General Heleno afirma: “A única saída para o Brasil é a democracia”. É hora de um pouco mais de dinâmica social…

52
335

Augusto_Heleno_(2007)

Segundo o site Mídia Inversa, o General Augusto Heleno Ribeiro Pereira, primeiro comandante do contingente inicial da Missão das Nações Unidas para a Estabilização do Haiti, e ex-comandante Militar da Amazônia, é melhor que os adeptos da Marcha da Família percam de uma vez por todas a esperança de uma “intervenção militar”.

Além de dizer que não pretende ser candidato à Presidência da República, ele afirma que o momento não é de busca de salvadores da pátria, mas da criação de uma verdadeira consciência política dos jovens (aliás, é o que este blog tem falado quase sem parar):

Não há salvadores da pátria. O problema do país é acertarmos em termos de escolha. É algo de formação das pessoas, de muito longo prazo. Nossa democracia está consolidada, mas me preocupa o fato de que a juventude em geral, o que inclui seus melhores quadros, está muito afastada da participação na política. Há muita gente que tem condições intelectuais e de formação e pode contribuir para o país mas não é cooptada pela política. A estrutura atual é perversa, e precisa ser mudada em profundidade.

Sobre os pedidos de “volta dos militares” ao poder, ele é taxativo:

Alguém que pense assim e esteja a meu favor quer, na verdade, me empurrar para o buraco. Ter essa postura é afrontar tudo o que foi conquistado em muitos anos. O único caminho para o país — está comprovado — é a democracia. É inimaginável se controlar a liberdade das pessoas. O único caminho de fortalecimento e desenvolvimento para o Brasil é a democracia.

Sobre um certo Partido Militar Brasileiro, que está sendo fundado, ele diz:

É um absurdo. Quando os militares tiverem vínculo com algum partido político estaremos perdidos. Essa ideia é absurda.

Não sei se o General Heleno estudou a dinâmica social, mas suas reações são bastante lógicas se avaliadas sob este paradigma.

Ele sabe que um partido de militares traria uma pressão excessiva para cima do pessoal da caserna. Não existe um partido de advogados, de médicos e nem de psicólogos. Por que deveria existir um partido de militares? É claro que a criação de um partido militar brasileiro é a senha para que uma parte da direita continue requisitando “intervenção militar”.

Mas por que ele não quer que esse tipo de solicitação esteja associado aos militares? Simplesmente por que ele sabe que já bastou uma ação pela força em 1964 para os militares hoje estarem sendo expostos ao escárnio de diversas formas. Quanto mais solicitações, mais vulneráveis ficam os militares.

Veja a dinâmica: imagine que você queira conquistar sua posição de gerente sênior em uma organização através da demonstração de que você é capaz de ganhar a confiança do time para os principais projetos de mudança e em seguida surja um grupo de adoradores seus dizendo que você “deve matar a facadas” o diretor de sua área. Simplesmente todos os seus esforços estão sendo demolidos por uma campanha que não tem absolutamente nada a ver com os seus objetivos. Esse é um motivo pelo qual os militares devem fugir desta “solicitação de intervenção militar” como o diabo da cruz.

Também é fundamental ver que Heleno trata a democracia como fundamental. Qualquer pessoa fazendo um discurso político e que tenha o básico de consciência política deveria fazer o mesmo. E aí que se entende por que Heleno pediu que os jovens tivessem mais consciência política. Mas de novo vou analisar a coisa pela ótica da dinâmica social. Precisamos decifrar por que é tão importante falar em nome da democracia.

Imagine que você vá para a balada testar seus dons de sedução e resolva demonstrar para as HBs tamanho nível de confiança que isso exiba para elas que você merece conquistá-las. Agora imagine que um de seus amigos resolve colocar um revólver na cintura e demonstrar que não é justo que elas tenham uma opção. Elas devem sair com ele pela força.

É muito provável que este último seja expulso da balada pelos seguranças. E não vai comer ninguém. E nem merece. Já os outros tem suas chances aumentadas. Simplesmente eles sub-comunicam que (a) se as HBs possuem poder de escolha, e (b) se eles estão confiantes, que (c) eles merecem conquistá-las. Aquele que comunicou o inverso de (a) e (b) na verdade disse que não merece conquistar as HBs. Em tempo: a confiança é um fator primordial para o resultado, portanto o direitista depressivo que se limita a dizer que “acabou tudo, não há esperanças, a esquerda venceu e sempre vencerá” também sub-comunica que não merece resultado algum.

Quando dizemos que o único caminho é a democracia, automaticamente sub-comunicamos que o povo deve ser livre para escolher quem quiser. Da mesma maneira, quando demonstramos a confiança de que podemos (e devemos) vencer em um ambiente democrático, dizemos que quando as pessoas tem escolha, elas deverão naturalmente optar por nós quando estiverem conscientes adequadamente de nossa proposta. A partir daí, basta para nós aumentarmos o grau de conscientização da população sobre nossas propostas. Se a população não estiver optando por nós, é que não estamos sendo assertivos o suficiente em nossa conscientização.

Heleno provavelmente não precisou da dinâmica social para entender que o único caminho a ser escolhido é a democracia. O fato é que nunca, por qualquer razão que seja, não há razão para o lançamento de um discurso político que renegue a democracia. Quem quiser fazê-lo automaticamente sub-comunica que não quer resultados políticos. Isso é o mesmo que um treinador de futebol que não dá a mínima para conquistar pontos em jogos.

Porém, a dinâmica social serve para nos dar um norte a respeito do efeito de nossas escolhas e nossas ações. Também serve para mostrar como esses comportamentos muitas vezes podem servir para demolir qualquer prova social que queiramos obter. Podemos também entender o quanto é danoso renegar a democracia e ignorar a soberania do povo.

Não há outra opção na guerra política que não o reconhecimento da democracia como um valor absoluto, assim como na demonstração pública de confiança de que merecemos vencer a contenda.

Anúncios

52 COMMENTS

  1. Fracassa tremendamente quando ignora que o País esta à beira de um Golpe Comunista.
    Você mesmo diz que o levante cultural e politização da direita é algo a longo prazo. Pois é, não temos tempo para cumprir este prazo. Marco Civil esta ai, logo logo nem seu blog poderá ser lido.

    • Esse é o frame de que falei. Se você ver o vídeo do Gene Sharp (e ler as obrsa dele), ele é feito para ação popular CONTRA DITADURAS. Aqui nem há ditadura formal e você já considera o jogo ganho. Releia o post e veja por que esse discurso que você lança é PROPAGANDA PRO ADVERSÁRIO.

