Patrulhamento ideológico contra Ronaldo demonstra homofobia e duplo padrão dos petralhas

20
236

ronaldo-vergonha

Como qualquer cidadão brasileiro intelectualmente honesto faria, Ronaldo manifestou vergonha em relação à organização da Copa do Mundo.

Disse ele: “E de repente chega aqui é essa burocracia toda, uma confusão, um disse me disse, são os atrasos. É uma pena. Eu me sinto envergonhado, porque é o meu país, o país que eu amo, e a gente não podia estar passando essa imagem para fora”. 

Incapaz de agir como um ministro, Aldo Rebelo foi para o bate-boca: “A frase dita pelo Ronaldo, tomada de forma isolada, é um chute contra o próprio gol, já que ele foi parte do grande esforço para construir a Copa do Mundo. Esse grande evento não será motivo de constrangimento para o país que construiu a sétima economia do mundo e é o maior vencedor de todos os Mundiais. Estou seguro de que não só o Ronaldo, mas todos os brasileiros e turistas estrangeiros que vierem nos visitar terão orgulho, e não vergonha.”

Na lógica de Rebelo, quem participa de um empreendimento público, não tem direito de criticar o mal andamento deste empreendimento. Como sempre, a tônica totalitária do discurso petista fica evidente.

Até mesmo Dilma, também incapaz de agir como presidente, foi patrulhar o que Ronaldo disse. Veja o que ela disse: “Tenho orgulho das nossas realizações, não temos do que nos envergonhar e não temos o complexo de vira-latas, tão bem caracterizado por Nelson Rodrigues se referindo aos eternos pessimistas de sempre”.

O engraçado é que temos agora o mesmo discurso ufanista dos tempos da Ditadura Militar. Quem te viu quem te vê, PT! A partir de agora, quem criticar a organização da Copa passa a ser tratado como um “inimigo”.

Para que não digam que estou exagerando, observe algumas amostras tiradas da caixa de comentários do Brasil247, onde vemos o MAV em ação:

  • “Qual a moral que tens pra cobrar organização nem que seja de um cabaré, seu rolabosta. Tu foste flagrado num motel com 3 travecos.”
  • Você devia se envergonhar de ter sido pego em um motel com 3 travecos! “
  • Ronaldo não fala nada por nada. É um garrador de TRAVESTI. Não tem moral Alguma com o povão brasileiro.”
  • “O Ronaldo tem vergonha das pessoas saberem que dá e come c… Ele gosta é de traveco! Cabra safado! Pó parar traveco…”
  • Cala a boca, bochudo. Tu nem sabe distinguir mulher de traveca….”
  • Ele não tem vergonha de ser preso por sair com os travestis que fizeram barraco porque ele não pagou.”
  • Quando você estava se esfregando na MANDIOCA daqueles travestis que você saiu não sentiu vergonha nenhuma, não é? Isso sim é sentir vergonha, de seu pai, mãe, irmãos, ex-esposas, filhos, amigos… já pensou nisso?”

Bom, decerto eu acho que o fato de Ronaldo ser pego com travestis em um motel um tanto quanto constrangedor. Mas eu não sou da extrema-esquerda. Eu sou um liberal.

Já no discurso da extrema-esquerda quem faz qualquer tipo de menção discordante em relação ao comportamento gay é tachado de homofóbico.

Ademais, mesmo que eu ache constrangedora a situação de Ronaldo com os travestis, eu jamais diria que alguém que tenha sido pego nesta situação não deve mais ter o direito de expressar sua opinião. Pois isso sim é uma extrema discriminação e uma manifestação homofóbica.

Ou seja, os petralhas, que sempre usaram o movimento LGBT como parte de seu exército de idiotas úteis, agora coloca sua turba do MAV para lançar ataques homofóbicos contra Ronaldo.

Fica claro que o discurso “contra homofobia” declarado pela extrema-esquerda sempre foi mais falso que menstruação de travesti. Como sempre, mais um fingimento praticado por totalitários em busca de poder.

Fato: no momento em que eles se irritam quando alguém manifesta uma opinião contraditória, a extrema-esquerda sempre mostra sua face monstruosa.

