cada vez que alguém vai lá comer na verdade então está contribuindo para a exploração de um trabalhador empregado ( ou escravizado????) láh…….. o Karl Marx deve estar se remexendo no tumulo…

Deixe uma resposta