      • O golpe comunista virá com a indicação de mais agentes no Supremo caso Dilma se reeleja. Aí teremos o golpe no estilo bolivariano como vemos hoje na Venezuela, Argentina e Equador.

    • o general parece que nao vê os tentáculos da esquerda dominando todos os setores da vida publica brasileira…e já é chegada a hora de dar um basta neste autoritarismo petista senão vamos ser cubatizados eles nao respeitam ninguem e se sentem dono do BRASIL

    • Enganam-se redondamente quem pensar que os militares estão fora deste jogo. ==== Um exemplo a grosso modo: ==== Vocês acham que um marido traído, vai dizer para a mulher, que o trai. Que vai passar a vigia-lá? Ora! Ora!

  2. As Forças Armadas estão aparelhadas pelos positivistas (os mais antigos) e pelos esquerTRALHAS (os mais novos). Desse mato não sai coelho.
    Os militares destruíram as forças políticas de direita que haviam e permitiram que os canhotos fabianos e gramscianos dominassem os grupos de formação cultural no Brasil. Financiaram-nos sem pudores, aliás.
    São os maiores culpados de vivermos sob o socialismo há mais de vinte anos.

  3. Essa consciência da qual ele se refere é a mais difícil de se conseguir.. porque esbarra na possibilidade humana de perceber, ao menos, dois lados de uma mesma moeda, e isso significa na prática, uma revisão dos conceitos mais íntimos… Pense num idiota útil tendo que rever todo o seu aparato herdado de uma educação doutrinada… é tão difícil quanto fazer um ‘conservador’ perceber que a intervenção militar não resolve nada, só adia. A história não pode se repetir nesses termos, porque vira efeito sanfona. infelizmente, o certo é ainda muito difícil, está bem longe, mas felizmente não é impossível.

      • E como vamos mudar isso se pra começar as urnas eletrônicas são as primeiras a serem manipuladas, não adianta vai dar na mesma, mesmo que o povo vote correto as urnas alteradas vão fazer com que eles vençam de qualquer modo, os militares tem que se pronunciarem de algum modo mais sem essa historia de força, ao menos se organizarem como se fossem entrar, fazendo exercícios militares, mostrando que a qualquer momento e fazendo ameaças que vão entrar ja o seria de grande utilidade, ao menos eles deveriam entrar pra quebrar essas urnas e voltar as eleições ao modo antigo nas urnas com cedulas, ja mostraria pros esquerdistas quem manda na verdade, pq os centros de estudos de informática das universidades ja provaram que as urnas podem ser manipuladas, e nos paises desenvolvidos isso é proibido pois as fraudes são grandes demais, pronto com isso ja mostrariam a eles que os militares estão de plantão de olhos neles.

      • Emerson, com todo respeito, olha os frames

        “não adianta vai dar na mesma” (técnica da inevitabilidade, que você já se convenceu e multiplica)
        “mesmo que o povo vote correto as urnas alteradas vão fazer com que eles vençam de qualquer modo” (replay do método anterior)

        retorno aos frames de pedido de volta dos militares (ou seja, a única solução)

        “ao menos se organizarem como se fossem entrar”
        “mostrando que a qualquer momento e fazendo ameaças que vão entrar ja o seria de grande utilidade”
        “ao menos eles deveriam entrar pra quebrar essas urnas e voltar as eleições ao modo antigo nas urnas com cedulas”
        “ja mostraria pros esquerdistas quem manda na verdade”

        são quatro frames onde você diz que TEM QUE SE PELA FORÇA, ou seja, rejeita a democracia.

        Cai naquilo que falei antes.

        Se as urnas são manipuladas, então que isso seja lançado via debate público.

        Abs,

        LH

    • Luiz Claudio, sem querer você passou uma sugestão interessante para o Luciano destrinchar: o tanto de investimento que uma pessoa fez em determinada coisa e o quanto que isso a influencia a continuar nessa coisa mesmo se souber que ela é intrinsecamente falsa, caso o saiba. Podemos pôr aí os líderes do marxismo-humanismo-neoateísmo, que na prática sabem que aquilo que pregam é pura besteira, mas dependem da manutenção dessa besteira para continuarem tendo a projeção que têm.
      Penso nessa história mais ou menos como aquele cara que fez uma tatuagem, arrependeu-se profundamente e não externa isso, mas sim incentiva que outros se tatuem para que haja um maior número de pessoas igual a ele e o mesmo se sinta menos pior, mesmo que às custas de gerar outros arrependimentos. E como sabemos, tatuagens são algo no qual se despende uma grana boa e marcam alguém para sempre.

      Considerando-se o MHN como a tatuagem de que alguém se arrepende, mas praticada sobre o cérebro, é possível que tenhamos muito caso de marxista-humanista-neoateísta que não seja totalmente funcional, mas não seja totalmente beneficiário, que está em uma situação em que não pode jogar fora tudo aquilo que prega, pois é com isso que conseguiu chegar à posição financeira e de destaque que conseguiu. Vamos considerar aí, por exemplo, esses blogueiros e vlogueiros que atraem um determinado tipo de público (outros MHNs ou um bando maior ainda de propagadores inconscientes de gramscismo). Se eles mudarem o assunto de suas pregações, acabarão perdendo o público que amealharam e possivelmente não terão um novo público, o que pode fazê-los acabar chegando ao tal ponto que o Luciano explicou uma vez de continuarem a cantilena mesmo que constantemente ridicularizados, tal qual um velho que sai por aí com o badalo de fora por não ter mais nada a perder.
      Logo, mesmo quando esses sofrem algo que demonstra o quão irrealista é aquilo que pregam (vide casos de MHNs ou parentes de MHNs sendo assaltados), mesmo assim eles continuarão com aquele papo que conhecemos por terem investido muito de sua vida e de seu tempo nisso. Sabem que se saírem disso irão ter muitas portas fechadas e, por serem beneficiários em algum grau, têm os canais abertos para irem progredindo caso prossigam nele (mesmo que não acreditem nem um pouco nisso). E nessa, acabam indo para o beneficiarismo de fazerem coisas por vezes bastante attention whoring, como escritos que são grandes sandices ou parecem de propósito quererem ir completamente contra a razão e o bom senso, uma vez que dependem do público. E nessa não se importam de irem se repetindo ou mesmo tendo seus postulados desmontados.

      Por vezes podemos ver essa impressão de que eles investiram muito em algo e não querem largar sob pena de perder o que conquistaram quando os vemos se recusando a responder direto a questionamentos mais fortes de seu público ou mesmo agindo como valentões de colégio manipuladores ao desmerecer o que foi dito. Como não irão querer perder o patamar a que chegaram, irão seguir com aquilo ao redor de que gravitam, justamente para agradar seus canais ou servir de adiantador das agendas para que possam pegar proveitos a posteriori. E aqui fica aquele lance de estarem por demais comprometidos com uma causa que na prática revela-se inaplicável.