Anúncios

20 COMMENTS

  1. Quem disse “é casado? tem filhos?” foi a progressista Marta Suplicy, contra Gilberto Kassab em 2008… Um blogueiro gay de esquerda sugeriu que parte das medidas tomadas pelo prefeito Kassab poderiam sugerir problemas com uma “homossexualidade reprimida”… Heloisa Helena costumava xingar Kátia Born de sapatona quando disputou com ela a prefeitura de Maceió, em 1996… Jean Wyllys adora tachar seus inimigos de homossexuais reprimidos, inclusive ele quase se colocou como um ombudsman da sexualidade do finado Clodovil Hernandez, já que ele não rezava na cartilha da militância LGBTWXYZ… Sem entrar no mérito da sexualidade do Ronaldo, que aliás é algo que deveria interessar apenas a ele, é típico dessa gente usar a sexualidade alheia como arma, quando convém. Um gay só serve se for obediente e calado ou militante. Senão, vira o lixo do lixo, sujeito as piores humilhações possíveis.

    • Esse pessoal vive o jogo político no nível de esgoto. Note que eles sempre chamam as pessoas que não rezam a sua cartilha pelo que elas MAIS odeiam e reprovam. Chamam negros de “negro da casa grande” ou de “capitão-do-mato”, sionistas de nazistas, donas de casa de “escravas do lar”, cristãos de “pessoas que colocariam Jesus na cruz”, mulheres de direita de misóginas…

  2. Ayan, você “sem querer querendo”, acabou também com o único argumento mais “sólido” deles: que o Ronaldo, por ser membro do COL, não poderia criticar. Bravo!

  3. É como eu sempre digo, esquerdistas não defendem ABSOLUTAMENTE NADA.
    Eles apenas fingem defender algumas coisas para chegarem ao PODER.
    Atualmente muitos deles FINGEM defender negros, homossexuais, mulheres, criminosos, etc… apenas
    porque NO MOMENTO eles consideram que essa defesa é útil para eles chegarem ao PODER.

    No EXATO instante em que esses grupos de pessoa não forem mais úteis à causa dos esquerdistas, que é o PODER TOTALITÁRIO, eles serão tão ou mais perseguidos e odiados quando é, atualmente, qualquer homem branco heterossexual cristão de direita, ou qualquer pessoa que possua um subconjunto desses atributos.

  4. Nesses casos podemos utilizá-los a nosso favor.

    Podemos colocar o endereço desse artigo do Brasil247 nos sites mais conhecidos que “representam” a tal “causa gay” no Brasil e denunciar a militância petista e o próprio site Brasil247 (por manter tais comentários) como homofóbicos.

    Podemos fazer a mesma coisa em relação ao assunto racismo.

    O caso do Ministro Joaquim Barbosa é um outro exemplo: Quando a militância petista e sites como o Brasil247 começar a atacar Joaquim Barbosa e outras pessoas famosas negras que não seguirem a cartinha petista, podemos indicar o endereço desses sites e blogs para sites de grupos que dizem “defender” a tal “causa negra”.

    Vamos fazer os militantes petistas e os sites que defendem o Governo do PT provarem do próprio remédio.

  5. Grande Luciano, tudo bem? Vou pedir permissão para (mais uma vez) mandar um off topic aqui.
    Conheces a Trilogia do Terceiro Reich, do historiador Richard Evans?
    Adquiri os dois primeiros volumes há poucos dias, mas ainda estou meio receoso com um possível viés ideológico do autor. Apesar de parecer escrever de forma técnica, ele parece ter sido influenciado por correntes marxistas durante seus primeiros anos na universidade. De qualquer maneira, gostaria de pedir a sua opinião quanto à obra. Vale para os amigos frequentadores do site também. Agradeço a todos pela ajuda, grande abraço!

    Leo

  6. Por falar em gays, essa reportagem merece até um texto:

    http://noticias.gospelmais.com.br/eleicoes-silas-malafaia-jean-wyllys-farpas-redes-sociais-67990.html

    Gostei da assertividade do Malafaia:

    “Deputado Jean Wyllys diz que se pastor for candidato a deputado pelo PSOL, não será candidato e pede para o partido o impedir. Se um pastor pedisse para impedir um gay de ser candidato, seria chamado de homofóbico, intolerante etc. Onde está a imprensa que não diz nada? Jean Wyllys ta com medo de perder a eleição para um pastor kkkkk Cadê o voto dos gays, já que eles dizem que são tantos? Que vergonha! O deputado gay tem a cara de pau de dizer que eu infiltrei o pastor no partido dele para ele perder. Gay com medo de pastor só kkkkkkkkkkkk”.”