  4. Eu li uma pichação gigante em um prédio na minha região, escrito “Ditadura nunca mais”.
    Temos que aproveitar que o tema está em pauta e usar o peso do adversário contra ele mesmo.

    Nós devemos gritar: “Ditadura nunca mais! Apoiadores de ditadores nunca mais. Lula e Dilma adoradores de ditadores, nunca mais. PT nunca mais.”

    Com isso, aproveitamos toda essa força que a esquerda está gastando no tema, e voltamos contra ela própria. Tá parecendo fácil! Uma vez que é fácil provar que é a esquerda que ama os ditadores.

  5. Trecho da entrevista dele com o Ricardo Setti:

    “O general se diz muito satisfeito com suas tarefas como diretor de Educação Corporativa e de Comunicações do Comitê Olímpico Brasileiro. “Trabalho com algo que sempre me fascinou — a educação, o ensino”. Conta que também tem feito palestrar por vários Estados brasileiros, em geral sobre três temas — liderança, a Amazônia e o problema do Haiti.”

    Ele é diretor de Educação Corporativa e de Comunicações do Comitê Olímpico Brasileiro! Ok.

    Frase do digníssimo: NOSSA DEMOCRACIA ESTÁ CONSOLIDADA!

    Foi tanta palestra de Olimpíada que não enxerga mais nada.

    Então tá…

    Segue entrevista completa.
    http://veja.abril.com.br/blog/ricardo-setti/politica-cia/exclusivo-general-augusto-heleno-informa-que-nao-sera-candidato-a-presidente-nem-a-outro-cargo-que-nao-e-filiado-a-partido-politico-diz-que-pregar-a-volta-dos-militares-e-estupidez-e-que-o/

  6. Fiquei aqui matutando… Sim , a Democracia é um valor absoluto para os que a prezam; não para comunistas em geral e petistas em particular. Prova maior disso? O apoio irrestrito do governo comuno/petista brasileiro ao ditador – que é apelidado de presidente – Nicolás Maduro. Aqui dentro, os comuno/petistas promovem o desrespeito sistemático às instituições democráticas, minando-as, destruindo-as. O trato com a coisa pública, ou melhor o roubo da coisa coisa pública está naturalizado. As liberdades estão sendo reiteradamente sofrendo atentados cujo sucesso já pode ser visto pela aprovação – democrática – do tal marco civil da internet, pela submissão de nossas crianças à doutrinação comunistas nas escolas (alguém duvida que a tal educação infantil é só um recurso poderoso dos comunistas para subtraírem os filhos dos pais, colocá-los contra estes, acabando com a sua autoridade ? Duvidam? Leiam os documentos que informam a tal educação infantil!). E tantas outras coisas!
    O art. 142 da Constituição Federal diz que “As Forças Armadas […] sob a autoridade suprema do Presidente da República, destinam-se à defesa da Pátria, à garantia dos poderes
    constitucionais […]. O que fazer quando o que ocupa a presidência da república ameaça a Pátria – ou vão me tentar me convencer que o PT já provou que é uma ameça ao Brasil?
    Uma coisa é certa: não vamos ganhar esse jogo, Luciano. Nosso oponente é o Bolsa Família e esse é imbatível. Por míseros reais a massa ignara fará do Brasil uma Venezuela dentro em breve.
    Quanto ao palavrório do gen. Heleno tenho só uma coisa a dizer: Castelo Branco tinha tutano!

    • Silas, essa frase (“não vamos ganhar esse jogo”) é uma que um esquerdista não dirá…

      Esse é um componente central das vitórias deles.

      Lembre-se de Alinsky: “poder não é o que você tem, mas o que o seu adversário pensa que você tem”

  7. Faço uma correção no final de meu longo primeiro parágrafo: onde está “ou vão me tentar me convencer que o PT já provou que é uma ameça ao Brasil?”, leia-se “ou vão me tentar me convencer que o PT NÃO é uma ameça ao Brasil?” A correção expressa o que eu quis dizer. Se puder fazer a correção no próprio texto…

  8. Os militares mandaram bem ao barrar o golpe comunista, mas mandaram MUITO mal ao promulgarem a lei da anistia. Agora temos que nos livrar dessa corja, o tempo voa e sabe Deus o que nos espera. Nem sei o que é “frame”, (só no sentido do vídeo mesmo) mas sei quando estou diante da perpectiva bastante real de viver uma ditadura de esquerda, coisa que não pensei presenciar no curso da minha vida.

  9. Esse história de “se não houver intervenção, não temos opção” parece com aquela de há poucos meses atrás: “melhor médicos cubanos que nenhum” ou “qualquer coisa é melhor que nada” (em relação ao Mais Mèdicos).

  10. O que está faltando para nós leitores do blog( e o dono do blog ) começarmos um partido ? Todo mundo intelectual mas fica sempre nessa ! Chega a ser sacanagem pedir pra ser otimista !

  11. Acompanhei ao vivo a Palestra Pública proferida pelo Gen. Ex. Augusto Heleno com o Tema:
    “O Movimento de 1964”.

    Foi uma aula de história, fato impossível de se obter, infelizmente, por parte de professores e principalmente dos jornalistas (se é que temos algum hoje em dia).

    O General, de forma simples e objetiva, apenas utilizou material de dominio público, noticia de jornais, discursos de autoridades da epoca, etc. e recriou o cenário que levou aos fatos ocorridos em 1964.

    Impressionante como o mainstream mente, distorce e omite informações para a sociedade.

    O site avisa que disponibilizará em breve o video. (Vale a pena assistir)

    Abs,

  12. Não vejo problemas em militares da reserva se candidatarem. Um partido militar me parece um pouco estravagante, mas se realizado dentro das normas, não vejo o porquê de tamanha objeção. O fato é que existe uma fração da população que gostaria de ver os militares no poder. E esse número deve ser bem maior se considerarmos a via democrática. E democracia, no final das contas, também é isso: dar alternativas de voto de acordo com a demanda.

  13. Como usar Gene Sharp num regime totalitário como Rússia ou China?Não sabemos que o verdadeiro poder é o poder de matar a qual todos os outros : palavra e econômico não são nada ? Porque tomar democracia como princípio com este fato? Os caras da KGB descobriram as prensas onde imprimiam o livro do Gene e queimaram tudo . E Rússia e China tem medo é do terrorismo islâmico que é a verdadeira pedra no sapato deles P.S : Sou contra golpe militar , mas haverá uma hora que as FFAA terão que agir seja judicialmente ou por combate armado.

    • Hannoy, o número de manifestações na Rússia é bem grande. Na China não há manifestações mesmo.

      Mas aí partimos do princípio de que toda ditadura irá alcançar o sucesso da ditadura chinesa.

      Nesse dia, somente neste dia, estará justificado o derrotismo.

      • Judiciário aparelhado não é derrotismo, Porto Mariel também não, Violação da Soberania Nacional e Rasgar a Constituição, abrir as fronteiras e sucatear as Forças Armadas, buscar a dissolução da PM, URNAS FRAUDULENTAS. Nada disso é derrotismo. Qualquer Governo que se torna como um bandido destruidor em nossas casas, precisa se chamar a polícia para tira-lo de lá e devolve-la a nós. Mesmo em um tão sonhado governo Liberal-Conservador, se cometesse atrocidades e traição ao próprio povo deveria ser removido, mas se o sistema de eleição já “ta dominado”, deve-se apelar para a autoridade cujo dever é garantir a Soberania Nacional, Ordem e até a Democracia. Em nome da Democracia precisamos restaurar a Ordem.

      • É ai que esta o problema Luciano. Perdemos nossa democracia faz alguns anos já, os efeitos estão se cristalizando ainda. Estamos vivendo em uma linha de tempo entre a democracia (que mal entramos na batalha, a Esquerda fez o jogo praticamente sozinha movendo as peças no tabuleiro, o que você mesmo vem nos dizendo. Não nos posicionamos e agora vem o preço a pagar.) e a ditadura, ja que silenciaram a oposição. Nada se desenvolve da noite para o dia, muito menos uma ditadura. A síntese do que digo é que não da tempo de aplicar um antídoto sobre o veneno que aplicaram em nossa democracia, pois ja alcançou o coração do Corpo de nosso País e aí se faz necessário o resgate cortando fora o que ja esta podre e começar de novo, cortar fora e recomeçar. Vejam os verdadeiros artistas, (Beethoven foi um destes) quando estão fazendo uma obra e cometem um erro irreversível, queimam e começam denovo, do zero, porém até mesmo onde haviam acertado, retornam com um capricho superior fruto de uma revisão lúcida já conhecendo os caminhos que seus passos levarão e assim logram êxito. Não é questão de pessimismo, mas sim de contornar e transformar o impacto do obstáculo em parte da obra vitoriosa. Houve intervenção no passado e erramos, mas dessa vez sabemos onde e, numa linha de tempo de um País, 50 anos pode ser como 50 dias comparada a uma vida humana e ai jaz a oportunidade de não pisar nos mesmos buracos. Espero que eu possa ser compreendido. É nossa futura liberdade que esta em jogo, e das crianças que ainda não nasceram.

      • Você está confundindo “democracia corrompida” com “democracia definitivamente perdida”, o que só seria aceitável na China, Coréia do Norte e Cuba.

        Mas vamos supor, a título de argumento, que “não da tempo de aplicar um antídoto sobre o veneno que aplicaram em nossa democracia”, então temos um MOTIVO ADICIONAL para não darmos mais COMBUSTÍVEL para a esquerda, pedindo VOLTA DE MILITARES, pois isso NÃO VAI ACONTECER.

        Por que os militares seriam LOUCOS de fazer uma intervenção? Para se queimarem MAIS UMA VEZ dando AUTORIDADE MORAL para a esquerda? Tudo isso enquanto a esquerda só fez GUERRA CULTURAL?

        Não me parece uma troca justa, certo?

        O outro lado faz guerra cultural, e ganha o poder. E aí você retorna com AÇÃO ARMADA, para REFORÇAR A GUERRA CULTURAL DELES?

        Qualquer militar deveria ficar ofendido com isso.

        Então, se no momento em que devemos partir para a guerra cultural iniciamos o discurso derrotista, o melhor seria reconhecer que o oponente deu um show em termos políticos, e nós merecemos nota zero.

        Abs,

        LH

        , pois ja alcançou o coração do Corpo de nosso País e aí se faz necessário o resgate cortando fora o que ja esta podre e começar de novo, cortar fora e recomeçar. Vejam os verdadeiros artistas, (Beethoven foi um destes) quando estão fazendo uma obra e cometem um erro irreversível, queimam e começam denovo, do zero, porém até mesmo onde haviam acertado, retornam com um capricho superior fruto de uma revisão lúcida já conhecendo os caminhos que seus passos levarão e assim logram êxito. Não é questão de pessimismo, mas sim de contornar e transformar o impacto do obstáculo em parte da obra vitoriosa. Houve intervenção no passado e erramos, mas dessa vez sabemos onde e, numa linha de tempo de um País, 50 anos pode ser como 50 dias comparada a uma vida humana e ai jaz a oportunidade de não pisar nos mesmos buracos. Espero que eu possa ser compreendido. É nossa futura liberdade que esta em jogo, e das crianças que ainda não nasceram.

  14. Luciano, já que hoje é dia em que os marxistas-humanistas-neoateístas iriam mesmo fazer muitos protestos contra o regime militar do qual dependem até hoje para que sejam levados a sério, temos uma série de notícias a respeito:

    1) Analogamente ao que faziam grupos nazistas no começo do regime hitleriano, lá vão inocentes úteis fazer o chamado “escracho” na frente da casa do capitão Ubirajara, aqui em São Paulo:

    http://www.youtube.com/watch?v=zbG51r2ikcs

    Sim, você viu o problema em questão: o torturador mora em uma casa de vila. Logo, a MHNzada teria de entrar na tal vila para estar na frente da casa do referido. O que os inocentes úteis fizeram? Não tomaram conhecimento do portão e o arrombaram na mais dura das caras, portão esse que havia acabado de receber manutenção. Além disso, a vila toda vai ter de arcar com o preju causado pelas pichações. Ao menos não podemos dizer que eles tenham sido incoerentes com aquilo que pensam na ação que tiveram, pois deram totalmente de ombro para o fato de serem propriedades privadas;

    2) Mais escracho, desta vez na São Francisco:

    http://www.youtube.com/watch?v=LFEaDVwobb8

    Sim, como você pode observar, quem quiser perguntar o porquê de se falar que guerrilheiros teriam sido redemocratizadores em vez de pessoas querendo lutar por uma ditadura comunista, vai ser vítima de um tamborzinho mal tocado e um monte de gente agindo como babuínos;

    3) Também deram uma escrachada na frente da casa do Ustra:

    http://www.youtube.com/watch?v=h0OAbE4uKC0

    4) Lembra do Breno Altman e seu mirabolante “liberal-fascismo”? Pois bem, eis que ele volta a não tirar o fascismo de sua vida e tenta associá-lo à ditadura militar, como podemos ver aqui, que tem mirabolâncias como esta:

    Setores mais lúcidos e malandros do conservadorismo (entre os quais, obviamente, não estão as correntes abertamente fascistas) reconhecem os crimes e atropelos da ditadura.