    A resposta do Jean, para variar, foi chamá-lo de fascista (como se o partido dele fosse muito diferente das idéias fascistas -principalmente na defesa de um Estado grande e coletivista-).

  7. Luciano, não valeria a pena falar sobre a candidatura de Andrés Sánchez para deputado federal pelo PT? Está bem evidente que o partido (a quem muito interessa a eleição paulista, mas já está periclitante pelo quão fraco é o Alexandre Padilha, ainda mais depois de seu desempenho risível no Roda Viva e a história do André Vargas) quer um puxador de votos daquele, ainda mais se puder usar a torcida do Corinthians de inocente útil, acreditando que sua competente gestão presidindo o clube obrigatoriamente o credenciaria para o Legislativo.
    Não dá para dizer que o Sánchez está usando o PT como legenda de aluguel, uma vez que o próprio é amigo de longa data do Genoino e historicamente ligado ao marxismo-humanismo-neoateísmo. Fica parecendo que na prática o PT é que está alugando o ex-presidente do Timão para evitar tomar um vareio daqueles nas eleições proporcionais (ainda mais que em nosso método de eleição proporcional há o remanejo de votos dados a um candidato para eleger outros de uma mesma coligação). E pode ser que na prática ele acabe passando para a Câmara dos Deputados como um Eurico Miranda paulistano em vez de ter o destaque que vem tendo o Romário.

    Não existe nada que proíba que um ex-presidente de clube se candidate a um cargo legislativo e nada o impede de basear sua campanha no bom desempenho que teve enquanto sentado em tal cadeira, mas há a grande diferença de um clube de futebol ser uma entidade privada, que tem de publicar balanços e tem sócios e também torcedores aos quais prestar contas, estando essas esferas muito mais próximas do eleito do que estão aqueles que elegeram um deputado, ainda mais que o deputado só sabe que alguém nele votou se esse alguém declarar que fez isso, com o agravante de no Brasil um deputado que tenha subido por remanejamento de votos saber que muita gente votou nele por tabela sem perceber. Como já disseram, pode haver voto de torcedor do Corinthians remanejado para eleger palmeirense (Aldo Rebelo, do PC do B). E certamente alguém que votasse por base em clube odiaria saber que elegeu sem saber alguém que torce para outro clube.
    E como verá nos comentários da notícia que te passei, a maioria das pessoas está consciente de que o Andrés é alguém altamente competente no mundo das quatro linhas e preferiria que ele se candidatasse a presidente da CBF em vez de a deputado federal, até porque dentro do mundo futebolístico a coisa é muito mais gerencial do que ideológica (e quando é ideológica, aí sim fica ruim, como demonstra aquele ditado de “quando a Arena vai mal, mais um clube no Nacional. Quando vai bem, também”, que inchou o Brasileirão ao absurdo de 94 times em 1979). Acho que o próprio Andrés deve estar consciente de que enquanto ele se mantiver no campo estritamente futebolístico, mesmo que as pessoas saibam que ele é marxista-humanista-neoateísta, é uma área na qual ele tem apoio inclusive de torcedores de outros clubes (ao menos no caso de uma eleição para presidente da CBF). Porém, parece-me que ele está disposto a rifar o bom nome que construiu ao misturar futebol com religião política e o risco é o de ele, caso um dia seja presidente da CBF, cair em algo tão apagado como a gestão de um José Maria Marin da vida, eliminando as possibilidades de se aplicar o modelo de gestão que teve no Corinthians para transformar a CBF em algo que faça uma Bundesliga pagar comédia.

    Como por ora os candidatos ainda não foram anunciados e só o serão daqui a pouco tempo, ainda há chance de o Andrés reconsiderar possibilidades e notar que dentro do futebol ele tem muito mais apoio do que se sair dessa esfera e se expor ao crivo popular.

  8. NINGUÉM PROTESTA CONTRA O MENSALÃO, MAS TEM MAIS DE 3 MILHÕES DE PEDERASTAS NA PARADA GAY EM SÃO PAULO! ETA POVÃO BUNDÃO QUE VOTA NO PT LADRÃO DO MENSALÃO! SE TEM CACHAÇA E FUTEBOL, O ZÉ MANÉ VOTA NO PETE!

  9. FeMIMIMInistas, outro grupelho tão afinado com o movimento LGBT, fazem isso direto, quando se usa a lógica com elas: chamam-no de “viadinho”, “bicha”, “gay enrustido” e afins, em debates…

Deixe uma resposta