    Sim, ele foi obrigado a reconhecer que conservadorismo é uma coisa e fascismo é outra (talvez pelo tamanho da ridicularização que recebeu após inventar o “liberal-fascismo”), mas ainda insiste em dizer que fascismo seria um extremo do conservadorismo. Observe-se também que ele associar conservadorismo à malandragem, com óbvia tentativa de querer continuar associando a conservação de um status associada à mudança consequente a algo que é a mais pura inconsequência (no caso, a malandragem) ou totalitarismo (no caso, o fascismo);

    5) Para Vladmir Safatle, a ditadura venceu. Já Janio de Freitas diz nunca mais à ditadura, mas ainda mostra não entender absolutamente nada de gramscismo e eurasianismo;

    6) E também tivemos treta na sessão solene da Câmara de hoje:

    http://www.youtube.com/watch?v=MEDLs9Gk1NY

    Aqui considero que há um erro importante no combate ao MHN: poderiam muito bem falar dos 120 desprezados pela história pelo fato de terem sido assassinados por militantes da ideologia a ser combatida. Observe-se que a MHNzada levantou fotos de desaparecidos e não vimos nenhum anti-MHN levantar ao menos fotos de Mário Kozel Filho e Orlando Lovecchio. E é aí que veríamos os MHNs morrerem pela boca, pois possivelmente diriam que Mário Kozel Filho morreu enquanto agente do Estado, enquanto iriam dizer que Lovecchio ganha menos que quem armou a bomba porque não estava em contexto de luta armada. E aí eles apenas estariam fazendo a desumanização que costumeiramente praticam contra as vítimas que não ajudam a avançar a agenda;

    7) Também temos este texto do Jabor sobre o assunto;

    8) Há outra coisa que considero importante no combate ao MHN: os mea culpas. Se isso for bem conduzido, poderia haver um esvaziamento daqueles do discurso que segue procurando um 1968 para chamar de seu. Por ora, temos as Forças Armadas avisando que apurarão casos de tortura.

      • Ainda sobre o regime militar, temos esta sakamoteada. Em tese há razão em se falar sempre sobre o que aconteceu para que nunca mais se repita, mas há uma bela diferença entre falar só o que acontecia nas masmorras da ditadura e dizer que guerrilheiros queriam democracia e fazer uma análise equilibrada que não só mostre as atrocidades cometidas pelo Estado como também aquelas dos supostos defensores da democracia que na realidade buscavam a instauração do comunismo por aqui. Observe-se que ele fala de algo entranhar nos ossos de alguém, em vez de algo ficar gravado no cérebro para que as pessoas analisem bem o cenário todo. A seguir, os comentários, o primeiro deles de sakamotete que quer ocultar o fato de que marxismo-humanismo-neoateísmo é sempre na forma de ditadura:

        Eduardo Adauto 6 horas atrás

        Concordo integralmente! Ditaduras e seus crimes hediondos não podem ser esquecidos jamais, assim como os horrores do holocausto judeu e do genocídio em massa de Hiroshima e Nagasaki. E doloroso lembrar, mas é fundamental, sempre. Anistiar torturador é contra qualquer conceito de humanidade. Sou a favor da punição, dentro da lei como deve ser. Infelizmente, as penas serão aplicadas aos que ainda estão vivos.

        Eduardo Adauto 1 hora atrás

        Não Abrãao, não faltaram porque estão no rol das ditaduras sejam elas de direita ou de esquerda. Ninguém pode ser a favor de ditaduras. Aqui no Brasil tivemos apenas as ditaduras de direita, não precisamos pedir emprestado nada a ninguém.

        Abraão Soares 1 hora atrás

        Faltaram algumas ditaduras nessa lista, não? Ou as vermelhas não contam?

        billy bones 5 horas atrás

        não é preciso recontar tanto a estória, ela já foi recontada 2000 vezes, em filmes, musicas, series de tv. nela, jovens cheios de ideais “nobres” desafiam o regime; eles não roubam, expropriam; não sequestram, cometem “crimes políticos”; não explodem bombas, mas “lutam contra o capitalismo”. as vítimas deles, vigilantes de bancos, guardas civis, taxistas, lavradores, cujos assassinatos eles confessam rindo na tv, são pessoas sem grife, sem direitos, que já foram desumanizadas pela mídia, e não causam mais pena nem emoção em ninguém…

        Alessandro Ikeuchi 4 horas atrás

        É preciso contar toda a história para as novas gerações, pois não foi a briga do demônio contra um anjo, mas sim de demônios. Temos atentados a bomba, os sequestros, roubos a banco com vítimas… Anos de chumbo não é só tortura não, não existe o monopólio do crime por parte dos militares. Ambos queriam uma ditadura de uma forma ou de outra. E mais difícil de entender é que ambos os lados oneram as novas gerações com suas rendas vitalícias, tanto o fascínora militar quanto guerrilheiro que esteve a serviço das ditaduras comunistas e da União Soviética.

        Odeio tudo isso 4 horas atrás

        Não Alessandro. Para o blogueiro, todo crime cometido pela causa é justificável e louvável. Para ele, os “revolucionários” lutaram pela democracia no Brasil.

        Odeio tudo isso 3 horas atrás

        É necessário doutrinar os jovens para que pensem como você?

        Le_Mex 2 horas atrás

        Ditadura brasileira foi algo realmente horrível e triste mas gostaria de saber como acabar com a ditadura Cubana? Pode me responder?

        Sérgio Leôncio 53 minutos atrás

        Estranho este teu, eu diria, eufemismo torturante: “até entrar nos ossos e vísceras de nossas crianças e adolescentes”. Parece-me inapropriado e inconveniente para o momento. Por outro lado, não sei se você sabe, mas as FA decidiram fazer uma investigação do período. Bom, não poderíamos esperar outra postura do EMFA que não fosse essa, uma vez que as FA vêm participando de governos que são opostos ao regime de 64 desde 85. Afinal, não se pode participar e ser contrário ao mesmo tempo. Agora, o que não se pode é iniciar uma campanha de execração dos nossos militares. As Forças Armadas são um bem sem tamanho do país. Houve insistência, a nação pediu, então, a luz iluminará os porões da morte. Seja lá o que vier destas trevas, temos de apoiar nossas tropas sempre, em especial neste momento de autorreflexão, para que abram seus documentos e consciências, não para a comissão, mas para a Verdade. Deferido.

        E também o que rola no Face. Ele anda tão obcecado com o termo “coxinha” ressignificado da forma marxista-humanista-neoateísta que também tem este episódio de vergonha alheia master, que gerou respostas como esta, esta, esta (que teve esta réplica, que por sua vez gerou esta e esta outra tréplica).

  15. Só concordo com a última citação dele quando se posiciona contra um partido (supostamente) militar. O domínio do site desse PMB possui dedos de marqueteiros do PT, e provavelmente foi criado para desmoralizar os militares nas eleições. As FABs não devem, jamais, possuírem partidos políticos e nem serem votadas em eleições. Elas devem, sim, intervir quando perceberem que a Constituição está sendo violada. E de fato a gente vê que ela vem sendo rasgada pelo atual governo nazi-comunista: urnas violáveis (comprovado experimentalmente por cientistas), assistencialismos que ferem artigos da Constituição (cotas raciais), criação de forças paramilitares (Black Blocs, Força Nacional de Segurança Pública). Ele erra ao dizer que o Brasil é uma democracia, já que vemos jornalistas, colunistas, blogueiros e vlogueiros sendo processados por emitirem opiniões sobre assuntos específicos, inclusive sobre políticos. E, por último, o referendo sobre a comercialização de armas ocorrido em 2005 em que a maioria do povo votou contra a proibição do comércio de armas, e o mesmo referendo não foi atendido.

    Que democracia é essa que quer o povo todo calado?

    Relação do pseudopartido militar com marqueteiro do PT:
    1) Vá ao site (http://registro.br)
    2) clique em Tecnologia > Ferramentas e na próxima página em “Serviço de diretório whois”
    3) digite o domínio: partidomilitar.com.br
    Observe a data de criação do domínio (21/11/2012).
    4) Pegue o nome do titular e jogue no Google entre aspas.
    Leia as notícias relacionadas e verá que outras pessoas já comentaram a respeito e que há realmente ligação com marqueteiro do PT.

    Referndo sobre o comércio de armas:
    http://pt.wikipedia.org/wiki/Referendo_no_Brasil_em_2005

  16. Fiquei pensando nesta citação do General: A criação de uma verdadeira consciência política dos jovens.
    Infelizmente nossa juventude é aliena, desprepara para fazer um bom juízo das coisas e portanto facilmente enganada. Nossas famílias, a base de tudo está desestruturada e nosso sistema de ensino, escolas também despreparadas não são boas formadoras de opinião e sendo assim, se deixam levar. São facilmente manipulados. Se dependermos de nossas população para salvar esse país estamos perdidos.
    Apesar de vivermos em uma certa democracia a mídia( canais de tv) que realmente atinge com mais força a grande parcela da população do Brasil só fala o que lhes convêem. Pessoas de peso que sabem realmente da história do brasil (suas lutas politicas) muitas vezes ficam acuados e procuram meios alternativos pra dizer o que pensam ou ficam só assistindo, também por que na tv não teriam vez ou o brasileiro está pouco se lixando pra que rumo o Brasil está caminhando, o que de repente pode ser um fato desmotivador.
    O fato é que vivemos num país onde grande parcela do povo ignora os acontecimentos ou por mais que esteja descontente, espera o salvador da Pátria.

    • Afranio

      Veja o frame: “infelizmente nossa juventude é aliena, desprepara para fazer um bom juízo das coisas”
      Veja o significado comunicado: “Infelizmente nossa proposta é incapaz de atingir os jovens, e, portanto, pelo bom juízo deles, é melhor que nos rejeitem”

      Esse é o problema de elaboração de discurso político. Temos que deixar de nos comunicar com nosso íntimo como se fossem SESSÕES DE DESABAFO, e publicamente explicar as coisas não só como elas são, mas como SERÃO PERCEBIDAS.

      Outro frame: “e portanto facilmente enganada”
      Mas veja só o retruque: “Mas sua proposta alternativa é tão ruim que nem tira esse ‘engano’ deles?”

      Outro: “Se dependermos de nossas população para salvar esse país estamos perdidos.”
      A verdade: “Dependemos dos intelectuais orgânicos de cada lado, e não ‘da população’. Nossos intelectuais orgânicos não tem por objetivo salvar o país?”

      Por fim,

      O fato é que vivemos num país onde grande parcela do povo ignora os acontecimentos ou por mais que esteja descontente, espera o salvador da Pátria.

      Não seria melhor para a direita começar a atuar politicamente de fato ao invés de deixá-los esperando vivendo em ilusão?

      • Lucianohenrique

        A percepção é que nesse cenário de politica nacional onde vivenciamos um jogatina constante, suas regras e resultados, em Brasília, têm prejudicado imensamente o país.
        Direita ou esquerda, as propostas ou promessas de campanhas não são exequíveis na prática.
        Infelizmente pagamos um preço muito alto na política que vivenciamos hoje para tentar compatibilizar interesses de todos.

    • Afranio, a revolução cultural de um país é imposta à força pelo Estado. Os livros do MEC PTistas idolatram ditadores e o socialismo. Os jovens que estão crescendo hoje sob essa nova educação, de 2003 para cá, acham que ser socialista/comunista é normal, é legal, é defender a paz e a igualdade, porque isso está escrito nos livros do MEC e os professores vem ensinando assim! Isso é pura doutrinação ideológica e não há como estudantes de ensino médio ou do ginásio contestar os livros impostos pelo Estado, afinal, há uma grande burocracia para se ter acesso às informações verdadeiras no idioma português. Na internet, há a Wikipedia que quebra um galho, mas a Wiki em PT não é confiável quando o tema se trata de ciências humanas (História, Política, Economia, Sociologia..). Não tem como vencer um governo que impõe sua ideologia em crianças e adolescentes, sendo que não temos acesso livre às informações verdadeiras e de forma confiável. O certo deveria ser scannear o maior número possível de livros antigos e colocá-los gratuitamente na internet. Mesmo assim ainda haveria questionamentos acerca da credibilidade dos mesmos. É bom lembrar também que a juventudade Hitlerista foi criada dessa mesma maneira.

      • Joca

        Triste essa nossa realidade. Como vencer essa doutrina imposta não é mesmo? Será que a mudança de um governo petista mudaria o cenário? Há muito o que ser feito.

        Segundo uma revista francesa.

        A capa toda negra, onde se lê “Peur sur le Mondial”, algo como: “O mundial
        do medo”, sendo que a letra O da palavra “mondial” está a bandeira do
        Brasil, e onde deveria estar escrito “Ordem e Progresso”, foi colocada uma
        tarja negra.
        No subtítulo diz: Atingido por uma crise econômica e social, o Brasil
        está longe de ser aquele paraíso imaginado pela FIFA para organizar uma
        Copa do Mundo, a menos de 5 meses do mundial, o Brasil virou uma terrível
        fonte de angústia. A revista FF é a mais respeitada publicação de futebol
        no mundo.

        O prêmio “Ballon d’Or”, foi criado por ela, e a FIFA teve que pagar para
        ter o direito de promover tal prêmio. Também foi dela a série de
        reportagens que culminaram na suspensão do campeonato Italiano de 2005/06,
        assim como as denúncias de corrupção que resultaram na queda de João
        Havelange.

        A revista pode ser acessada no site: http://www.francefootball.com mas apenas se
        vê a capa, a reportagem, de 12 páginas, não está liberada no Brasil.

        Alguns fatos sobre a copa:

        Política
        •Apesar do lema brasileiro: “Ordem e Progresso”, o que menos se vê na
        preparação deste mundial, é Ordem ou Progresso.
        •A FIFA não pediu o Brasil para sediar a Copa, foi o Brasil que procurou a
        FIFA e fez a proposta.
        •A corrupção no Brasil é endêmica, do povo ao governo.
        •A burocracia é cultural, tudo precisa ser carimbado, gerando milhões para
        os Cartórios.
        •Tudo se desenvolve a base de propinas.
        •Todo o alto escalão do governo Lula está preso por corrupção, mas os
        artistas e grande parte da população acham que eles são honestos, e fazem
        campanhas para recolher dinheiro para eles.
        •Hoje, tudo que acontece de errado no Brasil, a culpa é da FIFA, antes era
        dos EUA, já foi de Portugal, o brasileiro não tem culpa de nada.
        •O Brasileiro dá mais importância ao futebol do que à política.
        •O Brasileiro elege jogadores de futebol para cargos públicos.
        •Romário (ex-Barcelona) é hoje deputado. Aproveita o descontentamento com
        a Copa para se auto-promover, mas nunca apresentou um projeto de lei sobre
        saúde ou educação. Sua meta é dar ingresso da Copa para pobre (como se
        essa fosse a prioridade para um pobre brasileiro).
        •O Deputado mais votado do Brasil é um palhaço analfabeto e banguela, que
        faz uma dança ridícula, com roupas igualmente ridículas, e seu bordão é:
        “pior que está não fica”. Será?
        •Em uma das músicas deste palhaço analfabeto ele diz: “Ele é ladrão mas é
        meu amigo!”, Isso traduz bem o espírito do Brasileiro.
        (http://letras.mus.br/tiririca/176533/)
        •Brasileiros se identificam com analfabetos.
        •A carga tributária do Brasil é altíssima maior que a da França, e os
        serviços públicos são péssimos comparáveis aos do Congo.
        •Mas o Brasileiro médio pensa que ele mora na Suíça. Quem está lá, na
        verdade, é a FIFA.- Há um dito popular que diz que “Deus é brasileiro”.
        •A FIFA, como imagem institucional, busca não associar-se a ditaduras.
        Tanto que excluiu a África do Sul na época do Aparthaid e, ao contrário do
        COI, recusou a candidatura da China, apesar das ótimas condições que o
        país oferecia. Mas o Brasil, sede da Copa, vive um caso de amor com
        ditaduras.
        •O Brasil pleiteava uma cadeira no Conselho de Segurança da ONU, para
        sentar-se ao lado França, mas devido ao seu alinhamento com ditaduras, a
        França já se manifestou contrariamente.
        •A Presidente Brasileira parece estar alienada da realidade e diz que será
        o melhor mundial de todos os tempos, isso, melhor que o do Japão, dos EUA,
        da França, da Alemanha.
        •O governo brasileiro acaba de gastar 400 milhões de Euros com compras de
        armas para a polícia e disse estar disposto a colocar o exército na rua
        para proteger a Copa contra os… Brasileiros (?) Isso mesmo, o governo
        está ameaçando seu próprio povo.
        •Há um movimento de alguns jogadores de futebol, liderado pelo ídolo do
        Lyon (França) Juninho Pernambucano, chamado “Bom Senso”, pedindo
        conscientização dos jogadores.
        •Analisando os países sedes desde 1970, o número de mortes em estádios,
        nos 16 anos prévios a cada edição da Copa: México: (1970): 06 mortes;
        Alemanha (1974): 00 mortes; Argentina (1978): 04 mortes; Espanha (1982):
        00 mortes; México (1986): 12 mortes; Itália (1990): 00 mortes; EUA (1994):
        00 mortes; França (1998): 00 mortes; Japão (2002): 00 mortes; Coreia do
        Sul (2002): 00 mortes; Alemanha: (2006): 00 mortes; Africa do Sul: (2010):
        17 mortes; Brasil: (2014): 234 mortes;
        •As autoridades dizem que foram pegas de surpresa!
        •Não há transporte por trens.

        Saúde
        •Reze para não ter problemas de saúde enquanto estiver alí.
        •Vacina contra febre amarela é recomendada.
        •Use repelentes, no Brasil ainda há pessoas morrendo com dengue, malária
        ou doença de chagas, já erradicadas na França no século XVIII.
        •Faça um seguro de saúde privado antes de ir ao Brasil.
        •Médicos privados cobram mais de 100Eurs por consultas de 20minutos.
        •Os hospitais públicos são péssimos, comparáveis a zonas de guerra. Vide
        •A frase de Ronaldinho Fenômeno virou hit no Twitter e record e
        visualizações no youtube.
        •O Pelé pediu para os Brasileiros esquecerem os problemas e curtirem a Copa.

        Hospedagem
        •Paris é a cidade mais visitada do mundo, com quase 20 milhões de turistas
        / ano. São Paulo é menos visitada que a pequena Benidorm na Espanha, ou
        que a cinza Varsóvia, na Polônia ou a poluída Chenzen na China.
        •São Paulo perde para Buenos Aires, Cuzco e outras cidades Sulamericanas.
        •Nem no Brasil é a mais visitada. Ninguém faz turismo em São Paulo.
        •Amarga o posto 68 na lista das mais visitadas do mundo.
        •No entanto, um hotel em São Paulo custa em média 40% mais do que se
        hospedar em um equivalente hotel em Paris.
        •Na época da Copa, um hotel de baixa qualidade em São Paulo chega a pedir
        800 Euros por noite.
        •Os brasileiros não tem hábito de intercambiar casas, alugar sofás ou
        hospedar pessoas por sites em internet.
        •Leve adaptador de tomada. O Brasil adotou um sistema que só existe no
        Brasil, e muda a cada 4 ou 5 anos, gerando milhões para algumas empresas.

        Telecomunicações
        •Minuto de celular mais caro do mundo. Vide
        http://www1.folha.uol.com.br/mercado/2013/10/1352956-minuto-do-celular-no-brasileo-mais-caro-do-mundo.shtml
        •O sinal é péssimo, um dos piores do mundo.
        •4G não existe na maioria das cidades.
        •A internet é horrível e caríssima. Para o Brasil chegar aos níveis do
        Iraque deveria dobrar o investimento em banda larga. Vide
        http://veja.abril.com.br/noticia/vida-digital/conexao-de-internet-no-brasilemais-lenta-que-no-iraqueecazaquistao

        Segurança
        •Se você não gostou do que leu até agora, o pior está aqui.
        •No Brasil há mais assassinatos que na Palestina, no Afeganistão, Síria e
        no Iraque JUNTOS.
        •No Brasil há mais assassinatos que em toda a AMÉRICA DO NORTE + EUROPA +
        JAPÃO + OCEANIA.
        •A guerra do Vietnã matou 50.000 pessoas em 7 anos. No Brasil se mata a
        mesma quantidade em um ano.
        •Ano passado foram 50.177 segundo o governo, segundo a ONGs superam 63.000
        mortes.
        •Todo brasileiro conhece alguém que foi assassinado.
        •1% dos casos resultam em prisão.
        •Este 1% não chega a cumprir 1/6 da pena, e é beneficiado por vantagens
        que se dão aos criminosos.
        •As prisões parecem masmorras e não recuperam.
        •Rebeliões com dezenas de mortos, pessoas decapitadas, esquartejadas são
        frequentes.
        •Recomenda-se levar uma pequenas quantidade de dinheiro para caso de
        assaltos. É comum assassinarem as pessoas que nada tem para o assalto.
        •Não leve o cartão consigo, você pode ser vítima de uma espécie de
        sequestro que só tem no Brasil: “Sequestro Relâmpago”.
        •Não use relógios, máquinas fotográficas, celulares, pulseiras, brincos,
        colares, anéis, bolsas caras, bonés caros, óculos caros, tênis caro,
        etc… Vista-se da forma mais simples possível.
        •Se for assaltado, não reaja.
        •Não ande pelas ruas após as 22hs.
        •Caixas eletrônicos não funcionam após as 22h30, devido aos assaltos. Os
        políticos, no lugar de aumentar a segurança, tiveram a brilhante idéia de
        proibir o cidadão de bem de tirar dinheiro do caixa.
        •Os bancos fecham as 16hs.
        •Só faça câmbio em bancos ou casas autorizadas. Existe uma grande
        quantidade de moeda falsa e estrangeiros são alvo fácil.
        •Policiais são monoglotas. Aprenda frases como: “Eu fui assaltado”;
        “preciso de ajuda”, “estou ferido”, “sou francês, leve-me ao consulado por
        favor”
        •Há falsas blitz para assaltar pessoas.

        Conclusão
        •O que falta no Brasil é educação. Os números são assustadores, mesmo
        quando comparados com seus vizinhos sulamericanos.
        •O Brasil tem uma porcentagem de universitários menor que o Paraguai;
        •Apenas 3% dos Brasileiros são bilingues.
        •A Argentina tem 5 prêmios Nobel, a Colombia 3, o Chile 3, a Venezuela 1,
        a Colombia 4, o Brasil? Zero!
        •Entre as 300 melhores Universidades do mundo, não tem nenhuma
        Universidade Brasileira.
        •O país tem 9% de analfabetos;
        •No Brasil há 33.000.000 de analfabetos funcionais.
        •Ano passado surgiram 300.000 novos analfabetos.
        •No ranking da ONU de 2012 o Brasil, que já estava mal colocado, caiu mais
        3 posições, e hoje é o número 88 no mundo. (A França é 5.)
        •O Brasil fica atrás de Belize, Ilhas Fiji, Tchad, Azerbaijão, Ilhas
        Maurícios, Uzbequistão, Mongólia, Paraguai, Trinidad e Tobago, Belarus,
        Tijiquistão, Botswana, São Tomé e Príncipe, Namíbia, Santa Lúcia,
        Moldavia… Até atrás da Palestina em guerra, o Brasil conseguiu ficar.
        •UMA VERGONHA INTERNACIONAL mas o brasileiro está muito feliz de ser
        pentacampeão de futebol.

        Nos corredores da FIFA já se admite que foi o maior erro da história da
        Instituição eleger o Brasil como sede. O que se fala é que os dirigentes
        deveriam ter ouvido o grande Estadista Francês Charles de Gaulle, quando
        disse:

        “O Brasil não é um país sério”

  17. Ele fala que a solução é a “democracia”, e que por isso podemos esquecer a intervenção Militar.
    Oras, o Exercito precisa seguir a constituição brasileira, uma vez que o PT não a siga. Então já que heleno acredita na democracia, como explica o fato do PT não acreditar e não respeitar? Deixaremos eles tomarem o poder inconstitucionalmente? Nao faremos nada? ficaremos de mãos atadas?

    • O problema é que para propor uma intervenção militar, você precisa de apoio declarado a isso. Precisa “criar um movimento”. mas se fizer isso, o frame “ditador” ficará cravo na testa de direitistas, e aí a esquerda ganha mais uma batalha de frames, como sempre faz. Ou seja, não temos outra opção que não ir para a guerra cultural.

  18. Cheguei tarde. Mas ainda é tempo. O Ilustre General Heleno tem que colocar na cabeça que nunca alcançaremos a democracia de verdade através dessa falsa democracia (OCLOCRACIA). É preciso um “choque”. Quem melhor para dá-lo que as FFAA? Só elas podem. Minha colaboração: “DEMISSÃO DA PRESIDENTA NA CANETA OU BAIONETA?”,ou “AS FORÇAS ARMADAS PODEM INTERVIR?”.http://www.alertatotal.net/2015/02/demissao-da-presidenta-na-caneta-ou.html

    • Esqueci de abordar: O General tem toda a razão em ser contra o tal “Partido Militar”. Eles entrariam numa “fria”. Estriam escolhendo as armas do “inimigo”,que são (1) a oclocracia:(2) a patifaria ; ?(3) a arte de roubar: (4) a mentira. Nunca eles conseguiriam ganhar dos “outros”. Creio até que tal partido seja ideias dos outros partidos.

Deixe uma resposta